FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 2 de 41
A Câmara Municipal de Coimbra organizou, nos passados dias 30 de maio ...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 3 de 41
Participantes da Feira do Livro
O número de participantes da Feira do ...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 4 de 41
Participantes da Feira do Artesanato
Já o número de artesãos aumentou ...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 5 de 41
 Preciosa Torres
 Presépios Amorosos
 Presépios de Portugal
 Renda...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 6 de 41
Participantes da Gastronomia
Dado a zona gastronómica ser, geralmente,...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 7 de 41
2) PÚBLICO/ INQUÉRITOS
2.1) INQUÉRITO AOS PÚBLICOS DA FEIRA CULTURAL D...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 8 de 41
2.1.1) AVALIAÇÃO DA FEIRA CULTURAL DE COIMBRA
Em resposta à questão “C...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 9 de 41
Gráfico II: Aspetos que tiveram maior importância na decisão de visita...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 10 de 41
Relativamente à disposição dos stands e expositores, cerca de 61,4% d...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 11 de 41
Gráfico V: Avaliação da organização da Feira Cultural – Qualidade dos...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 12 de 41
Relativamente à duração e horário da Feira Cultural de Coimbra, const...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 13 de 41
Gráfico VIII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Programa d...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 14 de 41
Gráfico IX: Avaliação da organização da Feira Cultural – Junção de vá...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 15 de 41
Gráfico X: Avaliação da adição da nova área da cultura e criatividade...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 16 de 41
Gráfico XI: Avaliação da promoção / divulgação geral da iniciativa (%...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 17 de 41
Gráfico XII: Nº de visitas a um espaço ou evento cultural, durante os...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 18 de 41
Gráfico XIII: Grupos etários (%)
No que diz respeito ao local de resi...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 19 de 41
Gráfico XIV: Ocupação (%)
No que se refere ao nível de escolaridade d...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 20 de 41
2.1.4.) ASPETOS MAIS E MENOS VALORIZADOS
Na parte final do questionár...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 21 de 41
De seguida, a área da gastronomia foi o aspeto que menos agradou. Nes...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 22 de 41
Reforce-se, ainda, o facto de muitos inquiridos terem usado este espa...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 23 de 41
Gráfico XVI: Como teve conhecimento da realização desta Feira? (%)
Re...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 24 de 41
Quadro I: Aspetos que tiveram maior importância na decisão de visitar...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 25 de 41
Quadro II: Avaliação da organização da Feira Cultural 2015
Local de
r...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 26 de 41
Quadro III: Avaliação global da organização da Feira Cultural 2015
N
...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 27 de 41
área da cultura e criatividade foi bem recebida pelos visitantes da F...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 28 de 41
2.2) INQUÉRITO AOS EXPOSITORES DA FEIRA CULTURAL
DE COIMBRA | 2015
Em...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 29 de 41
Gráfico XVII: Motivos que levaram à decisão de participar na Feira (%...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 30 de 41
Gráfico XVIII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Acolhimen...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 31 de 41
Na avaliação da disposição dos stands e expositores, verifica-se que ...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 32 de 41
Gráfico XXI: Avaliação da organização da Feira Cultural – Qualidade d...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 33 de 41
No respeitante ao horário e dias de duração da Feira, constata-se que...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 34 de 41
Gráfico XXIV: Avaliação da organização da Feira Cultural – Programa d...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 35 de 41
Foi solicitado aos participantes que avaliassem, numa escala de 1 ("m...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 36 de 41
Gráfico XXVI: Participação na Feira no próximo ano, nas mesmas condiç...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 37 de 41
2.2.3.) SUGESTÕES DE MELHORIA
Relativamente às sugestões de melhoria ...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 38 de 41
Finalmente, tal como aconteceu com os visitantes, os expositores apro...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 39 de 41
Quadro VI: Avaliação da organização da Feira Cultural 2015
Acolhiment...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 40 de 41
Quadro VII: Avaliação da organização da Feira Cultural 2014
Acolhimen...
FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 41 de 41
3) CONCLUSÃO
A Feira Cultural de Coimbra é e continua a ser um evento...
COIMBRA - Visitantes e expositores muito satisfeitos com a Feira Cultural 2015
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

COIMBRA - Visitantes e expositores muito satisfeitos com a Feira Cultural 2015

282 visualizações

Publicada em

A Feira Cultural de Coimbra 2015, que se realizou entre 30 de maio e 7 de junho último, proporcionou uma grande satisfação a visitantes e expositores, o que tende a confirmar a boa aposta da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), quando optou por concentrar, num mesmo evento, as anteriores feiras do livro e do artesanato, complementando-as ainda com mais expressões culturais e eventos.

Esta é uma das principais conclusões da avaliação elaborada pelo Município sobre a realização deste certame, com base nas respostas de um total de 628 questionários - 505 respondidos por visitantes (472, em papel, e 33, por via eletrónica) e 123 por expositores. O índice de avaliação global da feira, calculado a partir das variáveis analisadas pelo inquérito, permite concluir que, numa escala de 1 a 5, este ano a opinião dos visitantes registou uma média de 4,11, valor bastante próximo do registado no ano passado, que foi de 4,10.

Ao nível dos expositores, 39% classificaram a feira com nota 4; 29,3% com nota máxima (neste particular deu-se um crescimento muito significativo, tendo em conta que, no ano passado, apenas 14,8% lhe davam 5); 22% atribuiu nota 3; 7,3% nota 2 e 2,14% nota 1. Também sintomático é o facto de, quando questionados sobre a participação na edição de 2016 da Feira Cultural de Coimbra (mantendo as condições deste ano), 94,3% dos expositores manifestaram interesse em regressar.

Entre os motivos que levaram o público a visitar a feira, a Gastronomia vence, com 40% (no ano passado ocupava o 4º lugar), seguida de perto pelos livros (38,1%), que foram o 1º motivo de visita no ano passado, e com o artesanato a completar o pódio (32,1%), que fora 2º em 2014. Interessante é verificar que 31% dos inquiridos optaram por escolher a hipótese “junção de todas as valências na mesma feira” como motivo de visita (3º lugar em 2014; 4º este ano).

Por seu turno, a eleição do Parque Dr. Manuel Braga para realização deste evento demonstra ser merecedora dos maiores elogios por parte dos visitantes, com 96,6% das pessoas a avaliar o espaço como Muito Bom ou Bom. O Parque Dr. Manuel Braga é também o mais citado em “o aspeto que mais agradou” aos visitantes. No entanto, apesar da grande maioria dos inquiridos nada apontar no “aspeto que menos agradou”, alguns não gostaram do pavimento. A seguir registaram-se críticas para aspetos como oferta, diversidade ou preços da gastronomia. O setor livreiro também foi alvo de reparos, motivados por diversidade ou preços.

