O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Ano XVII - N. 64
2º Trimestre - 2009                                                                                      ...
Editorial




EDUCAÇÃO REflExivA nO SÉCUlO 21
O       Centro de Filosofia Edu-
        cação para o Pensar e
a Editora Sop...
Foto: Arquivo do S.E.R.
               Entrevista




              Outro enfoque no ensinar e
              aprender - CO...
Projeto Diálogos Filosófico-Pedagógicos


                                                                                ...
Projeto Diálogos Filosófico-Pedagógicos




                                    formação Continuada – 2009
               ...
Filosofia na Rede Pública




                    nOvOS livROS – nOvAS ED
                                      Cont ri bu...
DiÇÕES – nOvAS COlEÇÕES
a Ed u c a ç ão Ref l ex i va
    Coleção Novo Espaço Filosófico Criativo                  (7ª edi...
Realizações




                                                      Didáticos Reflexivos do S.E.R.

                    ...
Realizações




               A filosofia é realidade.
                   Ensino Fundamental                             ...
Realizações




                            filOSOfiA nO EnSinO fUnDAMEnTAl

         xi Encontro
   Regional filosófico
 ...
Corujinha 64
Corujinha 64
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Corujinha 64

2.022 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Entre para ver os comentários

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Corujinha 64

  1. 1. Ano XVII - N. 64 2º Trimestre - 2009 Impresso Florianópolis/SC Especial 9912212433/2008-DR/SC Editora Sophos Ltda CORREIOS Entrevista Jornal de Idéias da Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens Outro enfoque EDUCAÇÃO REflExivA nO SÉCUlO 21 no ensinar e aprender Profª Drª Gigi Anne – Coordenadora Pedagógica do S.E.R. Página 3 S erá que nossos alunos e filhos são realmente autores de suas idéias? E ste século do conhecimento nos questiona: Como ensi- nar? O que aprender? Conhecer ou Ser? Filosofia Viva R esposta é S.E.R. – Sistema de Ensino Reflexivo em es- colas focadas no Ser. Projeto Autor na Escola desencadeia lançamentos de 21 livros pelo país. Páginas 4, 5, 6 e 7 Realizações Realizações e reflexões filosóficas nas escolas Páginas 9, 10 e 11 Educadores, Escolas e Pais querem ALUNOS: P articipativos, reflexivos, pesquisadores, que saibam pensar, fazer pesquisas, sínteses, ela- COMO? • Transformando a sala de aula em uma Comunida- Editora Sophos borações teóricas, que sejam organizados e dis- de de Aprendizagem Investigativa; ciplinados para aprender, independentes, autô- • Buscando muito mais o SER do que o ter; nomos e equilibrados emocionalmente, que façam • Tendo em mãos materiais didáticos e filosóficos para o momento atual. Portanto: articulação entre a teoria e a prática, que se co- muniquem, que sejam... S.E.R. é a Resposta. Conhecer e Ser Página 12 w w w.por taldafilosofia.com.br
  2. 2. Editorial EDUCAÇÃO REflExivA nO SÉCUlO 21 O Centro de Filosofia Edu- cação para o Pensar e a Editora Sophos compõem o e jovens”, oportunizar que o fi- losofar, o ensinar e o aprender sejam vivos e cheios de vida. do vitalidade, foco na ação e presentes. Estamos, com este informativo, inaugurando um um amigo para ganhar outro livro,” comemorando aniversário. Relevante a cria- nosso Sistema de Ensino Reflexivo Que a reflexão seja constante novo tempo de ações junto aos ção da Comunidade do SER e (S.E.R.). Há 20 anos realizamos em todos os momentos na vida professores, alunos, colégios e da Comunidade Escola de Pais um trabalho de ensino, pesqui- das pessoas envolvidas no pro- pais. Primeiramente, a conti- do SER (com centenas de parti- sa, produção e assessoria jun- cesso de ensino-aprendizagem. nuidade do Projeto “Autor da cipantes), no Orkut. Interação, to aos colégios e professores de Ao completarmos 20 anos Escola”, que a partir da metade socialização de reflexões, mate- todo o país. (no dia 18/07) vemos a con- de agosto deste ano acontecerá riais, conhecimentos... Vamos, Nossa preocupação maior cretização de muitas reflexões, em diversas escolas do país. nos próximos meses, criar a nesses anos de trabalho com ações, projetos e partilhas. Começamos por Brasília. Se- Comunidade Professores de os professores e alunos foi a de Nossa história está repleta de rão eventos com professores, Ed. Infantil. Participe em www. possibilitar condições materiais ações em prol de uma educa- alunos e comunidade escolar portalser.net dessas iniciati- para que a reflexão filosófica ção reflexiva. A experiência da para o lançamento de 21 livros vas todas e usufrua dos nossos aconteça, tenha continuidade e existência nos dá maturidade novos e reformulados. Veja a livros e coleções. ajude na vida das pessoas. e perspectivas para olhar mais cobertura completa nas pági- Buscamos, através do Pro- longe, e projetar novos horizon- nas a seguir. Boa leitura, grama Filosófico-Pedagógico tes e ações propositivas. Também significativas são boas reflexões, acompanhe e “Educar para o Pensar: Filoso- Nada melhor do que co- as ações que realizamos, como participe conosco. Prof. Dr. Silvio Wonsovicz fia com crianças, adolescentes memorar 20 anos oferecen- a “Ganhe um livro – indique Presidente do S.E.R. Opinião do leitor Expediente Espaço para os registros e as participações de amigos por contato a partir de sites e e-mail Há oito anos trabalho com A contribuição da Filosofia na que conheci a Editora Sophos e O Corujinha é um Jornal de Idéias os livros da Sophos, participo formação crítica e criativa na o S.E.R. Bom saber que muitos do Programa filosófico-pedagógico do Núcleo de Brasília e desen- criança do 5º. ano do Ensino se preocupam com a nossa edu- volvo um ótimo trabalho com o Fundamental. Gostaria que vo- cação tornando-a reflexiva. Toda “Educar para o Pensar: Filosofia com Programa do Centro. Percebo cês me enviassem alguns mate- a equipe está de