SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ATENÇÃO À
CRIANÇA
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
• O nascimento de um bebê é um momento de transição-
chave do ciclo de vida da família.
• Acompanhar famílias ao longo do tempo mantém os
profissionais da atenção primária em uma situação
privilegiada no reconhecimento de situações que
necessitam ser mais bem entendidas e acompanhadas.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Objetivos dessa apresentação:
• Indicar o momento ideal para a realização da primeira consulta do
recém-nascido;
• Elencar as avaliações necessárias na primeira consulta do recém-
nascido;
• Reconhecer a primeira consulta como momento e passo importante
para a avaliação do crescimento e desenvolvimento da criança.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Introdução
A primeira consulta do recém-nascido oportuniza o vínculo com a equipe de profissionais
e colabora para a superação das dificuldades que possam surgir na adaptação à presença
de um novo ser no sistema familiar, no desempenho dos novos papéis de cada familiar e no
realinhamento de relacionamentos.
Momento propício para:
• Estimular e auxiliar a família nas dificuldades do aleitamento materno exclusivo
• Orientar e realizar imunizações
• Verificar a realização da triagem neonatal (teste do pezinho)
• Estabelecer ou reforçar a rede de apoio à família
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Qual a época ideal para a realização da primeira consulta?
• A primeira consulta do recém-nascido deverá ocorrer na sua primeira semana de vida,
preferencialmente no 5º dia de vida, buscando garantir a primeira semana de saúde
integral.
• É importante que seja mantida “agenda aberta” para a primeira consulta do recém-
nascido na Unidade Básica de Saúde.
• Programar a consulta possibilita garantir mais tempo do profissional com a família. Neste
caso, lembre de adaptar a agenda, por exemplo, reservando dois horários de consultas
normais para a primeira consulta do recém-nascido.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
• A primeira consulta do recém-nascido deve ser realizada
preferencialmente pelo enfermeiro ou pelo médico.
• As consultas de acompanhamento do crescimento e
desenvolvimento infantil na Atenção Básica devem ser
realizadas por equipe multiprofissional: médico, enfermeiro,
nutricionista, assistente social, entre outros.
Quem realiza a primeira consulta do recém-nascido na Atenção Básica?
• Os dados levantados durante as consultas, visitas domiciliares ou atendimentos de rotina
na UBS devem ser sempre registrados na Caderneta da Criança, pois trata-se de um
documento com informações valiosas sobre os aspectos da saúde da criança que poderão
ser usadas por diversos profissionais ou serviços.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
• Formação de Vínculo / Apego
• Desenvolvimento da Função Parental
• Participação Paterna
• Puerpério / Rede de Apoio para o cuidado
• Aleitamento Materno: avaliação da pega
• Prevenção de Acidentes: posições do bebê
• Imunização: checar BCG e Hepatite B, informar sobre
as próximas vacinas
• Triagem Neonatal
• Crescimento e Desenvolvimento
• Avaliação clínica
O que deve ser avaliado na primeira consulta?
Parentalidade
Conjunto de remanejamentos
psíquicos e afetivos que
permitem ao adulto tornar-se
pai ou mãe.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Primeira Consulta
do Recém-Nascido
Imunização
Aleitamento
Materno
Triagem Neonatal
Crescimento e
Desenvolvimento
Avaliação clínica
Formação de
Vínculo/Apego
Desenvolvimento
da Função
Parental
Participação
Paterna
Puerpério / Rede
de Apoio
Avaliação de risco
e Prevenção de
Acidentes
Observe, investigue e registre!
Lembre-se!
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Condições do nascimento da criança: tipo de parto, local
do parto, peso ao nascer, idade gestacional, índice de
Apgar, intercorrências clínicas na gestação, no parto, no
período neonatal e nos tratamentos realizados.
Avaliação Clínica na primeira consulta do recém-nascido
O que investigar na Anamnese?
Antecedentes familiares (muitas vezes já conhecidos pelas equipes de atenção básica):
condições de saúde dos pais e dos irmãos, o número de gestações anteriores, o número de
irmãos.
Lembre-se: isoladamente, um
baixo índice de Apgar não
prediz disfunção neurológica
tardia.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Os achados devem ser descritos e
compartilhados com os pais, como
forma de facilitar-lhes a percepção
das necessidades do bebê.
Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012.
O Exame Físico na primeira consulta do recém-nascido
Um exame físico completo deve ser realizado na primeira consulta.
O que investigar no Exame Físico?
• Face
• Pele
• Crânio