Verifica-se ainda que itens como “Disposição dos stands e expositores”, “Qualidade dos expositores”, “Diversidade dos expositores” e “Horário/Dias de duração da feira” ou “Programa de animação” obtiveram classificação de Bom ou Muito Bom por parte de mais de 70% dos visitantes. Por seu turno, uma das principais novidades deste ano, a criação da área “Cultura e Criatividade” mereceu a classificaç

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

COIMBRA - Visitantes e expositores muito satisfeitos com a Feira Cultural 2015

  1. 1. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 2 de 41 A Câmara Municipal de Coimbra organizou, nos passados dias 30 de maio a 7 de junho, no Parque Dr. Manuel Braga, a segunda edição da FEIRA CULTURAL DE COIMBRA, acolhendo, ao longo de 9 dias, stands destinados a promover não só o Livro e o Artesanato, como também a Gastronomia, as Edições Musicais, as Artes Plásticas, juntamente com representações institucionais, aliados a momentos de animação cultural permanentes, onde se integrou também o evento “24 Horas Culturais” (6 para 7 de junho). Em 2015, saliente-se a nova valência dedicada à Cultura e Criatividade, zona onde instituições e empresas dedicadas a atividades culturais se deram a (re)conhecer ao público 1) PARTICIPANTES A atribuição dos stands aos participantes foi gratuita, tendo como contrapartida a colaboração daqueles, quer na programação cultural complementar do evento, quer na logística da organização. A distribuição dos stands no Parque Dr. Manuel Braga procurou dar a conhecer ao público a totalidade do recinto, motivando os visitantes a circularem por toda a Feira. O espaço foi dividido pelas áreas temáticas que se propuseram para a Feira Cultural.
  2. 2. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 3 de 41 Participantes da Feira do Livro O número de participantes da Feira do Livro – livreiros, editoras e alfarrabistas – aumentou de 40 para 47, em 2015, subindo, da mesma forma, de 63 para 64 stands, equivalendo a uma representação de cerca de centena e meia de marcas editoriais:  Alfarrabista Caldeira  Alfarrabista Martinho  Alma Azul  Almeida Alfarrabista  Âncora Editora  Ao Pé das Letras  Bibliographias  Bruaá Editora  Capital Books  Centro de Literatura Cristã  Chronospaper - Oficina de Restauro de Livros e Encadernação  CLIPP  Coimbra Editora, S.A.  Colares Editora  Companhia Das Artes  CTT - Correios De Portugal  Dinalivro  Edições Emanuel - Comunidade Emanuel  Edições Piaget, L.da  Edições Tenacitas  Editora Exclamação  Editorial Presença, Oqo, Edicare  Eranos  Grupo Almedina  Grupo LEYA  INCM - Imprensa Nacional Casa da Moeda S.A.  José de Almeida Gomes & Filhos, L.da  Lápis de Memórias  Livraria Bertrand  Livraria Braga  Livraria Cedilha  Livraria Dr. Kartoon  Livraria Élia Ramalho  Miguel de Carvalho - Livreiro Antiquário  MinervaCoimbra  Nova Acrópole  Páginacarmim  Palavras & Rimas (Ponto M)  Palimage  Palmo a Palmo  Porto Editora  Promobooks.Net  Publicações Maitreya  Roma Editora  Rota do Livro  S. Passos - Livreiro/Alfarrabista  VASP, Booksmile, F. C. Gulbenkian
  3. 3. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 4 de 41 Participantes da Feira do Artesanato Já o número de artesãos aumentou para 72 participantes em 77 stands (relativamente aos 71 participantes em 76 stands de 2014), provenientes de várias regiões do país, em representação das áreas de atividade que a seguir se enumeram: olaria e cerâmica; artigos de cortiça; tecelagem, bordados, renda, retalhos e trapologia; ferro forjado, latoaria e funilaria; trabalhos em madeira; filigranas e bijuteria; cestaria e esteiraria; vidros; brinquedos e miniaturas; escultura; trabalhos em pedra; mobiliário; instrumentos musicais de corda e entre outros.  25 Anos a Artesanar  Aida Mateus  António Faria Vieira  Armanda Esperança  Arte Rural  Arte.Vidro.A.Mesquita  Artesanato A Feiticeira  Atelier S. Miguel  Baldufa Artesanato  Bernardete Marques  Carla Silva  Carlos Dias  Carlos Ribeiro  Carola e Borralho  Cearte  Conceição Santana  Delfina Nunes  Ecoemotion  Ecolã  Elisabete Soares  Elmano e Helena  Emilia Leão  Fátima Ferreira  Filomena Cabral Antunes  Flautas de Cana  Frederico Ferreira  Handvela  Herança do Passado  Ilídio Lopes Ferreira  Irene Almeida  Isabel Moreira  Joaquim Oliveira  Jorge dos Santos Costa  José Ferreira  José Luís Pires  José Mendes Afonso  Júlia Cota  Latoaria Artesanal de Avô  Laura de Jesus Alves  Laurinda Pias  Loja da Villa  Luis Pinheiro  Lukas Fantoches & Marionetas  Manuel Macedo  Maria Alcide Costa Rodrigues  Maria das Neves  Maria Ermelinda Araújo Rodrigues  Maria Luísa Conceição  Marionetas do Tejo  Município de Nisa  Município de Vila Nova de Poiares  Naturlã  Naturnatus  Norbert Schwabl  O Campeão  O Tear  Officina Bellu Conti  Olaria Bulhão  Olaria Isabel Lacerda  Olinda Mata  Palmira Lopes  Pedro Silva
  4. 4. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 5 de 41  Preciosa Torres  Presépios Amorosos  Presépios de Portugal  Rendas de Bilros.com  Rui Alves  Sibi by Sílvia Nolan  Susy e Paulo Nandes  Teresa Castro  Turquel  Vitor Palhinha Participantes das Edições Musicais Nas Edições Musicais o número de participações aumentou de 3 para 5, em relação ao ano passado, tendo estado presentes o stand Artur Guindeira (Montemor-o-Velho), Vinylharias (Figueira da Foz) MusicArte (Tomar), Tony dos Discos (Lisboa) e Casa Abreu - Instrumentos Musicais (Tentúgal), tendo pautado a sua participação, pela venda de instrumentos musicais e de edições em vinyl. Participantes das Artes Plásticas A participação das Artes Plásticas, comparando com 2014, duplicou este ano (6 participantes), tendo estado presentes as galerias Atelier Daniel Africano (Porto), Conde Galeria - Arte e Fotografia (Coimbra), Galeria Miguel Bombarda - Arte Contemporânea (Porto), Galeria / Atelier Ícone (Coimbra), Mercearia de Arte (Coimbra), bem como a empresa de material de pintura Mileumacores (Coimbra). Participantes das Representações Institucionais Nas representações institucionais estiveram presentes a APBC - Associação para a Promoção da Baixa de Coimbra, a Associação Académica de Coimbra, a Associação RUAS - Recriar a Universidade, Alta e Sofia, a Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, a Confraria da Rainha Santa Isabel e a Fundação Bissaya Barreto, além dos dois pavilhões municipais: um dedicado à representação oficial da Câmara Municipal de Coimbra e outro que acolheu as atividades da Biblioteca Municipal de Coimbra.
