SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
ESCOLA E. B. 2 E 3/SEC.
                   JOÃO GARCIA BACELAR
                                                                            Edição 9



                                             O N D A          D E          I D E I A S
                                             Junho de 2012




                                                        O meu país está doente e choro por ele infinitamente...



                                                        Parece que os dias passam mas tudo permanece igual …
                                                        cada humano que o habita está doente, cada animal que
                                                        nele corre está doente até as próprias lágrimas de seres
                                                        tão puros e verdadeiros não o são mais…



                                                        Cada palavra devia ter uma proibição pois de nós, hoje,
                                                        todas as palavras são pouco verdadeiras, cada grito é
                                                        ensurdecedor e chega ao canto mais escuro da sala … faz
                                                        eco mas ninguém o apazigua.



                                                        Cada silêncio é a dor pura, é a mágoa e não a mentira …
                                                        cada olhar é uma palavra embora tão silencioso seja …
                                                        Cada gesto é tudo… ou simplesmente nada.

  Pontos de
  interesse:                                            Mas verdadeiramente ele está doente, por toda a pobreza
                                                        que nele se encontra, por toda a crise … (palavra
 Atividades desenvolvi-                                assustadora para muitos) … por toda a mágoa que ele
  das pela BE                                           carrega, quase sem poder suportar, por toda a poluição,
                                                        por tanto…
 Sessões e exposições na
  BE e na escola

                                                        Acho que daqui em diante ele nem a sua voz poderá ouvir,
 Eventos desportivos e
  resultados                                            nem sequer vai querer levantar-se e dizer que se chama
                                                        Portugal, nem sequer um choro partilhará … apenas o seu
 Iniciativas do Projeto                                silêncio…
  Educação para a Saúde
  e do PAAA
                                                        O meu país… está doente. E eu sou o seu futuro…
 Escritores residentes
                                                                                                     Mariana Costa
ONDA DE IDEIAS                                                                     Página 2




Tributo a abril…
Pretendeu-se, com esta iniciativa, complementar as pro-
postas apresentadas pelas professoras de História para
assinalar a efeméride do 25 de Abril, indo ao encontro
dos três seguintes objetivos: “recordar um acontecimen-
to fulcral para a História do nosso país”, “divulgar a cul-
tura musical de um determinado período histórico” e
“relembrar poetas e poesias de autores que defenderam
a liberdade”.

Desta atividade constaram a passagem de temas musicais relacionados com Abril na Rádio da
Escola, durante os intervalos letivos de maior duração nos dias 24 e 26 de abril; um mural, nas
escadas de acesso ao piso superior do Bloco A, com diversas impressões de cartazes comemo-
rativos desta efeméride, onde, para além das imagens, figuravam alguns poemas da autoria de
alunos do 6ºC que versavam sobre a liberdade; a exposição de diversos poemas de Sophia de
Mello Breyner e Jorge de Sena.
                                           Porém, o momento principal desta atividade teve lugar
                                           na tarde do dia 26 de abril, no intervalo das 15.40 às
                                           16.40 horas, durante o qual os alunos da turma 6ºC brin-
                                           daram o público com a interpretação de dois temas de
                                           Zeca Afonso - “Grândola, Vila Morena” e “O que faz fal-
                                           ta”, bem como com a leitura de poemas relacionados
                                           com a liberdade, junto ao mural criado no Bloco A. No
                                           final desta atuação, foram distribuídos, pelos presentes,
cravos vermelhos, aos quais foram adicionados marcadores com frases alusivas à liberdade.

Esta atividade contou com a colaboração dos alunos do Clube de Rádio (12ºA) e do 6º C, bem
como das professoras Paula Dias, Fátima Gil e o apoio técnico do professor Jorge Dias e do alu-
no Luís Silva (na preparação do sistema de som e reprodução das canções).



        Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se
                    você falar com ele em sua própria linguagem, você atinge seu coração."


                                               Nelson Mandela
Edição 9                                                                    Página 3




Palestra sobre Miguel Torga – Caminhos

A “Palestra: Miguel Torga – Caminhos”, que decorreu na
Biblioteca, no dia 2 de maio de 2012, foi promovida pela
professora Eneida Roldão Alferes em articulação com a
Biblioteca Escolar, tendo como destinatários os alunos das
turmas A, B e C do 9º ano e respetivas docentes de Lín-
gua Portuguesa.

A sessão foi dinamizada por Maria Donzília Alves, bibliote-
cária Municipal de Mira, em colaboração com Domingos
Neto e permitiu ir ao encontro dos objetivos delineados para a mesma, a saber: dar a conhecer a
vida e a obra de Miguel Torga, um autor incontornável do século XX; estabelecer uma relação
intertextual entre Miguel Torga e Luís de Camões; fomentar o desenvolvimento de interações
verbais, do espírito crítico e da criatividade literária.

                                                 Com efeito, a palestrante, Mestre Donzília Alves,
                                                 efetuou uma abordagem à vida e obra de Miguel
                                                 Torga, demonstrando as múltiplas marcas das
                                                 vivências do autor nos seus textos, contando com o
                                                 apoio de Domingos Neto que procedeu à declama-
                                                 ção / leitura expressiva de alguns poemas e trechos
                                                 do autor e, assim, conferiu mais vivacidade à ses-
                                                 são.

                                                 No final da sessão, foi aberto um espaço de diálogo,
no qual a oradora se disponibilizou para responder e clarificar algumas questões colocadas
pelos alunos.

