SlideShare uma empresa Scribd logo

Aula Jonatas 46: O princípio da oração

Estudo dos PGs da PIB Araruama sobre a importância da oração na vida do cristão.

1 de 4
Baixar para ler offline
46ª LIÇÃO – O PRINCÍPIO DA ORAÇÃO
 Mc 9.14-29
MIM1
: Interceda pelo trabalho com Pequenos Grupos de nossa igreja. Peça ao Senhor
que abençoe os líderes, os participantes e, principalmente, aqueles que ainda não
enxergaram a necessidade de participar deste importante momento de comunhão,
crescimento espiritual e multiplicação da igreja local (PIBA). Não se esqueça de
interceder pela liderança deste trabalho, pedindo ao Senhor que dê discernimento e
capacidade aos seus servos de estarem semanalmente ministrando estudos bíblicos que
exorte o Seu povo.
INTRODUÇÃO: No estudo anterior, falamos sobre o cumprimento da profecia de Ml
4.5 em João Batista; na oportunidade rebatemos a falsa afirmação de que a Bíblia
embasaria a reencarnação.
No presente estudo pegaremos uma carona na lição anterior da EBD,
inclusive colocamos o mesmo título, para ressaltar a necessidade da vida de oração no
ministério do discípulo de Jesus. No estudo da EBD (Lição 9), cujo texto base foi At
12.9-19, foi evidenciada a necessidade de oração para a igreja local; aqui procuraremos
demonstrar a necessidade da oração para aqueles que pretendem seguir o ministério
evangelístico iniciado pelo nosso Deus: Jesus.
DESENVOLVIMENTO:
a) V. 14-18 – É interessante pontuarmos os personagens deste evento
histórico: os discípulos de Jesus, o endemoniado e seu pai, os escribas,
a multidão e, por fim, Jesus.
 Fizemos questão de pontuar tais presenças porque sempre que satanás
quer se manifestar estão estes presentes:
a) os discípulos de Jesus: representando o seu Senhor e
procurando minimizar os efeitos do adversário neste
mundo;
b) o endemoniado: aquele que satanás usa como
“brinquedo”, que dá lugar a atuação demoníaca e é
completamente envergonhado por este (v. 18);
c) o pai do endemoniado: aquele que mesmo sem ter dado
lugar a atuação demoníaca é atingido indiretamente por
esta, sofrendo os efeitos nefastos da empreitada de
satanás;
d) os escribas: são os incrédulos, aqueles que não creem em
Jesus, que estavam ali, quem sabe, para provar a sua tese
de que Jesus não era o Filho de Deus, tanto o é que
provocaram uma discussão (v. 14);
e) a multidão: os destinatários do milagre. Repare que
sempre que Jesus opera milagrosamente, é para
demonstrar o Seu poder; é para deixar clarividente que
todo o poder lhe foi dado no céu e na terra (Mt 28.18);
f) Jesus Cristo: sempre está presente em toda e qualquer
situação (Mt 28.20b), basta que o clamemos! Por óbvio,
no episódio narrado ele estava fisicamente presente, hoje
está presente na pessoa do ES (Jo 14.16-19).
 Provavelmente com alguma pouca variação, são estes sempre que estão
presentes; o resultado final (glorificação do nome de Jesus) vai
depender do grau de submissão do discípulo, o que será abordado
adiante.
 O v. 17 diz que o menino estava possesso por um espírito mudo; isso
não significa que todos os casos de mudez sejam possessão demoníaca.
Naquele caso foi, tanto que Jesus chega e expulsa o demônio (v. 25),
mas isso não significa todos os casos são de possessão, tanto assim o é
que o próprio evangelho de Marcos já relatou outro caso de cura e não
de exorcismo de um surdo (Mc 7.31-37).
b) V. 19 – A exclamação de Jesus me causa temor!
 Será que o mestre afirmaria o mesmo sobre a geração presente?
Será que assim como os apóstolos seriamos reprovados pelo
nosso Senhor no quesito “submissão ao Senhor” a ponto de não
prevalecer contra as portas do inferno (Mt 18.18)? Que tipo de
igreja temos sido na geração atual?
 Você pode pensar: se não temos casos corriqueiros de possessão
demoníaca é porque o diabo já está vencido e não tem se
manifestado. Ledo engano!
 Satanás atrapalha muito mais a igreja de Jesus quando age
sorrateiramente; quando há possessão dentro da igreja
verdadeiramente de Jesus é porque ele sabe que perdeu o jogo e
“perde a linha” demonstrando toda a sua monstruosidade.
 Como discípulos de Jesus precisamos nos perguntar: Qual a
afirmação de Jesus sobre a minha geração?
c) v. 20-27 – Aqui Jesus opera, de fato, o exorcismo.
 Notório é que Jesus pergunta ao pai do menino se ele tinha fé;
mas quem estava endemoniado: o pai ou o menino?
 A grande questão não é quem precisa da atuação de Jesus e sim
quem pediu a atuação de Jesus.
 Jesus prometeu que tudo que, com fé, pedirdes ao Pai Ele fará
(Mt 21.22)
 Daqui tiramos mais uma lição da oração: Jesus pode abençoar um
filho seu, p.e., se com fé você pedir; tudo é possível ao que crer
(v.23).
 A oração de um justo, ou seja, daquele que foi justificado pelo
sangue de Cristo, pode muito em seus efeitos (Tg 5.16b).
 No verso 24 vemos, mais uma vez, o cumprimento da promessa
registrada em 2Cr 7.14; como não crer na Palavra de Deus?!
d) v. 28-29 – Aqui vemos o porquê dos discípulos falharem no
exorcismo: eles não estavam completamente submissos.
 A oração é um ato de humildade, submissão e fé de que somente
Jesus Cristo pode resolver a minha vida. Sejam os problemas
mais complexos, sejam os menos complexos, por ser O detentor
da minha vida levo a Ele tudo em oração.
 Ter uma vida de oração, quesito indispensável para todo e
qualquer discípulo de Jesus (isso inclui a mim e a você!), é ter a
plena ciência que o meu Deus está presente em toda e qualquer
circunstância (boa ou má). É saber que sem oração não há vida
cristã, logo vida de oração, para um cristão, é redundância, pois
não há vida com Cristo sem o expediente da oração.
CONCLUSÃO: O princípio da oração deve ser um valor muito caro para o
discípulo de Jesus.
Sem ela não há integral submissão ao Senhor;
sem ela o discípulo não cresce;
sem ela sonegamos a Deus nossa dor;
sem ela a porta do inferno prevalece!
Peça ao grupo que compartilhe experiências de oração (orações respondidas
e bênçãos alcançadas)
_________________
1- Momento de Intercessão Missionária. Nossa ideia é criar em todas as reuniões este
momento inicial de oração por missões nacionais.

