O peso da_oração

8.795 visualizações

Publicada em

Uma estória que narra um acontecimento onde uma pessoa necessitada pede a uma outra um favor que ela insiste em negar, mas por interferência de uma outra pessoa ele acaba por ceder, mas faz um desafio incapaz de ser cumprido com sucesso, mas a intervenção Divina altera a fé e os fatos dos envolvidos nos dando uma grande lição de que Deus, ouve e acolhe a oração dos humildes e necessitados.

Publicada em: Espiritual
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8.439
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O peso da_oração

  1. 1. “Uma pobre senhora, com visível ar de derrota estampado no rosto, entrou num armazém, se aproximou do proprietário conhecido pelo seu jeito grosseiro, e lhe pediu fiado alguns mantimentos.
  2. 2. Ela explicou que o seu marido estava muito doente e não podia trabalhar e que tinha sete filhos para alimentar.
  3. 3. O dono do armazém zombou dela e pediu que se retirasse do seu estabelecimento
  4. 4. Pensando na necessidade da sua família ela implorou: - "Por favor senhor, eu lhe darei o dinheiro assim que eu tiver...".
  5. 5. - Ele lhe respondeu que ela não tinha crédito e nem conta na sua loja.
  6. 6. Em pé no balcão ao lado, um freguês que assistia a conversa entre os dois se aproximou do dono do armazém e lhe disse que ele deveria dar o que aquela mulher necessitava para a sua família, por sua conta.
  7. 7. Então o comerciante falou meio relutante para a pobre mulher:
  8. 8. -"Você tem uma lista de mantimentos?" - "Muito bem, coloque a sua lista na balança e o quanto ela pesar, eu lhe darei em mantimentos"!
  9. 9. - A pobre mulher hesitou por uns instantes e com a cabeça curvada, retirou da bolsa um pedaço de papel, escreveu alguma coisa e o depositou suavemente na balança.
  10. 10. -Os três ficaram admirados quando o prato da balança com o papel desceu e permaneceu embaixo. Completamente pasmado com o marcador da balança, o comerciante virou-se lentamente para o seu freguês e comentou contrariado:
  11. 11. - O freguês sorriu e o homem começou a colocar os mantimentos no outro prato da balança.
  12. 12. tentando entender o que havia acontecido...
  13. 13. domingo, 28 de agosto de 20163:25:49 Link’s para outras Mensagens

×