Registe-se, ainda, o facto de, na biblioteca, ter sido mon-
tada uma pequena exposição biobibliográfica de Miguel
Torga, onde estiveram expostas diversas obras do autor,
assim como alguns trabalhos de pesquisa previamente
realizados por alunos do 9.ºA. Alguns alunos desta tur-
ma procederam, também, à elaboração de textos em
prosa e em verso, tendo sido privilegiada a intertextuali-
dade entre Miguel Torga e Camões.
ONDA DE IDEIAS                                                           Página 4




Vasco da Gama e a descoberta do caminho marítimo para a Índia

Na semana de 21 a 25 de maio, a BE levou a
cabo uma exposição de painéis alusivos à via-
gem que Vasco da Gama empreendeu à India,
coincidindo com a data em que se assinalam 514
anos da chegada deste navegador e da Armada
Portuguesa a Calecute (1498-2012).
Recorrendo a materiais elaborados pela Comis-
são Nacional para a Comemoração dos Desco-
brimentos Portugueses, a BE distribuiu um con-
junto de 22 painéis pelo exterior do Bloco A, com
o intuito de suscitar a curiosidade e de “provocar”
a comunidade escolar, despertando o interesse
pela leitura desta verdadeira epopeia contada
através de imagens, textos e referências a docu-
mentos históricos.




                                              Para apoiar o público na visita à exposição, a BE
                                              preparou um guião, com uma síntese de cada um
                                              dos painéis.
                                              Uma vez que o conteúdo desta mostra se enqua-
                                              dra nos Programas de História e Geografia de Por-
                                              tugal do 5º ano e de História do 8º ano, e porque a
                                              Viagem de Vasco da Gama constitui um dos ele-
                                              mentos fulcrais da obra Os Lusíadas, estudada em
                                              Língua Portuguesa no 9º ano, a Biblioteca Escolar
                                              dirigiu um convite aos docentes no sentido de sen-
                                              sibilizarem os alunos para a importância de apro-
                                              veitar esta exposição para consolidar conhecimen-
                                              tos (através da visita autónoma ou acompanhada
                                              pela respetiva docente).
Edição 9                                                                 Página 5




Vasco da Gama e a descoberta do caminho marítimo para a Índia


A professora Regina Teixeira conce-
beu um questionário (PedyPaper) des-
tinado às suas turmas A e B do 5º
ano, no qual os alunos, organizados
em pequenas equipas, teriam de per-
correr os diversos painéis e responder
às perguntas com base em informação
patente nos mesmos.
Considerando que estes alunos mani-
festaram um extraordinário entusias-
mo pela atividade, a BE decidiu atri-
buir um prémio à melhor equipa de
cada uma das turmas.


Assim, receberam o livro Carta a El-Rei Dom Manuel sobre o achamento do Brasil, de Pero Vaz
                                                de   Caminha     (adaptada      para    os   mais
                                                novos por João de Melo, com ilustrações de
                                                Carla Nazareth. – da coleção: Clássicos da lite-
                                                ratura portuguesa contados às crianças. Tem-
                                                po dos mais novos – Quasi Editora, 2008 /
                                                Semanário Sol e MILLENIUM BCP), do quinto
                                                ano, turma A, os seguintes alunos: nº 2, Ale-
                                                xandre; nº 13, João Oliveira; nº 19, Rafael e nº
                                                22, Tiago; receberam este mesmo prémio, no
                                                5ºB, a equipa constituída por: nº 8, Gonçalo; nº
                                                13, João Tomás e nº 20, Tiago Daniel. Para-
                                                béns!


Para o ano, a BE irá trazer mais uma exposição deste tipo, desta feita ligada à obra que estes
alunos receberam e à chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. Fica prometido!
ONDA DE IDEIAS                                                           Página 6




Hora do conto: pré-escolar e 1º CEB (itinerâncias)
Na sequência do trabalho já desenvolvido nos 1º e 2º
períodos, com a visita às diversas salas do 1º CEB do
Agrupamento, a BE deu prioridade ao Pré-escolar no
terceiro período, agendando a visita das três salas do
Jardim de Infância da Tocha à Biblioteca para o dia 24
de maio, a fim de assistirem à apresentação de histórias
a partir do site “Biblioteca de Livros Digitais” (http://
www.planonacionaldeleitura.gov.pt/bibliotecadigital/ ).




Assim, a manhã foi preenchida com três ses-
sões. A primeira destinou-se à sala da educa-
                                  dora Fernan-
                                  da e as crian-
                                  ças    assisti-
                                  ram à apre-
                                  sentação da história “O banho e o duche”; em seguida, foi a
                                  vez dos meninos da sala da educadora Cristina ouvirem “A
                                  princesa malcriada”; finalmente, as crianças da sala da educa-
                                  dora Ana participaram na sessão realizada a partir da narrativa
                                  “Onde estão os meus óculos?”.
Edição 9                                                                Página 7




Hora do conto: pré-escolar e 1º CEB (itinerâncias)

A 4 e 5 de junho, decorreram na Sala A2 duas sessões
de hora do conto para as turmas Toch7 e Toch8 (ambas
do 4º ano).    “A árvore”, de Sophia de Mello Breyner
Andresen, foi o conto escolhido, a partir do qual os alu-
nos foram levados a vivenciar a cultura japonesa evoca-
da através da passagem de alguns temas musicais
orientais e a “construir” e “embarcar” num “barco”. Não
faltou a ilustração coletiva de árvores e a indispensável
reflexão sobre os valores presentes nesta narrativa – o respeito pela natureza e a preservação
                                        da memória daquilo que verdadeiramente gostamos.

