SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Linha do Tempo
Desenvolvida no Rio Grande do Sul,
desde 2003.
Política pública (Lei nº12.544/06 e
nº 14.594/14 ) comprometida com
a promoção do desenvolvimento
infantil inicial.
Compõe os Projetos Prioritários do
Governo.
Referência Metodológica
Expansão das ações do PIM
Gestão Intersetorial do PIM Estadual
Grupo Gestor Estadual
Intersecretarias
Secretaria da
Saúde
Secretaria do Trabalho e
do Desenvolvimento Social
Gabinete de Políticas
Sociais
Secretaria da
Cultura
Secretaria da
Educação
Execução: Prefeituras Municipais
Secretaria da Justiça e dos
Direitos Humanos
Referência Metodológica e
Fundamentos Teóricos
Objetivo
Orientar as famílias, a
partir de sua cultura e
experiências, para que
promovam o
desenvolvimento integral
de suas crianças, desde a
gestação até os seis de
idade.
Modalidades de Atenção
Visitas Domiciliares e
Atividades Comunitárias
semanais (1hora),
realizadas por Visitadores
capacitados em DPI.
Eixos de Sustentação:
Comunidade, família e
Intersetorialidade
Objetivo e Metodologia
Estrutura e funções das equipes
Coordena, capacita, assessora
monitora, avalia
e articula junto à
Rede Estadual
Rede de Serviços
Atenção Básica em Saúde/ Proteção Social Básica/ Educação/ Cultura
Coordena, capacita,
monitora, avalia e
articula junto à
Rede Municipal
Capacitam, apóiam e avaliam
os Visitadores e articulam junto
à Rede nas Comunidades
Orientam, acompanham e
avaliam as Famílias, Gestantes
e Crianças sobre o DPI
● Planeja e orienta as ações de
implantação e implementação da
Política
● Monitora as ações do PIM nos
Municípios e avalia os resultados
alcançados
● Elabora materiais de apoio
● Articula e mobiliza a Rede Estadual
(intra e inter)
● Realiza visitas de acompanhamento,
periódicas, aos territórios
● Promove Encontros Regionais
● Capacita as equipes municipais
● Realiza apoio institucional junto às
macros
Coordenação
Equipe ADM
1 Supervisor por Macrorregional
1 Representante do PIM por Regional (Saúde e Educação)
1 Consultor Técnico para cada 20 Municípios
Grupo Técnico Estadual (GTE)
Processos de Trabalho
Área Técnica
GRUPO TÉCNICO
MUNICIPAL (GTM)
Coordenação Municipal
●Monitora e Avaliação
●Articula a Rede Municipal
●Seleciona as áreas
●Seleciona, capacita e
acompanha os Visitadores
●Sensibiliza os gestores,
Redes, Comunidades e
famílias
MONITOR
Apoio ao Visitador
Atuação direta no território
● Articula com a Rede no
Território
● Promove a interlocução
Visitadores/GTM/Rede
● Capacita, acompanha e
avalia os Visitadores
● Sensibiliza Comunidades e
famílias
● Acompanha os ganhos das
famílias e crianças
VISITADOR
Atenção direta às famílias
●Planeja e executa as
Modalidades de
Atenção
●Acompanha os ganhos
das famílias e crianças
Organização do Trabalho
Formação Inicial e
Contínua
Formação de Visitadores
Planejamento de atividadeLigação com as Redes de
Serviços
Organização do
Comitê Municipal para a
Primeira Infância
Modalidade de Atenção
Fomento do Pré-Natal
Oficinas com as Mães
Modalidade de Atenção
Principais Ações
Desenvolvidas nos Municípios
Atividades da Comunidade
Seminário
Internacional da
Primeira Infância
Dia do Bebê no
Parque da Redenção
Disponibilização de
Uniforme e outros materiais
Principais ações
desenvolvidas
Capacitação
de Radialistas
Prêmio
Salvador Celia
●Formação Inicial e Continuada das equipes
municipais.
●Site e Banco de Dados.
●Assessoria aos municípios.
●Elaboração e distribuição de materiais de apoio.
●Atividades Advocacy.
●Repasse de Incentivo Financeiro.
Funções do Grupo Técnico
Estadual e seus Recursos
•Metodologia inovadora, com desenvolvimento de material pedagógico;
•Intersetorialidade;
•Parcerias Institucionais;
•Municipalização e Capilaridade;
•Estrutura de Apoio ao Programa no âmbito estadual e regional;
•Base de Dados;
•Continuidade em diferentes gestões;
•Avaliação externa/Reconhecimento Nacional e Internacional
Destaques da
Implementação do PIM
● Nº de Municípios Implantados: 267
● Nº de Visitadores: 2.757
● Nº de Crianças Beneficiadas: 60.654
● Nº de Famílias Atendidas: 55.140
● Nº de Gestantes Atendidas: 8.271
● Cobertura x SINASC (crianças 0 < 6 anos): 7,48%
● Nº de Municípios: 497
● Nº de Crianças 0-6: 819.944
● Estimativa de gestantes pelo Rede Cegonha - 2012 - 100.015
● Coeficiente de Mortalidade Infantil: 2011 (11,4) / 2012 (10,7)
Dados do Rio Grande do Sul
Dados do PIM /Fev.2015
Dados
Avaliações do PIM
Replicabilidade do PIM
www.pim.saude.rs.gov.br
primeirainfanciamelhor@saude.rs.gov.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Cristina de Souza
 
Apresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaApresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaOrlei Almeida
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Joelson Honoratto
 
10. apresentação cras gloria
10. apresentação cras gloria10. apresentação cras gloria
10. apresentação cras gloriaNandaTome
 
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...UBIRAJARA COUTO LIMA
 
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequiéA atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequiéUBIRAJARA COUTO LIMA
 
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoCras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoMarley Marques
 
Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Maria Gold
 

Mais procurados (19)

Serviços do CRAS
Serviços do CRASServiços do CRAS
Serviços do CRAS
 
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
 
2 Mikaelle - Santa Filomena
2 Mikaelle - Santa Filomena2 Mikaelle - Santa Filomena
2 Mikaelle - Santa Filomena
 
Plano de ação 2011_PJ
Plano de ação 2011_PJPlano de ação 2011_PJ
Plano de ação 2011_PJ
 
Paif e scfv
Paif e scfvPaif e scfv
Paif e scfv
 
Apresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaApresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espirita
 
Cras
CrasCras
Cras
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
 
Plano de ação 2011 novo
Plano de ação 2011 novoPlano de ação 2011 novo
Plano de ação 2011 novo
 
10. apresentação cras gloria
10. apresentação cras gloria10. apresentação cras gloria
10. apresentação cras gloria
 
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...
IV Semana de Pedagogia - Minicurso: A atuação do pedagogo nos programas socia...
 
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequiéA atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
 
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoCras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
 
Slides, estrutura do cras
Slides, estrutura do crasSlides, estrutura do cras
Slides, estrutura do cras
 
Scfv para idosos
Scfv para idososScfv para idosos
Scfv para idosos
 
Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]
 
AMAR
AMARAMAR
AMAR
 
Mapeamentos
MapeamentosMapeamentos
Mapeamentos
 
Educaçao2
Educaçao2Educaçao2
Educaçao2
 

Destaque

Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010Jose Rudy
 
Manual pim iii_ti
Manual pim iii_tiManual pim iii_ti
Manual pim iii_tipaulocsm
 
o meu maoir projecto sou eu
o meu maoir projecto sou euo meu maoir projecto sou eu
o meu maoir projecto sou eunabilaingles
 
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no municípiobibliotecasaude
 
Aps estatuto da juventude
Aps estatuto da juventudeAps estatuto da juventude
Aps estatuto da juventudeRonieti Simione
 
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraes
Qualidade e avaliação ei   profa. rosalina moraesQualidade e avaliação ei   profa. rosalina moraes
Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraesRosalina Moraes
 
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira Infância
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira InfânciaGuia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira Infância
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira InfânciaKarenina Oliveira
 
Primeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e DesafiosPrimeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e DesafiosACTEBA
 

Destaque (20)

Modelo relatorio pim
Modelo relatorio pimModelo relatorio pim
Modelo relatorio pim
 
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
 
Pim finalizando
Pim finalizandoPim finalizando
Pim finalizando
 
Caminhos rurais 33
Caminhos rurais 33Caminhos rurais 33
Caminhos rurais 33
 
Relatorio hugo lopes
Relatorio hugo lopesRelatorio hugo lopes
Relatorio hugo lopes
 
Atendimento domiciliar e desenvolvimento infantil - Liése Serpa
Atendimento domiciliar e desenvolvimento infantil - Liése SerpaAtendimento domiciliar e desenvolvimento infantil - Liése Serpa
Atendimento domiciliar e desenvolvimento infantil - Liése Serpa
 
