Apostila custos

279 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
279
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila custos

  1. 1. Origens da Contabilidade de CustosOrigens da Contabilidade de Custos Revolução Industrial: registrar os custo queRevolução Industrial: registrar os custo quecapacitavam o administrador a avaliarcapacitavam o administrador a avaliarestoques, determinar mais corretamenteestoques, determinar mais corretamenteresultados e levantar balanços.resultados e levantar balanços. I Guerra e crise de 29: necessidade deI Guerra e crise de 29: necessidade demelhorias nos controles.melhorias nos controles. II Guerra: maior necessidade deII Guerra: maior necessidade deeficiência/eficácia; aumento da competição.eficiência/eficácia; aumento da competição.
  2. 2. Nascimento daNascimento daContabilidade de CustosContabilidade de Custos Após a Revolução Industrial: necessidade deApós a Revolução Industrial: necessidade demaiores e mais precisas informações, quemaiores e mais precisas informações, quepermitissem uma tomada de decisão correta.permitissem uma tomada de decisão correta. Antes: praticamente não existia, já que asAntes: praticamente não existia, já que asoperações resumiam basicamente àoperações resumiam basicamente àcomercialização de mercadorias, e oscomercialização de mercadorias, e osestoque eram registrado e avaliados pelo seuestoque eram registrado e avaliados pelo seucusto real de aquisição.custo real de aquisição.
  3. 3. GESTÃO DE CUSTOSGESTÃO DE CUSTOSImportânciaImportância Globalização dos mercados,Globalização dos mercados, empresas multinacionais,empresas multinacionais, acirramento da competição,acirramento da competição, utilização de tecnologias avançadas,utilização de tecnologias avançadas, busca de excelência dos produtos ebusca de excelência dos produtos ede resultados.de resultados.
  4. 4. RAZÕES DARAZÕES DAGESTÃO DE CUSTOSGESTÃO DE CUSTOS FINALIDADE CONTÁBIL E FISCAL – oFINALIDADE CONTÁBIL E FISCAL – osistema de custos tem sua estrutura formuladasistema de custos tem sua estrutura formuladapara encontrar opara encontrar o custo do estoquecusto do estoque a sera sercontabilizado e que constituirá o CMV ou CPVcontabilizado e que constituirá o CMV ou CPVou CSP, a serem deduzidos naou CSP, a serem deduzidos na apuração doapuração doresultado do exercícioresultado do exercício. Para esta finalidade,. Para esta finalidade,todos os procedimentos devem ser efetivadostodos os procedimentos devem ser efetivadossegundo ossegundo os Princípios Fundamentais dePrincípios Fundamentais deContabilidade e legislação fiscal para apuraçãoContabilidade e legislação fiscal para apuraçãodo lucro do exercício, base para cálculo dedo lucro do exercício, base para cálculo deimpostosimpostos
  5. 5. Por que estudar os Custos?Por que estudar os Custos? ATENDER NECESSIDADESATENDER NECESSIDADESGERENCIAIS DE TRÊS TIPOS:GERENCIAIS DE TRÊS TIPOS:-informações sobre a rentabilidade e-informações sobre a rentabilidade edesempenho de diversas atividades dadesempenho de diversas atividades daentidade;entidade;-auxílio no planejamento, controle e-auxílio no planejamento, controle edesenvolvimento das operações;desenvolvimento das operações;-informações para a tomada de decisões.-informações para a tomada de decisões.
  6. 6. IMPORTÂNCIA DE CUSTOS NASIMPORTÂNCIA DE CUSTOS NASORGANIZAÇÕESORGANIZAÇÕES1-1- CONTROLE DAS OPERAÇÕESCONTROLE DAS OPERAÇÕES Sua missão fornecer dados para o estabelecimento deSua missão fornecer dados para o estabelecimento depadrões, orçamentos e outras formas de previsão.padrões, orçamentos e outras formas de previsão. Acompanhamento para avaliação do que fora previsto,Acompanhamento para avaliação do que fora previsto,comparações entre previsto e realizado.comparações entre previsto e realizado. 2- TOMADA DE DECISÃO2- TOMADA DE DECISÃO Medidas de corte de produto ou não.Medidas de corte de produto ou não. Fixação de preço de venda.Fixação de preço de venda. Opção de compra ou fabricação.Opção de compra ou fabricação.
  7. 7. IMPORTÂNCIA DE CUSTOS NASIMPORTÂNCIA DE CUSTOS NASORGANIZAÇÕESORGANIZAÇÕES 3-3- DETERNINAÇAO DO LUCRO:DETERNINAÇAO DO LUCRO:empregando dados originários dos registrosempregando dados originários dos registrosconvencionais contábeis, ou processando-osconvencionais contábeis, ou processando-osde maneira diferente, tornando-os mais úteisde maneira diferente, tornando-os mais úteisà administração.à administração.
