Câmara Municipal de Coimbra expõe 70 cavaquinhos
trabalhados por artistas plásticos
A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) te...
Num espírito de itinerância, a exposição irá passar por várias cidades portuguesas. Não é
difícil antever o sucesso desta ...
Desde então, a Associação tem trabalhado nos bastidores, criando as condições
necessárias à investigação do instrumento, a...
Câmara Municipal de Coimbra expõe 70 cavaquinhos trabalhados por artistas plásticos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Câmara Municipal de Coimbra expõe 70 cavaquinhos trabalhados por artistas plásticos

327 visualizações

Publicada em

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) tem a honra de apresentar a exposição nacional “O Cavaquinho – 70 Artistas Plásticos I 70 Cavaquinhos I 70 Obras de Arte”, que poderá ser apreciada, na Sala da Cidade, de 8 de maio a 6 de junho, das 13h00 às 18h30, de terça-feira a sábado. A inauguração está marcada para esta sexta-feira, 8 de Maio, pelas 18h00.

A exposição é fruto da colaboração entre a CMC e a Associação Cultural Museu Cavaquinho, cujo mentor é o músico Júlio Pereira. Em 22 de janeiro último, foi assinado um protocolo de colaboração entre o Município e a Associação, com o principal objetivo de promover a inscrição dos saberes e técnicas relativos à construção do cavaquinho no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, como medida fundamental para a sua salvaguarda e valorização à escala nacional.

No documento pode ainda ler-se que “sendo Coimbra uma cidade privilegiada no universo do cavaquinho, este protocolo incide fundamentalmente nas ações a promover e realizar no Município nas áreas de investigação e preservação – designadamente recolha de documentação (textos, iconografia, moldes de instrumentos, etc.) e realização de workshops, conferências e masterclasses; e dinamização e promoção – designadamente exposições, eventos, concertos e publicações (discos, vídeos, livros, etc.).

Num espírito de itinerância, a exposição irá passar por várias cidades portuguesas. Não é difícil antever o sucesso desta mostra, uma vez que, desde a sua constituição, a Associação Cultural Museu Cavaquinho vem contando com o apoio de artistas plásticos conceituados, entre os quais nomes como Pedro Cabrita Reis, Júlio Pomar e Julião Sarmento.

Desta ligação nasceu a ideia de produzir uma exposição, tendo sido convidados 70 artistas - a maioria jovens criadores - de vários pontos do país. A cada um deles foi proposto um cavaquinho como suporte de intervenção plástica, pelo que daqui resultaram obras de grande beleza, mas também muita variedade.

Após a sua realização em várias cidades portuguesas, a exposição ficará disponível a todas as instituições de Portugal e estrangeiro que a requisitem.
Acrescente-se que a sua preparação foi possível através do patrocínio inicial da fábrica industrial de instrumentos musicais – APC –, a que se juntou a fábrica artesanal Artimúsica e dez artesãos individuais: Alfredo Machado, António Faria Vieira, António Monteiro, Carlos Jorge Pereira Rodrigues, Domingos Machado, Fernando Meireles, José Gonçalves, Mário Estanislau, Nuno Russel e Víctor Félix que construíram os restantes cavaquinhos para serem intervencionados pelos artistas plásticos. O espaço expositivo foi desenhado por Salomé Nascimento.

A elevada qualidade das obras produzidas acabou por evidenciar a necessidade de produzir um Livro de Arte, que a Associação Museu Cavaquinho entretanto concebeu, replicand

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Câmara Municipal de Coimbra expõe 70 cavaquinhos trabalhados por artistas plásticos