parabéns. Crianças, Adolescentes e Jovens”. que os alunos do Colégio em riais a respeito do tema porque Todas as matérias, idéias e opiniões Carine Beatriz Peres Lopes que trabalho adoram as aulas está difícil de encontrá-lo aqui aqui expressas são de responsabili- de Filosofia. Isso porque com Maringá/PR Numa realidade como a que em minha cidade. dade das pessoas que contribuíram esse Programa podemos criar estamos vivendo, em que a maio- • • • • • • • • • • • para este informativo. Querendo re- aulas mais dinâmicas e interes- Lilian Martines Silva Vieira ria das pessoas está insatisfeita Estou aprendendo muito com com tanta injustiça social, ter produzir partes, favor citar a fonte. santes, bem lúdicas e anima- Pimenta Bueno/RO vocês! Confesso que fiquei encan- das, e é isso que a garotada de o Portal da Filosofia, o S.E.R., • • • • • • • • • • • tada com os projetos e a realidade hoje quer. Por isso, estou muito como um ponto de apoio para a Sou formado em filosofia des- mostrada pelo Jornal Corujinha. feliz com meu trabalho e agra- reflexão da nossa prática, é um de 1983 e, cada vez mais, eu vi- Caso morasse mais perto visitaria deço ao Centro por me dar essa VERDADEIRO PRESENTE. bro com o carinho e apreço com vocês para experimentar as práti- oportunidade de desenvolver e cas pedagógicas e filosóficas que que as pessoas tratam os filóso- Luciene Rufino divulgar o trabalho de Filosofia vocês realizam. Parabéns! Sou pe- fos e a Filosofia em si: como um Lençóis/BA com crianças. dagoga e desejo aprender mais e caminho capaz de tirar o nosso mais com vocês. Valeu pelo apoio • • • • • • • • • • • Endereço do S.E.R. Profª. Gilselia Gomes Moura Brasil da escuridão cultural e educacional do momento. constante, e um abraço a todos os Sou Pedagoga e trabalho a para corespondência: Brasília/DF amigos da sabedoria. disciplina de Filosofia e Sociolo- Rua Cristovão Nunes Pires, 161 CEP 88.010-120 • • • • • • • • • • • Francisco Assis Barroso gia nas séries finais do Ensino Rivanir Alves Rios Centro - Florianópolis/SC Gostei muito do trabalho Fortaleza/CE Fundamental, e em Sociologia, Feira de Santana e Pé de Serra/BA (48) 3025-2909 / 3222-8826 de vocês, em breve serei peda- no Ensino Médio de uma escola secretaria@portalser.net goga e pretendo, quando estiver • • • • • • • • • • • privada. Os textos que recebo, • • • • • • • • • • • www.portaldafiosofia.com.br em sala de aula, ensinar meus Sou aluna do terceiro ano Eu quero parabenizá-los via informativo O Dia D... re- alunos a serem críticos e pen- de Filosofia da Universidade Es- flexões filosóficas, me ajudam pela divulgação dos trabalhos santes. O trabalho de filosofia é tadual de Maringá, confesso que demais a trabalhar questões realizados nas escolas públicas de grande importância na gra- estou surpresa com todos os pro- sociais em minha aulas, e en- de grande parte do país. Isso Projeto gráfico e diagramação: de curricular de nossas escolas jetos e materiais para atuação riquecem muito o vocabulário fortalece a importância do en- Studio S • Diagramação e Arte Visual públicas. Infelizmente ainda dessa nova habilitação. São pou- (48) 3025-3070 sino de Filosofia também nas dos alunos. Vocês estão sempre não temos em todas as escolas cos os materiais dessa qualidade, escolas privadas. de parabéns. do ensino fundamental o ensi- estou em meu primeiro semestre Revisão: no de Filosofia. Estou fazendo de Estágio Supervisionado e foi Miro Souza de Almeida Nilza Michelle Gehring de Oliveira Tony R. M. Rodrigues minha monografia com o tema: através da minha supervisora Brasília/DF Nova Londrina/PR 2 w w w.por talser.net
  3. 3. Foto: Arquivo do S.E.R. Entrevista Outro enfoque no ensinar e aprender - COnHECER E SER A Profª. Drª. Gígi Anne Horbatiuk dores das diferentes áreas de pes- de uma visão interdisciplinar do Sedor é a coordenadora pedagógi- quisa científica, mas de maneira saber. Trata-se da reflexão crítica ca do Sistema de Ensino Reflexi- crítica, refletida, relacionada ao vi- como instrumento de construção vo e supervisora editorial das cole- ver, possibilitando a aplicação cria- do conhecimento e ampliação da ções de livros Didático-Reflexivos tiva desse saber na resolução de visão de mundo. do S.E.R., livros que foram escri- novos problemas ou questões ur- É parte central da proposta de tos por equipes de professores que gentes que se apresentem. Conhe- ensino a insistência nas ativi- estão em sala de aula, sob a orien- cimento e ação, o pensar e o agir dades investigativas, de pesqui- tação da Drª. Gígi, e que lançamos interligados, tornando o pensar em sa, discussão e construção con- no 2º semestre deste ano, em co- uma ação concreta no âmbito da juntas, desenvolvidas em grupos memoração aos 20 anos do Centro vida particular e social. de estudantes, nas Comunida- de Filosofia e da Editora Sophos. Corujinha: E quem são os autores des de Aprendizagem Investigati- Inauguramos assim um novo mo- dos livros didático-filosóficos que o va. Trabalhando em suas tarefas mento na história da Educação SER apresenta às escolas em 2009 nos grupos os estudantes intera- Reflexiva e do Ensino de Filosofia (Alfabetização - 1º ano e do 6º ano – gem entre si, dialogam criticamen- Profª. Drª. Gígi Anne Horbatiuk Sedor nas escolas, principalmente na- história, geografia, ciências, portu- te, discutem as questões em pauta Coordenadora pedagógica do Sistema de Ensino Reflexivo e supervisora quelas que têm uma preocupação guês e matemática), os quais terão e testam hipóteses de solução, de- editorial das coleções de livros Didático-Reflexivos do S.E.R.. com o SER. senvolvendo suas capacidades de continuidade nos próximos anos? Corujinha: O que levou o CENFEP expressão, atenção, partilha, co- Profª. Gígi: É necessário que o pro- Emancipados porque saídos de Profª. Gígi: São professores-auto- operação, corresponsabilidade e fessor pense sobre o que faz duran- um estágio de minoridade, de de- ao desenvolvimento dos livros didá- res que pensam sobre o fazer peda- senso