SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Cristo ressuscitou, Aleluia!
A Aurora radiante do domingo de Páscoa
é a imagem de Cristo Triunfante
que, ao sair do sepulcro, ilumina uma nova e eterna criação.
Jesus não permaneceu no sepulcro.
Ele ressuscitou dos mortos e está vivo no meio de nós.
Não devemos procurar entre os mortos Aquele que está vivo.
Hoje a VIDA se manifesta na sua plenitude,
vitoriosa sobre a morte, para que todos tenham vida.
As leituras apresentam o testemunho do Cristo Ressuscitado
realizado por Pedro e Paulo, duas colunas da Igreja,
sobre as quais se funda a fé da Igreja de todos os tempos.
Na 1ª leitura temos
o Testemunho de Pedro.
(At 10,30a.37-43)
Convocado pelo Espírito,
Pedro entra em casa
de Cornélio,
expõe o essencial da fé
e batiza ele
e toda a sua família.
- Cornélio é
o primeiro pagão
admitido ao cristianismo
por um dos Doze.
A vida nova
que nasce de Jesus
é para todos os homens.
- O texto é uma composição
do "KERIGMA" primitivo:
Um resumo da mensagem cristã,
que leva a aceitação
do Cristo e da sua mensagem,
através do Batismo.
* Pedro começa por anunciar
Jesus como "o ungido",
que tem o poder de Deus;
* Depois, descreve a atividade de Jesus, que "passou
fazendo o bem e curando todos os que eram oprimidos";
* Em seguida, dá testemunho da morte de Jesus na cruz
e da sua ressurreição;
* Finalmente, conclui: "quem acredita nele, recebe,
pelo seu nome, a remissão dos pecados".
A verdade
da Ressurreição
é o núcleo central
e fundamental
da pregação apostólica
sobre a obra redentora
de Jesus.
E os discípulos
devem se identificar
com Jesus
e ser testemunhas
de tudo isto,
para que essa proposta
possa atingir
todos os povos.
Na 2ª Leitura,
Paulo dá o seu
Testemunho.
(Cl 3,1-4)
O Batismo nos põe
em comunhão
com Cristo
ressuscitado.
Disso resulta
exigências práticas,
que ele enumera
a seguir.
A Vitória da vida
se manifesta em nós
através das obras.
O Evangelho
descreve a atitude da Comunidade cristã
diante da Ressurreição, "no primeiro dia da semana". (Jo 20,1-9)
é a primeira a dirigir-se ao túmulo de Jesus.
Ainda é "escuro". As trevas da dor, da separação
e da saudade ofuscam os olhos da esperança
no alvorecer de um novo dia.
Mas a pedra está retirada, o túmulo vazio... Confusa,
retorna correndo para relatar o fato a Pedro e João.
1) MADALENA
Ela representa
a comunidade
que acredita
que a morte triunfou
e vai procurar
Jesus morto
no sepulcro:
é uma comunidade
perdida, desorientada,
insegura, que ainda
não assimilou
a morte de Jesus.
No sepulcro vazio,
descobre:
a morte não venceu
e Jesus continua vivo.
2) PEDRO representa,
nos Evangelhos,
"o Discípulo obstinado"
para quem a morte
significa fracasso e
se recusa a aceitar que
a vida nova passa pela
humilhação da Cruz.
3) JOÃO representa
"o Discípulo ideal":
que está em sintonia
total com Jesus,
que corre ao seu encontro
de forma mais decidida,
que compreende sinais: "Entrou, viu e creu".
Ele é o modelo do Homem Novo, do homem recriado por Jesus.
* Os dois discípulos correm ao túmulo de Jesus...
Nota-se o impacto produzido nos discípulos
pela morte de Jesus e as diferentes disposições
existentes entre os membros da comunidade cristã.
+ A Páscoa é uma PASSAGEM da Morte para a Vida.
E quantos "Sinais de Morte" nós vemos ainda hoje no mundo:
- Abortos, drogas, bebidas, tentativas de suicídios...
- Violência... Fome... doença... analfabetismo... desemprego..
- Quantos galhos secos, sem folhas e sem frutos:
- secos espiritualmente: em pecado... separados de Cristo...
- secos comunitariamente: acomodados, não atuantes...
+ Deus quer
a Vitória da Vida...
A Ressurreição
renova a fé em Cristo
vencedor da morte.
A vida recebe
na ressurreição
de Jesus a semente
da eternidade.
Ser Cristão
é ser protagonista
da Ressurreição
nos pequenos
gestos de cada dia.
+ Cada missa, um reviver da Páscoa...
motivando-nos para abandonar os caminhos de morte
e "escolher" os caminhos da vida...
Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS
- 09.04.2023
Todo aquele
que defende
a vida e ama
os irmãos
trabalha
para a
construção
de um mundo
melhor...
MEU DOMINGO
Com a Palavra de Deus
Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS
Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto
Música: Aleluia de Haendel
CD: Os sinos cantam
Antônio Duran e Antônio C Neves Pinto
Paulinas COMEP
http://www.buscandonovasaguas.com