Recomendados

Roteiro homilético do 4.º domingo da quaresma – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo da quaresma – ano cRoteiro homilético do 4.º domingo da quaresma – ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo da quaresma – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 16.º domingo do tempo comum ano c (1)
Roteiro homilético do 16.º domingo do tempo comum   ano c (1)Roteiro homilético do 16.º domingo do tempo comum   ano c (1)
Roteiro homilético do 16.º domingo do tempo comum ano c (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 17.º domingo do tempo comum ano c (1)
Roteiro homilético do 17.º domingo do tempo comum  ano c (1)Roteiro homilético do 17.º domingo do tempo comum  ano c (1)
Roteiro homilético do 17.º domingo do tempo comum ano c (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do domingo de ramos ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos   ano cRoteiro homilético do domingo de ramos   ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 3.º domingo da páscoa ano c.
Roteiro homilético do 3.º domingo da páscoa   ano c.Roteiro homilético do 3.º domingo da páscoa   ano c.
Roteiro homilético do 3.º domingo da páscoa ano c.José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo do tempo comum – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum  ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

I domingo do advento ano c - tempo de esperança
I domingo do advento   ano c - tempo de esperançaI domingo do advento   ano c - tempo de esperança
I domingo do advento ano c - tempo de esperançaJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
3.º domingo do advento ano c - alegrai-vos
3.º domingo do advento   ano c - alegrai-vos3.º domingo do advento   ano c - alegrai-vos
3.º domingo do advento ano c - alegrai-vosJosé Luiz Silva Pinto
 
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinha
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinhaPregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinha
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinhaRev. Giovanni Guimarães
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor   ano cRoteiro homilético do batismo do senhor   ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013José Luiz Silva Pinto
 

Mais procurados (20)

I domingo do advento ano c - tempo de esperança
I domingo do advento   ano c - tempo de esperançaI domingo do advento   ano c - tempo de esperança
I domingo do advento ano c - tempo de esperança
 