Manual pim iii_ti
Manual pim iii_tiManual pim iii_ti
Manual pim iii_ti
 
Pim iv
Pim ivPim iv
Pim iv
 
Frango da terra
Frango da terraFrango da terra
Frango da terra
 
o meu maoir projecto sou eu
o meu maoir projecto sou euo meu maoir projecto sou eu
o meu maoir projecto sou eu
 
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município
1767-L - A adolescente grávida e os serviços de saúde no município
 
Jamaica
JamaicaJamaica
Jamaica
 
Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI
 
Aps estatuto da juventude
Aps estatuto da juventudeAps estatuto da juventude
Aps estatuto da juventude
 
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...
PATERNIDADE e PRIMEIRA INFÂNCIA - Relatório Técnico do Seminário Nacional da ...
 
Cartilha GRAVIDEZ na ADOLESCÊNCIA e PRIMEIRA INFÂNCIA
Cartilha GRAVIDEZ na ADOLESCÊNCIA e PRIMEIRA INFÂNCIACartilha GRAVIDEZ na ADOLESCÊNCIA e PRIMEIRA INFÂNCIA
Cartilha GRAVIDEZ na ADOLESCÊNCIA e PRIMEIRA INFÂNCIA
 
Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraes
Qualidade e avaliação ei   profa. rosalina moraesQualidade e avaliação ei   profa. rosalina moraes
Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraes
 
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira Infância
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira InfânciaGuia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira Infância
Guia para a Elaboração de Planos Municipais pela Primeira Infância
 
Diapositivas granja
Diapositivas granjaDiapositivas granja
Diapositivas granja
 
Primeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e DesafiosPrimeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e Desafios
 

Semelhante a Primeira Infância Melhor - PIM RS

Apresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centroApresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centrotecendo.redes
 
Apresentação do projeto Zona Noroeste
Apresentação do projeto Zona NoroesteApresentação do projeto Zona Noroeste
Apresentação do projeto Zona Noroestetecendo.redes
 
Plano de mobilização PVE 2016
Plano de mobilização PVE 2016Plano de mobilização PVE 2016
Plano de mobilização PVE 2016Camila Fattori
 
Plano Municipal para Infância e Adolescência
Plano Municipal para Infância e AdolescênciaPlano Municipal para Infância e Adolescência
Plano Municipal para Infância e AdolescênciaFundação Abrinq
 
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdf
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdfRELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdf
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdfKacilaFavero
 
Gaaf ppt
Gaaf pptGaaf ppt
Gaaf pptPESES
 
GAAF
GAAFGAAF
GAAFPESES
 
GAAF
GAAFGAAF
GAAFPESES
 
Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015Gustavo Sousa
 
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCAD
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCADFamília Comunidade em Rede 2015 - FUMCAD
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCADVocação
 
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUSEmely - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUSAutismo & Realidade
 
Plano de Ação CMDCA - 2015
Plano de Ação CMDCA - 2015Plano de Ação CMDCA - 2015
Plano de Ação CMDCA - 2015Aghata Gonsalves
 
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdf
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdfCADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdf
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdfyolandaabreu210
 

Semelhante a Primeira Infância Melhor - PIM RS (20)

Reunião sobre Primeira Infância: Departamento de Ações em Saúde-Atenção Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Departamento de Ações em Saúde-Atenção BásicaReunião sobre Primeira Infância: Departamento de Ações em Saúde-Atenção Básica
Reunião sobre Primeira Infância: Departamento de Ações em Saúde-Atenção Básica
 
Apresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centroApresentação do projeto - centro
Apresentação do projeto - centro
 
Apresentação do projeto Zona Noroeste
Apresentação do projeto Zona NoroesteApresentação do projeto Zona Noroeste
Apresentação do projeto Zona Noroeste
 
Plano de mobilização PVE 2016
Plano de mobilização PVE 2016Plano de mobilização PVE 2016
Plano de mobilização PVE 2016
 
Plano Municipal para Infância e Adolescência
Plano Municipal para Infância e AdolescênciaPlano Municipal para Infância e Adolescência
Plano Municipal para Infância e Adolescência
 
Ppt De Apresentacao
Ppt De ApresentacaoPpt De Apresentacao
Ppt De Apresentacao
 
PLANO MUNICIPAL pela PRIMEIRA INFÂNCIA - Guia - RNPI
PLANO MUNICIPAL pela PRIMEIRA INFÂNCIA - Guia - RNPI PLANO MUNICIPAL pela PRIMEIRA INFÂNCIA - Guia - RNPI
PLANO MUNICIPAL pela PRIMEIRA INFÂNCIA - Guia - RNPI
 
