Adalimumab

18.219 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.219
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14.811
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adalimumab

  1. 1. EMA/193256/2011EMEA/H/C/000481Resumo do EPAR destinado ao públicoHumiraadalimumabEste documento é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação (EPAR) relativo ao Humira. Oseu objectivo é explicar o modo como o Comité dos Medicamentos para Uso Humano (CHMP) avaliou omedicamento a fim de emitir um parecer favorável à concessão de uma autorização de introdução nomercado, bem como as suas recomendações sobre as condições de utilização do Humira.O que é o Humira?O Humira é um medicamento que contém a substância activa adalimumab. Está disponível sob a formade solução injectável em seringas pré-cheias ou em canetas pré-cheias e em frascos para injectáveisdestinados ao uso apenas em crianças. Todas as apresentações contêm 40 mg de adalimumab.Para que é utilizado o Humira?O Humira é utilizado para o tratamento dos seguintes grupos de doentes: Adultos com artrite reumatóide activa moderada a grave (uma doença que provoca inflamação nas articulações) que não tenham respondido adequadamente a outros tratamentos, e em adultos com artrite reumatóide grave, activa e progressiva que não tenham recebido tratamento anterior com metotrexato (outro medicamento usado na artrite reumatóide). O Humira é utilizado em associação com metotrexato ou isoladamente, nos doentes que não podem tomar metotrexato;Crianças e adolescentes entre os quatro e os 17 anos com artrite idiopática juvenil poliarticular (uma doença que afecta crianças e adolescentes, causando a inflamação de um grande número de articulações) que não tenham respondido adequadamente a outros tratamentos. O Humira é utilizado em associação com metotrexato ou isoladamente, nos doentes que não podem tomar metotrexato; adultos com artrite psoriática activa e progressiva (uma doença que provoca o aparecimento de placas vermelhas descamativas na pele e inflamação das articulações) que não tenham respondido adequadamente a outros tratamentos;7 Westferry Circus ● Canary Wharf ● London E14 4HB ● United KingdomTelephone +44 (0)20 7418 8400 Facsimile +44 (0)20 7418 8416E-mail info@ema.europa.eu Website www.ema.uropa.eu An agency of the European Union © European Medicines Agency, 2011. Reproduction is authorised provided the source is acknowledged.
  2. 2.  adultos com espondilite anquilosante grave (uma doença que causa inflamação e dor nas articulações da coluna) que não tenham respondido de forma adequada a outros tratamentos; adultos com doença de Crohn activa grave (uma doença que causa a inflamação do intestino) que não tenham respondido adequadamente a outros tratamentos; adultos com psoríase (uma doença que causa o aparecimento de placas vermelhas descamativas na pele) que não tenham respondido adequadamente a outros tratamentos.O medicamento só pode ser obtido mediante receita médica.Como se utiliza o Humira?O tratamento com o Humira deve ser iniciado e supervisionado por um médico com experiência notratamento das doenças para as quais o Humira é indicado.Nos adultos e adolescentes com idades compreendidas entre os 13 e os 17 anos, a dose recomendada éde 40 mg administrada de duas em duas semanas por meio de uma injecção subcutânea. Para a doençade Crohn e a psoríase é administrada uma dose inicial de 80 mg, seguida de 40 mg de duas em duassemanas. Os doentes com necessidade de uma resposta mais rápida à terapêutica da doença de Crohnpoderão ter de começar com duas doses mais elevadas (160 mg, seguida de 80 mg), embora tal possaaumentar o risco de efeitos secundários. Os doentes podem tomar outros medicamentos durante otratamento com o Humira, tais como corticosteróides (outros medicamentos anti-inflamatórios).Nas crianças dos quatro aos 12 anos de idade com artrite idiopática juvenil poliarticular, a doserecomendada do Humira é de 24 mg por metro quadrado de área de superfície corporal (calculada combase na altura e no peso do doente), sendo a dose máxima de 40 mg administrada de duas em duassemanas.Com o consentimento do médico, e após receberem treino adequado, os doentes podem auto-injectaro Humira. Os doentes que utilizam o Humira devem receber o cartão de alerta especial que contém oresumo das informações de segurança relativas ao medicamento. Para mais informações, consulte oFolheto Informativo.Como funciona o Humira?A substância activa do Humira, o adalimumab, é um anticorpo monoclonal. Um anticorpo monoclonal éum anticorpo (um tipo de proteína) que foi concebido para reconhecer e ligar-se a uma estruturaespecífica (chamada antigénio) que se encontra no organismo. O adalimumab foi desenhado para seligar a um mensageiro químico do organismo chamado factor de necrose tumoral (TNF). Estemensageiro está envolvido no processo de inflamação e encontra-se em níveis elevados nos doentescom as doenças para as quais o Humira está indicado. Ao bloquear o TNF, o adalimumab reduz ainflamação e outros sintomas destas doenças.Como foi estudado o Humira?O Humira foi estudado em cinco estudos em doentes com artrite reumatóide moderada a grave. Emquatro destes estudos, o Humira foi comparado com um placebo (tratamento simulado), emmonoterapia (isoladamente) ou como adjuvante (complemento) de outros medicamentos anti-inflamatórios, incluindo o metotrexato, em mais de 2000 doentes. O quinto estudo comparou aassociação de Humira e metotrexato com o metotrexato ou o Humira utilizados em monoterapia em799 doentes que nunca tinham recebido tratamento com metrotrexato.HumiraEMA/193256/2011 Página 2/4