democrático. te o processo de ensino-aprendiza- pendência em relação aos outros, tico-reflexivos e, junto com a Edito- gógico, sobre as ações pedagógicas gem, que avalie, que reestruture, de submissão às idéias e valores ra, à criação do S.E.R.? Para uma compreensão mais apro- e o conhecimento que as guia, pro- que reveja o recorte dos temas, a dominantes, porque capazes de Profª. Gígi: Há vinte anos o Centro curando perceber mais claramente fundada desses passos metodológi- proposição de tarefas, os moldes de escolher conscientemente que de Filosofia Educação para o Pen- suas implicações, suas conseqüên- cos convido os leitores a conhece- avaliação, a divisão do tempo, que tipo de ser humano desejamos sar faz um trabalho voltado para a cias, seu alcance. Querem levar rem os livros, a experimentá-los. tenha flexibilidade no agir e com- vir a ser, que crenças e valores de- inserção da disciplina de Filosofia os estudantes a distinguir alterna- Corujinha: Mudanças no material petência para criar opções de tra- sejamos adotar. Autônomos por- nas escolas, defendendo a impor- tivas teóricas e práticas e a criar didático são suficientes para pro- balho. E, para além disso, é im- que detentores do poder de pen- tância do pensar filosófico-reflexivo novas proposições, a imaginar ca- mover mudanças no processo de portante que todos aqueles que sar por nós mesmos, de propor no processo de ensino-aprendiza- minhos novos, seja desenvolvendo ensino-aprendizagem? participam da comunidade escolar e justificar nossas idéias, de agir gem, na formação de cidadãos au- novas tecnologias, seja buscando tônomos e eticamente comprometi- práticas sustentáveis para uma so- dos com o ideal de uma sociedade ciedade livre, igualitária, fraterna e mais justa e igualitária. em harmonia com a natureza. Ao longo desse trabalho com profes- Em outras palavras, a abordagem sores, estudantes e pais, nas expe- riências vividas nas salas de aula, dos conteúdos e atividades propos- tas pelos professores-autores (que Em outras palavras, a abordagem dos conteúdos e atividades propostas pelos professores- nas conversas com as comunida- estão em sala de aula) guia-se por des escolares e em discussões, nas uma pedagogia da autonomia, ob- universidades, com especialistas jetiva que o estudante torne-se um em educação, percebemos que se- ria enriquecedor ampliar o espaço sujeito autônomo, capaz de auto- gestão, de pensar por si mesmo, autores (que estão em sala de aula) guia-se por do pensar reflexivo, tradicional- diminuindo o domínio das ideolo- mente restrito às aulas de filosofia, levando-o a todas as disciplinas. gias, das ideias alheias sobre si. Quando o homem pode pensar li- uma pedagogia da autonomia, objetiva que o Foi uma proposta que surgiu como vremente, de modo crítico, inves- fruto da reflexão sobre as práticas escolares, e fecundada pelas visões tigativo e criativo, emocionalmen- te equilibrado, ele pode avançar estudante torne-se um sujeito autônomo, capaz de de educação de Kant, Adorno, Ha- bermas, Dewey, Lipman, Schön, Zeichner, Alarcão, Freire, Saviani em seu projeto de SER, de desen- volver suas qualidades essenciais, aquelas que o fazem indivíduo úni- autogestão, de pensar por si mesmo, diminuindo o e Wonsovicz. Passamos a desenvol- ver esta possibilidade de aborda- co e valoroso, aquelas que não per- tencem à esfera do ter, das apa- domínio das ideologias, das idéias alheias sobre si. gem reunindo educadores críticos rências, do adereço exterior que o com vasta experiência (atuando em dinheiro pode comprar. Neste sen- sala de aula) em suas disciplinas tido, há um projeto de ser huma- e interessados em construir outra no que guia a proposta do nosso via para o ensino. material didático e que está claro Profª. Gígi: O material é muito im- possam pensar sobre as ações já com competência, de fazer o mun- em todos os materiais da editora portante, mas para que o ensino implementadas, sobre os resulta- do ser diferente através de nossa Corujinha: Em que as coleções dos Sophos. Estamos comprometidos seja reflexivo é preciso que os pro- dos alcançados. Baseados na ava- ação no mundo. livros didático-reflexivos do S.E.R. com dois aspectos da educação, a fessores, os estudantes e os pais, liação de todos os participantes, diferem das outras que estão no E é bom lembrarmos de que hu- informação e a formação, com o co- toda a comunidade escolar seja re- em diversas formas de feedback re- mercado? nhecer e com o ser. flexiva, que pense antes de agir, colhidas no processo, nos proble- manos emancipados não excluem Profª. Gígi: A equipe de autores durante a ação e após a ação, en- mas que surgiram e soluções pos- o outro, os outros seres humanos, Corujinha: Como é a proposta di- se propôs a elaborar livros didáti- tretecendo teoria e experiência. síveis já postas em ação ou não, pelo contrário, os indivíduos cons- dático-metodológica dos livros? cos que levem os estudantes a uma planejando novas ações em direção troem sua identidade peculiar re- É preciso que a comunidade esco- postura mais ativa na aprendiza- Profª. Gígi: Todas as coleções pau- a um ensino de mais qualidade. lacionando-se com os outros, no lar planeje suas ações para a prá- gem, fazendo-os construtores de taram-se pelo mesmo método di- exercício de abertura para com tica educativa, pense sobre quais Crianças e adolescentes tornar- seu conhecimento, tirando-os do dático, esse método aparece tra- aqueles que são diferentes dele, no são seus objetivos, que métodos ou se-ão reflexivos, críticos, ativos, papel de receptores passivos do duzido nos passos de abordagem caminhos serão os escolhidos, so- contato com o múltiplo e diverso saber acumulado que a pedagogia dos conteúdos em cada capítulo investigativos, criativos e emocio- bre a adequação dessa escolha ao é que se descobrem, se escolhem, tradicional lhes reservava. Como dos livros: motivando a pensar, re- nalmente ricos e equilibrados se contexto da escola e da comunida- delineando-se como seres