  5. 5. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 6 de 41 Participantes da Gastronomia Dado a zona gastronómica ser, geralmente, um espaço de grande interesse pelos visitantes da Feira, a organização localizou-a num local central da feira, junto ao Coreto do Parque Dr. Manuel Braga, e, consequentemente, junto do estrado-palco onde decorreu a quase totalidade da programação cultural, permitindo que esta zona de especial lazer cativasse o visitante por mais tempo. No topo sul do espaço da feira, entre as Edições Musicais e as Representações Institucionais, foram ainda colocados mais duas zonas de refeições. O número de representações aumentou de 9 para 12, em 2015. Estiveram presentes os stands gastronómicos de:  ADOC – Associação de Doceiros de Coimbra  Azucar Mexicano  Brasileira  Confraria Dos Sabores  Grupo Folclórico de Coimbra  Grupo Folclórico de Torre de Bera  IUNA  Ponto de Gosto – Sabor Serrano  Psicológico/Forno do Guinato  Queijadinha  Sangria de Vinho do Porto  Tradições D’ Sserra Participantes da Cultura e Criatividade A nova zona da Cultura e Criatividade deu-se a conhecer, pela primeira vez, e com originalidade, através dos seguintes stands:  Centro de Artes Visuais  Condomínio Criativo  Conservatório de Música de Coimbra  LINHAS (JACC – Jazz ao Centro Clube + CAPC - Círculo de Artes Plásticas de Coimbra + Casa da Esquina)  O Teatrão  Orquestra Clássica do Centro  PUBLITV  SIN - Start Incubation Network
  6. 6. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 7 de 41 2) PÚBLICO/ INQUÉRITOS 2.1) INQUÉRITO AOS PÚBLICOS DA FEIRA CULTURAL DE COIMBRA | 2015 No decurso da Feira Cultural, foram distribuídos 700 inquéritos em suporte de papel, aos quais responderam 472 pessoas. Após o término da Feira, o mesmo inquérito foi disponibilizado numa plataforma online, tendo-se contabilizado 33 respostas. No total, foram validados 505 inquéritos.
  7. 7. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 8 de 41 2.1.1) AVALIAÇÃO DA FEIRA CULTURAL DE COIMBRA Em resposta à questão “Como teve conhecimento da realização desta Feira?”, verifica-se que a maior parte dos inquiridos teve conhecimento da Feira através de familiares ou amigos/as (36,5%) e através das redes sociais (33,9%), seguindo-se os cartazes/informação de rua (29,1%) e os meios de comunicação social (26,1%). Por outro lado, apenas 7,8% dos inquiridos teve conhecimento da realização da Feira através de informação eletrónica enviada pela Câmara Municipal de Coimbra e 6% através do site da Câmara Municipal de Coimbra. Gráfico I: Como teve conhecimento da realização desta Feira? (%) Quando questionados acerca dos aspetos que tiveram maior importância na decisão de visitar a Feira, constata-se que o interesse pela área da gastronomia foi o motivo que levou cerca 40% dos inquiridos a ir visitar a Feira, sucedendo-se o interesse pela área do livro (38,1%). O artesanato (32,1%) e a junção de todas as valências numa mesma feira (31,0%) foram também motivos que levaram uma parte expressiva dos inquiridos a visitar a Feira Cultural de Coimbra. Relativamente às razões menos assinaladas, verifica-se que levaram, cada uma, cerca de 10% dos respondentes a visitar a Feira. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 Outro meio Familiares ou amigos/as Redes sociais Site da CMC, na Internet Informação electrónica enviada pela CMC Cartazes/informação de rua Meios de comunicação social
  8. 8. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 9 de 41 Gráfico II: Aspetos que tiveram maior importância na decisão de visitar a Feira Cultural de Coimbra (%) Quando convidados a avaliar o local de realização da Feira Cultural de Coimbra, a quase totalidade dos inquiridos (96,6%) avaliou o espaço como "Bom" ou "Muito Bom". Gráfico III: Avaliação da organização da Feira Cultural – Local de realização (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 Outro motivo Programa de animação Junção de todas as valências anteriores… Interesse pela área da cultura e criatividade Interesse pela área da gastronomia Interesse pela área das edições musicais Interesse pela área das artes plásticas Interesse pela área do artesanato Interesse pela área do livro ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Local de realização
  9. 9. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 10 de 41 Relativamente à disposição dos stands e expositores, cerca de 61,4% dos entrevistados avaliou-a com "Bom" e 21% com "Muito Bom”, reunindo um largo conjunto de 82% de respostas muito favoráveis a este novo modelo implementado em 2014. 12,9% dos inquiridos considerou que a disposição nem era boa nem má e apenas 1,6% avaliou a organização dos stands e expositores “Má” ou “Muito Má”. Gráfico IV: Avaliação da organização da Feira Cultural – Disposição dos stands e expositores (%) No que concerne à qualidade dos expositores, constata-se que a avaliação dos visitantes da Feira é bastante positiva, tendo mais de 60% dos inquiridos avaliado este aspeto como "Bom" e 15,6% avaliou a qualidade dos stands e expositores com "Muito bom". Destaca-se, ainda, que 17,8% dos visitantes considerou que a qualidade era suficiente. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Disposição dos stands e expositores
  10. 10. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 11 de 41 Gráfico V: Avaliação da organização da Feira Cultural – Qualidade dos expositores (%) No Gráfico VI, pode observar-se a avaliação relativa à diversidade dos expositores. Averigua-se, assim, que a maioria dos visitantes considerou a diversidade dos expositores como um aspeto positivo, sendo avaliada com "Bom" por 52,5% dos inquiridos e com “Muito Bom” por 20,2%. Gráfico VI: Avaliação da organização da Feira Cultural – Diversidade dos expositores (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Qualidade dos expositores ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Diversidade dos expositores
  11. 11. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 12 de 41 Relativamente à duração e horário da Feira Cultural de Coimbra, constata-se que a grande maioria dos visitantes da Feira ficou bastante satisfeita com o número de dias e horário da Feira, tendo este aspeto sido avaliado como "Bom" por 51,7% dos inquiridos e como "Muito bom" por 25,5%, reunindo um conjunto de mais de ¾ de respostas favoráveis. Verifica-se, pelo contrário, que cerca de 4% dos visitantes não esteve de acordo com o número de dias e horário praticado. Gráfico VII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Horário / Dias de duração da Feira (%) Em 2015, o programa de animação da Feira Cultural de Coimbra foi bastante reforçado, tendo constituído um investimento especial por parte do Município. Em troca da gratuitidade de stands, foi pedido aos participantes o desenvolvimento de atividades para animação da Feira. Neste sentido, além de uma maior aposta no programa de animação por parte da Câmara Municipal de Coimbra, foi desenvolvido um conjunto de atividades da responsabilidade dos expositores inscritos e convidados da Feira Cultural de Coimbra. Relativamente à avaliação do programa de animação da Feira pelos seus visitantes, verifica-se que 43% dos participantes o considerou "Bom" e que 16% opinou que o programa era “Muito Bom”. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Horário / Dias de duração da Feira
  12. 12. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 13 de 41 Gráfico VIII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Programa de animação (%) Quando questionados acerca da junção de várias áreas culturais na mesma Feira, a opinião dos visitantes foi muito positiva, tendo este aspeto sido avaliado como "Bom" por 45% dos inquiridos e como "Muito bom" por 33,5%. Daqui resulta que o modelo implementado em 2014 é um modelo que conquistou os públicos mais variados. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Programa de animação