                                        Cumprindo ainda o programa de itinerâncias no Pré-
                                        escolar, decorreu, a 21 de junho, de manhã, a desloca-
                                        ção da professora bibliotecária do Agrupamento de
                                        Escolas de Mira (EB2 de Mira), Dra. Rosário Figueiredo
                                        que veio dinamizar uma atividade de promoção do livro /
                                        leitura, a partir da obra “O dia em que a barriga reben-
                                        tou”, da autoria de José Fanha, com ilustração de Maria
João Gromicho. Esta sessão decorre da parceria estabelecida com aquele agrupamento, através
                                        da qual também já o professor bibliotecário do Agrupa-
                                        mento Gândara Mar se deslocara a um estabelecimento
                                        de ensino do agrupamento de escolas do concelho vizi-
                                        nho, para aí levar
                                        a cabo uma ativi-
                                        dade da mesma
                                        natureza.

                                        Com esta ativida-
de concluiu-se o ciclo de apresentações de histórias no
corrente ano letivo, tendo a BE conseguido estar presente
ou fazer-se representar na totalidade das salas do Pré-
escolar e 1ºCEB do nosso agrupamento.
ONDA DE IDEIAS                                                                        Página 8




Dia Internacional do Livro e Día de Cervantes
No âmbito da comemoração do Dia Internacional
do Livro e Día de Cervantes, autor de renome da
literatura de língua espanhola, foi solicitado aos alu-
nos do 7.º A e B que efetuassem uma pesquisa
sobre a vida e a obra de autores de língua espanho-
la e a acompanhassem de imagens. A par deste tra-
balho efetuaram marcadores de livros com citações
sobre o ato de ler e a leitura. Os trabalhos foram
expostos na biblioteca escolar.

                                                   O Dia Internacional do Livro foi celebrado pela pri-
                                                   meira vez a 7 de Outubro de 1926, como comemo-
                                                   ração do nascimento do escritor espanhol Miguel
                                                   Cervantes. Foi o escritor e editor Vincent Clavel
                                                   Andrés que propôs este dia, primeiro, à Câmara
                                                   Oficial do Livro de Barcelona e, depois, ao Governo
                                                   espanhol, criando a Festa do Livro Espanhol.

                                                   No ano de 1930, a data comemorativa foi transla-
                                                   dada para 23 de Abril, dia do falecimento de Cer-
                                                   vantes. Mais tarde, em 1995, a UNESCO instituiu
                                                   23 de Abril como o Dia Internacional do Livro.
                                                   Além de Cervantes, é também neste dia que se
                                                   assinala o falecimento de William Shakespeare e o
                                                   nascimento de Vladimir Nabokov, entre outros
                                                   escritores.




               Quanto menos comes, bebes, compras livros e vais ao teatro, pensas, amas, teorizas, cantas,
                      sofres, praticas desporto, etc., mais economizas e mais cresce o teu capital.

                                               És menos, mas tens mais.

                              Assim todas as paixões e atividades são tragadas pela cobiça.

                                                       Karl Marx
Edição 9                                                                  Página 9




Exposição no âmbito da disciplina de Geografia: “Provérbios sobre o clima"

No âmbito da temática sobre o Meio Natural, foi
solicitado aos alunos das turmas B e C do sétimo
ano uma recolha de provérbios sobre estado de
tempo e clima. Seguidamente foi proposta a apre-
sentação desses provérbios em maquete, livro,
cartaz ou outro meio de divulgação. Os alunos
corresponderam ao pedido utilizando diversos
materiais nomeadamente gesso, cartão, cartolina,
cana de bambu, papel dourado e madeira. A
exposição esteve patente na Biblioteca da Escola durante uma semana. Foram atribuídos três
prémios por turma e prémios de participação a todos os restantes. (profª Alice Gesteiro)


Dia internacional do ambiente

Os professores de Inglês levaram a cabo a celebração do Dia Mun-
dial do Ambiente, que se assinalou a 5 de junho, com a montagem
de uma exposição de frases, desenhos e clips de vídeo, como forma
de sensibilização da comunidade escolar para a importância de
                     todos darem o seu contributo para a preserva-
                     ção do meio ambiente.



                     Estando a informação exposta em língua
                     inglesa e discutidas que foram, em contexto
                     d e
                                                                    sala de aula, algumas situa-
ções relacionadas com                                               as consequências do mau
uso dos recursos / dicas                                            para comportamentos ecolo-
gicamente responsáveis,                                             esta exposição / atividade
permitiu explorar voca-                                             bulário específico em inglês
e apelar para condutas                                              adequadas            em   termos
ambientais.
ONDA DE IDEIAS                                                           Página 10




Alunas do AE Gândara Mar campeãs regionais de voleibol
      O Agrupamento de Escolas Gândara Mar – Tocha – participou este fim-de-semana (09 de
Junho) na 2ª Fase do Campeonato Regional do Desporto Escolar, a qual decorreu em Canas de
Senhorim, com a sua equipa de iniciados femininos na modalidade de voleibol.