P1309 trindade
P1309 trindadeP1309 trindade
P1309 trindade
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
 
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
 
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
Roteiro homilético do 30.º domingo do tempo comum – ano c – 27.10.2013 (1)
 
C1229 partilha tua_fe
C1229 partilha tua_feC1229 partilha tua_fe
C1229 partilha tua_fe
 
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 3.º domingo do tempo comum – ano c
 
3.º domingo do advento ano c - alegrai-vos
3.º domingo do advento   ano c - alegrai-vos3.º domingo do advento   ano c - alegrai-vos
3.º domingo do advento ano c - alegrai-vos
 
C1223 sinais do_reino
C1223 sinais do_reinoC1223 sinais do_reino
C1223 sinais do_reino
 
Arrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogoArrebatando almas do fogo
Arrebatando almas do fogo
 
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinha
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinhaPregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinha
Pregando as parábolas de Jesus - os trabalhadores da vinha
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
 
C1227 a familia
C1227 a familiaC1227 a familia
C1227 a familia
 
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor   ano cRoteiro homilético do batismo do senhor   ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
 
C1224 tome sua_cruz
C1224 tome sua_cruzC1224 tome sua_cruz
C1224 tome sua_cruz
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
 
2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c2.º domingo do advento ano c
2.º domingo do advento ano c
 
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 11.º domingo do tempo comum – ano c
 
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo do tempo comum – ano c
 
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013
Roteiro homilético do 1.º domingo do advento – ano a – 01.12.2013
 

Destaque

Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!
Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!
Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigo
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigoAula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigo
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigoAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 52: Quero ser como criança
Aula Jonatas 52: Quero ser como criançaAula Jonatas 52: Quero ser como criança
Aula Jonatas 52: Quero ser como criançaAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 40: O toque gradual de Jesus
Aula Jonatas 40: O toque gradual de JesusAula Jonatas 40: O toque gradual de Jesus
Aula Jonatas 40: O toque gradual de JesusAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 50: Pequenos cristos
Aula Jonatas 50: Pequenos cristosAula Jonatas 50: Pequenos cristos
Aula Jonatas 50: Pequenos cristosAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganha
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganhaAula Jonatas 43: Aqui quem perde ganha
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganhaAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 54: Sola christus
Aula Jonatas 54: Sola christusAula Jonatas 54: Sola christus
Aula Jonatas 54: Sola christusAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da união
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da uniãoAula Jonatas 51: Jesus, o Deus da união
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da uniãoAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 55: Sola scriptura
Aula Jonatas 55: Sola scripturaAula Jonatas 55: Sola scriptura
Aula Jonatas 55: Sola scripturaAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos um
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos umAula Jonatas 49: Em Jesus somos um
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos umAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 44: A transfiguração
Aula Jonatas 44: A transfiguraçãoAula Jonatas 44: A transfiguração
Aula Jonatas 44: A transfiguraçãoAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra você
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra vocêAula Jonatas 41: Quem é jesus pra você
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra vocêAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 56: Soli deo gloria
Aula Jonatas 56: Soli deo gloriaAula Jonatas 56: Soli deo gloria
Aula Jonatas 56: Soli deo gloriaAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 58: O início da entronização
Aula Jonatas 58: O início da entronizaçãoAula Jonatas 58: O início da entronização
Aula Jonatas 58: O início da entronizaçãoAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 57: Sola fide
Aula Jonatas 57: Sola fideAula Jonatas 57: Sola fide
Aula Jonatas 57: Sola fideAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 59: Fé ou obras
Aula Jonatas 59: Fé ou obrasAula Jonatas 59: Fé ou obras
Aula Jonatas 59: Fé ou obrasAndre Nascimento
 

Destaque (19)

Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!
Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!
Aula Jonatas 47: A morte foi vencida!
 
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigo
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigoAula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigo
Aula Jonatas 42: Levantando a guarda contra o inimigo
 
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!
Aula Jonatas 48: Jesus deve ser o principal!
 
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!
Aula Jonatas 45: Reencarnação na bíblia?!
 