  13. 13. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 14 de 41 Gráfico IX: Avaliação da organização da Feira Cultural – Junção de várias áreas culturais (%) Este ano, a Feira Cultural de Coimbra teve um novo espaço dedicado à “Cultura e Criatividade”, que pretendeu funcionar como estímulo às associações e empresas de Coimbra que operam na área das indústrias culturais e criativas. Questionados acerca da adição desta nova valência à Feira Cultural de Coimbra, mais de 50% dos inquiridos não teve dúvidas em classificar esta medida como “Boa” e 26,3% como “Muito Boa”. Pela opinião dos visitantes da Feira Cultural de Coimbra, a junção desta nova área às já existentes em 2014 foi uma aposta claramente favorável ao sucesso do evento. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Junção de várias áreas culturais
  14. 14. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 15 de 41 Gráfico X: Avaliação da adição da nova área da cultura e criatividade (%) Foi pedido aos visitantes que avaliassem a promoção e divulgação geral da iniciativa. Olhando para o gráfico XI, apura-se que 46,1% dos visitantes foi da opinião de que o evento foi bem promovido e divulgado e 23,6% achou que a promoção e a divulgação foram suficientes. Deve ainda destacar-se o facto de 12,5% dos inquiridos não ter respondido a esta questão. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR
  15. 15. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 16 de 41 Gráfico XI: Avaliação da promoção / divulgação geral da iniciativa (%) 2.1.2) PRÁTICAS CULTURAIS DOS INQUIRIDOS No gráfico XII, pode observar-se a percentagem de visitas a um espaço ou evento cultural, durante os últimos 12 meses, pelos visitantes da Feira Cultural. O objetivo desta questão é o de avaliar a Feira Cultural de Coimbra, não apenas em si mesma, como evento isolado, mas no conjunto mais amplo das práticas culturais dos visitantes. Nesse conjunto, destaca-se que 60,8% dos respondentes nunca foram a um Festival de Folclore, durante o último ano, 52,5% nunca foram a um lançamento de livro e 44,4% nunca foram a uma peça de teatro. Verifica-se, também, que 52,7% dos inquiridos foi 1 ou 2 vezes a uma Feira do Livro, nos últimos 12 meses, 49,3% foi 1 ou 2 vezes a uma Feira de Artesanato, 43% a um concerto e 41,6 foi 1 ou 2 vezes a uma exposição de pintura/ escultura. Realça-se, por fim, que 50% dos visitantes foi, no último ano, mais que duas vezes ao cinema. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR
  16. 16. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 17 de 41 Gráfico XII: Nº de visitas a um espaço ou evento cultural, durante os últimos 12 meses 2.1.3) CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DOS INQUIRIDOS Para finalizar, apresentam-se algumas informações de caracterização social dos visitantes da Feira Cultural de Coimbra. Este inquérito foi respondido por 505 pessoas, das quais 287 eram mulheres e 213 eram homens, não tendo respondido a esta questão 5 pessoas. Cerca de metade dos inquiridos tinha entre os 25 e os 44 anos de idade (25,3% com idades entre os 25 e 34 anos e 24% com idades entre os 35 e 44 anos). Se a estes somarmos os 13,5% com idade inferior a 25 anos, obtemos uma ampla representação de públicos mais jovens na Feira Cultural. Paralelamente, 14,1% tinha entre 45 e 54 anos, 9,5% tinha entre 55 e 64 anos e, finalmente, 5,9% tinha 65 ou mais anos. Não responderam a esta questão 7,7% dos inquiridos. 0% 20% 40% 60% 80% 100% A um Festival de Folclore A uma Feira de Artesanto A uma Feira do Livro Ao lançamento de um livro A uma biblioteca Ao cinema A uma peça de teatro A um concerto Museu ou exposição de pintura/escultura Nunca 1 ou 2 vezes Mais que 2 vezes NS/NR
  17. 17. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 18 de 41 Gráfico XIII: Grupos etários (%) No que diz respeito ao local de residência, salienta-se que a maioria dos respondentes (65,9%) vive em Coimbra. Além do concelho de Coimbra, vale a pena destacar que cerca de 7% dos visitantes vieram de outros municípios da Região de Coimbra (CIM). Realcem-se, ainda, as visitas efetuadas por residentes de municípios mais afastados como da Área Metropolitana de Lisboa (3,6%), Terras de Trás-os-Montes (CIM) (2%), Leiria (CIM) (1,8%), Área Metropolitana do Porto (1,2%) e Viseu Dão Lafões (CIM) (1%). Interessante também é o número que inquiridos que vive nos Açores ou noutro país, representando 1,6% do total dos inquiridos. Relativamente à sua ocupação, observa-se que a grande maioria dos respondentes (65,9%) exerce uma atividade profissional, 16,2% é estudante, 7,3% está reformado/a e 5,7% está desempregado/a. ,0 10,0 20,0 30,0 Até 24 anos 25 a 34 35 a 44 45 a 54 55 a 64 65 ou mais NS/NR
  18. 18. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 19 de 41 Gráfico XIV: Ocupação (%) No que se refere ao nível de escolaridade dos visitantes, verifica-se que a grande maioria (65,3%) tem o Ensino Superior, 17,4% tem o Ensino Secundário, 8,7% completou o Ensino Básico e 7,7% tem o Bacharelato ou frequenta o Ensino Superior. Tal como no ano passado, o público que visitou a Feira Cultural de Coimbra é altamente escolarizado. Gráfico XV: Níveis de escolaridade (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 NS/NR Outra situação Está à procura do 1º emprego É estudante Está reformado/a Está desempregado/a Exerce uma atividade profissional ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 Não responde Ensino superior (Licenciatura; Mestrado; Doutoramento) Bacharelato ou frequência de ensino superior Ensino secundário (12º ano ou antigo 7º ano do liceu) Ensino básico (até ao 9º ano ou antigo 5º ano do liceu)
  19. 19. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 20 de 41 2.1.4.) ASPETOS MAIS E MENOS VALORIZADOS Na parte final do questionário, foi ainda perguntado aos visitantes qual o aspeto que mais agradou e o aspeto que mais desagradou, tendo em consideração a experiência de visita à Feira. Assim, o aspeto que mais agradou aos visitantes foi, sem margem para dúvida, o local da realização da Feira. De facto, foram vários os inquiridos que elogiaram a escolha do local, considerando-o “bonito” e “agradável”. De seguida, os aspetos mais assinalados pelos visitantes foram a diversidade de oferta cultural e a área da gastronomia. Muitos dos respondentes mostraram a sua satisfação não só pelo facto de esta Feira dispor de uma grande oferta cultural, mas também por incluir uma zona gastronómica, permitindo que a sua estada fosse mais longa e agradável. Ainda com um número significativo de respostas, os visitantes destacaram a disposição/ organização dos stands na Feira, a qualidade do programa de animação e o ambiente vivido. Realce, ainda, para o facto de muitos visitantes afirmarem que gostaram da Feira no seu todo. Finalmente, com menos frequência, mas ainda de forma significativa, aparecem as áreas do livro e do artesanato como aspetos que mais agradaram os visitantes. No que diz respeito aos aspetos que mais desagradaram, as respostas mais dadas pelos visitantes foram “nada”, “nenhum”, “nada, estava tudo bem”, “nada a assinalar”, etc.. Não deixa de ser relevante que os inquiridos, quando questionados acerca do aspeto que mais tinha desagradado na visita à Feira, tenham reforçado grandemente o facto de não terem nada a apontar. Pese embora este dado, houve alguns aspetos que desagradaram aos visitantes da Feira. Neste sentido, o pavimento foi o mais referido. De uma maneira geral, os visitantes acharam que o piso não era o mais apropriado, pois levantava muito pó, o que tornou a visita menos agradável.