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ressuscitou

A Comunidade
A ComunidadeA Comunidade
A Comunidade
pr_afsalbergaria
 
A comunidade
A comunidadeA comunidade
A comunidade
pr_afsalbergaria
 
A comunidade
A comunidadeA comunidade
A comunidade
pr_afsalbergaria
 

Semelhante a Ressuscitou (20)

PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
 
Páscoa
Páscoa Páscoa
Páscoa
 
Cat05
Cat05Cat05
Cat05
 
P1203 testemunhas
P1203 testemunhasP1203 testemunhas
P1203 testemunhas
 
A Vida
A VidaA Vida
A Vida
 
A vida
A vidaA vida
A vida
 
A vida
A vidaA vida
A vida
 
P1202 a comunidade
P1202 a comunidadeP1202 a comunidade
P1202 a comunidade
 
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano BComentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
 
A Comunidade
A ComunidadeA Comunidade
A Comunidade
 
A Conversão
A ConversãoA Conversão
A Conversão
 
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano cRoteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano c
 
P1302 a comunidade
P1302 a comunidadeP1302 a comunidade
P1302 a comunidade
 
Teologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum conciliumTeologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum concilium
 
A Comunidade.ppsx
A Comunidade.ppsxA Comunidade.ppsx
A Comunidade.ppsx
 
A comunidade
A comunidadeA comunidade
A comunidade
 
A comunidade
A comunidadeA comunidade
A comunidade
 
A COMUNIDADE
A COMUNIDADE A COMUNIDADE
A COMUNIDADE
 
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano AComentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
 
A comunidade
A comunidadeA comunidade
A comunidade
 

Mais de pr_afsalbergaria

Tu és Pedro
Tu és PedroTu és Pedro
Tu és Pedro
pr_afsalbergaria
 
Pedro e Paulo
Pedro e PauloPedro e Paulo
Pedro e Paulo
pr_afsalbergaria
 
Ascensão
AscensãoAscensão
Ascensão
pr_afsalbergaria
 
Caminho, Verdade e Vida
Caminho, Verdade e VidaCaminho, Verdade e Vida
Caminho, Verdade e Vida
pr_afsalbergaria
 

Mais de pr_afsalbergaria (20)

Cesar e Deus
Cesar e DeusCesar e Deus
Cesar e Deus
 
A Vinha do Senhor
A Vinha do SenhorA Vinha do Senhor
A Vinha do Senhor
 
O Caminho da Cruz
O Caminho da CruzO Caminho da Cruz
O Caminho da Cruz
 
Tu és Pedro
Tu és PedroTu és Pedro
Tu és Pedro
 
Coragem sou Eu
Coragem sou EuCoragem sou Eu
Coragem sou Eu
 
O meu avô
O meu avôO meu avô
O meu avô
 
Joio e Trigo
Joio e TrigoJoio e Trigo
Joio e Trigo
 
O Semeador
O SemeadorO Semeador
O Semeador
 
Sim Pai
Sim PaiSim Pai
Sim Pai
 
Pedro e Paulo
Pedro e PauloPedro e Paulo
Pedro e Paulo
 
O Medo
O MedoO Medo
O Medo
 
A Messe
A MesseA Messe
A Messe
 
Solenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima TrindadeSolenidade da Santíssima Trindade
Solenidade da Santíssima Trindade
 
Pentecostes
PentecostesPentecostes
Pentecostes
 
Ascensão
AscensãoAscensão
Ascensão
 
Caminho, Verdade e Vida
Caminho, Verdade e VidaCaminho, Verdade e Vida
Caminho, Verdade e Vida
 
Fica conosco
Fica conoscoFica conosco
Fica conosco
 
Ramos
RamosRamos
Ramos
 
A Luz
A LuzA Luz
A Luz
 
Q2303_Agua_viva.ppsx
Q2303_Agua_viva.ppsxQ2303_Agua_viva.ppsx
Q2303_Agua_viva.ppsx
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 