Aula Jonatas 52: Quero ser como criança
Aula Jonatas 52: Quero ser como criançaAula Jonatas 52: Quero ser como criança
Aula Jonatas 52: Quero ser como criança
 
Aula Jonatas 40: O toque gradual de Jesus
Aula Jonatas 40: O toque gradual de JesusAula Jonatas 40: O toque gradual de Jesus
Aula Jonatas 40: O toque gradual de Jesus
 
Aula Jonatas 50: Pequenos cristos
Aula Jonatas 50: Pequenos cristosAula Jonatas 50: Pequenos cristos
Aula Jonatas 50: Pequenos cristos
 
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganha
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganhaAula Jonatas 43: Aqui quem perde ganha
Aula Jonatas 43: Aqui quem perde ganha
 
Aula Jonatas 54: Sola christus
Aula Jonatas 54: Sola christusAula Jonatas 54: Sola christus
Aula Jonatas 54: Sola christus
 
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da união
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da uniãoAula Jonatas 51: Jesus, o Deus da união
Aula Jonatas 51: Jesus, o Deus da união
 
Aula Jonatas 55: Sola scriptura
Aula Jonatas 55: Sola scripturaAula Jonatas 55: Sola scriptura
Aula Jonatas 55: Sola scriptura
 
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos um
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos umAula Jonatas 49: Em Jesus somos um
Aula Jonatas 49: Em Jesus somos um
 
Aula Jonatas 44: A transfiguração
Aula Jonatas 44: A transfiguraçãoAula Jonatas 44: A transfiguração
Aula Jonatas 44: A transfiguração
 
Aula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratia
 
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra você
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra vocêAula Jonatas 41: Quem é jesus pra você
Aula Jonatas 41: Quem é jesus pra você
 
Aula Jonatas 56: Soli deo gloria
Aula Jonatas 56: Soli deo gloriaAula Jonatas 56: Soli deo gloria
Aula Jonatas 56: Soli deo gloria
 
Aula Jonatas 58: O início da entronização
Aula Jonatas 58: O início da entronizaçãoAula Jonatas 58: O início da entronização
Aula Jonatas 58: O início da entronização
 
Aula Jonatas 57: Sola fide
Aula Jonatas 57: Sola fideAula Jonatas 57: Sola fide
Aula Jonatas 57: Sola fide
 
Aula Jonatas 59: Fé ou obras
Aula Jonatas 59: Fé ou obrasAula Jonatas 59: Fé ou obras
Aula Jonatas 59: Fé ou obras
 

Semelhante a Aula Jonatas 46: O princípio da oração

Aula Jonatas 71: O fim dos tempos
Aula Jonatas 71: O fim dos temposAula Jonatas 71: O fim dos tempos
Aula Jonatas 71: O fim dos temposAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculos
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculosAula Jonatas 70: Vencendo os obstáculos
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculosAndre Nascimento
 
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015Gerson G. Ramos
 
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano BComentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano BJosé Lima
 
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostarda
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostardaAula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostarda
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostardaAndre Nascimento
 
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano A
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano AComentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano A
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano AJosé Lima
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoRicardo Azevedo
 
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoLição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoPr Neto
 
Batalha espiritual no evangelismo
Batalha espiritual no evangelismoBatalha espiritual no evangelismo
Batalha espiritual no evangelismoEdleusa Silva
 
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceu
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceuAula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceu
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceuAndre Nascimento
 
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano BComentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano BJosé Lima
 
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGR
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGRLição_222016_Início do ministério de Cristo_GGR
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGRGerson G. Ramos
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaÉder Tomé
 
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeira
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeiraAula Jonatas 35: A mulher estrangeira
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeiraAndre Nascimento
 

Semelhante a Aula Jonatas 46: O princípio da oração (20)

Aula Jonatas 71: O fim dos tempos
Aula Jonatas 71: O fim dos temposAula Jonatas 71: O fim dos tempos
Aula Jonatas 71: O fim dos tempos
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculos
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculosAula Jonatas 70: Vencendo os obstáculos
Aula Jonatas 70: Vencendo os obstáculos
 
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
 
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano BComentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 26° Domingo do Tempo Comum - Ano B
 
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostarda
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostardaAula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostarda
Aula Jonatas 21: As parábolas do reino 2: Candeia, semente e grão de mostarda
 
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano A
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano AComentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano A
Comentário: 13° Domingo Tempo Comum - Ano A
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
 
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoLição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
 
Batalha espiritual no evangelismo
Batalha espiritual no evangelismoBatalha espiritual no evangelismo
Batalha espiritual no evangelismo
 