  20. 20. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 21 de 41 De seguida, a área da gastronomia foi o aspeto que menos agradou. Neste caso, os respondentes acharam que a oferta e a diversidade gastronómica não foi suficiente. A falta de qualidade na confeção dos pratos, a falta de organização dos responsáveis pelo setor e os preços foram outras das críticas deixadas pelos visitantes. À semelhança da área da gastronomia, o setor livreiro foi também referido, sendo a falta de diversidade e qualidade dos livros e os preços inflacionados os aspetos que menos agradaram aos inquiridos. O horário e a duração da Feira foram também alvo de reparo. Neste caso, os visitantes prefeririam que a feira durasse mais tempo e o horário fosse mais alargado durante a semana. Com menos respostas, mas com relevância para serem considerados, encontram-se os seguintes aspetos: programa de animação, tendo sido pedida mais diversidade e alteração do horário de início dos espetáculos para mais cedo; a promoção e a divulgação da Feira, sugerindo-se principalmente que seja feita com maior antecedência; o número de casas de banho e de lugares de estacionamento insuficiente; e, finalmente, os preços inflacionados da generalidade de produtos à venda na Feira. O inquérito aos públicos continha ainda espaço para sugestões de melhoria da Feira Cultural de Coimbra. Com efeito, neste ponto, a maioria das sugestões de melhoria tem a ver com os aspetos que mais desagradaram aos visitantes, conforme descrito anteriormente. Por outro lado, há ainda um conjunto de sugestões de melhoria que, embora tenha sido referido com frequência menor, não deve deixar de ser considerado. Assim sendo, podem nomear-se os seguintes elementos: tornar a Feira mais comercial, acrescentar novos setores para divulgação de produtos de empresas, dar mais espaço ao empreendedorismo, dar espaço a expositores de turismo, aumentar e diversificar o número de formações e wokshop’s, incluir demonstrações desportivas, incluir caixas multibanco no espaço da Feira, e descentralizar mais as atividades.
  21. 21. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 22 de 41 Reforce-se, ainda, o facto de muitos inquiridos terem usado este espaço de sugestões para congratularem a iniciativa, destacando-se aqui expressões como “continuem o bom trabalho”, “cada ano tem sido melhor. Parabéns!”, “é bom que continuem, isto é agradável!”, “que os conimbricenses deixem de dizer que não há nada na cidade”, “está cada vez mais completa”, “não deixem de fazer a Feira, pois é dos poucos eventos bons na cidade”, “não desistam, continuem”, entre outras. 2.1.5.) Balanço Ao compilar e proceder ao tratamento das respostas ao inquérito, distribuído pela Câmara Municipal de Coimbra, aos visitantes da Feira Cultural de Coimbra, importa atentar não só nos resultados referentes à organização, mas também fazer uma análise comparativa com os resultados do ano anterior. Assim, na área de divulgação/promoção, destacam-se, em 2015, os familiares e amigos e as redes sociais, como grandes veículos da informação, mas realça-se também o papel dos cartazes/informação de rua e dos tradicionais meios de comunicação social. Se compararmos com os dados do ano de 2014, constata-se que a rede de familiares ou amigos/as, as redes sociais, os cartazes/ informação de rua, a informação eletrónica enviada pela CMC e outros motivos ganharam terreno relativamente ao ano anterior. Por outro lado, verifica-se que os meios de comunicação social e o site da CMC tiveram menos impacto do que em 2014.
  22. 22. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 23 de 41 Gráfico XVI: Como teve conhecimento da realização desta Feira? (%) Relativamente à atratividade do evento, em 2015, as áreas da gastronomia e do livro foram as que mais influenciaram a ida ao evento, realçando-se também uma significativa percentagem de respostas relativamente à área do artesanato e à junção de todas as valências numa só Feira. Se atentarmos no quadro I, constatamos que a gastronomia passou, em 2015, a ser o maior motivo de visita à Feira Cultural de Coimbra. Realça-se também que a nova área da cultura e criatividade despertou bastante interesse, importante por se tratar de uma nova valência da Feira. ,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 35,0 40,0 Outro meio Familiares ou amigos/as Redes sociais Site da CMC, na Internet Informação electrónica enviada pela CMC Cartazes/informação de rua Meios de comunicação social 2014 2015
  23. 23. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 24 de 41 Quadro I: Aspetos que tiveram maior importância na decisão de visitar a Feira Cultural de Coimbra 2014 2015 Interesse pela área do livro 1º 2º Interesse pela área do artesanato 2º 3º Interesse pela área das artes plásticas 6º 8º Interesse pela área das edições musicais 5º 5º Interesse pela área da gastronomia 4º 1º Interesse pela área da cultura e criatividade - 6º Junção de todas as valências anteriores numa mesma Feira 3º 4º Programa de animação 7º 7º Outro motivo 8º 9º Relativamente aos aspetos que procuraram avaliar a organização e conteúdo da Feira, realça-se o forte consenso positivo relativamente a todos os aspetos. Comparativamente, através de uma análise das estatísticas descritivas destas variáveis, percebe-se que o local de realização é o que reúne melhor classificação, com uma média de 4,56 em 5 (em que 1 significa “Muito Mau” e 5 significa “Muito Bom”), seguido pela junção das várias áreas culturais, com uma média de 4,22. O programa de animação é o aspeto menos favorável, atingindo, ainda assim, valor positivo com uma média de 3,89 em 5. Contudo, neste caso, deve ter- se em atenção o elevado desvio padrão em relação à média e o elevado número de casos omissos, comparativamente com as restantes variáveis, o que significa que a dispersão das respostas nesta variável é maior.