      Esta competição, que reúne os Campeões Distritais de cada um dos Distritos da Região
Centro, nomeadamente Guarda, Castelo Branco, Aveiro, Leiria, Coimbra e Viseu, realiza-se
anualmente e congrega além das equipas de voleibol, as equipas de basquetebol, futsal e ande-
bol, quer masculino quer feminino.

      Após terem ultrapassado na 1ª fase a equipa de Leiria e de Aveiro com uma duplo 3x0,
apuraram-se para as meias-finais, onde defrontaram a equipa do AE Canas de Senhorim
(Viseu), vencendo também por 3x0 e apurando-se assim para a grande final do dia. Na final o
AE Gândara Mar voltou a encontrar a equipa de Aveiro, o IPS Bustos, que na sua meia-final der-
rotou por 3x0 a equipa da Guarda.

      Tal como no primeiro jogo, na 1ª fase, este também foi muito equilibrado, no entanto as
alunas do AE Gândara Mar venceram novamente, agora por 3-2.

      Entraram melhor as atletas da Tocha que venceram o 1º set (25-12), no entanto perderam
o seguinte por 25-23. No 3º set voltaram a ser uma a equipa muito consistente e venceram por
25-8 e quando todos esperavam nova vitória no 4º set a equipa de Bustos reagiu e venceu por
25-12, levando o jogo para a negra. Neste set e com enorme espírito de sacrifício e entreajuda,
                                                                    as meninas do AE Gânda-
                                                                    ra Mar conseguiram ven-
                                                                    cer por 15-12, revelando
                                                                    grande      determinação   e
                                                                    confiança no seu voleibol
                                                                    não dando quaisquer hipó-
                                                                    teses ao seu adversário,
                                                                    fazendo desta forma        a
                                                                    grande festa final.

                                                                    Parabéns a todos e para-
                                                                    béns ao Desporto Escolar.
Edição 9                                                            Página 11




Caminhada pelo coração à praia da Tocha

No âmbito do mês do coração, o Grupo do PES realizou a Caminhada à Praia da Tocha com a
participação de alunos,                                          Encarregados de Educa-
ção e professores:




Manuel Marques, Maria Moço, Irene Gandaio, Conceição Simões, Edite Andrade, Emília Noguei-
                                               ra, Helena Abreu, Joana Lopes, Paula Parrei-
                                               ra, Paula Cardoso, Isabel Roque e Emília
                                               Coelho e pela nossa psicóloga Helena Mar-
                                               tins.

                                               Acompanharam parte do percurso por forma




a manterem a segurança, um carro da GNR da
Tocha.




                                          A caminhada decorreu com entusiasmo e anima-
                                          ção tendo terminado com um piquenique no Par-
                                          que de Merendas da Praia da Tocha.
ONDA DE IDEIAS                                                          Página 12




Castanheira de Pera—dia de convívio
No dia 13 de junho de 2012, tal como vem sendo hábito, deslocaram-se a Castanheira de Pera,
acompanhados pelos professores:

Berta Santos, Ana Gameiro, Conceição Simões, Isabel Roque, Edite Pina, Maria Moço, Eva
Nogueira e Irene Gandaio, 170 alunos dos 2º e 3º Ciclo da nossa Escola.

Os objetivos da visita foram plenamente cumpridos bem como os horários previstos.

Todos os intervenientes se divertiram, tendo havido um convívio muito saudável entre todos e
ficado o desejo de voltar no próximo ano.




1º CEB, 4º ano: os melhores leitores

É sempre um enorme prazer verificar o interesse com que as crianças se deslocam à Biblioteca
para requisitar e ler um livro!

As turmas Toch7 e T0ch8 realizaram um total de 153 requisições para leitura domiciliária. Desta-
caram-se as alunas Maria João Melo e Inês Loureiro, respetivamente com 36 e 17 títulos lidos,
pelo que a BE lhes entregará, no início do próximo ano letivo, um prémio como melhores leitoras
do 1º CEB da EB 2,3/Sec João Garcia Bacelar. Parabéns, pois são um exemplo a seguir!!!
Edição 9                                                                 Página 13




Campanha “ Pirilampo Mágico” - 2011/2012

Durante o mês de maio, alunos inscritos na disciplina de EMRC, mais uma vez, se disponibiliza-
ram a colaborar com a CERCI de Mira, na venda do Pirilampo Mágico.

Foram vendidos cem Pirilampos e sessenta Pin`s, perfazendo a quantia de 260 €, que posterior-
mente foram entregues à instituição.




España



                                                  Sendo um elemento fulcral na aprendizagem
                                                  de uma língua, a perceção de uma outra cultu-
                                                  ra, tão diferente da nossa, mas igualmente
                                                  rica, os alunos do 8.º A elaboraram trabalhos
                                                  sobre algumas festas típicas espanholas:




“La Tomatina”, “Las Fallas” e “San. Fermín” e
recolheram imagens de símbolos da cultura
espanhola. A exposição dos trabalhos esteve
patente na biblioteca escolar, entre 10 e 15 de
Junho.
ONDA DE IDEIAS                                                          Página 14



CFQ - exposição de trabalhos: “segurança rodoviária” / “planeta Terra”.

                                No final do ano letivo foram expostos, na biblioteca, diversos
                                trabalhos elaborados pelos alunos do 9º ano, sob orientação da
                                professora Isabel Roque, os quais se integram nos objetivos da
                                disciplina de Ciências Físico Químicas (CFQ), na Unidade
                                Temática - Em Trânsito, na Subunidade - Segurança e Preven-
                                ção Rodoviária. Pretendeu-se alertar/sensibilizar os alunos e/ou
                                outros elementos da comunidade educativa para o facto de a
qualidade de vida que todos queremos ter passar pela redução da sinistralidade nas nossas
estradas. Respeitar as normas de segurança rodoviária é fundamental e faz parte da educação
cívica que todos devemos ter.

