SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA


        As Atividades Complementares são componentes curriculares obrigatórios constantes dos Projetos
Pedagógicos dos Cursos Superiores de Tecnologia da UNIP, em consonância com as respectivas Diretrizes
Curriculares Nacionais.
        As Atividades Complementares possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades,
conhecimentos e competências do aluno, inclusive adquiridas fora do ambiente escolar, incluindo a prática de
estudos e atividades independentes, transversais, opcionais e de caráter interdisciplinar, especialmente nas
relações com o mundo do trabalho, nas ações de extensão junto à comunidade e no envolvimento inicial com
a pesquisa acadêmica.
        As atividades possíveis abrangem um leque de práticas complementares às aulas, incluindo
palestras, leituras, atividades culturais como filmes, peças teatrais, coral, cursos de extensão, exposições,
feiras, eventos cinematográficos, competições esportivas, fóruns de discussão, conferências, workshops e
visitas ligadas à área de abrangência do curso. São válidas, também, quaisquer outras atividades de cunho
pedagógico-cultural que sejam de interesse do aluno, isto é, atividades diversas que tenham relação direta
ou indireta com o curso escolhido, efetuadas em dias e horários extracurriculares.


1) Objetivos Gerais
        Alguns dos objetivos gerais a serem alcançados com a introdução das Atividades Complementares
nos Projetos Pedagógicos dos Cursos são:
    •    Complementar a formação profissional, cultural e cívica do aluno pela realização de atividades
         extracurriculares obrigatórias, presenciais ou a distância;
    •    Contribuir para que a formação do futuro egresso seja generalista, humanista, crítica e reflexiva;
    •    Despertar o interesse dos alunos para temas sociais, ambientais e culturais;
    •    Estimular a capacidade analítica do aluno no estudo e na avaliação de situações novas;
    •    Auxiliar o aluno na identificação e resolução de problemas, com uma visão ética e humanista;
    •    Integrar alunos de cursos distintos e ampliar o escopo de interesses dos mesmos;
    •    Incentivar o aluno na participação de projetos e ações sociais;
    •    Promover situações que exijam posturas de tomadas de iniciativas e revelem o espírito
         empreendedor dos alunos;
    •    Dispor o conhecimento e a vivência acadêmica com as comunidades externa e interna;
    •    Incentivar procedimentos de investigação científica.




2) Conteúdos Gerais (práticas e atividades)


                                                                                                              1
A seguir são citadas práticas que podem compor as Atividades Complementares:


    a) Artigos e/ou matérias publicadas em jornal, revistas / Fotografias e Artes Gráficas
         publicadas em revistas especializadas: Com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no
         semestre que o aluno esteja cursando. Apresentar resumo crítico com no mínimo 20 linhas, máximo
         02 páginas, anexar o recorte original ou cópia do artigo e/ou matéria lida;
    b) Atividades Assistenciais: Visitas (trabalhos em orfanatos, asilos, hospitais, igrejas e etc.).
         Apresentar resumo crítico com no mínimo 20 linhas e no máximo 2 páginas, anexar carta original
         da instituição certificando as horas trabalhadas.
    c) Atividades culturais (cinema, teatro, show, feiras, exposições, incluindo patrimônios culturais,
         patrimônios tombados, cidades históricas, monumentos, museus, museus de arte, memoriais, sítios
         de reservas naturais, etc.): Apresentação do relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas,
         com comprovante original ou autenticado de participação nos eventos, ou ainda, ingresso do cinema
         e teatro (originais) ou comprovante de locadora de filme/vídeo.
         * Em caso de material próprio (vídeos), apresentar um relatório (com os respectivos comprovantes:
         xérox da capa do filme ou comprovante de locação) de no mínimo 01 página revelando o que está
         contido no roteiro, dando uma idéia geral de toda a história;
         *ATIVIDADES CULTURAIS: deverão ser visitados e/ou assistidos aqueles que permitam análise
         crítica para o desenvolvimento do relatório. O aluno poderá utilizar de fotografias para enriquecer
         sua atividade;
    d) Atividades esportivas (torneios, jogos, cursos de dança, etc.): Apresentação de comprovante de
         participação e relatório com no mínimo 20 linhas , máximo 02 páginas;
    e) Curso complementar (técnico, livre, qualificação ou de extensão): Com aderência ao curso ou
         disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentar o comprovante de
         matrícula, com documento expedido pela escola comprovando a carga horária mensal do curso ou
         apresentar certificado de conclusão do curso no semestre em que o aluno esta cursando e relatório
         com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas;
    f)   Leitura de livros: com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja
         cursando. Apresentação de resumo crítico com no mínimo 20 linhas, máximo de 02 páginas;
    g) Organização e/ou participação em eventos acadêmicos: Apresentação das horas de
         participação e relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas;
    h) Palestras TV/WEB UNIP (disponibilizadas no site): Com aderência ao curso ou disciplinas
         envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentação de resumo crítico com no
         mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas, da palestra assistida, nome do palestrante, data, horário,
         tema da palestra (para acessar as palestras da TV WEB, acesse o site www.unip.br, clique no link
         TV/WEB e escolha as palestras);