  8. 8. Terminologia ContábilTerminologia Contábil ALGUMAS TERMINOLOGIAS MAIS USUAIS:ALGUMAS TERMINOLOGIAS MAIS USUAIS: GastosGastos InvestimentoInvestimento CustosCustos DespesasDespesas DesembolsoDesembolso PerdaPerda
  9. 9. GASTOS x INVESTIMENTOSGASTOS x INVESTIMENTOS GASTOS - SacrifícioGASTOS - Sacrifíciofinanceiro que afinanceiro que aentidade arca para aentidade arca para aobtenção de bens ouobtenção de bens ouserviços quaisquerserviços quaisquerindependentemente deindependentemente desua destinação dentrosua destinação dentroda empresada empresa Exemplo - máquinas,Exemplo - máquinas,móveis, edificações,móveis, edificações,mão-de-obra, energia,mão-de-obra, energia,telefone, aluguel.telefone, aluguel. INVESTIMETOS –INVESTIMETOS –gasto ativado emgasto ativado emfunção de sua vidafunção de sua vidaútil ou de benefíciosútil ou de benefíciosatribuíveis a futurosatribuíveis a futurosperíodos.períodos. Exemplo –Exemplo –máquinas, móveis,máquinas, móveis,edificações.edificações.
  10. 10. CUSTOS X DESPESASCUSTOS X DESPESAS CUSTOS- GastosCUSTOS- Gastospara obtenção depara obtenção denovos bens ounovos bens ouserviços.serviços. Ligados ao setorLigados ao setorprodutivo.produtivo. Ocorre no período deOcorre no período deprodução.produção. Materiais, mão-de-Materiais, mão-de-obra e outrosobra e outros DESPESAS – Gastos paraDESPESAS – Gastos paraobtenção de receitas.obtenção de receitas. Não ligados ao setorNão ligados ao setorprodutivo.produtivo. Ocorre no períodoOcorre no períodoindependente daindependente daprodução.produção. Despesas administrativas,Despesas administrativas,comerciais, financeiras ecomerciais, financeiras eoutrasoutras
  11. 11. Cuidados na separação entre C e DCuidados na separação entre C e DA) Valores irrelevantes devem serA) Valores irrelevantes devem serconsiderados como despesas.considerados como despesas.B) Valores relevantes que tem sua maior parteB) Valores relevantes que tem sua maior parteconsiderada como despesas, com aconsiderada como despesas, com acaracteristica de se repetirem a cadacaracteristica de se repetirem a cadaperíodo, devem ser considerados na suaperíodo, devem ser considerados na suaintegraintegraC)Valores com rateio extremamente arbitrárioC)Valores com rateio extremamente arbitráriotambém devem ser considerados comotambém devem ser considerados comodespesas do período.despesas do período.
  12. 12.  DESEMBOLSO - Entrega do numerárioDESEMBOLSO - Entrega do numerárioantes, no momento ou depois da ocorrênciaantes, no momento ou depois da ocorrênciados gastos.dos gastos. PERDA - decorrentes de fatos inesperadosnão acobertados por seguros
  13. 13. CLASSIFICAÇÃO DE CUSTOSCLASSIFICAÇÃO DE CUSTOS Com relação aos produtos:Com relação aos produtos: DIRETOS ou INDIRETOSDIRETOS ou INDIRETOS Diretos – são de fácil identificação em relação aoDiretos – são de fácil identificação em relação aoproduto. Ex. matéria-prima, mão-de-obra eproduto. Ex. matéria-prima, mão-de-obra emateriais secundários.materiais secundários. Indiretos – é impossível uma seguraIndiretos – é impossível uma seguraidentificação de seus valores e quantidades emidentificação de seus valores e quantidades emrelação ao produto. Ex. aluguel da fábrica, mão-relação ao produto. Ex. aluguel da fábrica, mão-de-obra do supervisor da fábrica.de-obra do supervisor da fábrica.
  14. 14. CLASSIFICAÇÃO DE CUSTOSCLASSIFICAÇÃO DE CUSTOS Com relação ao volume de produção:Com relação ao volume de produção: FIXOS e VARIÁVEISFIXOS e VARIÁVEIS Fixos – Independem do volume de produção doFixos – Independem do volume de produção doperíodo. Ex. Aluguel da fábrica.período. Ex. Aluguel da fábrica. Variáveis – Variam em função das quantidadesVariáveis – Variam em função das quantidadesproduzidas.Ex. Matéria-primaproduzidas.Ex. Matéria-prima
  15. 15. CLASSIFICAÇÃO DE CUSTOSCLASSIFICAÇÃO DE CUSTOS Misto - são os custos que possuem uma parcelaMisto - são os custos que possuem uma parcelafixa e uma parcela variável. Ex. energia elétrica.fixa e uma parcela variável. Ex. energia elétrica. As despesas podem sem classificadas comoAs despesas podem sem classificadas comodespesas fixas e variáveis e nunca como diretasdespesas fixas e variáveis e nunca como diretasou indiretas.ou indiretas. Todos os custos podem ser classificados emTodos os custos podem ser classificados emFixos e Variáveis ou em Diretos e Indiretos aoFixos e Variáveis ou em Diretos e Indiretos aomesmo tempo.mesmo tempo.

×