• Olhos
• Orelhas e audição
• Nariz
• Boca
• Pescoço
• Tórax
• Abdome
• Genitália
• Ânus e reto
• Avaliação neurológica
(Demott et al., 2006)• Peso, comprimento e perímetro cefálico
• Desenvolvimento social e psicoafetivo
• Estado geral:
• Estado de alerta
• Sono leve ou profundo
• Choro
• Presença de assaduras (dermatite de fralda)
• Higiene
Observar alterações clínicas, morfológicas e funcionais:
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012.
O Exame Físico na primeira consulta do recém-nascido
Comprimento
Perímetro Cefálico
Peso
Medidas acima ou abaixo de dois desvios padrão
pode estar relacionado a doenças neurológicas,
exigindo portanto melhor avaliação e
encaminhamento.
Comparar com o peso ideal ao nascer. É normal
tanto uma perda de peso de até 10% ao nascer
quanto sua recuperação até o 15º dia de vida.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Triagem Neonatal
• Teste do pezinho - Recomendado fazer entre o 3º e 5º dia de vida, na própria unidade
de saúde. Encaminhe logo após a consulta, caso ainda não tenha sido realizado!
• Teste da orelhinha - A TAN (triagem Auditiva Neonatal) deve ser realizada,
preferencialmente, nos primeiros dias de vida (24h a 48h) na maternidade, e, no
máximo, durante o primeiro mês de vida.
• Teste do olhinho – Teste do Reflexo Vermelho – realizado na maternidade e pelo menos
duas a três vezes ao longo do primeiro ano.
• Teste do Coraçãozinho
• Teste da Linguinha
Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012.
Importante checar se os testes foram
feitos e necessidade de encaminhamento
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
Orientações necessárias ao longo da primeira consulta do recém-nascido
• Explicar os benefícios do Aleitamento Materno e estimulá-lo
• Orientar sobre modos de prevenção de acidentes
• Deixar claros os benefícios da imunização e quando é o próximo momento
• Esclarecer sobre o calendário de consultas da criança
• Orientar sobre a importância do acompanhamento do crescimento e
desenvolvimento da criança
• Orientar e encaminhar sobre a Triagem Neonatal
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
O objetivo de garantir o “5º Dia de Saúde Integral” para a mulher e seu recém-nascido é o
que norteia a realização da primeira consulta do recém-nascido na atenção básica.
Além do atendimento específico ao recém nascido, a primeira consulta é um momento
privilegiado para detecção de dificuldades e necessidades particulares da mãe e do bebê,
de riscos e vulnerabilidades.
Abordagem dos temas transversais sobre o conteúdo dessa apresentação
PARA LEMBRAR: o “5º Dia de Saúde Integral” e a visita domiciliar na primeira semana
de vida compõem as ações estratégicas para garantia da continuidade do cuidado do
binômio após a alta.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
A Caderneta da Criança é uma importante ferramenta para a organização da
Atenção no Acompanhamento do Crescimento e Desenvolvimento.
Registre nela as informações, pois além de facilitar a comunicação entre pais e
profissionais, ela permite que a qualquer tempo e em qualquer ponto das
Redes de Atenção à Saúde, a criança tenha junto de si os registros de seu
acompanhamento!
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
• A falta de uma criança na consulta exige a realização de
busca ativa!
• A primeira consulta com avaliação detalhada dos
profissionais é crucial para o seguimento do
acompanhamento do crescimento e desenvolvimento
infantil.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
• National Collaborating Centre for Primary Care (UK). Postnatal Care: Routine Postnatal Care of Women and Their Babies
[Internet]. London: Royal College of General Practitioners (UK); 2006 Jul. Available from
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK55925/ PubMed PMID: 21834192.
• Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento
e desenvolvimento/Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília :
Ministério da Saúde, 2012.
• Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Agenda de
compromissos para a saúde integral da criança e redução da mortalidade infantil / Ministério da Saúde, Secretaria de
Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde,2004.
• Porto Alegre. Secretaria Municipal de Saúde. Serviço de Saúde Comunitária do GHC. A atenção à saúde da criança de zero a
cinco anos de idade. Porto Alegre: SMS, 2004.
Referências
ATENÇÃO À
CRIANÇA
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Material de 24 de outubro de 2019
Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Eixo: Atenção à Criança
Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal.
A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO
NA ATENÇÃO PRIMÁRIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