                                                                                                          2
i)   Participação em Congressos, seminários e palestras: Preparar um relatório descrevendo
     resumidamente o que viu, considerando os pontos principais. O aluno poderá utilizar de fotografias
     para enriquecer a sua participação. Apresentação do relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02
     páginas e comprovante original ou autenticado de participação nestes eventos;
j)   Participação em cursos Extracurriculares: (línguas, extensão, treinamento): Apresentar o
     comprovante de matrícula, com documento expedido pela escola comprovando a carga horária
     mensal do curso e relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas;
k) Presença nas apresentações de PIM: Participação nas apresentações de PIM (excluindo a
     apresentação do próprio grupo), com comprovante de presença;
l)   Visitas Técnicas: As visitas devem ser consideradas como uma oportunidade de contato do aluno
     com um empreendimento empresarial. Sendo assim, é importante que o aluno quando realizar a
     visita tenha pelo menos uma noção do que deseja observar na empresa. Seguem abaixo algumas
     dicas para visitas técnicas a empresas com o objetivo de orientar o aluno na preparação de uma
     visita destacando alguns aspectos importantes de uma empresa que devem ser observados:
     •   Escolha uma empresa e justifique sua escolha ao indicar o objetivo da visita: Ex.: analisar a
         estrutura organizacional, processo de comunicação, relacionamento com o cliente, processos
         de produção, planejamento (estratégico, tático ou operacional), controle de qualidade, ambiente
         político ou econômico, qualificação da mão-de-obra (RH), etc.. Procure um tema relacionado ao
         seu curso;
     •   Informe-se sobre a empresa: pesquise o ramo e setor de atuação, constituição do capital social
         (Ltda., S/A, ME, etc.), fundação, localização (bairro, endereço, etc.). Você pode usar várias
         fontes como: internet, funcionários, guias empresariais, FIESP, CIEE, etc.;
     •   Marque uma visita com a empresa;
     •   Realização da visita: chegue no horário marcado e procure verificar: aspectos sociais (número
         de funcionários, nível de formação, distribuição, etnia, clima e cultura organizacional, etc.); tipo
         de estrutura organizacional ( departamentalização, matricial, funcional, projetos, etc.); principais
         produtos/serviços; processos chave (verticalização/terceirização); principais clientes e
         concorrentes.
     •   Solicite um comprovante de visita;
     •   O aluno poderá utilizar de fotografias para enriquecer sua visita;
     •   Elabore um relatório: objetivos da visita; perfil da empresa; relacione as informações
         levantadas; conclusão (analise critica a visita, comparando suas impressões com conceitos
         percebidos durante a pesquisa e/ou em aulas, opinião do autor sobre a experiência da visita e a
         empresa). – O aluno deve apresentar um relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02
         páginas com comprovante de visita expedido pela empresa visitada;




                                                                                                           3
3) Computação e Avaliação das Atividades Complementares


   a) O total da carga horária de Atividades Complementares estabelecido para os Cursos Superiores de
       Tecnologia de Comunicação Digital é de 200 horas, assim divididas em 50 horas por semestre,
       totalizando assim a carga horária necessária nos 4 semestres do curso;
   b) O aluno deve realizar diferentes atividades, dentre as oferecidas no quadro de atividades, no
       máximo, três atividades iguais (ex: três leituras, três participações em congresso, etc.) por
       semestre;
   c) A aceitação ou não da atividade realizada pelo aluno ocorre após a análise dos relatórios e/ou
       resumos juntamente com os comprovantes das atividades;
   d) Os alunos deverão entregar suas atividades conforme calendário estipulado pela coordenação do
       curso local;
   e) As atividades serão aceitas fora das datas de entregas estipuladas, se assim a coordenação do
       curso estabelecer;



* Caso o aluno tenha alguma dúvida em relação à pontuação, deverá entrar em
contato com seu coordenador de curso.




                                                                                                   4
4) Atividades: Valores equivalentes em horas
        Cada atividade realizada pelo aluno será convertida em horas. Tal conversão será feita em função
das propostas apresentadas nos Projetos Pedagógicos de cada Curso da UNIP.
        A tabela 1 mostra a conversão de cada tipo de atividade descrita no item 2 equivalentes em horas.
Tabela 1: Conversões de atividades nos valores equivalentes em horas dos Cursos Superiores de
Tecnologia.