Tendo o trabalho sido realizado no âmbito da disciplina de CFQ,
foi possível, igualmente, mostrar aos alunos que a Ciência, em
geral, e a Física, em particular, coadjuva a explicação dos acon-
tecimentos diários da sociedade.

Na biblioteca, estiveram patentes outros trabalhos relacionados
com o conteúdo programático “Planeta Terra”, lecionado no 7º
ano, os quais foram solicitados pela professora Sofia.



Clube de Voleibol da Tocha na Madeira

O Clube de Voleibol da Tocha deslocou-se à Madeira a fim de participar no Torneio Internacio-
nal de Voleibol da Madeira por parte do clube.
Esta deslocação foi um êxito não só em ter-
mos desportivos, como sociais. Criou-se um
grupo de amigos entre os encarregados de
educação que acompanharam o Clube e as
atletas puderam usufruir de um conjunto de
experiências que certamente as marcarão.
Desportivamente, o Clube alcançou o segun-
do lugar no Torneio, tendo conseguido obter
vinte pontos em vinte e quatro possíveis.
Edição 9                                                            Página 15




Festa de fim de ano—marchas

Realizou-se na noite do último dia de aulas um convívio de todos os membros da Comunidade
Escolar da nossa escola. Além do convívio o desfile das marchas foi um dos pontos mais altos
da noite.
ONDA DE IDEIAS                                                       Página 16




Escritores residentes
Sou a liberdade, mãe da igualdade e da fraternidade.

Sou respeitada por todas as pessoas porque libertei alguns povos de
ditaduras.

Gosto de falar, de brincar e de rir…

Ao longo dos anos fui aprendendo a ser mais forte nas tristezas; mais
alegre nas derrotas…

Sou original, sou rebelde, sou brincalhona…

Mas sofro com os poderosos que só pensam na guerra e na violência…



E se um dia fosses para te levantar do chão e algo te prendesse?

E se um dia fosses para falar e algo te não deixasse?

E se fosses para te libertar e algo te puxasse e te acorrentasse mais?

Sim, é muito estranho e muito triste de pensar…

Mas acho que a ditadura é basicamente isso…
                                                                            Liberdade
Mas, no dia 25 de Abril de 1974 tudo mudou. As pessoas “libertaram-se       significa
das correntes que as prendiam”, soltaram a sua alma e tornaram-se men-      responsabilidade.
tes livres…                                                                 É por isso que
Como se finalmente tivessem espaço para abrir asas e voar…                  tanta gente tem
                                                                            medo dela.
Como se pudessem dizer ao mundo o que lhes vai na alma…

Como se pudessem partilhar os sentimentos com os outros sem ter medo
                                                                             George Bernard
do que pudesse suceder…
                                                                                     Shaw
A liberdade é para se viver mesmo que às vezes não o façamos da forma
mais correta.

Mas ninguém faz tudo certo e todo o paraíso necessita de um pouco de
Inferno…
Edição 9                                                               Página 17




Te x t o s r e a l i z a d o s p e l o s a l u n o s d o 6 º C

 Imagina quão bom seria puderes olhar o céu da árvore mais alta e verdejante da floresta…

 Soltar as asas e olhar o céu da maneira mais bela e depois veres todos os seres transforma-
 dos em meros pontos insignificantes…

 Mas para ser livre é preciso saber usar a liberdade…

 Serei um sentimento?

 Serei tudo?

 Ou nada?

 Verdadeiramente, sou o simples bailar das árvores, sou os pássaros esvoaçando no céu azul,
 sou a felicidade…

 Afinal, sou eu … A Liberdade!




                                       Sou a liberdade…

                  Ainda hoje sou desejada por muitos milhares de pessoas…

Não sei porque não posso dar liberdade a toda a gente; porque não posso entra em todas as ter-
                                 ras e fazer as pessoas felizes…

  Cada lágrima que me cai pelo rosto é dedicada a cada pessoa sem liberdade, sem voz para
                          dizer o que quer e praticamente sem vida.
Agrupamento de Escolas Gândara Mar
              Escola EB2,3/Sec. João Garcia Bacelar



                                                             Eu sou a liberdade!

                                                                O que significo?

                              Significo que liberto o que quer ser libertado.

                                                    Mas também significo a Paz!

Tenho em mim mil cores, brilhantes e luminosas como se fossem estrelas
                           coloridas a brilhar no céu azul-escuro da noite…

  Tenho como missão acabar com os conflitos e espalhar-me como força
                                                                   libertadora…

                                                             Mas quem me quer?




                             Ficha Técnica
                 Edição e Layout — Professora Regina Teixeira

    Aconteceu na Escola — Professor João Paulo e Professora Regina Teixeira

    Agradecemos a todos os alunos e professores que, com o seu contributo,

                    permitiram o sucesso desta newsletter.

