Caloiros de Sociologia receberam as boas vindas à cidade na Câmara Municipal de Coimbra 
O presidente da Câmara Municipal ...
O presidente descreveu também outras áreas ligadas à câmara, como os transportes públicos, através dos Serviços Municipali...
Aproveitando a proximidade do brasão da CMC, Manuel Machado esclareceu os novos discentes de Sociologia de que a figura fe...
Caloiros de Sociologia receberam as boas vindas à cidade na Câmara Municipal de Coimbra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Caloiros de Sociologia receberam as boas vindas à cidade na Câmara Municipal de Coimbra

260 visualizações

Publicada em

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, e a vereadora da Cultura, Carina Gomes, deram as boas-vindas à cidade a um grupo de cerca de 50 novos alunos do curso de Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. A receção decorreu no dia 16 de setembro, no salão nobre da CMC, onde Manuel Machado falou de Coimbra como ponto de encontro de culturas, onde, por exemplo, árabes e judeus conviviam em paz há séculos. “Infelizmente, isso hoje não se verifica noutros espaços do planeta”, observou.

O presidente da CMC recordou aos alunos que desempenha este cargo por ter sido eleito pelos cidadãos eleitores. Mas nem sempre foi assim. Tempos houve em que os presidentes de câmara eram nomeados ou em que as câmaras eram organismos corporativos. Tendo explicado sucintamente as atuais funções do presidente da câmara, dos vereadores e da Assembleia Municipal de Coimbra, e uma vez que estava a falar para uma plateia de futuros sociólogos, afirmou: “Nós apostamos no capital humano, é um valor inestimável e que ninguém nos pode tirar.”

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caloiros de Sociologia receberam as boas vindas à cidade na Câmara Municipal de Coimbra

  1. 1. Caloiros de Sociologia receberam as boas vindas à cidade na Câmara Municipal de Coimbra O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, e a vereadora da Cultura, Carina Gomes, deram as boas-vindas à cidade a um grupo de cerca de 50 novos alunos do curso de Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. A receção decorreu no dia 16 de setembro, no salão nobre da CMC, onde Manuel Machado falou de Coimbra como ponto de encontro de culturas, onde, por exemplo, árabes e judeus conviviam em paz há séculos. “Infelizmente, isso hoje não se verifica noutros espaços do planeta”, observou. O presidente da CMC recordou aos alunos que desempenha este cargo por ter sido eleito pelos cidadãos eleitores. Mas nem sempre foi assim. Tempos houve em que os presidentes de câmara eram nomeados ou em que as câmaras eram organismos corporativos. Tendo explicado sucintamente as atuais funções do presidente da câmara, dos vereadores e da Assembleia Municipal de Coimbra, e uma vez que estava a falar para uma plateia de futuros sociólogos, afirmou: “Nós apostamos no capital humano, é um valor inestimável e que ninguém nos pode tirar.”
  2. 2. O presidente descreveu também outras áreas ligadas à câmara, como os transportes públicos, através dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, ou o fornecimento de água, da responsabilidade da empresa municipal Águas de Coimbra. A origem do atual edifício da CMC, construído para o efeito na segunda metade do século XIX, também foi abordada. Mas nem sempre os Paços do Concelho se situaram na Praça 8 de Maio, como recordou Manuel Machado. No passado, a CMC já funcionou na Torre de Almedina e na Praça do Comércio, sendo que neste último local, a câmara foi incendiada durante a época das invasões francesas, o que originou um levantamento popular que levou à chacina dos autores do crime.
  3. 3. Aproveitando a proximidade do brasão da CMC, Manuel Machado esclareceu os novos discentes de Sociologia de que a figura feminina que consta do mesmo não é a Rainha Santa Isabel, como por vezes se comenta erradamente. Ao que tudo indica, trata-se da princesa Cindazunda. Ainda assim, o presidente da autarquia aproveitou para tecer elogios à Rainha Santa Isabel, descrevendo-a como “extramente inteligente” e como alguém que “fez muito pela dignidade da nossa cidade e pelos mais necessitados”, além de outros encómios. Por coincidência, Manuel Machado vira um episódio de “praxe”, na véspera, junto ao edifício da câmara e que consistia em obrigar os caloiros a andar de gatas. “Aquilo é uma palermice, não é nenhuma praxe”, observou, alertando os alunos de que podem “dizer não”. “Não querendo ser moralista”, o autarca deixou “um apelo” aos que o ouviam: “Gostava que a nossa academia não se evidenciasse pelo excesso de bebedeira, mas antes pela fraternidade e pela afetividade.” Depois da passagem pelo salão nobre da CMC, os alunos estiveram na sala de sessões, onde quinzenalmente reúne o executivo. Aqui, Carina Gomes falou do seu percurso académico e profissional, desde que foi também ela aluna de Sociologia, até chegar a vereadora da Cultura, tendo feito um doutoramento em Sociologia pelo meio.

×