  24. 24. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 25 de 41 Quadro II: Avaliação da organização da Feira Cultural 2015 Local de realização Disposição dos stands e expositores Qualidade dos expositores Diversidade dos expositores Horário / Dias de duração da Feira Programa de animação Junção de várias áreas culturais N Válido 503 489 478 482 465 414 453 Omisso 2 16 27 23 40 91 52 Média 4,56 4,05 3,94 3,95 4,07 3,89 4,22 Mediana 5,00 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 Moda 5 4 4 4 4 4 4 Desvio Padrão ,561 ,643 ,647 ,728 ,770 ,733 ,735 Mínimo 2 2 2 2 1 2 1 Máximo 5 5 5 5 5 5 5 Comparando estes dados com os do ano de 2014, registam-se resultados bastante semelhantes nas respostas obtidas nos 2 anos. A partir destas sete varáveis, foi criado um índice de avaliação global1 da organização da Feira Cultural. Verifica-se, assim, que, em 2015, a média do índice global é de 4,11 em 5. Atente-se ainda no valor mínimo da avaliação que se encontra nos 2,86, significando isto que a avaliação mais baixa se encontra muito próxima do valor 3, isto é, do valor intermédio. 1 O índice de avaliação global consiste na soma dos valores das sete variáveis e divisão pelo número total de variáveis.
  25. 25. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 26 de 41 Quadro III: Avaliação global da organização da Feira Cultural 2015 N Válido 375 Omisso 130 Média 4,1112 Mediana 4,0000 Moda 4,00 Desvio Padrão ,47922 Mínimo 2,86 Máximo 5,00 Em 2014, a avaliação global da Feira Cultural foi muito semelhante à verificada em 2015, com uma média de 4,10 em 5. Contudo, o valor mínimo da avaliação registado em 2015 foi superior ao de 2014. Quadro IV: Avaliação global da organização da Feira Cultural 2014 N Válido 197 Omisso 80 Média 4,0950 Mediana 4,1429 Moda 4,00 Desvio Padrão ,52070 Mínimo 2,14 Máximo 5,00 No que diz respeito à avaliação da adição da nova área da cultura e criatividade e da avaliação da promoção e divulgação da Feira, comprova-se que a adição da
  26. 26. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 27 de 41 área da cultura e criatividade foi bem recebida pelos visitantes da Feira, tendo uma média de 4,19 em 5. Por seu turno, a avaliação da promoção e divulgação global da Feira reúne classificação média de 3,63. Quadro V: Avaliação da adição da nova área da cultura e criatividade e da promoção e divulgação geral da Feira Cultural de Coimbra 2015 Cultura e criatividade Promoção / divulgação N Válido 448 442 Omisso 57 63 Média 4,19 3,63 Mediana 4,00 4,00 Moda 4 4 Desvio Padrão ,628 ,829 Mínimo 1 1 Máximo 5 5 Se atentarmos na média da avaliação da promoção e divulgação geral da Feira Cultural relativa ao ano de 2014, constatamos que é bastante semelhante à deste ano (3,61 em 5). Este é, portanto, um ponto que merece ser tido em atenção na próxima edição da Feira Cultural. Apesar disso, verifica-se que este facto não impediu que os visitantes classificassem todos os outros aspetos de forma muito positiva.
  27. 27. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 28 de 41 2.2) INQUÉRITO AOS EXPOSITORES DA FEIRA CULTURAL DE COIMBRA | 2015 Em 2015, a Feira Cultural de Coimbra contou com um aumento do número de participações. Assim, em 2014, estiveram representados 134 expositores e, em 2015, 157. O inquérito foi distribuído pelo universo de expositores, obtendo-se uma taxa de resposta de 78,3%, que corresponde a 123 respostas válidas. Assim, da totalidade dos respondentes, 46,3% participou na área do Artesanato, 28,5% na área do livro, 5,7% nas áreas da Gastronomia e das Edições Musicais, 4,1% na área das Artes Plásticas e das Representações Institucionais e 3,3% na área da Cultura e Criatividade. Acresce que 2,4% dos inquiridos não respondeu a esta questão, não identificando a área da Feira em que participava. Quando questionados acerca dos motivos que tiveram maior importância na decisão de participar na Feira, 55% afirma que a "promoção da sua instituição/ empresa/ associação" foi o principal aspeto que levou a tal decisão, seguindo-se as “vendas realizadas na Feira” e o "estabelecimento de novos contactos", que obtiveram 45% e 44,1% de respostas, respetivamente. A “valorização da área de negócios/ atividades” e “gratuitidade da participação” foram fatores decisivos para 39,6% dos expositores, no primeiro caso, e para 31,5%, no segundo. Os aspetos menos valorizados foram a "realização pessoal ou curricular" (6,3%) e o "programa de animação" (4,5%).
  28. 28. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 29 de 41 Gráfico XVII: Motivos que levaram à decisão de participar na Feira (%) 2.2.1) AVALIAÇÃO DA FEIRA CULTURAL DE COIMBRA Na avaliação do acolhimento efetuado pela Câmara Municipal de Coimbra, a esmagadora maioria dos expositores afirma que este foi "Bom" (37,4%) ou "Muito bom" (52%). Destaque-se aqui o facto de não haver opiniões negativas relativamente a esta questão. 0 10 20 30 40 50 60 Outro motivo Interesse global do evento Programa de animação Gratuitidade da participação Realização pessoal ou curricular Estabelecimento de novos contactos Vendas realizadas na Feira Promoção da sua instituição/ empresa/ associação Valorização da área de negócios/atividades
  29. 29. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 30 de 41 Gráfico XVIII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Acolhimento pela CMC (%) No que diz respeito ao local de realização da Feira, as opiniões são também muito positivas, tendo 40,7% dos inquiridos defendido o local como "Bom" e 50,4% como " Muito Bom". Reforça-se, portanto, a aprovação do local de realização da Feira, tanto por expositores quanto por visitantes, com um total de 91,1% de respostas positivas. Gráfico XIX: Avaliação da organização da Feira Cultural – Local de realização da Feira (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Acolhimento pela CMC ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Local de realização da Feira
  30. 30. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 31 de 41 Na avaliação da disposição dos stands e expositores, verifica-se que a generalidade dos expositores considerou que estava “boa” (52,8%) e “muito boa” (27,6%). De realçar que a percentagem de expositores que avaliou negativamente a disposição dos stands diminuiu de 17,3%, em 2014, para 4%, em 2015. Constata-se, assim, que a opinião dos expositores e visitantes é muito mais favorável do que no ano passado. Gráfico XX: Avaliação da organização da Feira Cultural – Disposição dos stands e expositores (%) Tal como em 2014, a questão da qualidade dos expositores foi bastante consensual entre os participantes. Este aspeto foi avaliado como "Bom" por 63,4% dos inquiridos, não obtendo, por outro lado, avaliações negativas. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Disposição dos stands e expositores
  31. 31. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 32 de 41 Gráfico XXI: Avaliação da organização da Feira Cultural – Qualidade dos expositores (%) A avaliação da diversidade dos expositores mostrou-se semelhante aos resultados obtidos no ano passado, tendo a grande maioria dos inquiridos classificado este aspeto como "Bom" (62,6%) e “Muito Bom” (18,7%). Gráfico XXII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Diversidade dos expositores (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Qualidade dos expositores ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Diversidade dos expositores