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceu
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceuAula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceu
Aula Jonatas 38: O maior milagre já aconteceu
 
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano BComentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano B
Comentário: 14º Domingo do Tempo Comum - Ano B
 
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGR
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGRLição_222016_Início do ministério de Cristo_GGR
Lição_222016_Início do ministério de Cristo_GGR
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
 
escola sabatina licao 06
escola sabatina licao 06escola sabatina licao 06
escola sabatina licao 06
 
13 02 2011
13 02 201113 02 2011
13 02 2011
 
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeira
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeiraAula Jonatas 35: A mulher estrangeira
Aula Jonatas 35: A mulher estrangeira
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 

Mais de Andre Nascimento

Aula Jonatas 76: A ceia do senhor
Aula Jonatas 76: A ceia do senhorAula Jonatas 76: A ceia do senhor
Aula Jonatas 76: A ceia do senhorAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 75: Um corpo estranho
Aula Jonatas 75: Um corpo estranhoAula Jonatas 75: Um corpo estranho
Aula Jonatas 75: Um corpo estranhoAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13Andre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2a
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2aPensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2a
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2aAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 74: O valor da adoração
Aula Jonatas 74: O valor da adoraçãoAula Jonatas 74: O valor da adoração
Aula Jonatas 74: O valor da adoraçãoAndre Nascimento
 
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 73: Obra x manobra
Aula Jonatas 73: Obra x manobraAula Jonatas 73: Obra x manobra
Aula Jonatas 73: Obra x manobraAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 72: A lição da figueira
Aula Jonatas 72: A lição da figueiraAula Jonatas 72: A lição da figueira
Aula Jonatas 72: A lição da figueiraAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19Andre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3Andre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1b
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1bPensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1b
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1bAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da oferta
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da ofertaAula Jonatas 68: O ofertante vem antes da oferta
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da ofertaAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 67: Misericórdia quero
Aula Jonatas 67: Misericórdia queroAula Jonatas 67: Misericórdia quero
Aula Jonatas 67: Misericórdia queroAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de Davi
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de DaviAula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de Davi
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de DaviAndre Nascimento
 
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11a
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11aPensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11a
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11aAndre Nascimento
 
Aula Jonatas 65: Apenas ame!
Aula Jonatas 65: Apenas ame!Aula Jonatas 65: Apenas ame!
Aula Jonatas 65: Apenas ame!Andre Nascimento
 
#4 Agentes de transformação is 61.1 3
#4 Agentes de transformação is 61.1 3#4 Agentes de transformação is 61.1 3
#4 Agentes de transformação is 61.1 3Andre Nascimento
 

Mais de Andre Nascimento (20)

Aula Jonatas 76: A ceia do senhor
Aula Jonatas 76: A ceia do senhorAula Jonatas 76: A ceia do senhor
Aula Jonatas 76: A ceia do senhor
 
Aula Jonatas 75: Um corpo estranho
Aula Jonatas 75: Um corpo estranhoAula Jonatas 75: Um corpo estranho
Aula Jonatas 75: Um corpo estranho
 
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13
Pensamentos Elevados #15: O amor 1 Co 13.13
 
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2a
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2aPensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2a
Pensamentos Elevados #14: Multiplicadores Jd 2a
 
Aula Jonatas 74: O valor da adoração
Aula Jonatas 74: O valor da adoraçãoAula Jonatas 74: O valor da adoração
Aula Jonatas 74: O valor da adoração
 
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6
Pensamentos elevados #13: Fé hb11.1 3,6
 
Aula Jonatas 73: Obra x manobra
Aula Jonatas 73: Obra x manobraAula Jonatas 73: Obra x manobra
Aula Jonatas 73: Obra x manobra
 
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
 
Aula Jonatas 72: A lição da figueira
Aula Jonatas 72: A lição da figueiraAula Jonatas 72: A lição da figueira
Aula Jonatas 72: A lição da figueira
 
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19
Pensamentos Elevados #10: Uma oportunidade Lc. 21.8, 12-19
 
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3
Pensamentos Elevados #9: Esperança viva 1 Pe 1.3
 
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1b
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1bPensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1b
Pensamentos Elevados #7: Ame até o fim jo13.1b
 
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da oferta
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da ofertaAula Jonatas 68: O ofertante vem antes da oferta
Aula Jonatas 68: O ofertante vem antes da oferta
 
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23
Pensamentos Elevados #8: Santos! Jo 14.23
 