                   ATIVIDADE                                          CARGA HORÁRIA

  Artigos e/ou matérias publicadas em
            jornais, revistas.
                                                                         Até 10 horas
 Fotografias e Artes Gráficas publicadas
      em revistas especializadas.
                                                                   10 horas/dia completo
          Atividades assistenciais


               Atividades culturais                                      Até 05 horas


              Atividades esportivas                                      Até 10 horas


               Curso complementar                                        Até 40 horas


                 Leitura de livros                                       Até 10 horas


Organização e/ou participação em eventos
                                                                         Até 10 horas
              acadêmicos


              Palestras TV WEB UNIP                                      Até 05 horas


       Participação em Congressos,
                                                                         Até 10 horas
          Seminários e Palestras


Participação em cursos extracurriculares                                   10 horas


   Presença nas apresentações de PIM                        1 hora a cada duas apresentações


                 Visitas técnicas                                        Até 10 horas

   O aluno deve realizar diferentes atividades dentre as oferecidas
   neste quadro, sendo no máximo, três atividades iguais (ex: três
    leituras, três participações em congresso, etc.) por semestre.
      O desrespeito a essa orientação resulta na invalidação das
              atividades que forem repetidas em excesso.




                                                                                                            5
5) Padrão e envio do Relatório e/ou Resumo das Atividades Complementares e horas
equivalentes válidas


         Conforme calendário estipulado pela Coordenação de Curso, o portfólio de Atividade Complementar
deve ser entregue na Coordenação do Curso ou a quem o coordenador designar, onde o aluno está
matriculado, formatado e padronizado em pasta única, ou seja, o aluno deverá agrupar todos os relatórios
e/ou resumos, acompanhada de documentações comprobatórias em uma pasta para documentos (tipo
fichário, Romeu/Julieta, pasta com aba-elástico, etc), contendo: capa, ficha de controle de entrega das
atividades, resumos e/ou relatórios das atividades desenvolvidas no semestre, lembrando que cada atividade
deve apresentar um relatório e/ou resumo e por último os comprovantes como: ticket, certificado, impresso
etc.
         As horas equivalentes atribuídas a cada atividade e que forem de fato validadas pela Coordenação
de Curso serão somadas e, se atingirem o valor total da carga horária estabelecida no curso, resultará na
aprovação do aluno. O não cumprimento da carga total de Atividades Complementares ao término do curso,
o aluno será reprovado, ou seja, não receberá o Certificado de Conclusão de Curso. Caso isso ocorra, o
aluno deverá entrar em contato com a Secretaria local, para verificação dos procedimentos para entrega das
Atividades Complementares, validação e lançamento das horas.


6) Orientações – Elaboração de relatórios
       Redigir um texto contendo as sugestões seguintes:
       1) Identificação do curso;
       2) Identificação pessoal: nome, número de Registro Acadêmico (RA) e sigla de turma;
       3) Identificação da atividade:
         •   Atividade desenvolvida (visita a museu, leitura de livro...);
         •   Local, data e duração da atividade (se for o caso);
         •   Pessoa ou entidade responsável (curador do museu, autor do livro...);
         •   Frase síntese.
       4)Texto:
         •   Introdução = objetivo;
         •   Desenvolvimento = relato cronológico da atividade, com detalhes e avaliações;
         •   Conclusão = sugestões ou recomendações a partir do exposto, ou retomada sintética do
             exposto.
       5) Anexos (ingressos, fotos...);
       6) Local e data do relatório;
       7) Assinatura.




                                                                                                        6
Observação
      Utilizar uma LINGUAGEM sóbria, objetiva (centrada no objeto), precisa, sem elogios ou exageros,
denotativa, simples e correta.