  3. 3. Na artrite idiopática juvenil poliarticular, num estudo principal que incluiu 171 doentes com idadescompreendidas entre os quatro e os 17 anos de idade, o Humira foi comparado com um placebo, emmonoterapia ou como adjuvante do metotrexato. Todos os doentes tomaram o Humira durante 16semanas antes de receberem o Humira ou o placebo por um período adicional de 32 semanas.Na artrite psoriática, em dois estudos que incluíram 413 doentes, o Humira foi comparado com umplacebo ao longo de 12 semanas. Os medicamentos foram utilizados em monoterapia ou em associaçãocom outro medicamento anti-inflamatório.Na espondilite anquilosante, em dois estudos que incluíram 397 doentes, o Humira foi comparado como placebo como adjuvante do tratamento existente, ao longo de 12 semanas.Na doença de Crohn, a eficácia das primeiras duas doses de Humira (indução) foi comparada com a doplacebo em dois estudos que incluíram 624 doentes, ao longo de quatro semanas. Outro estudoanalisou os efeitos a longo prazo (manutenção) do Humira em 854 doentes durante um períodomáximo de 56 semanas.Na psoríase, o Humira foi comparado com um placebo ao longo de 16 semanas em 1212 doentes. Umsegundo estudo comparou o Humira com o metotrexato e com um placebo em 271 doentes ao longode 16 semanas.Em todos os estudos, o principal parâmetro de eficácia foi a alteração dos sintomas.Qual o benefício demonstrado pelo Humira durante os estudos?O Humira demonstrou ser mais eficaz do que o placebo em todos os estudos.Na artrite reumatóide, as reduções mais significativas dos sintomas foram observadas nos estudos queanalisaram o Humira como tratamento adjuvante do metotrexato: cerca de dois terços dos doentes queadicionaram o Humira ao tratamento obtiveram uma redução de, pelo menos, 20% nos sintomas após6 meses, comparativamente a um quarto dos doentes que adicionaram o placebo. Os doentes queadicionaram o Humira apresentaram igualmente menos lesões articulares e uma menor diminuição dacapacidade física ao fim de um ano. Nos doentes que não tinham anteriormente tomado o metotrexato,a associação do Humira com metotrexato foi também mais eficaz do que o metotrexato emmonoterapia.Na artrite idiopática juvenil poliarticular, cerca de 40% dos doentes que tomaram o Humira, emmonoterapia ou em associação com o metotrexato, sofreram uma exacerbação da artrite,comparativamente a cerca de 69% dos doentes que receberam o placebo. No entanto, o número dedoentes que desenvolveu anticorpos foi inferior no grupo que recebeu o Humira em associação commetotrexato. Assim, os resultados favoreceram a utilização do Humira com o metotrexato relativamenteà utilização do Humira em monoterapia.O Humira originou uma melhoria dos sintomas superior à do placebo. Tal foi observado na artritepsoriática, na espondilite anquilosante, na fase de indução e de manutenção do tratamento da doençade Crohn e na psoríase.Qual é o risco associado ao Humira?Nos estudos, os efeitos secundários mais frequentes (observados em mais de 1 em cada 10 doentes)foram infecções do tracto respiratório (infecções dos pulmões e das vias respiratórias), leucopenia(contagens baixas de glóbulos brancos), anemia (contagens baixas de glóbulos vermelhos), aumentodos níveis de lípidos (gorduras), dor de cabeça, dor abdominal (dores de estômago), náuseas (enjoos)e vómitos, erupção cutânea, dor musculo-esquelética (dor nos músculos e nos ossos), reacções noHumiraEMA/193256/2011 Página 3/4
  4. 4. local da injecção (incluindo vermelhidão) e aumento das enzimas hepáticas. Devido ao risco acrescidode infecção, os doentes tratados com Humira devem ser cuidadosamente vigiados para despiste deinfecções, incluindo tuberculose, durante o tratamento e por um período de cinco meses após o finaldo mesmo. Para a lista completa dos efeitos secundários comunicados relativamente ao Humira,consulte o Folheto Informativo.O Humira não deve ser utilizado em pessoas que possam ser hipersensíveis (alérgicas) ao adalimumabou a qualquer outro componente do medicamento. O Humira não deve ser utilizado em doentes comtuberculose, outras infecções graves ou insuficiência cardíaca moderada ou grave (uma incapacidadedo coração em bombear sangue suficiente para todo o organismo).Por que foi aprovado o Humira?O CHMP concluiu que os benefícios do Humira são superiores aos seus riscos e recomendou a concessãode uma autorização de introdução no mercado para o medicamento.Que medidas estão a ser adoptadas para garantir a utilização segura doHumira?A empresa que produz o Humira fornecerá aos médicos prescritores pacotes informativos pedagógicos,que incluirão informações sobre a segurança do medicamento.Outras informações sobre o HumiraEm 8 de Setembro de 2003, a Comissão Europeia concedeu à Abbott Laboratories Limited umaAutorização de Introdução no Mercado, válida para toda a União Europeia, para o medicamento Humira.A Autorização de Introdução no Mercado é válida por um período de tempo ilimitado.O EPAR completo sobre o Humira pode ser consultado no sítio Web da Agência em:ema.europa.eu/Find medicine/Human medicines/European Public Assessment Reports. Para maisinformações sobre o tratamento com o Humira, leia o Folheto Informativo (também parte do EPAR) oucontacte o seu médico ou farmacêutico.Este resumo foi actualizado pela última vez em 03-2011.HumiraEMA/193256/2011 Página 4/4

×