Ressuscitou

  • 2. A Aurora radiante do domingo de Páscoa é a imagem de Cristo Triunfante que, ao sair do sepulcro, ilumina uma nova e eterna criação. Jesus não permaneceu no sepulcro. Ele ressuscitou dos mortos e está vivo no meio de nós. Não devemos procurar entre os mortos Aquele que está vivo.
  • 3. Hoje a VIDA se manifesta na sua plenitude, vitoriosa sobre a morte, para que todos tenham vida. As leituras apresentam o testemunho do Cristo Ressuscitado realizado por Pedro e Paulo, duas colunas da Igreja, sobre as quais se funda a fé da Igreja de todos os tempos.
  • 4. Na 1ª leitura temos o Testemunho de Pedro. (At 10,30a.37-43) Convocado pelo Espírito, Pedro entra em casa de Cornélio, expõe o essencial da fé e batiza ele e toda a sua família. - Cornélio é o primeiro pagão admitido ao cristianismo por um dos Doze. A vida nova que nasce de Jesus é para todos os homens.
  • 5. - O texto é uma composição do "KERIGMA" primitivo: Um resumo da mensagem cristã, que leva a aceitação do Cristo e da sua mensagem, através do Batismo. * Pedro começa por anunciar Jesus como "o ungido", que tem o poder de Deus; * Depois, descreve a atividade de Jesus, que "passou fazendo o bem e curando todos os que eram oprimidos"; * Em seguida, dá testemunho da morte de Jesus na cruz e da sua ressurreição; * Finalmente, conclui: "quem acredita nele, recebe, pelo seu nome, a remissão dos pecados".
  • 6. A verdade da Ressurreição é o núcleo central e fundamental da pregação apostólica sobre a obra redentora de Jesus. E os discípulos devem se identificar com Jesus e ser testemunhas de tudo isto, para que essa proposta possa atingir todos os povos.
  • 7. Na 2ª Leitura, Paulo dá o seu Testemunho. (Cl 3,1-4) O Batismo nos põe em comunhão com Cristo ressuscitado. Disso resulta exigências práticas, que ele enumera a seguir. A Vitória da vida se manifesta em nós através das obras.
  • 8. O Evangelho descreve a atitude da Comunidade cristã diante da Ressurreição, "no primeiro dia da semana". (Jo 20,1-9)
  • 9. é a primeira a dirigir-se ao túmulo de Jesus. Ainda é "escuro". As trevas da dor, da separação e da saudade ofuscam os olhos da esperança no alvorecer de um novo dia. Mas a pedra está retirada, o túmulo vazio... Confusa, retorna correndo para relatar o fato a Pedro e João. 1) MADALENA
  • 10. Ela representa a comunidade que acredita que a morte triunfou e vai procurar Jesus morto no sepulcro: é uma comunidade perdida, desorientada, insegura, que ainda não assimilou a morte de Jesus. No sepulcro vazio, descobre: a morte não venceu e Jesus continua vivo.
  • 11. 2) PEDRO representa, nos Evangelhos, "o Discípulo obstinado" para quem a morte significa fracasso e se recusa a aceitar que a vida nova passa pela humilhação da Cruz. 3) JOÃO representa "o Discípulo ideal": que está em sintonia total com Jesus, que corre ao seu encontro de forma mais decidida, que compreende sinais: "Entrou, viu e creu". Ele é o modelo do Homem Novo, do homem recriado por Jesus.
  • 12. * Os dois discípulos correm ao túmulo de Jesus... Nota-se o impacto produzido nos discípulos pela morte de Jesus e as diferentes disposições existentes entre os membros da comunidade cristã.
  • 13. + A Páscoa é uma PASSAGEM da Morte para a Vida. E quantos "Sinais de Morte" nós vemos ainda hoje no mundo: - Abortos, drogas, bebidas, tentativas de suicídios... - Violência... Fome... doença... analfabetismo... desemprego.. - Quantos galhos secos, sem folhas e sem frutos: - secos espiritualmente: em pecado... separados de Cristo... - secos comunitariamente: acomodados, não atuantes...
  • 14. + Deus quer a Vitória da Vida... A Ressurreição renova a fé em Cristo vencedor da morte. A vida recebe na ressurreição de Jesus a semente da eternidade. Ser Cristão é ser protagonista da Ressurreição nos pequenos gestos de cada dia.
  • 15. + Cada missa, um reviver da Páscoa... motivando-nos para abandonar os caminhos de morte e "escolher" os caminhos da vida... Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS - 09.04.2023 Todo aquele que defende a vida e ama os irmãos trabalha para a construção de um mundo melhor...
  • 16. MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Aleluia de Haendel CD: Os sinos cantam Antônio Duran e Antônio C Neves Pinto Paulinas COMEP http://www.buscandonovasaguas.com