7) Considerações Finais


         •   Todos os relatórios e/ou resumos devem ser de AUTORIA DO ALUNO e MANUSCRITOS,
             contendo um resumo e/ou relatório de no mínimo 20 linhas, máximo de 02 páginas;
         •   Não serão aceitos relatórios e/ou resumos iguais ao de outros alunos ou cópias obtidas da
             internet ou de outra fonte similar de consulta;
         •   Não serão aceitos comprovantes que apresentem apenas assinatura, sem carimbo, sem data
             ou sem especificação da atividade realizada pelo aluno;
         •   Nas atividades esportivas não será aceito declarações dizendo que o aluno não pode realizar
             atividades físicas;
         •   Caso o aluno utilize filmes ou livros, de acervo próprio, deverá enviar comprovante;
         •   As leituras de artigos incluem artigos técnicos, científicos, de jornais e de revistas
             especializadas, que tenham aderência ao curso ou disciplinas referentes ao semestre que
             esteja cursando;
         •   Somente serão validadas como cumprimento de horas de Atividades Complementares da série
             (semestre) as atividades realizadas no próprio semestre;
         •   Estágio ou atividade que faça parte das obrigações profissionais do aluno, não é aceito
             como Atividade Complementar;
         •   O aluno que não tiver validado o número mínimo de horas necessárias para a aprovação no
             semestre (50 horas/semestre), segundo critérios da Coordenação Geral dos Cursos Superiores
             de Tecnologia, poderá ser considerado as horas já cursadas, porém, insuficientes para
             aprovação, ou seja, o aluno poderá “completar as horas não cumpridas no semestre anterior”,
             no próximo semestre e assim sucessivamente, até atingir o total de horas de Atividades
             Complementares do Curso (200 horas) para aprovação;
         •   Após verificação dos relatórios e/ou resumos das Atividades Complementares, das
             documentações anexas e validação das horas, essas horas serão registradas pela
             Coordenação de Curso em mapa de notas emitido pela Secretaria local.


* Sugerimos que os alunos mantenham uma cópia de todos os documentos das
atividades até o final do curso para eventuais consultas.




                                                                                                      7
1º - Capa


                       UNIP
              UNIVERSIDADE PAULISTA




                     PORTFÓLIO

            ATIVIDADES COMPLEMENTARES




                   Nome completo do aluno:
                   RA:
                   Curso:
                   Semestre:




                 Nome da Unidade/Local
                         2012




                                             8
MODELO
2° Ficha de controle de entrega das Atividades Complementares




                                                                9
MODELO
3º - Relatório e/ou Resumo




                                      10
4º Ficha de acompanhamento de Atividade Complementar (controle para o aluno).




                                                                                11

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesKamilla Rodrigues
 
Modelo de relatório de estágio organizado
Modelo de relatório de estágio   organizadoModelo de relatório de estágio   organizado
Modelo de relatório de estágio organizadoJúlio César Araújo
 
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...baibicalho
 
Oficio da escola
Oficio da escolaOficio da escola
Oficio da escolafasifo
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoElicio Lima
 
Relatório power point escola -
Relatório power point   escola -Relatório power point   escola -
Relatório power point escola -lenildalopes
 
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmara
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmaraOficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmara
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmaraFolha de Pernambuco
 
Aula 8. modelo plano ensino de disciplina
Aula 8. modelo plano ensino de disciplinaAula 8. modelo plano ensino de disciplina
Aula 8. modelo plano ensino de disciplinaKarlla Costa
 
Carta convite para compor banca examinadora
Carta convite para compor banca examinadoraCarta convite para compor banca examinadora
Carta convite para compor banca examinadorareginaeduc
 
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar LOCIMAR MASSALAI
 
Ficha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminárioFicha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminárioRoberto Rorras Moura
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaRafaelBorges3
 

Mais procurados (20)

Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Modelo de relatório de estágio organizado
Modelo de relatório de estágio   organizadoModelo de relatório de estágio   organizado
Modelo de relatório de estágio organizado
 
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
 
Oficio da escola
Oficio da escolaOficio da escola
Oficio da escola
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivo
 
061 relatorio modelo
061 relatorio modelo061 relatorio modelo
061 relatorio modelo
 
Relatório power point escola -
Relatório power point   escola -Relatório power point   escola -
Relatório power point escola -
 
Plano de sessão
Plano de sessãoPlano de sessão
Plano de sessão
 
Oficio
Oficio Oficio
Oficio
 
Modelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínioModelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínio
 
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmara
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmaraOficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmara
Oficio 13 2013 solicitação de reunião com preseidência da câmara
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Aula 8. modelo plano ensino de disciplina
Aula 8. modelo plano ensino de disciplinaAula 8. modelo plano ensino de disciplina
Aula 8. modelo plano ensino de disciplina
 
Carta convite para compor banca examinadora
Carta convite para compor banca examinadoraCarta convite para compor banca examinadora
Carta convite para compor banca examinadora
 
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
 
Ficha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminárioFicha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminário
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 
Oficio modelo convite
Oficio modelo   conviteOficio modelo   convite
Oficio modelo convite
 

Semelhante a Manual Atividades Complementares Cursos Tecnologia

Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014Felipe Bugov
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Valdinede Rocha Furin
 
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUAL
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUALLATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUAL
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUALLATEC - UFF
 
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTES
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTESManual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTES
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTESSistema de Bibliotecas da UEL
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Lilian Fontanari
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Patricia Calderón
 
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattes
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattesManual de-preenchimento-do-curriculo-lattes
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattesEdinalSilva
 
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...PIBID UFPEL
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2paulocsm
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Universal.org.mx
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Henrique Salustiano
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Henrique Salustiano
 
