Tiragem: 9311
País: Portugal
Period.: Diária
Âmbito: Regional
Pág: 2
Cores: Cor
Área: 25,39 x 28,78 cm²
Corte: 1 de 3ID: 5...
Tiragem: 9311
País: Portugal
Period.: Diária
Âmbito: Regional
Pág: 3
Cores: Cor
Área: 26,20 x 28,47 cm²
Corte: 2 de 3ID: 5...
Tiragem: 9311
País: Portugal
Period.: Diária
Âmbito: Regional
Pág: 1
Cores: Cor
Área: 19,63 x 16,11 cm²
Corte: 3 de 3ID: 5...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coimbra “maravilhosa” entrou no novo ano com milhares de pessoas na Baixa a fazer frente ao frio

205 visualizações

Publicada em

Gorros, cachecóis, luvas e mantas fizeram companhia às passas e ao champanhe nas boas-vindas a 2015. O anunciado frio apareceu (e de que maneira) mas não fez tremer de medo quem quis entrar no novo ano, não só com o pé direito, mas, especialmente, a fazer a festa na rua, enchendo a Baixa de Coimbra de gente e de esperanças renovadas nos 365 dias que aí vêm.
Festa foi coisa que não faltou...

DIÁRIO DE COIMBRA, 02.01.2015

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
205
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coimbra “maravilhosa” entrou no novo ano com milhares de pessoas na Baixa a fazer frente ao frio

