Avaliação

119 visualizações

Publicada em

Funções da Avaliação de aprendizagem. Trabalho apresentado na disciplina "Paradigmas Pedagógicos da Prática Docente Atual" ministrada pela professora Dra. Marilu Martens no programa de metrado em Ensino da UTFPR -Londrina do 1o semestre de 2015

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
119
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação

  1. 1. FUNÇÕES DA Mestranda: Priscila A. Borges Ferreira Pires priscilaborgespires@yahoo.com.br
  2. 2. “[...] por que e para que o professor precisa determinar o nível de aprendizagem de seus alunos?” (HAYDT, 2006, p. 291-2)
  3. 3. Conhecer os alunos
  4. 4. Identificar as dificuldades de aprendizagem.
  5. 5. Avaliação diagnóstica Entende-se como “[...] uma ação avaliativa realizada no início de um processo de aprendizagem, que tem a função de obter informações sobre os conhecimentos, aptidões e competências dos estudantes com vista à organização dos processos de ensino e aprendizagem de acordo com as situações identificadas.” IN: http://www.portalavaliacao.caedufjf.net/pagina-exemplo/tipos-de-avaliacao/avaliacao-diagnostica/
  6. 6. Determinar se os objetivos propostos foram ou não atingidos.
  7. 7. Avaliação Formativa ou Processual “[...] o propósito fundamental da avaliação com caráter formativo é verificar se o aluno está conseguindo dominar gradativamente os objetivos previstos, expressos sob a forma de conhecimentos, habilidades e atitudes.” IN: (HAYDT, 2006, p. 293)
  8. 8. Avaliação é orientadora e deve aperfeiçoar o processo ensino- aprendizagem.
  9. 9. Promover os alunos.
  10. 10. Avaliação Somativa Função classificatória. A maioria das escolas promove exames, que não são uma prática de avaliação. O ato de examinar é classificatório e seletivo. A avaliação, ao contrário, diagnóstica e inclusiva. Hoje aplicamos instrumentos de qualidade duvidosa: corrigimos provas e contamos os pontos para concluir se o aluno será aprovado ou reprovado. O processo foi concebido para que alguns estudantes sejam incluídos e outros, excluídos. Do ponto de vista político-pedagógico, é uma tradição antidemocrática e autoritária, porque centrada na pessoa do professor e no sistema de ensino, não em quem aprende. (LUCKESI)
  11. 11. Avaliação Mediadora
  12. 12. Avaliação Mediadora “[...] eu defendo que quem avalia intervém, provoca e faz mudanças, faz com que o aluno fique diferente para pior ou para melhor. Se o avaliador tem uma atitude autoritária, obstaculiza o avanço, a continuidade dos estudos; se a atitude é de diálogo e abertura, ele promove o aluno. No primeiro livro em que cunhei a teoria que desenvolvi de avaliação mediadora, insisto sobre o sentido da mediação como questionamento, desafio cognitivo, análise das potencialidades do educando para uma intervenção pedagógica positiva. A ação mediadora envolve sempre a finalidade da superação do estudante ao longo do processo educativo, conceitos esses enriquecidos pelas teorias de Piaget e Vygotsky.” (HOFFMAN, 2014, s/p)
  13. 13. Avaliação Mediadora: Princípios  Oportunizar a discussão de alunos a partir de situações desencadeadoras;  buscar questões desafiadoras;  diálogo com o professor;  tarefas individuais menores e sucessivas;  erro deve ter uma imagem positiva;  não há notas, há anotações.
  14. 14. Avaliamos ou testamos?
  15. 15. REFERÊNCIAS: HAYDT, Regina Célia C. “Avaliação do processo ensino-aprendizagem.” IN: ______. Curso de Didática Geral, São Paulo: Ática, 2006 HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre; Editora Mediação, 2009 ______. Avaliação mediadora é desafio para a aprendizagem. Disponível em: http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2014/05/21/avaliacao-mediadora-e-desafio-para-aprendizagem . Acesso em: 05/mai/2015. ______. Avaliar para promover, não para reprovar. Disponível em: http://www.mundojovem.com.br/entrevistas/edicao-451-entrevista-avaliar-para-promover-nao-para- reprovar. Acesso em: 05/mai/2015. LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e preposições. São Paulo: Cortez, 2011. ______Entrevista. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/cipriano-carlos-luckesi- 424733.shtml Acesso em: 05/mai/2015. http://www.portalavaliacao.caedufjf.net/pagina-exemplo/o-que-e-avaliacao-educacional/ Acesso em: 05/mai/2015.

×