Projecto etapa a etapa 2003
Projecto etapa a etapa   2003Projecto etapa a etapa   2003
Projecto etapa a etapa 2003Diogo Soares
 
Atividades complementares
Atividades complementaresAtividades complementares
Atividades complementaresFabiano Machado
 
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)Manual de atividades complementares 2015 direito (1)
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)Direito Fasec
 
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdf
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdfEnsino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdf
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdfJoão Paulo Freire
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Eslei Reis
 

Semelhante a Manual Atividades Complementares Cursos Tecnologia (20)

Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
 
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUAL
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUALLATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUAL
LATEC - UFF- CURRICULO LATTES - MANUAL
 
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTES
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTESManual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTES
Manual de preenchimento do curriculo - Plataforma LATTES
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
 
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattes
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattesManual de-preenchimento-do-curriculo-lattes
Manual de-preenchimento-do-curriculo-lattes
 
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...
O PIBID - A formação do professor de Artes Visuais e as atividades de ensino ...
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
 
Projecto etapa a etapa 2003
Projecto etapa a etapa   2003Projecto etapa a etapa   2003
Projecto etapa a etapa 2003
 
Dominio A
Dominio ADominio A
Dominio A
 
Atividades complementares
Atividades complementaresAtividades complementares
Atividades complementares
 
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)Manual de atividades complementares 2015 direito (1)
Manual de atividades complementares 2015 direito (1)
 
Manual da epociências
Manual da epociênciasManual da epociências
Manual da epociências
 
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdf
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdfEnsino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdf
Ensino à distância noções estéticas para aplicar em materiais didáticos..pdf
 
Modelo aacc
Modelo aaccModelo aacc
Modelo aacc
 
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
Manual de-preenchimento-do-currc3adculo-lattes-110516132649-phpapp01
 

Mais de producaoaudiovisualunip (20)

Toutankhamon
ToutankhamonToutankhamon
Toutankhamon
 
Pré hist
Pré histPré hist
Pré hist
 
Folha de rosto atividade complementares
Folha de rosto atividade complementaresFolha de rosto atividade complementares
Folha de rosto atividade complementares
 
Livro de horas
Livro de horasLivro de horas
Livro de horas
 
Historia da arte unip
Historia da arte unipHistoria da arte unip
Historia da arte unip
 
Barroco imagem
Barroco imagemBarroco imagem
Barroco imagem
 
Arte e cultura
Arte e culturaArte e cultura
Arte e cultura
 
Capitulo3 eb
Capitulo3 ebCapitulo3 eb
Capitulo3 eb
 
Capitulo2 eb extra
Capitulo2 eb extraCapitulo2 eb extra
Capitulo2 eb extra
 
Capitulo2 eb
Capitulo2 ebCapitulo2 eb
Capitulo2 eb
 
Capitulo1 eb extra
Capitulo1 eb extraCapitulo1 eb extra
Capitulo1 eb extra
 
Capitulo1 eb
Capitulo1 ebCapitulo1 eb
Capitulo1 eb
 
Aula04 cpg imagem
Aula04 cpg imagemAula04 cpg imagem
Aula04 cpg imagem
 
Aula03 cpg alfabetismo-visual
Aula03 cpg alfabetismo-visualAula03 cpg alfabetismo-visual
Aula03 cpg alfabetismo-visual
 
Aula02 cpg elementbasicos
Aula02 cpg elementbasicosAula02 cpg elementbasicos
Aula02 cpg elementbasicos
 
Aula01 cpg conceito-design
Aula01 cpg conceito-designAula01 cpg conceito-design
Aula01 cpg conceito-design
 
Signos cultura das mídias - lucia santaela
Signos   cultura das mídias - lucia santaelaSignos   cultura das mídias - lucia santaela
Signos cultura das mídias - lucia santaela
 
Livro o que é semiótica lucia santaella - editora brasiliense
Livro o que é semiótica   lucia santaella - editora brasilienseLivro o que é semiótica   lucia santaella - editora brasiliense
Livro o que é semiótica lucia santaella - editora brasiliense
 
Ca resumo para np1
Ca   resumo para np1 Ca   resumo para np1
Ca resumo para np1
 
Registro visualesonoro aula1
Registro visualesonoro aula1Registro visualesonoro aula1
Registro visualesonoro aula1
 

