Aula de informática (denise e fernanda)

446 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
446
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de informática (denise e fernanda)

  1. 1. Profª Catarina Peres
  2. 2. A utilização da era moderna • A substituição da máquina de escrever para o computador. • A grande utilização do telefone móvel (celular). • A substituição do ensino presencial para o ensino a distância.
  3. 3. O uso do computador na Educação • Podemos utilizar para pesquisas. • A utilização na alfabetização, tanto para crianças, quanto para adultos. • A utilização para portadores de necessidades especiais. • Diminuição de custos e otimização da qualidade.
  4. 4. A Internet na Educação • Acessibilidade a fontes inesgotáveis de assuntos para pesquisas. • Desenvolvimento da autonomia. • Estímulos para pesquisar a partir de temas previamente definidos ou a partir da curiosidade dos próprios alunos.
  5. 5. A evolução da Tecnologia • Cada dia que passa, podemos perceber a evolução da tecnologia. O uso da máquina de escrever foi substituído pelo computador, sendo assim, podemos ter vários tipos de conhecimentos, como: a pesquisa na internet, etc. • O telefone móvel (celular) que cada vez mais está sendo utilizado para diversos meios de comunicação, como: internet, mensagem, telefonia, etc.
  6. 6. A era da Educação Informatizada • Com as mudanças da reforma do ensino, propostas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), em atendimento à nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), surge um novo conceito de currículo, no qual o enciclopedismo é posto de lado e se prioriza a realidade vivida pelo aluno, seu cotidiano. Um currículo flexível, que se ajuste à era informatizada, onde a escola, no processo ensino-aprendizagem, busque a relação entre conhecimento e vida, a articulação entre teoria e prática. Uma escola que ofereça experiências sintonizadas com a família, com a comunidade, que se adapte para receber o aluno. Não é mais o aluno se adaptando à escola, mas esta ao aluno.
  7. 7. A utilização do meio moderno • Como os avanços tecnológicos podem influenciar na sociabilidade dos indivíduos? • Como o fenômeno da • Internet pode agregar-se a isto e como pode ser? • Encarado junto ao conceito de Pós- modernidade, até que ponto as pessoas conseguem ou podem ser • atingidas por tal fenômeno? • São questionamentos que • fazemos para discutirmos a temática e tentarmos • elucidar um pouco das indagações cujas respostas ainda • são pouco exploradas e, conseqüentemente,inconsistentes /incompletas.
  8. 8. A tecnologia na 3ª Idade Imaginar uma pessoa da terceira idade (acima de 65 anos) utilizando tecnologias pode ser estranho para alguns, mas os casos mencionados não são aberrações. De acordo com levantamento de janeiro de 2002 do Ibope e Ratings, 1,5% dos 6,3 milhões de internautas domésticos brasileiros têm mais de 65 anos. Nos EUA, terra natal da Internet, a porcentagem é ainda maior. Os idosos totalizam 7,01% dos 80,8 milhões de usuários domésticos. No Brasil, porém, os internautas da terceira idade permanecem mais tempo conectados que os norte-americanos. Os brasileiros ficam, em média, cinco horas e 58 minutos por mês, contra três horas e 40 minutos dos americanos. Esse índice é superior ao registrado na faixa etária de dois a 11 anos, em que os usuários passam, em média, três horas e 26 minutos conectados ao mês. A única vantagem que aquele grupo possui é a agilidade na aquisição de novos conhecimentos .
  9. 9. Tecnologia na 3ª idade • De acordo com a professora doutora da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP), Yeda Aparecida de Oliveira Duarte, o cérebro humano saudável é capaz de absorver informações até morrer, mas, com o passar do tempo, ocorre um processo de lentificação no aprendizado. A vice-presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Tereza Bilton, diz também que "é claro que existem algumas limitações físicas como a visão e os movimentos. Porém, esses problemas são facilmente contornáveis. É só utilizar equipamentos mais adequados, como teclados e monitores maiores", explica. "Tenho muitos pacientes na faixa dos 80 anos que usam o computador e percebo que o aprendizado deles é sensacional. Essa atividade traz muitos benefícios às pessoas nessa idade, pois estimula o raciocínio, a percepção e a atenção, entre outros fatores".
  10. 10. Alunas: Fernanda Moura Denise Guimarães Bibliografia: Internet.

×