únicos. isto se coloca na prática? Os con- gistrando e ampliando horizontes, os adultos com os quais convivem de em seu entorno, sobre os valo- Essa relação de partilha do proces- teúdos foram abordados de modo aprofundando o pensar, conectan- cultivarem essas características res que serão reafirmados através so de construção da própria identi- a correlacionar o conhecimento te- do-me com o mundo, situando-me, em suas vidas e, concomitante- de suas práticas. dade e de mútua interdependência órico com a experiência concreta, finalizando sem finalizar e colocan- mente, oferecerem a eles ocasiões prática, dos estudantes. O conhe- do a mão na massa; com alguns tó- Corujinha: O que o professor deve em que possam desenvolver es- implica uma relação de responsa- cimento alcançado por cada um picos específicos em cada discipli- fazer ao utilizar esses livros didáti- sas qualidades. Esse é um cami- bilidade social, de preocupação deverá ser tecido com base nos sa- na. Aliada a esses passos há uma cos com os alunos para que eles se nho para sermos seres humanos com o outro, de ação socialmente beres produzidos pelos investiga- constante estimulação à percepção tornem reflexivos? emancipados, autônomos. comprometida. w w w.por taldafilosofia.com.br 3
  4. 4. Projeto Diálogos Filosófico-Pedagógicos 2 0 AnOS Sonhos, Emoções e Realizações... “Sonhar um sonho sozinho é devaneio, sonhar com os outros é o começo da realização.” E xistem formas de ver uma existência. Pode ser com olhos que raramente brilham O presente aos que sonham conosco: ou com olhos que enxergam o futuro, olhando o futuro com É a importante concretização de novas coleções e livros aos educadores que acreditam em uma Educação Re- flexiva, com o lançamento, durante o 2º semestre de 2009, • Didáticos-Reflexivos do S.E.R. (1ª edição): Coleção História Reflexiva visão guiada por um sonho. - Dialogando com a História - 6º ano. nas escolas de diversos lugares do Brasil, das seguintes Coleção Linguagem: a arte da reflexão Mas, os sonhos não são Coleções: - Linguagem: Conexão com o mundo - 6º ano. compreendidos facilmente, há Coleção Ser matemático muito trabalho a fazer antes - Despertando com a Matemática - 6º ano. disso. O tempo e os esforços Coleção Aprendendo Ciências são valiosos para que o impos- - O planeta Terra - 6º ano. Coleção Investigação e Reflexão sível aconteça. - Geografia: nosso espaço geográfico - 6º ano. Os sonhos têm força na Coleção Ensinar e Aprender para além da caverna quantidade, pois, quando um - Ensinar e Aprender para além da caverna – Alfabetização. objetivo é compartilhado, o que era antes impossível realiza-se graças aos que se importaram. Aos que conseguiram ver na re- alidade que o sonho era apenas o começo, pois, como em uma mágica, de um sonho partem vários outros, e o caminhar inseguro muitas vezes se torna em um caminho certo. • Coleção Novo Espaço Filosófico Criativo (7ª edição): 1º ano – Vamos Filosofar? 2º ano – Aprender a filosofar com os colegas; 3º ano – Discutir e construir um filosofar vivo; 4º ano – Entender as ideias e filosofar; 5º ano – Tecer as ideias com os outros: filosofando. • Coleção Filosofia - o Início de uma Mudança (7ª edição): 1º ano – O Meu quintal; 2º ano – Minha história no quintal; Com o crescimento do ca- 3º ano – A pequena grande Marília; minho vêm os obstáculos, e 4º ano – Uma ideia puxa outra; com os obstáculos vêm insegu- 5º ano – Os 422 soldadinhos de chumbo. ranças, mas o sonho que me- rece ser sonhado descobre seu • Coleção Filosofia Fundamental (11ª edição): caminho, pois existem outros 1º ano – O Menino e a caburé - Sou o Bocão; caminhando e sonhando. 2º ano – O Menino e a caburé - CLIC; E o sonho continua cres- 3º ano – O Menino e a caburé - Animal de Estimação; cendo, as emoções também e, 4º ano – Irmãos de Sangue - Ritos de passagem; com as realizações, atinge di- 5º ano – Irmãos de Sangue - Amigos para sempre. mensões nunca antes vistas, e isso ocorre pela coragem dos sonhadores, do sonho e dos São livros das Coleções tização (1º ano) e para as dis- Esses são os presentes que alunos a se emanciparem em que somam sonhando. filosófico-pedagógicas de 1º ciplinas de 6º ano. a Editora Sophos e o Centro de suas idéias e ações. Completar 20 anos é sentir Para os próximos anos se- Filosofia, que compõem o Siste- Vale à pena conhecer mais e ao 5º ano, novas edições, am- que a realização do sonho está rão apresentadas novas edições ma de Ensino Reflexivo S.E.R., melhor nosso Programa e nossos pliadas e totalmente reformu- em processo. Olhar para trás das Coleções de Filosofia do 6º na data em que completam 20 materiais didático-filosóficos. ladas. Também os livros das ao 9º ano do Ensino Médio e de anos, oferecem aos educadores (história vivida e construída) Coleções Didáticas do S.E.R., Educação Infantil, e livros di- e às escolas que desejam uma e ver os pontos que nos ligam em 2010, livros para a Alfabe- dáticos do 2º ano e 7º ano. Escola Reflexiva que leve seus para o futuro. Estamos cons- truindo novos sonhos. www.portalser.net - www.portaldafilosofia.com.br - www.editorasophos.com.br 4 w w w.por talser.net
