Rethinking drug administration in a hospital environment through

410 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no Interaction South America 2013 (ISA13) sobre administração de medicamentos em ambiente hospitalar

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rethinking drug administration in a hospital environment through

  1. 1. Rethinking Drug Administration in a Hospital Environment Through User-Centered Design Priscila Alcântara Interaction Design - CESAR.EDU priscilasalcantara@gmail.com Paulo Melo Interaction Design - CESAR.EDU paulomelo@gmail.com
  2. 2. Repensando a administração de medicamentos em um ambiente hospitalar através do design centrado no usuário Priscila Alcântara Design de Interação - CESAR.Edu priscilasalcantara@gmail.com Paulo Melo Design de Interação - CESAR.Edu paulomelo@gmail.com
  3. 3. Priscila Alcântara • Tecnóloga em Marketing pela Fatec de Curitiba • Pós-graduanda em Design de Interação e Interfaces pelo CESAR.Edu • Designer de interação em uma empresa de softwares para gestão hospitalar
  4. 4. Sobre os hospitais
  5. 5. Ninguém quer estar lá
  6. 6. Quem está lá, quer sair (de preferência, vivo e bem)
  7. 7. Na maioria dos casos, os medicamentos são utilizados para catalisar o processo de cura.
  8. 8. 7000 pessoas morrem por ano, só nos Estados Unidos, devido a erros na administração de medicamentos. (IOM, 2012)
  9. 9. Principais erros na administração de medicamentos em hospitais Toffoletto, M.C.; Padilha, K.G. (2005)
  10. 10. Sistemas de suporte à decisão Ajudam em medicina diagnóstica
  11. 11. Prontuários eletrônicos já ajudam a reduzir erros por conta de caligrafia ilegível
  12. 12. Mas software para medicina e enfermagem ainda é assim...
  13. 13. E isso mais atrapalha do que ajuda.
  14. 14. Ajudar as pessoas é sobre: • Executar suas tarefas mais rápido e • Cometer menos erros. (Garret, 2011)
  15. 15. P.I.C – Processo de Inovação C.E.S.A.R. C.E.S.A.R. (2011)
  16. 16. Quem? • 1 administrador de hospital • 4 enfermeiras • 3 técnicos em enfermagem • 7 farmacêuticos e • 2 médicos.
  17. 17. Pesquisa • Entrevistas não estruturadas • Entrevistas semiestruturadas • Questionários • Grupos de foco • Observação naturalística • Revisão de literatura • Análise dos concorrentes
  18. 18. Transcrever Analisar Dividir por assunto
  19. 19. Resultados Personas Cenários
  20. 20. Ideação • Brainstorming com enfermeiros • Mapa mental • Listas de tarefas priorizadas baseadas em Histórias de usuários
  21. 21. Resultados Definição do que seria projetado • • • • • Lista de pacientes Alergias Prescrição Checagem Rastreio de medicação
  22. 22. Resultados 92 histórias contadas do ponto de vista dos usuários, priorizadas
  23. 23. Prototipação • Buscar entender com os usuários, como se parece o produto dos sonhos dele? • Como ele vê aquilo que irá ajudá-lo a realizar sua tarefa?
  24. 24. Protótipos co-criados com uma fidelidade baixa
  25. 25. Protótipos com uma fidelidade maior
  26. 26. Avaliação • Testar com prospectivos usuários o fluxo da aplicação; • SUS Scale (System Usability Scale) – Brooke (1996)
  27. 27. 80% O índice médio dado pelos utilizadores para a interface projetada em relação à satisfação
  28. 28. Conclusões Uma solução tecnológica que atenda às necessidades dos usuários da área de saúde tem o poder de aperfeiçoar os processos e melhorar a produtividade deles mesmos e de quem desenvolve.
  29. 29. Conclusões Envolver os usuários no processo de design requer tempo e um trabalho colaborativo, mas que trará como consequência a satisfação dos usuários.
  30. 30. Conclusões O campo para o design centrado no usuário em atenção à saúde é grande e ainda pouco explorado.
  31. 31. Referências • CESAR, Recife Center for Advanced Studies and Systems. Design da experiência do usuário: a satisfação do consumidor como estratégia de inovação. Recife, (2011). • Garret, J. J. The Elements of User Experience: User-Centered Design for the Web and Beyond, Second Edition, (2011). • IOM, Institute of Medicine. Health IT and Patient Safety: Building Safer Systems for Better Care. Washington, DC: The National Academies Press, (2012). • Toffoletto, M.C.; Padilha, K.G.. “Consequências dos erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi-intensiva”. Revista Escola de Enfermagem da USP. (2005), 40 (2):247-5
  32. 32. Obrigada! Priscila Alcântara Paulo Melo priscilasalcantara@gmail.com paulomelo@gmail.com

×