                         Blogue da Biblioteca Escolar

                       http://biblos-tocha.blogspot.com/

                              Contacto por email:

                           biblosblogue@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Boletim BE Junho 2010
Boletim BE Junho 2010Boletim BE Junho 2010
Boletim BE Junho 2010EB2 Mira
 
Boletim informativo2 2013_2014
Boletim informativo2 2013_2014Boletim informativo2 2013_2014
Boletim informativo2 2013_2014Risoleta Montez
 
Semanada Leitura2009 Escolas
Semanada Leitura2009 EscolasSemanada Leitura2009 Escolas
Semanada Leitura2009 EscolasEnguardas
 
Boletim becre 11março2012
Boletim becre 11março2012Boletim becre 11março2012
Boletim becre 11março2012creesp
 
Boletim BE Praia Março 2010
Boletim BE Praia Março 2010Boletim BE Praia Março 2010
Boletim BE Praia Março 2010EB2 Mira
 
12ª mssfi apresentacoes culturais
12ª mssfi apresentacoes culturais12ª mssfi apresentacoes culturais
12ª mssfi apresentacoes culturaisSEMECDIEDETEF
 
ApresentaçãO Sl 2010
ApresentaçãO Sl 2010ApresentaçãO Sl 2010
ApresentaçãO Sl 2010biblioebsa
 
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SP
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SPPlano de aula orquestra - Indaiatuba/SP
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SPDenise Lamas
 
Portfólio 2017 visibilidades e resistencias - cecms
Portfólio 2017   visibilidades e resistencias - cecmsPortfólio 2017   visibilidades e resistencias - cecms
Portfólio 2017 visibilidades e resistencias - cecmsVitorgeotao
 
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateus
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateusSemana Leitura 2013 agrupamento morgado mateus
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateusAna Quelhas
 
Atividades da semana da leitura 2013
Atividades da semana da leitura 2013Atividades da semana da leitura 2013
Atividades da semana da leitura 2013Élio Geadas
 
Newsletter março 2014
Newsletter março 2014Newsletter março 2014
Newsletter março 2014Ivone Pedroso
 

Mais procurados (20)

Boletim BE Junho 2010
Boletim BE Junho 2010Boletim BE Junho 2010
Boletim BE Junho 2010
 
Boletim informativo2 2013_2014
Boletim informativo2 2013_2014Boletim informativo2 2013_2014
Boletim informativo2 2013_2014
 
Semanada Leitura2009 Escolas
Semanada Leitura2009 EscolasSemanada Leitura2009 Escolas
Semanada Leitura2009 Escolas
 
70128232 atividades
70128232 atividades70128232 atividades
70128232 atividades
 
Balbúrdiainformativo1
Balbúrdiainformativo1Balbúrdiainformativo1
Balbúrdiainformativo1
 
Boletim nº 5
Boletim nº 5Boletim nº 5
Boletim nº 5
 
Boletim becre 11março2012
Boletim becre 11março2012Boletim becre 11março2012
Boletim becre 11março2012
 
ApresentaçãO Do Que Já Foi Feito
ApresentaçãO Do Que Já Foi FeitoApresentaçãO Do Que Já Foi Feito
ApresentaçãO Do Que Já Foi Feito
 
Boletim BE Praia Março 2010
Boletim BE Praia Março 2010Boletim BE Praia Março 2010
Boletim BE Praia Março 2010
 
12ª mssfi apresentacoes culturais
12ª mssfi apresentacoes culturais12ª mssfi apresentacoes culturais
12ª mssfi apresentacoes culturais
 
BIBLIOTECA DE ITAPARICA
BIBLIOTECA DE ITAPARICABIBLIOTECA DE ITAPARICA
BIBLIOTECA DE ITAPARICA
 
Boletim janeiro 2011
Boletim janeiro 2011Boletim janeiro 2011
Boletim janeiro 2011
 
Raposinho 8
Raposinho 8Raposinho 8
Raposinho 8
 
ApresentaçãO Sl 2010
ApresentaçãO Sl 2010ApresentaçãO Sl 2010
ApresentaçãO Sl 2010
 
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SP
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SPPlano de aula orquestra - Indaiatuba/SP
Plano de aula orquestra - Indaiatuba/SP
 
Portfólio 2017 visibilidades e resistencias - cecms
Portfólio 2017   visibilidades e resistencias - cecmsPortfólio 2017   visibilidades e resistencias - cecms
Portfólio 2017 visibilidades e resistencias - cecms
 
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateus
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateusSemana Leitura 2013 agrupamento morgado mateus
Semana Leitura 2013 agrupamento morgado mateus
 
Atividades da semana da leitura 2013
Atividades da semana da leitura 2013Atividades da semana da leitura 2013
Atividades da semana da leitura 2013
 
Revista Literatas Nº 31 - Ano II
Revista Literatas Nº 31 - Ano IIRevista Literatas Nº 31 - Ano II
Revista Literatas Nº 31 - Ano II
 
Newsletter março 2014
Newsletter março 2014Newsletter março 2014
Newsletter março 2014
 

Semelhante a Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)

BibEli@s de Janeiro 2010
BibEli@s de Janeiro 2010BibEli@s de Janeiro 2010
BibEli@s de Janeiro 2010guest0462827d
 
Relação tv escola iii
Relação tv escola iiiRelação tv escola iii
Relação tv escola iiiEdson Mamprin
 
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de Loulé
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de LouléBoletim de maio - Biblioteca Municipal de Loulé
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de LouléBiblioteca Mãe Soberana
 
Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013adelaidejordao3
 
Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013adelaidejordao3
 
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 10.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º ediçãoMax Teles Teles
 