  5. 5. Projeto Diálogos Filosófico-Pedagógicos formação Continuada – 2009 A formação contínua é saí- da possível para a me- lhoria da qualidade do ensino, Sistema de Ensino Reflexivo (S.E.R.) defende que a for- mação permanente é conquista permear a prática, docente e da vida, a formação continua- da será exigência fundamental energizados, atuantes no seu espaço histórico, crescendo no saber e na responsabilidade. dentro do contexto educacio- da maturidade, da consciên- para que o educador e edu- nal contemporâneo. Assim, o cia do Ser. Quando a reflexão cando se mantenham vivos, Projeto Autor na Escola COlEÇÃO filOSOfiA fUnDAMEnTAl U ma das características dos livros didáticos pro- O primeiro livro duzidos pela Editora Sophos e pelo Centro de Filosofia Edu- cação para o Pensar, além da ninguém Esquece F qualidade, é o fato dos autores oi em 1998, ano histórico serem professores de sala de para o Centro de Filosofia, aula. Também por eles cons- mês de julho, na Assembléia Le- tituírem o Sistema de Ensino gislativa em Florianópolis (SC), Reflexivo que deseja que toda quando houve o lançamento da a escola leve os alunos a pen- Coleção Filosofia Fundamental. sarem por si mesmos, a terem Foram lançadas oficialmente direção e pais) para apresentar os alunos, professores e pais atitudes e ações condizentes as Novelas filosóficas: os livros ao, e no espaço do li- sobre a importância de uma com suas reflexões. vro – a escola –, conversar com Educação Reflexiva. Em toda a história do Cen- tro de Filosofia e da Editora O Menino e a caboré 1ª e 2ª séries (aluno e professor) Sophos, os autores dos livros AGOSTO Irmãos de Sangue 3ª e 4ª séries (aluno e professor) didáticos e do Programa filosó- O internauta 5ª e 6ª séries (aluno e professor) Semana de 17 a 21 fico-pedagógico sempre estive- Um cidadão de alto nível 7ª e 8ª séries (aluno e professor) • Brasília - Distrito Federal. ram muito próximos, inseridos nas escolas. Isso garante ao Semana de 24 a 28 Durante esses anos foram 10 edições lançadas e cen- trabalho didático uma práxis • Joinville - Santa Catarina; tenas de milhares de livros colocadas nas mãos de muitos educacional (teoria e prática) • Curitiba - Paraná; alunos e educadores pelo Brasil. Com certeza muitos se muito acentuada, que o di- • Região Norte do Paraná; lembram da leitura das novelas filosóficas, das discussões ferencia daquilo que há pelo em sala de aula, dos momentos de investigação, dos tra- mercado. SETEMBRO balhos em grupo, das ações concretas em suas escolas e Há alguns anos o Centro Semana de 31/8 a 4 comunidades. de Filosofia instituiu o Projeto • Fortaleza - Ceará; A partir do fio condutor no Programa Educar para o Autor na Escola com o objetivo • Campo Grande - Mato Grosso do Sul. Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens, o de aproximar autores, alunos Semana de 8 a 11 S.E.R. (Centro e Editora), atualizando e melhorando a cole- e professores. Esse projeto • São Paulo - São Paulo. ção, lança novos livros do 1º ao 5º ano. São eles: teve vários desdobramentos e sempre se mostrou importante Semana de 14 a 18 e válido. • São Paulo - São Paulo. Coleção Filosofia Fundamental (11ª edição): Quando o Centro e a Edi- 1º ano – O Menino e a caburé - Sou o Bocão; Semana de 21 a 25 tora completam 20 anos e 2º ano – O Menino e a caburé - CLIC; • São Paulo - São Paulo; colocam à disposição da co- 3º ano – O Menino e a caburé - Animal de Estimação; • Chapecó - Santa Catarina. munidade escolar os 21 novos 4º ano – Irmãos de Sangue - Ritos de passagem; livros, revela-se importante e 5º ano – Irmãos de Sangue - Amigos para sempre. OUTUBRO abrangente o Projeto Autor na escola. Semana de 28/9 a 3/10 Durante o 2º semestre de • São Luís - Maranhão; 2009, em escolas de diversos • Rio de Janeiro - Capital; estados, acontecerão os lança- • Rio de Janeiro - Sul do Estado. mentos dos livros, com a par- ticipação dos autores. O ob- jetivo é reunir a Comunidade (Outubro/Novembro e Dezembro – Agenda sendo montada) Escolar (alunos, professores, w w w.por taldafilosofia.com.br 5
  6. 6. Filosofia na Rede Pública nOvOS livROS – nOvAS ED Cont ri bu i ções p ara a O Centro de Filosofia Educação para o Pensar e a Editora Sophos, que formam o Sistema de Ensino Reflexivo 1º O domínio do saber acumulado, no que se refere ao conteúdo escolar e às formas de ensiná-lo; meio para o desenvolvimento pleno do aluno e para seu próprio desenvolvi- mento como ser humano. S.E.R., têm o orgulho de contribuir e 2º O domínio da concepção dialética, Junto aos eixos está a experiência apresentar livros e coleções para que como meio de desenvolver uma ação e (teórica e prática) acumulada em 20 a escola do século XXI leve alunos e uma reflexão autônomas e críticas; anos de ações e reflexões nas escolas professores à conquista da autonomia 3º A formação de uma postura éti- de todo o país. Por isso, apresentamos e emancipação. ca e política guiadas por sentimentos aos alunos, professores e pais: Todas as Coleções estão centradas e valores que possibilitem ao professor em três eixos básicos: utilizar esse saber acumulado como Didáticos Reflexivos do S.E.R. (1ª edição): Coleções de livros didáticos com viés filosófico e investigativo dos conteúdos escolares. Elaboradas por professores-autores que estão em sala de aula, atentos à postura crítica, criativa e criteriosa que os alunos devem adquirir diante do conhecimento. Levam os alunos ao conhecimento e à ação com vista a uma práxis emancipatória. • Coleção História Reflexiva - Dialogando com a História - 6º ano; • Coleção Linguagem: a arte da reflexão - Linguagem: Conexão com o mundo - 6º ano; • Coleção Ser matemático - Despertando com a Matemática - 6º ano; • Coleção Aprendendo Ciências - O planeta Terra - 6º ano; • Coleção Investigação e Reflexão - Geografia: nosso espaço geográfico - 6º ano; • Coleção Ensinar e Aprender para além da caverna - Ensinar e Aprender para além da caverna - 1º ano (Alfabetização). Em 2010, lançamentos para o 2º e 7º anos do Ensino Fundamental. 6 w w w.por talser.net
  7. 7. DiÇÕES – nOvAS COlEÇÕES a Ed u c a ç ão Ref l ex i va Coleção Novo Espaço Filosófico Criativo (7ª edição): Coleção didática-filosófica organizada para os alunos ampliarem e registrarem suas reflexões, investiga- ções e descobertas, tanto na Comunidade de Apren- dizagem Investigativa como em suas vidas. Os livros apresentam conteúdos interdisciplinares quanto às abordagens dos assuntos filosóficos propostos. • 1º ano – Vamos Filosofar? • 2º ano – Aprender a filosofar com os colegas; • 3º ano – Discutir e construir um filosofar vivo; • 4º ano – Entender as ideias e filosofar; • 5º ano – Tecer as ideias com os outros: filosofando. Coleção Filosofia: o Início de uma Mudança (7ª edição): Coleção elaborada a partir do fio condutor do Pro- grama Educar para o Pensar Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens (da Educação Infantil ao En- sino Médio). Dentro de uma metodologia e avaliação específicas e com estrutura interdisciplinar. Livros que levam alunos e professores, a partir da Educa- ção Infantil, a ampliar e a aprofundar conceitos filo- sóficos e os grandes conteúdos da Filosofia (Teoria do Conhecimento, Lógica, Ética, Política e Estética). • 1º ano – O Meu quintal; • 2º ano – Minha história no quintal; • 3º ano – A pequena grande Marília; • 4º ano – Uma ideia puxa outra; • 5º ano – Os 422 soldadinhos de chumbo. w w w.por taldafilosofia.com.br 7