  32. 32. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 33 de 41 No respeitante ao horário e dias de duração da Feira, constata-se que este aspeto obteve resultados bastante mais positivos do que no ano de 2014. Assim, enquanto no ano passado 43,2% dos participantes avaliaram este aspeto com "Bom" e 12,3% com “Muito Bom”, este ano, 53,7% dos inquiridos achou este aspeto “Bom” e 20,3% “Muito bom”. Por outro lado, e mais significativo ainda, foi o decréscimo da percentagem de inquiridos que não ficou satisfeita com o horário e dias de duração da Feira. Deste modo, em 2014, este aspeto foi classificado com "Mau" por 18,5% dos inquiridos, enquanto, em 2015, diminuiu para 4,9%. Consta-se, portanto, que as alterações efetuadas no horário e dias de duração da Feira foram ao encontro das expetativas da grande maioria dos respondentes. Gráfico XXIII: Avaliação da organização da Feira Cultural – Horário / Dias de duração da Feira (%) Relativamente ao programa de animação, que também teve o contributo dos expositores, a maioria dos indivíduos (48%) avaliou-o como "Bom". Acresce que 20,3% dos respondentes achou que o programa de animação era "Muito Bom" e 18,7% o avaliou como “nem bom nem mau”. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Horário/ Dias de duração da Feira
  33. 33. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 34 de 41 Gráfico XXIV: Avaliação da organização da Feira Cultural – Programa de animação (%) Finalmente, na avaliação da adição da nova área “Cultura e Criatividade”, 49,6% dos participantes avaliou este aspeto como "Bom" e 25,2% como "Muito bom". Resulta daqui um largo conjunto de cerca de 75% de opiniões favoráveis à adição desta nova valência. Por outro lado, refira-se que 13% dos entrevistados não soube responder ou não respondeu a esta questão. Gráfico XXV: Avaliação da organização da Feira Cultural – Adição da área “Cultura e Criatividade” (%) ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Programa de animação ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 Muito Mau Mau Nem bom nem mau Bom Muito bom NS/NR Adição da área "Cultura e Criatividade"
  34. 34. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 35 de 41 Foi solicitado aos participantes que avaliassem, numa escala de 1 ("muito negativo") a 5 ("muito positivo"), a promoção/ divulgação da Feira Cultural de Coimbra. Apura-se, em primeiro lugar, que a opinião dos inquiridos relativamente a este aspeto se alterou de forma significativa de um ano para o outro. Neste contexto, apesar de no ano passado ter sido avaliada de forma positiva (29,6% com “3”, 25,9% com “4” e 2,5% com o valor “5”), este ano, a percentagem é mais significativa (31,7% com “3”, 39,8% com “4” e 14,6% com o valor “5”). Por outro lado, verifica-se um decréscimo acentuado na classificação negativa. De 28,4% que responderam estar insatisfeitos ou muito insatisfeitos com a promoção/ divulgação da Feira, em 2014, passou para 9,7%, em 2015. Por fim, verifica-se que 4,1% dos inquiridos não respondeu a esta questão. Solicitou-se também aos expositores que avaliassem o seu grau de satisfação global relativamente à Feira Cultural de Coimbra, numa escala de 1 a 5, com igual significado. Neste contexto, verifica-se que a apreciação global é muito positiva, tendo 39% dos expositores avaliado com “4” o seu grau de satisfação e 29,3% com a nota máxima (“5”). 22% dos inquiridos ficou satisfeito por participar na Feira Cultural de Coimbra, atribuindo-lhe o “3”. Por outro lado, com opiniões menos positivas, apresentaram-se 7,3% dos respondentes, sendo que 2,4% se mostrou muito insatisfeito por participar na Feira. Em resposta à questão "é a primeira vez que participa numa Feira deste género?", 82,1% dos inquiridos admitiu que não era a primeira vez, 14,6% respondeu que sim e 3,3% não respondeu a esta questão. Quando questionados acerca da participação nesta Feira no próximo ano, mantendo-se as mesmas condições de 2015, a esmagadora maioria (94,3%) manifestou interesse em voltar a participar na Feira, 2,4% não está interessado numa próxima participação e 3,3% não respondeu a esta questão.
  35. 35. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 36 de 41 Gráfico XXVI: Participação na Feira no próximo ano, nas mesmas condições que em 2015 2.2.2) CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DOS INQUIRIDOS Da análise das informações de caracterização social dos expositores da Feira Cultural de Coimbra, constata-se que, do total de 123 inquiridos, 63 são do sexo masculino e 55 do sexo masculino. Não responderam a esta questão 5 pessoas. No que concerne aos grupos etários, constata-se que 21% dos inquiridos tem entre 55 e 64 anos e 20,3% tem entre os 45 e 54. Com 17,1%, 14,6% e 13,8% apresentam-se os participantes com idades entre os 35 e os 44 anos, com 65 ou mais anos e entre os 25 e os 34 anos, respetivamente. Apenas 2,4% dos inquiridos tem até 24 anos de idade, não tendo respondido a esta questão 10,6%. Verifica-se, também, que 68,3% dos respondentes exerce uma atividade profissional e que 14,6% está reformado. Por outro lado, apenas 0,8% dos inquiridos afirma ser estudante. No que diz respeito aos níveis de escolaridade, verifica-se que 35,8% tem o Ensino Superior, 28,5% tem o ensino básico, 21,1% o ensino secundário e 6,5% o bacharelato ou frequenta o ensino superior, não tendo respondido a esta questão 8,1% dos inquiridos. ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 Sim Não NS/NR
  36. 36. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 37 de 41 2.2.3.) SUGESTÕES DE MELHORIA Relativamente às sugestões de melhoria por parte dos expositores, surge, em primeiro lugar, a necessidade de alteração dos dias de duração e do horário da Feira Cultural de Coimbra. Na verdade, para alguns expositores, a Feira deveria ter menos dias. Por outro lado, houve quem afirmasse que a feira devia ser prolongada. Quanto ao horário, as opiniões foram mais unânimes, tendo os expositores a opinião que a Feira deveria abrir mais tarde e encerrar mais tarde. Em segundo lugar, surge a questão do pavimento como motivo de melhoria para edições futuras. Mantendo a mesma opinião de muitos visitantes, os expositores afirmam que o piso levantava muito pó. Sugerem, de uma forma geral, que se aumente o tamanho dos passadiços como forma de minimizar o problema. Em terceiro lugar, assinalou-se a questão do som de feira. Assim, por um lado, os expositores solicitam que deixe de haver música ambiente. Por outro lado, solicitam que o sistema de som seja melhorado por forma a conseguir ouvir-se os anúncios feitos, como o programa do dia, o anúncio do livro do dia, entre outros. A promoção e divulgação da Feira é outro aspeto que os expositores pensam que devia ser melhorada, sugerindo que deve ser mais antecipada, que deve ser em maior escala, ou seja, a nível nacional, que haja uma maior ligação com os agentes turísticos. De seguida, surge o programa cultural como um aspeto a ser melhorado. Aqui, os expositores propõem que seja mais diversificado e que decorra durante o horário da Feira. A disposição dos stands é outra preocupação de alguns expositores, que defendem que deve ser mais concentrada e com menos corredores. É, ainda, sugerido pelos expositores que a animação seja mais dispersa, que o espaço da gastronomia seja aumentado e que se coloquem caixas multibanco no recinto da Feira. Outros elementos foram também apontados pelos expositores, embora com menor frequência, como aspetos a melhorar. Neste sentido, devem ser aqui contabilizadas as seguintes sugestões: existência de mais casas de banho, estacionamento mais facilitado e separação da feira do artesanato e do livro.