Aula Jonatas 67: Misericórdia quero
Aula Jonatas 67: Misericórdia queroAula Jonatas 67: Misericórdia quero
Aula Jonatas 67: Misericórdia quero
 
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6
Pensamentos Elevados # 6: Misericórdia quero Os 6.6
 
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de Davi
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de DaviAula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de Davi
Aula Jonatas 66: Jesus Cristo, filho de Davi
 
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11a
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11aPensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11a
Pensamentos Elevados #5: A tristeza de Deus Ez 33.11a
 
Aula Jonatas 65: Apenas ame!
Aula Jonatas 65: Apenas ame!Aula Jonatas 65: Apenas ame!
Aula Jonatas 65: Apenas ame!
 
#4 Agentes de transformação is 61.1 3
#4 Agentes de transformação is 61.1 3#4 Agentes de transformação is 61.1 3
#4 Agentes de transformação is 61.1 3
 

Último

Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxCelso Napoleon
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosNilson Almeida
 
Oração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoOração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoNilson Almeida
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...Denise Aguiar
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaNilson Almeida
 
Orações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisOrações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisNilson Almeida
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoNilson Almeida
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Nilson Almeida
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para CriançasNilson Almeida
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoNilson Almeida
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioNilson Almeida
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraNilson Almeida
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoNilson Almeida
 
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoOração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoNilson Almeida
 
Oração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasOração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasNilson Almeida
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoNilson Almeida
 

Último (20)

Orações Do Cristão
Orações Do CristãoOrações Do Cristão
Orações Do Cristão
 
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
 
Oração Pelos Filhos
Oração Pelos FilhosOração Pelos Filhos
Oração Pelos Filhos
 
Oração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoOração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus Cristo
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
 
Orações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisOrações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De Léllis
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para Crianças
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
 
Prece De Caritas
Prece De CaritasPrece De Caritas
Prece De Caritas
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São Patrício
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa Senhora
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
 
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel ArcanjoOração De Proteção São Miguel Arcanjo
Oração De Proteção São Miguel Arcanjo
 
Oração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às CriançasOração De Proteção Às Crianças
Oração De Proteção Às Crianças
 
Oração Do Segredo
Oração Do SegredoOração Do Segredo
Oração Do Segredo
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
 