  8. 8. Realizações Didáticos Reflexivos do S.E.R. livro utilizado e aprovado em escola E.E.B. Dep. Altir Weber de Mello, de Curitibanos (SC) sobre o meio ambiente um con- do bairro da escola, para isso junto de reflexões e ações, des- toda a escola visitou o inte- pertando desde cedo as crianças rior do bairro, para conhecer à consciência ecológica através quem são os alunos, como vi- A utoras do livro “Ensinar e da compreensão significativa. vem, quais são seus sonhos, Aprender para além da Ca- O referido capítulo revela a suas prioridades para melho- verna – 1º ano” se emocionam importância de se iniciar o quan- rar a qualidade de vida. com a utilização em escola públi- to antes a relação das crianças Assim, após conhecer ca, por todos os segmentos (pais, com as questões ambientais e a onde vivem as crianças, ado- funcionários, professores e alu- necessidade de se estudar, com- lescentes e jovens, elaborou- nos). Envolveu a discussão sobre preender e desencadear junto a se o projeto “Educação e Pre- a preservação do meio ambiente. elas ações transformadoras e venção: Qualidade de Vida”, Conforme Neuza T. P. Va- ativas nos ambientes de vida a os alunos quanto para os pro- Era do Gelo II”, permitindo para abordar as questões que lentim, coautora do livro, “nes- que pertencem. fessores. Ganhou o professor, trabalhar o assunto Educação envolvem qualidade de vida, se momento nossa alegria se A partir dessas premissas, que se sentiu mais realizado Ambiental de modo lúdico, sugeridas pelo filme, e, no agiganta para dizer que vale a a questão foi introduzida com a com o envolvimento dos alu- criativo e prazeroso, aguçando decorrer do projeto, realizar pena os mutirões, o cansaço elaboração de um projeto inter- nos e com os resultados ob- a imaginação e criatividade. campanhas educativas (so- intelectual, o tempo de espera disciplinar, com o tema: “Edu- tidos; ganhou o aluno, que Fica fácil passar das questões bre desperdício de água, de para que cada fase fique pron- cação e Prevenção: Qualidade de Vida” [Março e abril/09]. aprendeu mais do que apren- abordadas para a reflexão e luz, sobre higiene, reciclagem ta. A leitura e ação do corpo Alguns conceitos trabalhados: deria na situação de simples transformação. envolvendo toda a comunida- docente dessa escola nos moti- vam a mais desafios”. Meio ambiente; Qualidade de receptor de informações. Ga- O capítulo aborda, além de...). Em sala de aula foram vida; Ética; Cidadania. Ações nharam as autoras, por verem da questão ambiental, assun- realizadas todas as atividades A utilização do Capítulo que foram utilizadas: pesqui- o livro ser avaliado positiva- tos como: o trabalho em equi- propostas pelo capítulo no li- XI - Vamos Preservar sas, debates, registros, pales- mente na escola. pe, valores (amizade, lealdade, vro Ensinar e Aprender além As professoras das séries tras, visitas, campanhas edu- companheirismo) e os diferen- da caverna. iniciais da E.E.B. Dep. Altir cativas, entrevistas e oficinas. Vamos Preservar: tes tipos de famílias. O ponto Webber de Mello, em Curitiba- O trabalho com o projeto e O capítulo sugere como de partida após a análise do Alessandra Severino nos (SC), consideram o capítulo o livro foi positivo tanto para ponto de partida o filme “A filme foi fazer um diagnóstico Diretora Educação infantil e filosofia “Começar bem é metade do caminho...” O filtro dos papel crepom. Desenrolaram e, depois, um a um foram enro- lar o seu pedaço de papel num Sonhos bambolê. Cada criança parti- D ividir opiniões, arquitetar ideias, trocar informa- ções, refletir sobre o aconteci- ver atento aos comportamentos e souber valorizar a cultura de cada aluno, as atividades de Planeta Criança, do Rio de Janeiro (RJ) cipou um pouco da confecção do filtro dos sonhos, afinal nele constam os sonhos de todas as crianças da turma. Depois que do... Pensar conscientemente reflexão acontecem natural- A turma P5 da Educação In- o filtro dos sonhos estava pron- parece tarefa fácil, mas não é. mente. Professores na Educa- to, cada criança representou fantil estava trabalhando Estamos acostumados a agir ção Infantil precisam construir com o tema “água”, em que através de desenho o seu so- sem pensar, ou pensar sem dar uma postura pedagógica capaz se abordavam vários assuntos nho. Por último foram fixadas conta do que estamos fazendo. de desenvolver nos educandos res da Educação Infantil para como: água doce e salgada; as fotos e os desenhos no filtro, discussão, socialização, trocas, economia e desperdício; ciclo e houve uma discussão sobre Como seres humanos, temos habilidades para o pensar e o dicas, informações, intercâm- da água; filtro... a fala de uma criança: “É só todo o direito de agir dessa for- agir, tornando-os autônomos Fazendo a interdisciplina- ter paciência e esperar que o ma, mas como educadores na e com esperanças de construir bios... Desenvolvo meu trabalho ridade com a aula de Filosofia, sonho vai acontecer.” Educação Infantil temos que um mundo melhor. de filosofia utilizando o livro O os alunos trabalharam sobre Esse é o resultado final do sinalizar esse “bem pensar”, A implementação de uma MEU QUINTAL há três anos e nosso Filtro dos Sonhos!!! “o filtro dos sonhos”. A partir pois somos os referenciais e Educação para o Pensar nas acredito que ainda tenho mui- dessas perguntas começaram exemplos que serão seguidos práticas escolares, através da ta coisa para aprender com os a