O APL de Confecções de Pernambuco

205 visualizações

Publicada em

Apresentação do Professor Doutor Luis Henrique Campos Romani, diretor de pesquisas sociais da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no III Ciclo de Debates Sudene - Potencialidades Econômicas do Agreste Nordestino, realizado no dia 31/08/2015, no Campus do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco, em Caruaru. Conheça o Procondel: http://procondel.sudene.gov.br

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
205
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Extrapolando o intervalo de confiança para o total de trabalhadores em domicílios em Toritama: [7.992; 10.106] ou [26,7%; 33,8%] da população residente em 2007 (extrapolando mais ainda – 34,7%; 43,9%)
  • O APL de Confecções de Pernambuco

    1. 1. O APL de Confecções de Pernambuco Dr. Luís Henrique Romani de Campos
    2. 2. Esquema da fala • Resultado de pesquisas em APLs. – Tese de doutorado. – Pesquisa sobre emprego em Toritama – Orientações.
    3. 3.          k j n i ij k j ij n i ij ij ij e e e e QL 1 1 1 1 Quociente Locacional O numerador representa a participação do setor no emprego do município em questão; O denominador representa a participação do setor no emprego do estado. Quando o QL é maior que 1 há indicação de que a região ou município exporta para as demais regiões
    4. 4. Índice de Moran zz Wzz I ' ' 
    5. 5. Modelo Empírico iiiiiii WQLXTXSXMXCHQL   * 43210 * 0iQL se 0* iQL * ii QLQL  se 0* iQL
    6. 6. Vestuário
    7. 7. Vestuário Variáveis Estimação 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Constante -7,5210 (0,0000) -7,7884 (0,0000) -7,3552 (0,0000) -6,9163 (0,0000) -7,1168 (0,0000) -6,5174 (0,0000) -6,8166 (0,0000) -6,9864 (0,0000) -6,6393 (0,0000) -6,1929 (0,0000) -5,9880 (0,0000) -5,9230 (0,0000) XCH1 6,1116 (0,0005) 4,5514 (0,0195) 4,7665 (0,0155) 3,5753 (0,0635) XCH2 5,5178 (0,0030) 4,0279 (0,0270) 4,6445 (0,0070) 3,0792 (0,0570) XCH3 4,5701 (0,0030) 3,2725 (0,0240) 3,8471 (0,0155) 2,6304 (0,0525) XS1 4,8833 (0,0100) 4,6589 (0,0220) 4,5202 (0,0150) 5,3778 (0,0040) 4,8848 (0,0075) 4,7949 (0,0130) XS2 4,6153 (0,0005) 4,5875 (0,0010) 4,2763 (0,0035) 4,7792 (0,0010) 4,5772 (0,0005) 4,5514 (0,0005) XM1 -2,3091 (0,1900) -1,9842 (0,2260) -2,1625 (0,2155) -3,2086 (0,1085) -2,5307 (0,1460) -2,5133 (0,1645) -3,7970 (0,0940) -3,8447 (0,0855) -3,7425 (0,0960) -4,2504 (0,0655) -3,9406 (0,0680) -3,8152 (0,0815) XT1 2.4531 (0,0135) 2,4976 (0,0140) 2,6345 (0,0130) 2,1524 (0,0305) 2,0827 (0,0250) 2,0464 (0,0280) XT2 4,1943 (0,0090) 4,3018 (0,0040) 4,2302 (0,0070) 3,2710 (0,0305) 3,0949 (0,0355) 3,1519 (0,0375)  -0,6096 (0,0000) -0,6058 (0,0080) -0,5969 (0,0000) -0,5384 (0,0160) -0,5546 (0,0055) -0,5242 (0,0445) -0,5704 (0,0001) -0,5670 (0,0000) -0,5746 (0,0080) -0,5294 (0,0255) -0,4398 (0,1165) -0,4983 (0,0660) Variância 2,8304 2,8487 2,7876 2,5945 2.5782 2.4907 2,7810 2,7386 2,7863 2,5934 2,4561 2,5239 Log Like -1.353,8 -1.352,5 -1.349,3 -1.346,0 -1.348,4 -1.341,7 -1.348,6 -1.348,5 -1.348,9 -1.343,6 -1.336,7 -1.340,6
    8. 8. O Que diz a Tabela? • Capital humano é relevante para o APL. • Infraestrutura em saúde é relevante. • Infraestrutura em transporte é relevante – (centro periferia). • Efeitos de spillovers relevantes.
    9. 9. Pesquisa de campo • Realizada em três fases: – Cadastramento (470 domicílios) – Amostra domiciliar (200 domicílios) – Amostra empresarial e entidades de ensino e pesquisa • Em 71% dos domicílios havia pelo menos um morador envolvido na produção de confecções. • Em 37% dos domicílios foi declarado haver produção de confecções.
    10. 10. não-subordinado não-subordinado empreend. familiar não-subordinado subordinado e não subordinado não-subordinado subordinado e não subordinado subordinado facção empresa independente autônomo subordinado empreend. familiar subordinado Trabalhador individual trabalhador a domicílio Empreendimento familiar subordinado Empresas
    11. 11. Gráfico 8.1 – Distribuição das configurações produtivas nos DPs de Toritama 31,5% 3,0% 18,0%12,0% 1,5% 26,0% 7,5% 0,5% Trabalho a domicílio Trabalho autônomo Empr. fam. subordinado Empr. fam. não-sub. Empr. fam. sub. e não-sub. Facção Empr. independente Facção/empr. independente Fonte: Elaboração própria – pesquisa de campo.
    12. 12. Dados complementares sobre o emprego • Ao todo 620 trabalhadores estavam empregados nos 200 domicílios visitados (média de 3,1 trabalhadores por domicílio) • 117 domicílios empregavam familiares, que totalizaram 289 pessoas (46,6% dos contratados) – 12 deles com carteira (4,15% de formalização). • 68 domicílios empregavam não familiares, que totalizaram 331 pessoas (53,4% dos contratados) – 42 deles com carteira (12,69% de formalização).
    13. 13. APL em 1991
    14. 14. APL em 2010

    ×