Manual Atividades Complementares Cursos Tecnologia

  • 1. MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA As Atividades Complementares são componentes curriculares obrigatórios constantes dos Projetos Pedagógicos dos Cursos Superiores de Tecnologia da UNIP, em consonância com as respectivas Diretrizes Curriculares Nacionais. As Atividades Complementares possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades, conhecimentos e competências do aluno, inclusive adquiridas fora do ambiente escolar, incluindo a prática de estudos e atividades independentes, transversais, opcionais e de caráter interdisciplinar, especialmente nas relações com o mundo do trabalho, nas ações de extensão junto à comunidade e no envolvimento inicial com a pesquisa acadêmica. As atividades possíveis abrangem um leque de práticas complementares às aulas, incluindo palestras, leituras, atividades culturais como filmes, peças teatrais, coral, cursos de extensão, exposições, feiras, eventos cinematográficos, competições esportivas, fóruns de discussão, conferências, workshops e visitas ligadas à área de abrangência do curso. São válidas, também, quaisquer outras atividades de cunho pedagógico-cultural que sejam de interesse do aluno, isto é, atividades diversas que tenham relação direta ou indireta com o curso escolhido, efetuadas em dias e horários extracurriculares. 1) Objetivos Gerais Alguns dos objetivos gerais a serem alcançados com a introdução das Atividades Complementares nos Projetos Pedagógicos dos Cursos são: • Complementar a formação profissional, cultural e cívica do aluno pela realização de atividades extracurriculares obrigatórias, presenciais ou a distância; • Contribuir para que a formação do futuro egresso seja generalista, humanista, crítica e reflexiva; • Despertar o interesse dos alunos para temas sociais, ambientais e culturais; • Estimular a capacidade analítica do aluno no estudo e na avaliação de situações novas; • Auxiliar o aluno na identificação e resolução de problemas, com uma visão ética e humanista; • Integrar alunos de cursos distintos e ampliar o escopo de interesses dos mesmos; • Incentivar o aluno na participação de projetos e ações sociais; • Promover situações que exijam posturas de tomadas de iniciativas e revelem o espírito empreendedor dos alunos; • Dispor o conhecimento e a vivência acadêmica com as comunidades externa e interna; • Incentivar procedimentos de investigação científica. 2) Conteúdos Gerais (práticas e atividades) 1
  • 2. A seguir são citadas práticas que podem compor as Atividades Complementares: a) Artigos e/ou matérias publicadas em jornal, revistas / Fotografias e Artes Gráficas publicadas em revistas especializadas: Com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentar resumo crítico com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas, anexar o recorte original ou cópia do artigo e/ou matéria lida; b) Atividades Assistenciais: Visitas (trabalhos em orfanatos, asilos, hospitais, igrejas e etc.). Apresentar resumo crítico com no mínimo 20 linhas e no máximo 2 páginas, anexar carta original da instituição certificando as horas trabalhadas. c) Atividades culturais (cinema, teatro, show, feiras, exposições, incluindo patrimônios culturais, patrimônios tombados, cidades históricas, monumentos, museus, museus de arte, memoriais, sítios de reservas naturais, etc.): Apresentação do relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas, com comprovante original ou autenticado de participação nos eventos, ou ainda, ingresso do cinema e teatro (originais) ou comprovante de locadora de filme/vídeo. * Em caso de material próprio (vídeos), apresentar um relatório (com os respectivos comprovantes: xérox da capa do filme ou comprovante de locação) de no mínimo 01 página revelando o que está contido no roteiro, dando uma idéia geral de toda a história; *ATIVIDADES CULTURAIS: deverão ser visitados e/ou assistidos aqueles que permitam análise crítica para o desenvolvimento do relatório. O aluno poderá utilizar de fotografias para enriquecer sua atividade; d) Atividades esportivas (torneios, jogos, cursos de dança, etc.): Apresentação de comprovante de participação e relatório com no mínimo 20 linhas , máximo 02 páginas; e) Curso complementar (técnico, livre, qualificação ou de extensão): Com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentar o comprovante de matrícula, com documento expedido pela escola comprovando a carga horária mensal do curso ou apresentar certificado de conclusão do curso no semestre em que o aluno esta cursando e relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas; f) Leitura de livros: com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentação de resumo crítico com no mínimo 20 linhas, máximo de 02 páginas; g) Organização e/ou participação em eventos acadêmicos: Apresentação das horas de participação e relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas; h) Palestras TV/WEB UNIP (disponibilizadas no site): Com aderência ao curso ou disciplinas envolvidas no semestre que o aluno esteja cursando. Apresentação de resumo crítico com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas, da palestra assistida, nome do palestrante, data, horário, tema da palestra (para acessar as palestras da TV WEB, acesse o site www.unip.br, clique no link TV/WEB e escolha as palestras); 2