  1. 1. Tiragem: 9311 País: Portugal Period.: Diária Âmbito: Regional Pág: 2 Cores: Cor Área: 25,39 x 28,78 cm² Corte: 1 de 3ID: 57299318 02-01-2015 Ana Margalho Gorros, cachecóis, luvas e mantasfizeramcompanhiaàs passas e ao champanhe nas boas-vindas a 2015. O anun- ciado frio apareceu (e de que maneira) mas não fez tremer de medo quem quis entrar no novoano,nãosócomopédi- reito,mas,especialmente,afa- zer a festa na rua, enchendo a Baixa de Coimbra de gente e de esperanças renovadas nos 365 dias que aí vêm. Festa foi coisa que não fal- tou... Antes dos ponteiros da Cabra, na Torre da Universi- dade,seteremjuntado,àmeia- noite, para anunciar o novo ano e de o fogo-de-artifício chamar uma multidão a preencher a Ponte de Santa Clara,jámuitagentesedivertia ao som do grupo de gaiteiros e do djTom Enzy que, na Por- tagem, a meia hora do fim de 2014, ditava o ritmo da noite... «Agora a festa vai começar à séria!», anunciava. E ao som do sucesso “Get up”, toda a gente dançou e pulou, nem quefosseparaespantarofrio... 2015iachegandoemaisgente se ia aproximando da Ponte de Santa Clara, fechada ao trânsito. Casais, grupos de amigos, famílias inteiras, com muitascriançasecarrinhosde bebé, prepararam copos de plástico, garrafas de espu- manteepassasquetraziamde casaparaas12badaladasque, afinal, não foram contadas, como estava previsto. Ofogo-de-artíficiocumpriu o papel, enchendo os céus de Coimbra de luz e cor, ao som de“Skyfullofstars”,dosCold- play. Durante quase oito mi- nutos,abraçosapertados,bei- jos apaixonados, desejos de saúde,trabalhoeamor,muitas e muitas “selfies” e fotos com as cores do fogo em fundo, brindaram ao ano novo que muitos esperam «que seja bem melhor do que 2014». Foi o que desejaram, minu- tosdepoisdameia-noite,Mar- garida e José Rocha, que via- jaram, pelo segundo ano, da Vidigueira,emBeja,atéCoim- bra, para entrar em 2015. «Coimbra é uma cidade ma- ravilhosa. Trabalhámos de manhã, viemos de propósito e não nos arrependemos», in- formavaMargaridaRocha,an- tesdesejuntaràmultidãoque, terminado o fogo-de-artifício, tinhatudo,menosvontade,de voltarparacasae,porisso,en- cheu as ruas da Baixa, numa Coimbra “maravilhosa” entrou no novo an de pessoas na Baixa a fazer frente ao frio Sucesso Festa para todas as idades começou muito antes da meia-noite e prolongou-se até bem para lá das quatro da manhã, FOTOS: FIGUEIREDO Festejos de fim de ano trouxeram uma multidão para a Praça do Comércio Machado “animado” com uma Coimbra “na moda” BALANÇO Manuel Machado confessou-se«animado»porver quetantagenteaceitouoconvite eentrounonovoanoapartici- parnafestapreparadapeloMu- nicípio, em colaboração com a Agência para a Promoção da BaixadeCoimbra(APBC). «Aideia era ser uma celebra- çãoeaspessoasvieramcelebrar para a rua», resumiu o presi- dente da autarquia, em frente aoedifíciodacâmara,depoisde umavoltapelaBaixa. Não quis falar em sucesso, mas sempre foi comentando: «basta olharmos em volta. A Portagemestavacheia,naPraça doComércionemdeuparapas- sar...», adiantou, confessando, apesar de ser «muito difícil a contagem», mesmo com o frio «parecequesãomuitosmaisdo quenoanopassado». «Os conimbricenses mere- cem e precisam todos de me- lhores dias», desabafou, consi- derandoapresençademilhares de pessoas na festa de passa- gem de ano, «de todos os sec- tores e escalões etários», como «um sinal de que estão com vontadederealizarcoisasboas econfiantesnumbom2015». «Sintoquehádisponibilidade de partilha, não só de festa», continuou Manuel Machado, aproveitandoparadesejarbom ano a todos os conimbricenses e desejar que estes «passem a olharmaisparaacidade».Oau- tarca concorda que, tendo em contadoisanosdeenchentede festa de passagem de ano na Baixa,«Coimbraestánamoda», maspreferedizerquecomestes sucessos«Coimbraémais».Até porque,paraoanohámais.A.M.
  2. 2. Tiragem: 9311 País: Portugal Period.: Diária Âmbito: Regional Pág: 3 Cores: Cor Área: 26,20 x 28,47 cm² Corte: 2 de 3ID: 57299318 02-01-2015 o com milhares com muitos a esperarem por um “ano bem melhor” Noite deu pouco que fazer aos bombeiros Ésempreumanoitedeexces- sos, mas não foi muito atare- fada para os bombeiros. Pelo menos para o David Santos e Rui Henriques, dos Voluntá- rios de Coimbra, junto ao edi- fício da câmara, que às 3h00, tinham apenas feito o trans- porte de uma jovem para os HUC, interrompendo, aliás, a entrevista que davam ao Diá- rio de Coimbra. |Banda Quinta do Bill aqueceu o fim de ano em Coimbra Fogo-de-artifício atraiu muita gente à Ponte de Santa Clara festa que estava ainda bem animadaàsquatrodamanhã. NaPraçadoComércio,onde a Banda Red fechou a noite ainda com muita assistência, os tomarenses Quinta do Bill atraíramumaverdadeiramul- tidão. De tal maneira que, du- rantemuitotempo,foiimpos- sível circular por aquela zona. Engana-se quem pensa que a festaseficavaporaqui.Milha- res de pessoas continuavam tambémacircularentreaPor- tagem e a Praça 8 de Maio, de tal maneira que até se ouvia comentar:«pareceaprocissão daRainhaSanta,ouaQueima das Fitas, sem álcool». Na pista de dança improvi- sada junto ao edifício da Câ- maraMunicipal,EnriqueIglé- sias fazia companhia a Ma- donna, aos Abba, aos Los del Rio e o seu “Macarena”, entre muitos outros, numa Revival Night, que era convite ao bai- larico e animação garantida paratodasasidadeseatépara várias nacionalidades. Os namorados Eda e Umut, da Turquia, estudantes de Erasmus, também deram as boas--vindas a 2015 a dançar naBaixa,desejandoqueoano traga«muitoamoresucesso». JáLídiaeSandraJordão,mãe e filha, acompanhadas da fa- mília, acrescentavam a saúde aos votos, elogiando a vida que a festa deu à Baixa, mes- moquesóapenasalgunscafés estivessemabertospararece- ber tamanha multidão. Negócio garantido para Maria José Fernandes, das FarturasASimpática,quenão teve mãos a medir nos pedi- dos de farturas e churros de chocolate, apesar de confes- sar que «foi um pouco mais fraco do que no ano pas- sado».Trabalharnapassagem de ano? «Não custa nada e vale a pena», confessava. Também para o vendedor dascoloridasbandoletesdela- cinhosqueiluminavammuitas cabeças na Baixa, valia a pena o esforço de horas ao frio. «Vende-se alguma coisa», ad- mitia. Uma noite de sucesso para Coimbra, até para o ano. Chegaraofimde2015comba- lançopositivodependeagorado que cada um fizer dos 365 dias quetempelafrente.Comocan- tavam os Quinta do Bill: “Tens um mundo a teus pés à espera que o empurres. Uma vida à frente,quesótupodesviver”. | Não faltou animação na Baixa de Coimbra Mini-saias e vestidos a rigor apesar do frio Festa de passagem de ano é, para muitos, reunião de ami- gos e, obrigatoriamente, com roupa de gala e também hou- vedissonaBaixadeCoimbra. Vestidos fininhos, mini-saias, penteados sofisticados, para as “meninas”; fato e gravata ou“papillon”,paraosmeninos deram outro glamour à festa, apesar das temperaturas ne- gativas.|
  3. 3. Tiragem: 9311 País: Portugal Period.: Diária Âmbito: Regional Pág: 1 Cores: Cor Área: 19,63 x 16,11 cm² Corte: 3 de 3ID: 57299318 02-01-2015 FIGUEIREDO Milhares na Baixa fizeram frente ao frio Festa de passagem de ano atraiu ao centro de Coimbra gente de todas as idades. Começou muito antes da meia-noite e teve animação bem para lá das quatro da manhã Páginas 2 e 3

×