DeClara nº30 fevereiro 2020
DeClara nº30 fevereiro  2020DeClara nº30 fevereiro  2020
DeClara nº30 fevereiro 2020IsabelPereira2010
 
Desdobr. prog.feira do livro 2013
Desdobr. prog.feira do livro  2013Desdobr. prog.feira do livro  2013
Desdobr. prog.feira do livro 2013Zaara Miranda
 
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013 PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013 Be Paredes
 
Sala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesaSala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesateacheranaclaudia
 
Programa de Oficinas
Programa de OficinasPrograma de Oficinas
Programa de Oficinasmarianasimsim
 
Sequência didática 2014.2 pibid
Sequência didática 2014.2   pibidSequência didática 2014.2   pibid
Sequência didática 2014.2 pibidRenally Arruda
 
1.ª voz - 3.ª publicação
1.ª voz  - 3.ª publicação1.ª voz  - 3.ª publicação
1.ª voz - 3.ª publicaçãomariajoao2013
 

Semelhante a Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012) (20)

DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021
 
Semear A Leitura
Semear A LeituraSemear A Leitura
Semear A Leitura
 
Semear a leitura
Semear a leituraSemear a leitura
Semear a leitura
 
BibEli@s de Janeiro 2010
BibEli@s de Janeiro 2010BibEli@s de Janeiro 2010
BibEli@s de Janeiro 2010
 
Relação tv escola iii
Relação tv escola iiiRelação tv escola iii
Relação tv escola iii
 
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de Loulé
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de LouléBoletim de maio - Biblioteca Municipal de Loulé
Boletim de maio - Biblioteca Municipal de Loulé
 
Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013
 
Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013Folheto. programa semana da leitura 2013
Folheto. programa semana da leitura 2013
 
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 10.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
 
DeClara nº30 fevereiro 2020
DeClara nº30 fevereiro  2020DeClara nº30 fevereiro  2020
DeClara nº30 fevereiro 2020
 
Relato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais
Relato da Prática Pedagógica _ Artes VisuaisRelato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais
Relato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais
 
Boletim Cultural de Março'11
Boletim Cultural de Março'11Boletim Cultural de Março'11
Boletim Cultural de Março'11
 
Desdobr. prog.feira do livro 2013
Desdobr. prog.feira do livro  2013Desdobr. prog.feira do livro  2013
Desdobr. prog.feira do livro 2013
 
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013 PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013
PTT concretização do PAA das be(s) 2012-2013
 
Sala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesaSala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesa
 
Programa de Oficinas
Programa de OficinasPrograma de Oficinas
Programa de Oficinas
 
Boletim UNIVERTI novembro e dezembro 2017
Boletim UNIVERTI novembro e dezembro 2017Boletim UNIVERTI novembro e dezembro 2017
Boletim UNIVERTI novembro e dezembro 2017
 
Sequência didática 2014.2 pibid
Sequência didática 2014.2   pibidSequência didática 2014.2   pibid
Sequência didática 2014.2 pibid
 
Portugues5em
Portugues5emPortugues5em
Portugues5em
 
1.ª voz - 3.ª publicação
1.ª voz  - 3.ª publicação1.ª voz  - 3.ª publicação
1.ª voz - 3.ª publicação
 

Mais de popi97

A menina que não queria livros
A menina que não queria livrosA menina que não queria livros
A menina que não queria livrospopi97
 
A galinha verde
A galinha verde A galinha verde
A galinha verde popi97
 
Healthy food slogans
Healthy food slogansHealthy food slogans
Healthy food sloganspopi97
 
Segurança na Internet: resultados do inquérito
Segurança na Internet: resultados do inquéritoSegurança na Internet: resultados do inquérito
Segurança na Internet: resultados do inquéritopopi97
 
Articulação do trabalho da BE com os programas de Português
Articulação do trabalho da BE com os programas de PortuguêsArticulação do trabalho da BE com os programas de Português
Articulação do trabalho da BE com os programas de Portuguêspopi97
 
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)Onda de ideias 10 (dezembro 2012)
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)popi97
 
Onda ideias 8
Onda ideias 8Onda ideias 8
Onda ideias 8popi97
 
Segurança na Internet - perigos e cuidados
Segurança na Internet - perigos e cuidadosSegurança na Internet - perigos e cuidados
Segurança na Internet - perigos e cuidadospopi97
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisapopi97
 
Onda ideias7 dez2011
Onda ideias7 dez2011Onda ideias7 dez2011
Onda ideias7 dez2011popi97
 
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)popi97
 
Questionario internet
Questionario internetQuestionario internet
Questionario internetpopi97
 
Onda ideias 5
Onda ideias 5Onda ideias 5
Onda ideias 5popi97
 
Onda ideias 5
Onda ideias 5Onda ideias 5
Onda ideias 5popi97
 
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogo
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no CatálogoSessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogo
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogopopi97
 
Apresent be 2010_11
Apresent be 2010_11Apresent be 2010_11
Apresent be 2010_11popi97
 

Mais de popi97 (16)

A menina que não queria livros
A menina que não queria livrosA menina que não queria livros
A menina que não queria livros
 
A galinha verde
A galinha verde A galinha verde
A galinha verde
 
Healthy food slogans
Healthy food slogansHealthy food slogans
Healthy food slogans
 
Segurança na Internet: resultados do inquérito
Segurança na Internet: resultados do inquéritoSegurança na Internet: resultados do inquérito
Segurança na Internet: resultados do inquérito
 