  • 3. i) Participação em Congressos, seminários e palestras: Preparar um relatório descrevendo resumidamente o que viu, considerando os pontos principais. O aluno poderá utilizar de fotografias para enriquecer a sua participação. Apresentação do relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas e comprovante original ou autenticado de participação nestes eventos; j) Participação em cursos Extracurriculares: (línguas, extensão, treinamento): Apresentar o comprovante de matrícula, com documento expedido pela escola comprovando a carga horária mensal do curso e relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas; k) Presença nas apresentações de PIM: Participação nas apresentações de PIM (excluindo a apresentação do próprio grupo), com comprovante de presença; l) Visitas Técnicas: As visitas devem ser consideradas como uma oportunidade de contato do aluno com um empreendimento empresarial. Sendo assim, é importante que o aluno quando realizar a visita tenha pelo menos uma noção do que deseja observar na empresa. Seguem abaixo algumas dicas para visitas técnicas a empresas com o objetivo de orientar o aluno na preparação de uma visita destacando alguns aspectos importantes de uma empresa que devem ser observados: • Escolha uma empresa e justifique sua escolha ao indicar o objetivo da visita: Ex.: analisar a estrutura organizacional, processo de comunicação, relacionamento com o cliente, processos de produção, planejamento (estratégico, tático ou operacional), controle de qualidade, ambiente político ou econômico, qualificação da mão-de-obra (RH), etc.. Procure um tema relacionado ao seu curso; • Informe-se sobre a empresa: pesquise o ramo e setor de atuação, constituição do capital social (Ltda., S/A, ME, etc.), fundação, localização (bairro, endereço, etc.). Você pode usar várias fontes como: internet, funcionários, guias empresariais, FIESP, CIEE, etc.; • Marque uma visita com a empresa; • Realização da visita: chegue no horário marcado e procure verificar: aspectos sociais (número de funcionários, nível de formação, distribuição, etnia, clima e cultura organizacional, etc.); tipo de estrutura organizacional ( departamentalização, matricial, funcional, projetos, etc.); principais produtos/serviços; processos chave (verticalização/terceirização); principais clientes e concorrentes. • Solicite um comprovante de visita; • O aluno poderá utilizar de fotografias para enriquecer sua visita; • Elabore um relatório: objetivos da visita; perfil da empresa; relacione as informações levantadas; conclusão (analise critica a visita, comparando suas impressões com conceitos percebidos durante a pesquisa e/ou em aulas, opinião do autor sobre a experiência da visita e a empresa). – O aluno deve apresentar um relatório com no mínimo 20 linhas, máximo 02 páginas com comprovante de visita expedido pela empresa visitada; 3
  • 4. 3) Computação e Avaliação das Atividades Complementares a) O total da carga horária de Atividades Complementares estabelecido para os Cursos Superiores de Tecnologia de Comunicação Digital é de 200 horas, assim divididas em 50 horas por semestre, totalizando assim a carga horária necessária nos 4 semestres do curso; b) O aluno deve realizar diferentes atividades, dentre as oferecidas no quadro de atividades, no máximo, três atividades iguais (ex: três leituras, três participações em congresso, etc.) por semestre; c) A aceitação ou não da atividade realizada pelo aluno ocorre após a análise dos relatórios e/ou resumos juntamente com os comprovantes das atividades; d) Os alunos deverão entregar suas atividades conforme calendário estipulado pela coordenação do curso local; e) As atividades serão aceitas fora das datas de entregas estipuladas, se assim a coordenação do curso estabelecer; * Caso o aluno tenha alguma dúvida em relação à pontuação, deverá entrar em contato com seu coordenador de curso. 4
  • 5. 4) Atividades: Valores equivalentes em horas Cada atividade realizada pelo aluno será convertida em horas. Tal conversão será feita em função das propostas apresentadas nos Projetos Pedagógicos de cada Curso da UNIP. A tabela 1 mostra a conversão de cada tipo de atividade descrita no item 2 equivalentes em horas. Tabela 1: Conversões de atividades nos valores equivalentes em horas dos Cursos Superiores de Tecnologia. ATIVIDADE CARGA HORÁRIA Artigos e/ou matérias publicadas em jornais, revistas. Até 10 horas Fotografias e Artes Gráficas publicadas em revistas especializadas. 10 horas/dia completo Atividades assistenciais Atividades culturais Até 05 horas Atividades esportivas Até 10 horas Curso complementar Até 40 horas Leitura de livros Até 10 horas Organização e/ou participação em eventos Até 10 horas acadêmicos Palestras TV WEB UNIP Até 05 horas Participação em Congressos, Até 10 horas Seminários e Palestras Participação em cursos extracurriculares 10 horas Presença nas apresentações de PIM 1 hora a cada duas apresentações Visitas técnicas Até 10 horas O aluno deve realizar diferentes atividades dentre as oferecidas neste quadro, sendo no máximo, três atividades iguais (ex: três leituras, três participações em congresso, etc.) por semestre. O desrespeito a essa orientação resulta na invalidação das atividades que forem repetidas em excesso. 5