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdf
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdfRELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdf
RELATÓRIO-DE-ATIVIDADES-2019.pdf
 
Mulheres mil codir (2)
Mulheres mil   codir (2)Mulheres mil   codir (2)
Mulheres mil codir (2)
 
Apresentação CIEE
Apresentação CIEEApresentação CIEE
Apresentação CIEE
 
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca AíDESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
DESAFIO Mais Saúde na Cidade - Projeto Toca Aí
 
Medidas de qualidade dos serviços de educação infantil ( creches e pré-escolas)
Medidas de qualidade dos serviços de educação infantil ( creches e pré-escolas)Medidas de qualidade dos serviços de educação infantil ( creches e pré-escolas)
Medidas de qualidade dos serviços de educação infantil ( creches e pré-escolas)
 
Gaaf ppt
Gaaf pptGaaf ppt
Gaaf ppt
 
GAAF
GAAFGAAF
GAAF
 
GAAF
GAAFGAAF
GAAF
 
Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015
 
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCAD
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCADFamília Comunidade em Rede 2015 - FUMCAD
Família Comunidade em Rede 2015 - FUMCAD
 
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUSEmely - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Emely - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
 
Plano de Ação CMDCA - 2015
Plano de Ação CMDCA - 2015Plano de Ação CMDCA - 2015
Plano de Ação CMDCA - 2015
 
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdf
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdfCADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdf
CADERNO_DE_ATIVIDADES_SCFV_0_A_6_ANOS.pdf
 

Mais de Pim Das Ses

Avancos do Marco Legal da Primeira Infância
Avancos do Marco Legal da Primeira InfânciaAvancos do Marco Legal da Primeira Infância
Avancos do Marco Legal da Primeira InfânciaPim Das Ses
 
Coleção Fazendo Arte PIM III
Coleção Fazendo Arte PIM IIIColeção Fazendo Arte PIM III
Coleção Fazendo Arte PIM IIIPim Das Ses
 
Coleção Fazendo Arte PIM I
Coleção Fazendo Arte PIM IColeção Fazendo Arte PIM I
Coleção Fazendo Arte PIM IPim Das Ses
 
Coleção Fazendo Arte PIM IV
Coleção Fazendo Arte PIM IVColeção Fazendo Arte PIM IV
Coleção Fazendo Arte PIM IVPim Das Ses
 
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com DeficiênciaApresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com DeficiênciaPim Das Ses
 
Apresentação PIM (07/2015)
Apresentação PIM (07/2015)Apresentação PIM (07/2015)
Apresentação PIM (07/2015)Pim Das Ses
 

Mais de Pim Das Ses (6)

Avancos do Marco Legal da Primeira Infância
Avancos do Marco Legal da Primeira InfânciaAvancos do Marco Legal da Primeira Infância
Avancos do Marco Legal da Primeira Infância
 
Coleção Fazendo Arte PIM III
Coleção Fazendo Arte PIM IIIColeção Fazendo Arte PIM III
Coleção Fazendo Arte PIM III
 
Coleção Fazendo Arte PIM I
Coleção Fazendo Arte PIM IColeção Fazendo Arte PIM I
Coleção Fazendo Arte PIM I
 
Coleção Fazendo Arte PIM IV
Coleção Fazendo Arte PIM IVColeção Fazendo Arte PIM IV
Coleção Fazendo Arte PIM IV
 
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com DeficiênciaApresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
Apresentaçao PIM - XXI Semana Estadual da Pessoa com Deficiência
 
Apresentação PIM (07/2015)
Apresentação PIM (07/2015)Apresentação PIM (07/2015)
Apresentação PIM (07/2015)
 

