Elearning

538 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Prérequisitos dos professores: estavamos no tempo emque se pediaparaguardar a internet numadisquete e depoisembrulava-se num envelope paranãoapanhar virus.
  • Elearning

    1. 1. e-Learning A distância enriquece-nos Pedro RamalhoI Congresso e-Learning Madeira
    2. 2. Um pouco de História…. OPORTUNIDADES • Alterações à legislação da formação contínua de Professores • Apoios da União Europeia • Acervo da tele-escola O S SWOT W TPage  2
    3. 3. Um pouco de História.....Implementação de plataformas dolcebo  Open source, em  Italiano e inglês  Interface simples e  Interface intuitivo Português do  Pouco suporte atractivo  Apoio técnico Brasil técnico  Boa navegação diversificado  Interface  Interface pouco  Versão gratuita  Interoperabilidade complicado, atractivo com muitos bugs  Diversidade de  Apoio técnico ferramentas pouco eficazPage  3
    4. 4. A Actualidade....Três plataformas....  1200 alunos do 3º ciclo e do  Estou na Escola com os  Formação contínua de secundário Meus Amigos – Apoio a Docentes da Secretaria  Matemática; Português; alunos temporariamente fora Regional de Educação e Inglês; Ciências Naturais; do ensino por questões de Cultura. Biologia; Física e Química Saúde  605 formandos (desde  2000 Objectos de  75 alunos apoiados setembro de 2010) Aprendizagem  1 professor a tempo inteiro, 2  30 cursos  6 professores a tempo parcialPage  4
    5. 5. A Actualidade...Oferta às Escolas..... Serviços  10 GB, expansível  Administração pela Escola.  Transferência por FTP  Interface costumizável  Interoperável com o infolive  Alojada dentro da rede da SREC  Apoio técnico localPage  5
    6. 6. FORMAÇÃO DE PROFESSORESPage  6
    7. 7. Formação de ProfessoresFormações do Estudo 1 Desenvolvimento de Apresentações Multimedia em Educação 2 Gestão das Actividades Lectivas com Folha de Cálculo 3 O Vídeo Digital na Produção de Conteúdos Educativos 4 Coordenar as TIC em Contexto Escolar 5 Webquest – Uma aventura na Web 6 O Quadro Interactivo Multimedia no Contexto de AprendizagemPage  7
    8. 8. Formação de ProfessoresFormações do Estudo Formação Inscritos Formados Desenvolvimento de Apresentações Multimedia em 41 37 Educação Gestão das Actividades lectivas com folha de cálculo 33 31 O Vídeo digital na produção de conteúdos educativos 60 48 Coordenar as TIC em contexto Escolar 30 30 Webquest – Uma Aventura na Web 20 17 O Quadro Interactivo multimedia no contexto de 120 110 aprendizagem Total 304 273Page  8
    9. 9. Formação de ProfessoresCaracterização dos formandos Outros Dados 4 • 70,3% - Sexo feminino. 18 19 • 88,6% - Licenciados • 24,9% - 1º Ciclo EB • 54,6% - Menos de 10 anos de Serviço 59 • 41,8% - Quadro de Zona Pedagógica • 64,8% - Não frequentou e-learning < 30 anos 30 : 39 anos • 75,8% - Fora do Funchal 40 : 49 anos > 50 anosPage  9
    10. 10. Formação de ProfessoresDominio das TIC (Pré –requisitos) Ferramentas de Produtividade Utlização da Internet35 29 2930 2425 21 20 2020 17 1715 12 1010 5 0 Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 5Page  10
    11. 11. Formação de ProfessoresPosicionamento face ao e-Learning após a Formação Optimista Confiante Apreensivo Céptico Indiferente N.R120100 101 80 88 60 40 40 37 32 20 23 20 1 15 0 7,3 8,4 0 Número PercentagemPage  11
    12. 12. CONSTRUÇÃO DOS CURSOSPage  12
    13. 13. Construção de CursosFases de construção Criação dos  Selecção dos Conteúdos Conteúdos  Criação de Objectos de Aprendizagem Montagem do  Criação da imagem gráfica do curso Curso  Criação do curso na Plataforma e Carregamento dos conteúdos Selecção de  Selecção das ferramentas de comunicação Ferramentas  Implementação de exercícios e ferramentas de entrega de trabalhos.Preparação para  Criação do Guião de Trabalhoo inicio do curso  Activação das estatísticasPage  13
    14. 14. Construção de CursosCurso de Formação de e-FormadoresPage  14
    15. 15. Construção dos CursosPlanificação  Exercicios  Qualidade dos post  Trabalhos Avaliação  Tutoria:  Síncrona Interacção  Assíncrona  SCORM  Multimedia Conteúdos  Ficheiros: pdf, doc, ppt...Page  15
    16. 16. Construção dos CursosFerramentas de Construção  Semelhante ao Powerpoint  Muito forte ao nível da  Muito funcional  Muito intuítivo multimedia  Permite um elevado grau de  Tem algumas limitações ao  Limitado em termos de compilação nível da multimedia costumização gráfica  Graficamente pouco apelativo  Layout costumizável  Exige mais esforço de aprendizagemPage  16
    17. 17. Construção de CursosCurso de Formação de e-FormadoresPage  17
    18. 18. Construção dos CursosFerramentas de Construção  Testes de avaliação  Exercícios  Exercícios  Grande integração com o  Diversidade de exercícios  Diversidade de exercícios Moodle  Elevado grau de  Elevado grau de  Boa integração com o interactividade interactividade Quandry  Muito bom para exercícios matemáticosPage  18
    19. 19. Construção dos CursosModalidades b-Learning e-Learning 1. Três presenciais 1. Não há presenciais 2. Modalidade de Oficina 2. Modalidade de ou Projecto. curso 3. Com pelo menos 30 3. Com 25 ou 50 horas horas 4. Número de horas 4. Componente presencial tem de ser cumprido com o Máximo de 25% do na íntegra total da formação. 5. Avaliação através de 5. Avaliação sempre testes e trabalhos presencial faseados 6. Cerca de 4 a 5 semanas 6. 90 dias após a 7. Avaliação com trabalhos inscrição práticosPage  19
    20. 20. CAMINHO A PERCORRER…Page  20
    21. 21. Caminho a Percorrer....Certificação de competências Avaliação das Adaptação à RAM da necessidades portaria nº 731/2009 Formativas Competências TIC Certificação Avaliação Formação Implementação do Formação com processo de certificação diferentes níveis adequados aos 3 níveisPage  21
    22. 22. Caminho a Percorrer....Orientar a formação  Nível 1  Aquisição de competências básicas  Nível 2  Aquisição de Competências pedagógicas no uso das TIC em contexto Disciplinar  Nível 3  Aquisição de competências avançadas em TIC capazes de promover Inovação PedagógicaPage  22
    23. 23. Caminho a Percorrer....Melhoria Pedagógica dos Cursos Utilização de Agentes  Combater a ausência do Formador  Humanizar os conteúdos  Estabelecer laços emocionais entre os intervenientes no acto formativo  Cultivar relações interpessoais  Aplicar técnicas de inteligência emocionalPage  23
    24. 24. Caminho a Percorrer....Uso de Agentes Apresentar Conteúdos Reforçar Ideias e Pontos de Vista Dar Feedback Dar ReforçoPage  24
    25. 25. Caminho a Percorrer....Futuro...  Introdução de novas Plataformas  SLOODLE – Ligação a Comunidades mais vastas e apelativas  Ferramentas de Produção de SCORM 3D  Conteúdos Manipuláveis – Com maior grau de complexidadePage  25
    26. 26. Questões? Obrigado pela vossa Atenção. www.educatic.infoPage  26

    ×