  • 6. 5) Padrão e envio do Relatório e/ou Resumo das Atividades Complementares e horas equivalentes válidas Conforme calendário estipulado pela Coordenação de Curso, o portfólio de Atividade Complementar deve ser entregue na Coordenação do Curso ou a quem o coordenador designar, onde o aluno está matriculado, formatado e padronizado em pasta única, ou seja, o aluno deverá agrupar todos os relatórios e/ou resumos, acompanhada de documentações comprobatórias em uma pasta para documentos (tipo fichário, Romeu/Julieta, pasta com aba-elástico, etc), contendo: capa, ficha de controle de entrega das atividades, resumos e/ou relatórios das atividades desenvolvidas no semestre, lembrando que cada atividade deve apresentar um relatório e/ou resumo e por último os comprovantes como: ticket, certificado, impresso etc. As horas equivalentes atribuídas a cada atividade e que forem de fato validadas pela Coordenação de Curso serão somadas e, se atingirem o valor total da carga horária estabelecida no curso, resultará na aprovação do aluno. O não cumprimento da carga total de Atividades Complementares ao término do curso, o aluno será reprovado, ou seja, não receberá o Certificado de Conclusão de Curso. Caso isso ocorra, o aluno deverá entrar em contato com a Secretaria local, para verificação dos procedimentos para entrega das Atividades Complementares, validação e lançamento das horas. 6) Orientações – Elaboração de relatórios Redigir um texto contendo as sugestões seguintes: 1) Identificação do curso; 2) Identificação pessoal: nome, número de Registro Acadêmico (RA) e sigla de turma; 3) Identificação da atividade: • Atividade desenvolvida (visita a museu, leitura de livro...); • Local, data e duração da atividade (se for o caso); • Pessoa ou entidade responsável (curador do museu, autor do livro...); • Frase síntese. 4)Texto: • Introdução = objetivo; • Desenvolvimento = relato cronológico da atividade, com detalhes e avaliações; • Conclusão = sugestões ou recomendações a partir do exposto, ou retomada sintética do exposto. 5) Anexos (ingressos, fotos...); 6) Local e data do relatório; 7) Assinatura. 6
  • 7. Observação Utilizar uma LINGUAGEM sóbria, objetiva (centrada no objeto), precisa, sem elogios ou exageros, denotativa, simples e correta. 7) Considerações Finais • Todos os relatórios e/ou resumos devem ser de AUTORIA DO ALUNO e MANUSCRITOS, contendo um resumo e/ou relatório de no mínimo 20 linhas, máximo de 02 páginas; • Não serão aceitos relatórios e/ou resumos iguais ao de outros alunos ou cópias obtidas da internet ou de outra fonte similar de consulta; • Não serão aceitos comprovantes que apresentem apenas assinatura, sem carimbo, sem data ou sem especificação da atividade realizada pelo aluno; • Nas atividades esportivas não será aceito declarações dizendo que o aluno não pode realizar atividades físicas; • Caso o aluno utilize filmes ou livros, de acervo próprio, deverá enviar comprovante; • As leituras de artigos incluem artigos técnicos, científicos, de jornais e de revistas especializadas, que tenham aderência ao curso ou disciplinas referentes ao semestre que esteja cursando; • Somente serão validadas como cumprimento de horas de Atividades Complementares da série (semestre) as atividades realizadas no próprio semestre; • Estágio ou atividade que faça parte das obrigações profissionais do aluno, não é aceito como Atividade Complementar; • O aluno que não tiver validado o número mínimo de horas necessárias para a aprovação no semestre (50 horas/semestre), segundo critérios da Coordenação Geral dos Cursos Superiores de Tecnologia, poderá ser considerado as horas já cursadas, porém, insuficientes para aprovação, ou seja, o aluno poderá “completar as horas não cumpridas no semestre anterior”, no próximo semestre e assim sucessivamente, até atingir o total de horas de Atividades Complementares do Curso (200 horas) para aprovação; • Após verificação dos relatórios e/ou resumos das Atividades Complementares, das documentações anexas e validação das horas, essas horas serão registradas pela Coordenação de Curso em mapa de notas emitido pela Secretaria local. * Sugerimos que os alunos mantenham uma cópia de todos os documentos das atividades até o final do curso para eventuais consultas. 7
  • 8. 1º - Capa UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA PORTFÓLIO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Nome completo do aluno: RA: Curso: Semestre: Nome da Unidade/Local 2012 8
  • 9. MODELO 2° Ficha de controle de entrega das Atividades Complementares 9
  • 10. MODELO 3º - Relatório e/ou Resumo 10
  • 11. 4º Ficha de acompanhamento de Atividade Complementar (controle para o aluno). 11