discutir e colocar o que pen- meus alunos e colegas educa- savam, depois veio a ação: mais tarde. formação dos professores, pode Acredito que o trabalho facilitar o atendimento das no- dores do Brasil. Irei coordenar • Você acredita em sonhos? filosófico na Educação Infan- vas transformações de época e esse grupo dentro do Programa • Você tem algum sonho? til aconteça de acordo com a o exercício da cidadania. do Centro de Filosofia Educação • Que sonho você gostaria de postura do professor investiga- Foi pensando nisso que para o Pensar. colocar no filtro dos sonhos? dor que acompanha a turma. construímos na Comunidade Após as colocações sobre As crianças são naturalmente SER (http://portalser.ning. Cíntia Borher Soares Profª. Isabella Amorim Pedagoga Especialista em o sonho e discussões, cada Coordenadora do Projeto: curiosas, e se o professor esti- com/) um grupo de professo- criança recebeu um pedaço de Educação Infantil no S.E.R. Marcia Senna 8 w w w.por talser.net
  9. 9. Realizações A filosofia é realidade. Ensino Fundamental Existem sonhos e sonhos. Colégio Provecto, de Fortaleza (CE) Centro Educacional Juscelino Kubitschek, de Brasilia (DF) P rofessores e familiares per- cebem que os filhos estão mais críticos e criativos. Po- Filosofar. Foi uma noite encan- tadora, crianças cantando e fi- losofando até o sono chegar. Maquiagem realça a alma A maquiagem realça a alma E a deixa mais calma, demos conferir essa afirmação O evento teve o apoio e par- O amor flui como uma nos textos, discussões e criati- ticipação dos professores de Fi- Brisa na tempestade. vidade de nossos alunos. losofia, dos Polivalentes, Coor- Mas a maquiagem Aconteceu com muito su- denação, Supervisão e Direção. Realça mesmo é o cesso o II Filosofando de Pi- Seguem duas poesias das Coração que traz O amor e a paixão. jama, com o tema: Cantar é canções: A maquiagem realça A paixão que queima Solidariedade O coração, o coração de Qualquer pessoa. A força da solidariedade não pode ser menor Do que a força da alma. A maquiagem realça A alma de toda mulher. A solidariedade é muito importante, Carolina de Fátima Ainda mais nesse período em que milhões de pessoas 5º ano Estão sem abrigo e sem nem mesmo um pedaço de pão. A força da solidariedade é a força do ser humano; É como se o ser humano fosse um super-homem e a maldade fosse A o terminar a aula sobre sonhos, promovida pela leitura do capítulo III do livro recionar a aula de forma a fazer os alunos refletirem sobre os A criptonita que nos faz enfraquecer, não a nossa força, mas o nosso coração. valores realmente importantes “Miro, o poeta”, paradidático- na vida deles. A solidariedade é a força da justiça e a força, não a do braço, mas sim a do nosso coração. filosófico do S.E.R., a professo- Durante as aulas seguintes Christian Daniel ra sentiu-se incomodada pelo os desenhos foram montados 5º ano resultado dos desenhos feitos num móbile, pendurados na pelos alunos para retratar um sala, e os alunos observaram o sonho dormindo ou acordado. que tinha em comum entre es- Todos os alunos desenharam ses desenhos. Logo perceberam Os filósofos convivem um sonho acordado, ou seja, que era o dinheiro. Foi então um desejo. E o mais impres- colocada a caixinha dos valores conosco. sionante é que desenharam o e, na Comunidade de Aprendi- sonho de ter muito dinheiro e/ zagem Investigativa, retomada ou carros caros. a discussão. A reflexão fluiu e Colégio Ser e Crescer, de Nilópolis (RJ) Hoje as crianças experi- houve direcionamento da dis- mentam um mundo consumis- trabalho do 2º bimestre, com felizes e compreenderiam cussão para situações dos dias ta e com valores distorcidos, em alunos do 6º ano que estão in- mais o mundo? que o dinheiro fala mais alto. A atuais, nos quais em quase vestigando a questão da Teoria • Com quantos anos você co- professora levou a questão para tudo predomina a mesma tôni- do Conhecimento. Os alunos meçou a filosofar? a coordenação, que incentivou ca: lucro, ganho e competição. foram convidados a fazer per- • Antes de se tornar um filóso- Para encerrar a discussão a a trabalhar novamente os valo- guntas com outras perguntas fo, o que você fazia? professora solicitou que os alu- res. Logo em seguida aconteceu F azer uma Filosofia viva e dentro da Maiêutica socrática: • Por que você se interessou o Café com Ideias no colégio, e a nos desenhassem num coração cheia de vida é perceber • Sócrates, por que você não em ser filósofo? realização da oficina com a Profª o maior tesouro da vida. Foi ex- que os filósofos convivem co- cobrava nada por seus ensi- • Por que você preferiu morrer, namentos? Silvia do NUFEP/DF. Ocorre- celente, pois retrataram a famí- nosco. Suas ideias, o modo de enquanto poderia ser salvo? • Por que você morreu pela fi- ram várias sugestões para redi- lia, os amigos e os estudos... ser, a maneira como encara- • Por que você queria jovens vam a vida e os seus proble- losofia? pensantes? • Você já amou muito uma coi- mas, a busca das soluções. • Sócrates, se você estivesse sa a ponto de entregar a sua É isso que alunos do Ensino vivo, você continuaria o traba- própria vida a ela? Fundamental estão realizando lho filosófico com os jovens? • Por que você se preocupou em suas pesquisas, discus- • Existe idade específica para mais com a Filosofia do que sões e descobertas dentro do dialogar? com a sua família? Programa filosófico-pedagógico • Sócrates, se a filosofia fosse • Você não acha que eu tinha Educar para o Pensar: Filosofia bem aplicada, poderíamos que ajudar o povo a pensar? com crianças, adolescentes e • Sócrates, de onde veio a frase ter gerações mais reflexivas? jovens, principalmente nas es- “conheça-te a ti mesmo”? A partir dessas e muitas colas que preparam alunos crí- • Por que você parava durante outras perguntas se investigou, ticos e criteriosos, preparados muito tempo e admirava as se discutiu e se chegou a algu- em uma escola reflexiva que coisas ao seu redor? mas conclusões. Uma delas é a busca a formação do Ser. • Você não acha que cada um de que os filósofos convivem co- O trabalho foi realizado deve fazer o que sente? E que nosco e hoje nós somos filósofos com base no livro “Um Sócrates se as pessoas parassem e ob- enquanto pensamos, investiga- Profª. Maria B. X. dos Santos Thorpe para os nossos dias”, em um servassem mais, seriam mais mos, discutimos e agimos. Coordenadora Andréa Labbate w w w.por taldafilosofia.com.br 9