manual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascidomanual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascidoFlavia Oliveira
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxWellingtonTeixeira24
 
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão Preto
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão PretoAtenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão Preto
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão PretoProf. Marcus Renato de Carvalho
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemBeatriz Cordeiro
 
Roteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de PuericulturaRoteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de Puericulturablogped1
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno blogped1
 

Mais procurados (20)

Calendário de Consultas da Criança: Acompanhando o Crescimento e o Desenvolvi...
Calendário de Consultas da Criança: Acompanhando o Crescimento e o Desenvolvi...Calendário de Consultas da Criança: Acompanhando o Crescimento e o Desenvolvi...
Calendário de Consultas da Criança: Acompanhando o Crescimento e o Desenvolvi...
 
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC)
 
Atenção à Saúde de Crianças com Deficiência ou em Situações Específicas e de ...
Atenção à Saúde de Crianças com Deficiência ou em Situações Específicas e de ...Atenção à Saúde de Crianças com Deficiência ou em Situações Específicas e de ...
Atenção à Saúde de Crianças com Deficiência ou em Situações Específicas e de ...
 
Organização da Atenção à Saúde da Criança: PNAISC como orientadora das práticas
Organização da Atenção à Saúde da Criança: PNAISC como orientadora das práticasOrganização da Atenção à Saúde da Criança: PNAISC como orientadora das práticas
Organização da Atenção à Saúde da Criança: PNAISC como orientadora das práticas
 
manual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascidomanual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascido
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
 
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...
PNAISC - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança: implementa...
 
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão Preto
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão PretoAtenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão Preto
Atenção Integral à Saúde da Criança: protocolo da Cidade de Ribeirão Preto
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Visita domiciliar
Visita domiciliarVisita domiciliar
Visita domiciliar
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
 
Puericultura
PuericulturaPuericultura
Puericultura
 
Roteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de PuericulturaRoteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de Puericultura
 
Triagem neonatal
Triagem neonatalTriagem neonatal
Triagem neonatal
 
Pré natal
Pré natalPré natal
Pré natal
 
Politicas de saude
Politicas de saudePoliticas de saude
Politicas de saude
 
Consulta de pre natal
Consulta de pre natalConsulta de pre natal
Consulta de pre natal
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Crescimento e desenvolvimento Infantil
Crescimento e desenvolvimento Infantil Crescimento e desenvolvimento Infantil
Crescimento e desenvolvimento Infantil
 

Semelhante a A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária

NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBP
NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBPNASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBP
NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBPProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdade
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdadeAleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdade
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdadeProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Manual de neonatologia
Manual de neonatologiaManual de neonatologia
Manual de neonatologiaBruno Rezende
 
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptx
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptxcad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptx
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptxpedrolobatus
 
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Semelhante a A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária (20)