  37. 37. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 38 de 41 Finalmente, tal como aconteceu com os visitantes, os expositores aproveitaram este espaço para fazerem elogios ao evento, deixando mensagens de felicitação, podendo, entre outras, ler-se o seguinte: “a feira melhorou em relação ao ano anterior, pela disposição dos stands”, “Deixo os sinceros parabéns à organização que, mais uma vez, foi eficiente na resolução de situações pontuais que possam ter surgido. O acolhimento e o acompanhamento dos artesãos foi excelente e toda a equipa sempre dedicada e envolvida”, “em relação ao ano passado, acho que a feira está mais bonita”, “está tudo bom. Não deixem morrer a Feira”, “Está tudo muito bem”, “Excelentes alterações feitas relativamente à distribuição e ordenamento da mesma. Muito bom, parabéns”, “pela primeira vez achei muito bom”, “quanto ao sítio é do melhor. Está tudo de parabéns”. 2.2.4) Balanço Da análise às respostas dos expositores, pode fazer-se o seguinte balanço: em primeiro lugar, relativamente aos motivos que tiveram maior importância na decisão de participação na Feira, constatou-se que, à semelhança de 2014, a "promoção da sua instituição/ empresa/ associação" e as "vendas realizadas na Feira" foram os principais aspetos que levaram à participação, seguindo-se o "estabelecimento de novos contactos". Os aspetos menos valorizados nas duas edições foram a "realização pessoal ou curricular" e o "programa de animação". Em segundo lugar, na avaliação dos elementos de organização e conteúdo da Feira Cultural, verifica-se que o acolhimento por parte da CMC e a localização da Feira foram os aspetos avaliados de forma mais positiva, em 2015, pelos expositores, com uma média de respetivamente 4,47 e 4,45 em 5. Por outro lado, os aspetos com avaliação menos boa, mas ainda assim positiva, foram o programa de animação, a qualidade dos expositores e o horário/ dias de duração da Feira, atingindo valores médios de 3,89, 3,91 e 3,92, respetivamente.
  38. 38. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 39 de 41 Quadro VI: Avaliação da organização da Feira Cultural 2015 Acolhimento pela CMC Local de realização da Feira Disposição dos stands e expositores Qualidade dos expositores Diversidade dos expositores Horário/ Dias de duração da Feira Programa de animação N Válido 118 119 119 119 117 120 113 Omisso 5 4 4 4 6 3 10 Média 4,47 4,45 4,06 3,91 4,03 3,92 3,89 Mediana 5,00 5,00 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 Moda 5 5 4 4 4 4 4 Desvio Padrão ,623 ,660 ,816 ,582 ,629 ,773 ,849 Mínimo 3 2 1 3 2 2 1 Máximo 5 5 5 5 5 5 5 Comparando com os dados do ano de 2014, averiguamos que a avaliação é semelhante. Contudo, deve realçar-se o facto de as médias terem subido em praticamente todos os aspetos de um ano para o outro, sendo o programa de animação, a disposição dos stands e expositores e o horário/ dias de duração da Feira aqueles que registaram maior subida. O único aspeto que viu uma descida foi a qualidade dos expositores, com médias de 3,99 em 5, em 2014, e de 3,91 em 2015.
  39. 39. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 40 de 41 Quadro VII: Avaliação da organização da Feira Cultural 2014 Acolhimento pela CMC Local de realização da Feira Disposição dos stands e expositore s Qualidade dos expositore s Diversidade dos expositores Horário/ Dias de duração da Feira Programa de animação N Válido 80 79 77 75 77 77 72 Omisso 1 2 4 6 4 4 9 Média 4,39 4,25 3,56 3,99 4,03 3,52 3,78 Mediana 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 4,00 Moda 4 4 4 4 4 4 4 Desvio Padrão ,562 ,707 ,939 ,479 ,537 ,954 ,736 Mínimo 3 2 2 3 2 2 1 Máximo 5 5 5 5 5 5 5 Relativamente às questões da organização e divulgação/ promoção da Feira Cultural, destacou-se a nota positiva, considerando, contudo, os expositores que deve ser mais abrangente. Da avaliação do grau de satisfação relativamente ao evento, verificou-se uma apreciação global positiva. Se compararmos com os dados da edição anterior da Feira, constata-se que a percentagem de expositores “muito satisfeitos” aumentou de 14,8% para 29,3%, em 2015, e que a percentagem de inquiridos “insatisfeitos” e “muito insatisfeitos” baixou de 11,1% para 7%, este ano. Tal como em 2014, e em resposta à questão da participação nesta Feira no próximo ano, mantendo-se as mesmas condições do ano corrente, constatou-se que mais de 90% dos inquiridos manifestou interesse em voltar a participar no evento.
  40. 40. FEIRA CULTURAL DE COIMBRA 2015 | AVALIAÇÃO. 41 de 41 3) CONCLUSÃO A Feira Cultural de Coimbra é e continua a ser um evento marcante de Coimbra, onde a novidade e a tradição se complementam. Ao Livro e ao Artesanato juntaram-se as Artes Plásticas, as Edições Musicais, a Gastronomia, bem como algumas representações oficiais de relevo de Coimbra que materializam o pulsar institucional desta cidade. A novidade deste ano foi para a criação da zona da Cultura e Criatividade Por outro lado, houve o ensejo, por parte da organização da Feira, em dotar o evento de uma programação cultural que a transformasse num ponto de atração onde não se visitasse simplesmente um local agradável, mas onde se vivesse e participasse num ambiente cultural de todos, por todos e para todos. Dos concertos corais às peças de teatro, da Canção de Coimbra à música dos DJ’s, das palestras às sessões de poesia, das sessões de autógrafos às esculturas ao vivo, quem esteve na Feira Cultural não pôde deixar de se sentir conquistado pelo autêntico ambiente cultural. A Feira Cultural deu a Coimbra nove dias de promoção, divulgação e incentivo às atividades culturais nas suas vertentes tradicionais e contemporâneas. A Feira Cultural de Coimbra voltou a ser em 2015 uma aposta ganha e apresenta- se indubitavelmente como uma plataforma, acolhedora e estimulante, da vida cultural e artística de Coimbra, da região e do país.

×