Primeira Infância Melhor - PIM RS

  • 1.
  • 3. Desenvolvida no Rio Grande do Sul, desde 2003. Política pública (Lei nº12.544/06 e nº 14.594/14 ) comprometida com a promoção do desenvolvimento infantil inicial. Compõe os Projetos Prioritários do Governo. Referência Metodológica Expansão das ações do PIM
  • 4. Gestão Intersetorial do PIM Estadual Grupo Gestor Estadual Intersecretarias Secretaria da Saúde Secretaria do Trabalho e do Desenvolvimento Social Gabinete de Políticas Sociais Secretaria da Cultura Secretaria da Educação Execução: Prefeituras Municipais Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos
  • 6. Objetivo Orientar as famílias, a partir de sua cultura e experiências, para que promovam o desenvolvimento integral de suas crianças, desde a gestação até os seis de idade. Modalidades de Atenção Visitas Domiciliares e Atividades Comunitárias semanais (1hora), realizadas por Visitadores capacitados em DPI. Eixos de Sustentação: Comunidade, família e Intersetorialidade Objetivo e Metodologia
  • 7. Estrutura e funções das equipes Coordena, capacita, assessora monitora, avalia e articula junto à Rede Estadual Rede de Serviços Atenção Básica em Saúde/ Proteção Social Básica/ Educação/ Cultura Coordena, capacita, monitora, avalia e articula junto à Rede Municipal Capacitam, apóiam e avaliam os Visitadores e articulam junto à Rede nas Comunidades Orientam, acompanham e avaliam as Famílias, Gestantes e Crianças sobre o DPI
  • 8. ● Planeja e orienta as ações de implantação e implementação da Política ● Monitora as ações do PIM nos Municípios e avalia os resultados alcançados ● Elabora materiais de apoio ● Articula e mobiliza a Rede Estadual (intra e inter) ● Realiza visitas de acompanhamento, periódicas, aos territórios ● Promove Encontros Regionais ● Capacita as equipes municipais ● Realiza apoio institucional junto às macros Coordenação Equipe ADM 1 Supervisor por Macrorregional 1 Representante do PIM por Regional (Saúde e Educação) 1 Consultor Técnico para cada 20 Municípios Grupo Técnico Estadual (GTE) Processos de Trabalho Área Técnica
  • 9. GRUPO TÉCNICO MUNICIPAL (GTM) Coordenação Municipal ●Monitora e Avaliação ●Articula a Rede Municipal ●Seleciona as áreas ●Seleciona, capacita e acompanha os Visitadores ●Sensibiliza os gestores, Redes, Comunidades e famílias MONITOR Apoio ao Visitador Atuação direta no território ● Articula com a Rede no Território ● Promove a interlocução Visitadores/GTM/Rede ● Capacita, acompanha e avalia os Visitadores ● Sensibiliza Comunidades e famílias ● Acompanha os ganhos das famílias e crianças VISITADOR Atenção direta às famílias ●Planeja e executa as Modalidades de Atenção ●Acompanha os ganhos das famílias e crianças Organização do Trabalho
  • 10. Formação Inicial e Contínua Formação de Visitadores Planejamento de atividadeLigação com as Redes de Serviços Organização do Comitê Municipal para a Primeira Infância Modalidade de Atenção Fomento do Pré-Natal Oficinas com as Mães Modalidade de Atenção Principais Ações Desenvolvidas nos Municípios Atividades da Comunidade
  • 11. Seminário Internacional da Primeira Infância Dia do Bebê no Parque da Redenção Disponibilização de Uniforme e outros materiais Principais ações desenvolvidas Capacitação de Radialistas Prêmio Salvador Celia
  • 12. ●Formação Inicial e Continuada das equipes municipais. ●Site e Banco de Dados. ●Assessoria aos municípios. ●Elaboração e distribuição de materiais de apoio. ●Atividades Advocacy. ●Repasse de Incentivo Financeiro. Funções do Grupo Técnico Estadual e seus Recursos
  • 13. •Metodologia inovadora, com desenvolvimento de material pedagógico; •Intersetorialidade; •Parcerias Institucionais; •Municipalização e Capilaridade; •Estrutura de Apoio ao Programa no âmbito estadual e regional; •Base de Dados; •Continuidade em diferentes gestões; •Avaliação externa/Reconhecimento Nacional e Internacional Destaques da Implementação do PIM
  • 14. ● Nº de Municípios Implantados: 267 ● Nº de Visitadores: 2.757 ● Nº de Crianças Beneficiadas: 60.654 ● Nº de Famílias Atendidas: 55.140 ● Nº de Gestantes Atendidas: 8.271 ● Cobertura x SINASC (crianças 0 < 6 anos): 7,48% ● Nº de Municípios: 497 ● Nº de Crianças 0-6: 819.944 ● Estimativa de gestantes pelo Rede Cegonha - 2012 - 100.015 ● Coeficiente de Mortalidade Infantil: 2011 (11,4) / 2012 (10,7) Dados do Rio Grande do Sul Dados do PIM /Fev.2015 Dados