A Consulta do Quarto Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Quarto Mês do Bebê: o que não pode faltarA Consulta do Quarto Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Quarto Mês do Bebê: o que não pode faltar
 
A Consulta do Nono Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Nono Mês do Bebê: o que não pode faltarA Consulta do Nono Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Nono Mês do Bebê: o que não pode faltar
 
A Consulta do Segundo Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Segundo Mês do Bebê: o que não pode faltarA Consulta do Segundo Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Segundo Mês do Bebê: o que não pode faltar
 
A Consulta do Sexto Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Sexto Mês do Bebê: o que não pode faltarA Consulta do Sexto Mês do Bebê: o que não pode faltar
A Consulta do Sexto Mês do Bebê: o que não pode faltar
 
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do DesenvolvimentoCaderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
 
cuidadornpar
cuidadornparcuidadornpar
cuidadornpar
 
NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBP
NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBPNASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBP
NASCER PREMATURO: Manual de Orientação aos Pais, Familiares e Cuidadores - SBP
 
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdade
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdadeAleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdade
Aleitamento Materno: cartilha para mulheres privadas de liberdade
 
Abordagem Fonoaudiológica ao Recém-nascido de Risco no Aleitamento Materno
Abordagem Fonoaudiológica ao Recém-nascido de Risco no Aleitamento MaternoAbordagem Fonoaudiológica ao Recém-nascido de Risco no Aleitamento Materno
Abordagem Fonoaudiológica ao Recém-nascido de Risco no Aleitamento Materno
 
O que não pode faltar na Primeira Visita Domiciliar ao Recém Nascido e à sua ...
O que não pode faltar na Primeira Visita Domiciliar ao Recém Nascido e à sua ...O que não pode faltar na Primeira Visita Domiciliar ao Recém Nascido e à sua ...
O que não pode faltar na Primeira Visita Domiciliar ao Recém Nascido e à sua ...
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
 
Manual de neonatologia
Manual de neonatologiaManual de neonatologia
Manual de neonatologia
 
Manual de neonatologia
Manual de neonatologiaManual de neonatologia
Manual de neonatologia
 
Visita Domiciliar ao recém-nascido pré-termo
Visita Domiciliar ao recém-nascido pré-termoVisita Domiciliar ao recém-nascido pré-termo
Visita Domiciliar ao recém-nascido pré-termo
 
O Papel do Profissional da Atenção Primária na Promoção do Desenvolvimento In...
O Papel do Profissional da Atenção Primária na Promoção do Desenvolvimento In...O Papel do Profissional da Atenção Primária na Promoção do Desenvolvimento In...
O Papel do Profissional da Atenção Primária na Promoção do Desenvolvimento In...
 
Puericultura
PuericulturaPuericultura
Puericultura
 
Puericultura
PuericulturaPuericultura
Puericultura
 
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco HabitualCuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
 
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptx
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptxcad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptx
cad-6-PPT 2 - acompanhamento do desenvolvimento.pptx
 
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...
Método CANGURU - Manual de seguimento compartilhado com a Atenção Básica de S...
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz) (20)

Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
 
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no Climatério
 
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
 
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto NormalO Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
 
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?
 
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Osteogênese Imperfeita
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução Alimentar
 

Último

Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 

Último (11)

Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 

A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária

  • 1. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ATENÇÃO À CRIANÇA A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
  • 2. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA • O nascimento de um bebê é um momento de transição- chave do ciclo de vida da família. • Acompanhar famílias ao longo do tempo mantém os profissionais da atenção primária em uma situação privilegiada no reconhecimento de situações que necessitam ser mais bem entendidas e acompanhadas.
  • 3. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Objetivos dessa apresentação: • Indicar o momento ideal para a realização da primeira consulta do recém-nascido; • Elencar as avaliações necessárias na primeira consulta do recém- nascido; • Reconhecer a primeira consulta como momento e passo importante para a avaliação do crescimento e desenvolvimento da criança.
  • 4. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Introdução A primeira consulta do recém-nascido oportuniza o vínculo com a equipe de profissionais e colabora para a superação das dificuldades que possam surgir na adaptação à presença de um novo ser no sistema familiar, no desempenho dos novos papéis de cada familiar e no realinhamento de relacionamentos. Momento propício para: • Estimular e auxiliar a família nas dificuldades do aleitamento materno exclusivo • Orientar e realizar imunizações • Verificar a realização da triagem neonatal (teste do pezinho) • Estabelecer ou reforçar a rede de apoio à família
  • 5. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Qual a época ideal para a realização da primeira consulta? • A primeira consulta do recém-nascido deverá ocorrer na sua primeira semana de vida, preferencialmente no 5º dia de vida, buscando garantir a primeira semana de saúde integral. • É importante que seja mantida “agenda aberta” para a primeira consulta do recém- nascido na Unidade Básica de Saúde. • Programar a consulta possibilita garantir mais tempo do profissional com a família. Neste caso, lembre de adaptar a agenda, por exemplo, reservando dois horários de consultas normais para a primeira consulta do recém-nascido.
  • 6. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA • A primeira consulta do recém-nascido deve ser realizada preferencialmente pelo enfermeiro ou pelo médico. • As consultas de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil na Atenção Básica devem ser realizadas por equipe multiprofissional: médico, enfermeiro, nutricionista, assistente social, entre outros. Quem realiza a primeira consulta do recém-nascido na Atenção Básica? • Os dados levantados durante as consultas, visitas domiciliares ou atendimentos de rotina na UBS devem ser sempre registrados na Caderneta da Criança, pois trata-se de um documento com informações valiosas sobre os aspectos da saúde da criança que poderão ser usadas por diversos profissionais ou serviços.
  • 7. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA • Formação de Vínculo / Apego • Desenvolvimento da Função Parental • Participação Paterna • Puerpério / Rede de Apoio para o cuidado • Aleitamento Materno: avaliação da pega • Prevenção de Acidentes: posições do bebê • Imunização: checar BCG e Hepatite B, informar sobre as próximas vacinas • Triagem Neonatal • Crescimento e Desenvolvimento • Avaliação clínica O que deve ser avaliado na primeira consulta? Parentalidade Conjunto de remanejamentos psíquicos e afetivos que permitem ao adulto tornar-se pai ou mãe.
  • 8. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Primeira Consulta do Recém-Nascido Imunização Aleitamento Materno Triagem Neonatal Crescimento e Desenvolvimento Avaliação clínica Formação de Vínculo/Apego Desenvolvimento da Função Parental Participação Paterna Puerpério / Rede de Apoio Avaliação de risco e Prevenção de Acidentes Observe, investigue e registre! Lembre-se!
  • 9. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Condições do nascimento da criança: tipo de parto, local do parto, peso ao nascer, idade gestacional, índice de Apgar, intercorrências clínicas na gestação, no parto, no período neonatal e nos tratamentos realizados. Avaliação Clínica na primeira consulta do recém-nascido O que investigar na Anamnese? Antecedentes familiares (muitas vezes já conhecidos pelas equipes de atenção básica): condições de saúde dos pais e dos irmãos, o número de gestações anteriores, o número de irmãos. Lembre-se: isoladamente, um baixo índice de Apgar não prediz disfunção neurológica tardia.