Aula Jonatas 46: O princípio da oração

  • 1. 46ª LIÇÃO – O PRINCÍPIO DA ORAÇÃO  Mc 9.14-29 MIM1 : Interceda pelo trabalho com Pequenos Grupos de nossa igreja. Peça ao Senhor que abençoe os líderes, os participantes e, principalmente, aqueles que ainda não enxergaram a necessidade de participar deste importante momento de comunhão, crescimento espiritual e multiplicação da igreja local (PIBA). Não se esqueça de interceder pela liderança deste trabalho, pedindo ao Senhor que dê discernimento e capacidade aos seus servos de estarem semanalmente ministrando estudos bíblicos que exorte o Seu povo. INTRODUÇÃO: No estudo anterior, falamos sobre o cumprimento da profecia de Ml 4.5 em João Batista; na oportunidade rebatemos a falsa afirmação de que a Bíblia embasaria a reencarnação. No presente estudo pegaremos uma carona na lição anterior da EBD, inclusive colocamos o mesmo título, para ressaltar a necessidade da vida de oração no ministério do discípulo de Jesus. No estudo da EBD (Lição 9), cujo texto base foi At 12.9-19, foi evidenciada a necessidade de oração para a igreja local; aqui procuraremos demonstrar a necessidade da oração para aqueles que pretendem seguir o ministério evangelístico iniciado pelo nosso Deus: Jesus. DESENVOLVIMENTO: a) V. 14-18 – É interessante pontuarmos os personagens deste evento histórico: os discípulos de Jesus, o endemoniado e seu pai, os escribas, a multidão e, por fim, Jesus.  Fizemos questão de pontuar tais presenças porque sempre que satanás quer se manifestar estão estes presentes: a) os discípulos de Jesus: representando o seu Senhor e procurando minimizar os efeitos do adversário neste mundo; b) o endemoniado: aquele que satanás usa como “brinquedo”, que dá lugar a atuação demoníaca e é completamente envergonhado por este (v. 18); c) o pai do endemoniado: aquele que mesmo sem ter dado lugar a atuação demoníaca é atingido indiretamente por esta, sofrendo os efeitos nefastos da empreitada de satanás;
  • 2. d) os escribas: são os incrédulos, aqueles que não creem em Jesus, que estavam ali, quem sabe, para provar a sua tese de que Jesus não era o Filho de Deus, tanto o é que provocaram uma discussão (v. 14); e) a multidão: os destinatários do milagre. Repare que sempre que Jesus opera milagrosamente, é para demonstrar o Seu poder; é para deixar clarividente que todo o poder lhe foi dado no céu e na terra (Mt 28.18); f) Jesus Cristo: sempre está presente em toda e qualquer situação (Mt 28.20b), basta que o clamemos! Por óbvio, no episódio narrado ele estava fisicamente presente, hoje está presente na pessoa do ES (Jo 14.16-19).  Provavelmente com alguma pouca variação, são estes sempre que estão presentes; o resultado final (glorificação do nome de Jesus) vai depender do grau de submissão do discípulo, o que será abordado adiante.  O v. 17 diz que o menino estava possesso por um espírito mudo; isso não significa que todos os casos de mudez sejam possessão demoníaca. Naquele caso foi, tanto que Jesus chega e expulsa o demônio (v. 25), mas isso não significa todos os casos são de possessão, tanto assim o é que o próprio evangelho de Marcos já relatou outro caso de cura e não de exorcismo de um surdo (Mc 7.31-37). b) V. 19 – A exclamação de Jesus me causa temor!  Será que o mestre afirmaria o mesmo sobre a geração presente? Será que assim como os apóstolos seriamos reprovados pelo nosso Senhor no quesito “submissão ao Senhor” a ponto de não prevalecer contra as portas do inferno (Mt 18.18)? Que tipo de igreja temos sido na geração atual?  Você pode pensar: se não temos casos corriqueiros de possessão demoníaca é porque o diabo já está vencido e não tem se manifestado. Ledo engano!  Satanás atrapalha muito mais a igreja de Jesus quando age sorrateiramente; quando há possessão dentro da igreja
  • 3. verdadeiramente de Jesus é porque ele sabe que perdeu o jogo e “perde a linha” demonstrando toda a sua monstruosidade.  Como discípulos de Jesus precisamos nos perguntar: Qual a afirmação de Jesus sobre a minha geração? c) v. 20-27 – Aqui Jesus opera, de fato, o exorcismo.  Notório é que Jesus pergunta ao pai do menino se ele tinha fé; mas quem estava endemoniado: o pai ou o menino?  A grande questão não é quem precisa da atuação de Jesus e sim quem pediu a atuação de Jesus.  Jesus prometeu que tudo que, com fé, pedirdes ao Pai Ele fará (Mt 21.22)  Daqui tiramos mais uma lição da oração: Jesus pode abençoar um filho seu, p.e., se com fé você pedir; tudo é possível ao que crer (v.23).  A oração de um justo, ou seja, daquele que foi justificado pelo sangue de Cristo, pode muito em seus efeitos (Tg 5.16b).  No verso 24 vemos, mais uma vez, o cumprimento da promessa registrada em 2Cr 7.14; como não crer na Palavra de Deus?! d) v. 28-29 – Aqui vemos o porquê dos discípulos falharem no exorcismo: eles não estavam completamente submissos.  A oração é um ato de humildade, submissão e fé de que somente Jesus Cristo pode resolver a minha vida. Sejam os problemas mais complexos, sejam os menos complexos, por ser O detentor da minha vida levo a Ele tudo em oração.  Ter uma vida de oração, quesito indispensável para todo e qualquer discípulo de Jesus (isso inclui a mim e a você!), é ter a plena ciência que o meu Deus está presente em toda e qualquer circunstância (boa ou má). É saber que sem oração não há vida cristã, logo vida de oração, para um cristão, é redundância, pois não há vida com Cristo sem o expediente da oração.
  • 4. CONCLUSÃO: O princípio da oração deve ser um valor muito caro para o discípulo de Jesus. Sem ela não há integral submissão ao Senhor; sem ela o discípulo não cresce; sem ela sonegamos a Deus nossa dor; sem ela a porta do inferno prevalece! Peça ao grupo que compartilhe experiências de oração (orações respondidas e bênçãos alcançadas) _________________ 1- Momento de Intercessão Missionária. Nossa ideia é criar em todas as reuniões este momento inicial de oração por missões nacionais.