  1. 1. Câmara Municipal de Coimbra expõe 70 cavaquinhos trabalhados por artistas plásticos A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) tem a honra de apresentar a exposição nacional “O Cavaquinho – 70 Artistas Plásticos I 70 Cavaquinhos I 70 Obras de Arte”, que poderá ser apreciada, na Sala da Cidade, de 8 de maio a 6 de junho, das 13h00 às 18h30, de terça-feira a sábado. A inauguração está marcada para esta sexta-feira, 8 de Maio, pelas 18h00. A exposição é fruto da colaboração entre a CMC e a Associação Cultural Museu Cavaquinho, cujo mentor é o músico Júlio Pereira. Em 22 de janeiro último, foi assinado um protocolo de colaboração entre o Município e a Associação, com o principal objetivo de promover a inscrição dos saberes e técnicas relativos à construção do cavaquinho no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, como medida fundamental para a sua salvaguarda e valorização à escala nacional. No documento pode ainda ler-se que “sendo Coimbra uma cidade privilegiada no universo do cavaquinho, este protocolo incide fundamentalmente nas ações a promover e realizar no Município nas áreas de investigação e preservação – designadamente recolha de documentação (textos, iconografia, moldes de instrumentos, etc.) e realização de workshops, conferências e masterclasses; e dinamização e promoção – designadamente exposições, eventos, concertos e publicações (discos, vídeos, livros, etc.).
  2. 2. Num espírito de itinerância, a exposição irá passar por várias cidades portuguesas. Não é difícil antever o sucesso desta mostra, uma vez que, desde a sua constituição, a Associação Cultural Museu Cavaquinho vem contando com o apoio de artistas plásticos conceituados, entre os quais nomes como Pedro Cabrita Reis, Júlio Pomar e Julião Sarmento. Desta ligação nasceu a ideia de produzir uma exposição, tendo sido convidados 70 artistas - a maioria jovens criadores - de vários pontos do país. A cada um deles foi proposto um cavaquinho como suporte de intervenção plástica, pelo que daqui resultaram obras de grande beleza, mas também muita variedade. Após a sua realização em várias cidades portuguesas, a exposição ficará disponível a todas as instituições de Portugal e estrangeiro que a requisitem. Acrescente-se que a sua preparação foi possível através do patrocínio inicial da fábrica industrial de instrumentos musicais – APC –, a que se juntou a fábrica artesanal Artimúsica e dez artesãos individuais: Alfredo Machado, António Faria Vieira, António Monteiro, Carlos Jorge Pereira Rodrigues, Domingos Machado, Fernando Meireles, José Gonçalves, Mário Estanislau, Nuno Russel e Víctor Félix que construíram os restantes cavaquinhos para serem intervencionados pelos artistas plásticos. O espaço expositivo foi desenhado por Salomé Nascimento. A elevada qualidade das obras produzidas acabou por evidenciar a necessidade de produzir um Livro de Arte, que a Associação Museu Cavaquinho entretanto concebeu, replicando o título da exposição e reportando a totalidade das obras e respetivos autores. Com fotografia de José Manuel Costa Alves e design de Salomé Nascimento, o livro, em quadricromia e de capa dura, tem 160 páginas e apresenta uma grande qualidade estética e gráfica. O seu conteúdo comporta um conjunto de imagens - de ângulos diferentes - de todos os cavaquinhos que foram objeto de intervenção plástica. A Associação Cultural Museu Cavaquinho — cuja figura central e presidente da direção é o famoso músico Júlio Pereira, principal responsável pelo renascimento e reatualização do instrumento — foi constituída em julho de 2013 e tem como fim documentar, preservar e promover a história e a prática do cavaquinho.
  3. 3. Desde então, a Associação tem trabalhado nos bastidores, criando as condições necessárias à investigação do instrumento, através das ligações com musicólogos, historiadores, etno-musicólogos e antropólogos e celebrando protocolos com as comunidades académica e associativa, municípios e também com a Direção Geral do Património Cultural. Tem vindo igualmente a inventariar construtores, músicos e grupos de cavaquinho. Ainda sem edifício próprio, a associação vai mostrando o desenvolvimento do seu trabalho no seu site oficial, www.cavaquinhos.pt, onde se encontram cerca de 140 modelos de cavaquinhos portugueses, várias páginas didáticas e galerias de imagens e vídeos, além da história deste instrumento em Portugal Continental, na Madeira e Açores, Havai, Brasil, Cabo verde e Indonésia. A exposição patente na Sala da Cidade faz parte de um conjunto de atividades promovidas no sentido de sensibilizar a população para a riqueza patrimonial deste instrumento e da sua prática.

×