  10. 10. Realizações filOSOfiA nO EnSinO fUnDAMEnTAl xi Encontro Regional filosófico Colégio Nobel, de Maringá (PR) N o dia 24 de maio foi realiza- do em Maringá, no Colégio Nobel, o XI Encontro Filosófico fessor Cezar colocou o motivo e o tema do Encontro numa conversa em que se deu enfo- com alunos das 7ªs séries, com que à importância de valorizar o tema “Ter ou Ser? E agora?”. o Ser nas relações humanas. O encontro teve o objetivo de Em seguida leu-se a mensagem reunir as escolas da região enviada pelo presidente do Sis- Gisleine, os alunos tiveram norte e noroeste do Paraná que tema de Ensino Reflexivo, Prof. Educar para o Pensar um momento livre e o almoço. trabalham com o Sistema Refle- Dr. Silvio Wonsovicz. Na parte da tarde realizaram- xivo de Ensino S.E.R. - Centro Na sequência, a Profª Gis- se atividades em grupo, com de Filosofia e Editora Sophos. leine Rodrigues abordou, com a construção de uma torre, A iniciativa foi da Direção base no tema do Encontro, a Escola Pinheiro, de Londrina (PR) percebendo a importância do do Colégio Nobel, que já havia questão do relacionamento em A relacionamento e do trabalho aula de Filosofia faz parte de um projeto que visa atrair realizado dez encontros em tempos virtuais. Deu enfoque à em cooperação. Logo em segui- os alunos para o campo da reflexão, considerando que anos anteriores, e do assessor facilidade da comunicação vir- da, o desafio foi dramatizar o as crianças e adolescentes possuem uma inclinação natural do S.E.R. para a região, Profes- tual entre as pessoas do mun- “mito da caverna” e a história para a curiosidade, indagação, discussão e reflexão. A aula de sor Carlos Alberto Alves. do atual, a qual se sobrepõe “os cegos e a pata do elefante”. Filosofia propõe questionamentos de conceitos e problemas Nesse encontro participa- – muitas vezes – ao relaciona- Por fim, os grupos participa- ram os alunos do Colégio No- mento pessoal, e abordou tam- filosóficos que surgem no cotidiano, possibilitando ao aluno ram de uma gincana cultural, bel, do Colégio Nossa Senhora bém a questão do “ficar” (muito a experiência de sair do senso comum e ir para o campo da encerrando o dia com bastante do Rosário (de Cornélio Procó- comum entre adolescentes), consciência crítica. Para isso, adotamos o material do SER, alegria e contentamento. pio) e da Escola Educare (de ressaltando a necessidade da que, baseado em conteúdos escolares e temas interdisciplina- Novos Encontros estão por Campo Mourão). empatia e – de forma prática res, apresenta histórias filosóficas que permitem que o pro- acontecer ainda este ano. Será Alunos e professores fo- – mostrou também que, para fessor tenha um fio condutor para os encaminhamentos das ótimo também contar com a ram recepcionados com uma saber se uma pessoa é “boa”, discussões. presença de outras Escolas. calorosa acolhida e um café, basta observar o passado desta Luciana Moura Prof. Carlos momento em que foram se co- e de como ela trata os outros. Responsável pelo SER no Direção Pedagógica nhecendo. Em seguida, o pro- Após a conversa com a Profª Norte do Paraná Sobre o livro Pensando Logicamente: Depoimentos de alunos e professora “Quero mandar um ‘olá’ Foi de grande relevância a participação dos nossos alunos – “O encontro foi um para os leitores do Jornal Co- de 7ª séries, no XI Encontro Filosófico, em Maringá. A contri- tempo extra necessário e rujinha. Eu estudo há 6 anos buição para o pensamento filosófico em relação ao cotidiano muito bem projetado, nos com a professora Sandra. Pas- foi de extrema importância, visto que vivemos sempre em uma divertindo e nos fazendo sei minha infância com ela. turbulência do dia-a-dia e não paramos para analisar de forma aprender ao mesmo tempo” Aprendi várias coisas e em to- mais crítica nossa vida, nossas atitudes, diante de uma socie- Gabriela Macedo dos esses anos estudei com os dade que muito mais vende... domina... e conduz para onde livros da Editora Sophos.” deseja, e se beneficia por isso. Carlos Alberto Precisamos realmente repensar, analisar e desenvolver – “Nós pensamos, dia- 6ª série cada vez mais o senso crítico de nossos alunos, considerando logamos, e como em uma a importância do incentivo à leitura, à informação, ao conheci- caça ao tesouro, procura- “Sou aluno da Escola Pi- “Gostei muito do tex- mento do que acontece ao nosso redor, bem como no mundo. mos achar e chegar a uma nheiros e da professora Sandra, to ‘A velha e suas criadas’, ela me ensina muito. As aulas Coloco-me à disposição para, juntos, unirmos forças e cada conclusão sobre o tesouro pois as criadas não pensa- de Filosofia são muito interes- vez mais incentivarmos a prática filosófica em nossa região. do PENSAR”. ram bem na hora de matar santes, aprendo a pensar me- Profª Elaine Pinheiro Giulia Ravanini Silva o galo. É um texto de lógica lhor e agora estou aprendendo Col. N. S. do Rosário – Cornélio Procópio (PR) muito bom. Estudando lógica sobre a lógica. Às vezes minha – “Achei o encontro ótimo, muito organizado, e nos propor- – “O encontro foi cons- aprendemos como estabele- cabeça fica confusa com as cionou um grande conhecimento e entrosamento com novas trutivo, aprendi e vivenciei cer relações e delas tirar con- perguntas da professora, mas pessoas, experiências que aproveitaremos hoje e principal- mais a importância de se clusões. Aprender lógica está tirando isso, a aula dela é mui- mente no amanhã”. trabalhar em equipe”. sendo muito bom.” to boa mesmo.” Carolina Hoffig Alexandre Pozzobom Déborah Vinicius Alcântara 6ª série. 6ª série 10 w w w.por talser.net

×