  • 10. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Os achados devem ser descritos e compartilhados com os pais, como forma de facilitar-lhes a percepção das necessidades do bebê. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012. O Exame Físico na primeira consulta do recém-nascido Um exame físico completo deve ser realizado na primeira consulta. O que investigar no Exame Físico? • Face • Pele • Crânio • Olhos • Orelhas e audição • Nariz • Boca • Pescoço • Tórax • Abdome • Genitália • Ânus e reto • Avaliação neurológica (Demott et al., 2006)• Peso, comprimento e perímetro cefálico • Desenvolvimento social e psicoafetivo • Estado geral: • Estado de alerta • Sono leve ou profundo • Choro • Presença de assaduras (dermatite de fralda) • Higiene Observar alterações clínicas, morfológicas e funcionais:
  • 11. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012. O Exame Físico na primeira consulta do recém-nascido Comprimento Perímetro Cefálico Peso Medidas acima ou abaixo de dois desvios padrão pode estar relacionado a doenças neurológicas, exigindo portanto melhor avaliação e encaminhamento. Comparar com o peso ideal ao nascer. É normal tanto uma perda de peso de até 10% ao nascer quanto sua recuperação até o 15º dia de vida.
  • 12. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Triagem Neonatal • Teste do pezinho - Recomendado fazer entre o 3º e 5º dia de vida, na própria unidade de saúde. Encaminhe logo após a consulta, caso ainda não tenha sido realizado! • Teste da orelhinha - A TAN (triagem Auditiva Neonatal) deve ser realizada, preferencialmente, nos primeiros dias de vida (24h a 48h) na maternidade, e, no máximo, durante o primeiro mês de vida. • Teste do olhinho – Teste do Reflexo Vermelho – realizado na maternidade e pelo menos duas a três vezes ao longo do primeiro ano. • Teste do Coraçãozinho • Teste da Linguinha Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. 2012. Importante checar se os testes foram feitos e necessidade de encaminhamento
  • 13. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA Orientações necessárias ao longo da primeira consulta do recém-nascido • Explicar os benefícios do Aleitamento Materno e estimulá-lo • Orientar sobre modos de prevenção de acidentes • Deixar claros os benefícios da imunização e quando é o próximo momento • Esclarecer sobre o calendário de consultas da criança • Orientar sobre a importância do acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança • Orientar e encaminhar sobre a Triagem Neonatal
  • 14. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA O objetivo de garantir o “5º Dia de Saúde Integral” para a mulher e seu recém-nascido é o que norteia a realização da primeira consulta do recém-nascido na atenção básica. Além do atendimento específico ao recém nascido, a primeira consulta é um momento privilegiado para detecção de dificuldades e necessidades particulares da mãe e do bebê, de riscos e vulnerabilidades. Abordagem dos temas transversais sobre o conteúdo dessa apresentação PARA LEMBRAR: o “5º Dia de Saúde Integral” e a visita domiciliar na primeira semana de vida compõem as ações estratégicas para garantia da continuidade do cuidado do binômio após a alta.
  • 15. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA A Caderneta da Criança é uma importante ferramenta para a organização da Atenção no Acompanhamento do Crescimento e Desenvolvimento. Registre nela as informações, pois além de facilitar a comunicação entre pais e profissionais, ela permite que a qualquer tempo e em qualquer ponto das Redes de Atenção à Saúde, a criança tenha junto de si os registros de seu acompanhamento!
  • 16. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA • A falta de uma criança na consulta exige a realização de busca ativa! • A primeira consulta com avaliação detalhada dos profissionais é crucial para o seguimento do acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil.
  • 17. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA • National Collaborating Centre for Primary Care (UK). Postnatal Care: Routine Postnatal Care of Women and Their Babies [Internet]. London: Royal College of General Practitioners (UK); 2006 Jul. Available from http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK55925/ PubMed PMID: 21834192. • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento/Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2012. • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Agenda de compromissos para a saúde integral da criança e redução da mortalidade infantil / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde,2004. • Porto Alegre. Secretaria Municipal de Saúde. Serviço de Saúde Comunitária do GHC. A atenção à saúde da criança de zero a cinco anos de idade. Porto Alegre: SMS, 2004. Referências
  • 18. ATENÇÃO À CRIANÇA portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Material de 24 de outubro de 2019 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção à Criança Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal. A PRIMEIRA CONSULTA DO RECÉM-NASCIDO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA