EBD 
Pra Luciana Evangelista
TEXTO ÁUREO 
“Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, e 
exalço, e glorifico ao Rei dos céus; porque 
todas as suas obras s...
VERDADE PRÁTICA 
A soberba é o pecado que mais afronta a 
soberania divina.
LEITURA BÍBLICA EM 
CLASSE 
 DANIEL 4.10-18
INTRODUÇÃO 
Na aula de hoje estudaremos o capítulo quatro de 
Daniel, cujo conteúdo consiste de um testemunho pessoal do 
...
I. A PROVA DA SOBERANIA 
DIVINA (Dn 4.1-3) 
 1. Nabucodonosor, chamado por Deus para um 
desígnio especial (Jr 25.9). 
 ...
II. DEUS FALA NOVAMENTE A 
NABUCODONOSOR POR MEIO DE 
SONHOS (Dn 4.4-9) 
 1. Deus adverte Nabucodonosor através de um son...
III. A PREGAÇÃO DE 
DANIEL 
 1. A pregação de Daniel. 
 2. O pecado de Nabucodonosor em 
relação aos pobres.
CONCLUSÃO 
Que Deus nos livre da soberba, pois ela é como uma 
doença contagiosa que se aloja no coração do homem 
e faz c...
“Lembra-te, pois, de onde caíste, e 
arrepende-te, e pratica as primeiras 
obras; quando não, brevemente a ti 
virei, e ti...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Deus Abomina a Soberba

806 visualizações

Publicada em

Lição 5 - 4º Trimestre de 2014 - Revista da CPAD - Integridade Moral e Espiritual: O Legado do Livro de Daniel para a Igreja Hoje - Comentário: Pr Elienai Cabral.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deus Abomina a Soberba

  1. 1. EBD Pra Luciana Evangelista
  2. 2. TEXTO ÁUREO “Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, e exalço, e glorifico ao Rei dos céus; porque todas as suas obras são verdades; e os seus caminhos, juízo, e pode humilhar aos que andam na soberba” (Dn 4.37).
  3. 3. VERDADE PRÁTICA A soberba é o pecado que mais afronta a soberania divina.
  4. 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE  DANIEL 4.10-18
  5. 5. INTRODUÇÃO Na aula de hoje estudaremos o capítulo quatro de Daniel, cujo conteúdo consiste de um testemunho pessoal do rei Nabucodonosor. Ele foi submetido a um estado de loucura, resultante de sua soberba, que o levou a viver como um animal do campo por “sete tempos”, até que Deus o tirou daquela condição. Ao final desse período, Nabucodonosor reconheceu a soberania do Deus dos cativos de Judá. A história revela o que ocorre com os que se exaltam e se tornam soberbos ante a majestade do Todo-Poderoso. A trajetória de Nabucodonosor demonstra a soberania divina sobre toda a criação, pois nenhuma criatura pode usurpar a glória de Deus. O episódio ilustra também que a misericórdia e a justiça divinas são capazes de salvar o homem arrependido.
  6. 6. I. A PROVA DA SOBERANIA DIVINA (Dn 4.1-3)  1. Nabucodonosor, chamado por Deus para um desígnio especial (Jr 25.9).  2. A soberba de Nabucodonosor.  3. Nabucodonosor proclama a soberania de Deus (Dn 4.1-3).
  7. 7. II. DEUS FALA NOVAMENTE A NABUCODONOSOR POR MEIO DE SONHOS (Dn 4.4-9)  1. Deus adverte Nabucodonosor através de um sonho.  2. Daniel é convocado (Dn 4.8).  3. Daniel ouve o sonho e dá a sua interpretação (Dn 4.19-26). a) Uma árvore majestosa (vv.11,12). b) Juízo e misericórdia são demonstrações da soberania divina. c) O papel dos anjos nos desígnios divinos.
  8. 8. III. A PREGAÇÃO DE DANIEL  1. A pregação de Daniel.  2. O pecado de Nabucodonosor em relação aos pobres.
  9. 9. CONCLUSÃO Que Deus nos livre da soberba, pois ela é como uma doença contagiosa que se aloja no coração do homem e faz com que ele perca o senso de autocrítica, passando a agir irracionalmente (Sl 101.5; 2Cr 26.16). Estejamos atentos, pois a Palavra de Deus nos mostra que a soberba nos cega (1Tm 3.6; 6.4), nos afasta de Deus e traz ruína.
  10. 10. “Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” Ap 2.5

×