Articulação do trabalho da BE com os programas de Português
Articulação do trabalho da BE com os programas de PortuguêsArticulação do trabalho da BE com os programas de Português
Articulação do trabalho da BE com os programas de Português
 
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)Onda de ideias 10 (dezembro 2012)
Onda de ideias 10 (dezembro 2012)
 
Onda ideias 8
Onda ideias 8Onda ideias 8
Onda ideias 8
 
Segurança na Internet - perigos e cuidados
Segurança na Internet - perigos e cuidadosSegurança na Internet - perigos e cuidados
Segurança na Internet - perigos e cuidados
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
 
Onda ideias7 dez2011
Onda ideias7 dez2011Onda ideias7 dez2011
Onda ideias7 dez2011
 
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)
Onda de Ideias 6 (newsletter Verão 2011)
 
Questionario internet
Questionario internetQuestionario internet
Questionario internet
 
Onda ideias 5
Onda ideias 5Onda ideias 5
Onda ideias 5
 
Onda ideias 5
Onda ideias 5Onda ideias 5
Onda ideias 5
 
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogo
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no CatálogoSessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogo
Sessão formação utilizadores CDU e pesquisa no Catálogo
 
Apresent be 2010_11
Apresent be 2010_11Apresent be 2010_11
Apresent be 2010_11
 

Último

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 

Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)

  • 1. ESCOLA E. B. 2 E 3/SEC. JOÃO GARCIA BACELAR Edição 9 O N D A D E I D E I A S Junho de 2012 O meu país está doente e choro por ele infinitamente... Parece que os dias passam mas tudo permanece igual … cada humano que o habita está doente, cada animal que nele corre está doente até as próprias lágrimas de seres tão puros e verdadeiros não o são mais… Cada palavra devia ter uma proibição pois de nós, hoje, todas as palavras são pouco verdadeiras, cada grito é ensurdecedor e chega ao canto mais escuro da sala … faz eco mas ninguém o apazigua. Cada silêncio é a dor pura, é a mágoa e não a mentira … cada olhar é uma palavra embora tão silencioso seja … Cada gesto é tudo… ou simplesmente nada. Pontos de interesse: Mas verdadeiramente ele está doente, por toda a pobreza que nele se encontra, por toda a crise … (palavra  Atividades desenvolvi- assustadora para muitos) … por toda a mágoa que ele das pela BE carrega, quase sem poder suportar, por toda a poluição, por tanto…  Sessões e exposições na BE e na escola Acho que daqui em diante ele nem a sua voz poderá ouvir,  Eventos desportivos e resultados nem sequer vai querer levantar-se e dizer que se chama Portugal, nem sequer um choro partilhará … apenas o seu  Iniciativas do Projeto silêncio… Educação para a Saúde e do PAAA O meu país… está doente. E eu sou o seu futuro…  Escritores residentes Mariana Costa
  • 2. ONDA DE IDEIAS Página 2 Tributo a abril… Pretendeu-se, com esta iniciativa, complementar as pro- postas apresentadas pelas professoras de História para assinalar a efeméride do 25 de Abril, indo ao encontro dos três seguintes objetivos: “recordar um acontecimen- to fulcral para a História do nosso país”, “divulgar a cul- tura musical de um determinado período histórico” e “relembrar poetas e poesias de autores que defenderam a liberdade”. Desta atividade constaram a passagem de temas musicais relacionados com Abril na Rádio da Escola, durante os intervalos letivos de maior duração nos dias 24 e 26 de abril; um mural, nas escadas de acesso ao piso superior do Bloco A, com diversas impressões de cartazes comemo- rativos desta efeméride, onde, para além das imagens, figuravam alguns poemas da autoria de alunos do 6ºC que versavam sobre a liberdade; a exposição de diversos poemas de Sophia de Mello Breyner e Jorge de Sena. Porém, o momento principal desta atividade teve lugar na tarde do dia 26 de abril, no intervalo das 15.40 às 16.40 horas, durante o qual os alunos da turma 6ºC brin- daram o público com a interpretação de dois temas de Zeca Afonso - “Grândola, Vila Morena” e “O que faz fal- ta”, bem como com a leitura de poemas relacionados com a liberdade, junto ao mural criado no Bloco A. No final desta atuação, foram distribuídos, pelos presentes, cravos vermelhos, aos quais foram adicionados marcadores com frases alusivas à liberdade. Esta atividade contou com a colaboração dos alunos do Clube de Rádio (12ºA) e do 6º C, bem como das professoras Paula Dias, Fátima Gil e o apoio técnico do professor Jorge Dias e do alu- no Luís Silva (na preparação do sistema de som e reprodução das canções). Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria linguagem, você atinge seu coração." Nelson Mandela
  • 3. Edição 9 Página 3 Palestra sobre Miguel Torga – Caminhos A “Palestra: Miguel Torga – Caminhos”, que decorreu na Biblioteca, no dia 2 de maio de 2012, foi promovida pela professora Eneida Roldão Alferes em articulação com a Biblioteca Escolar, tendo como destinatários os alunos das turmas A, B e C do 9º ano e respetivas docentes de Lín- gua Portuguesa. A sessão foi dinamizada por Maria Donzília Alves, bibliote- cária Municipal de Mira, em colaboração com Domingos Neto e permitiu ir ao encontro dos objetivos delineados para a mesma, a saber: dar a conhecer a vida e a obra de Miguel Torga, um autor incontornável do século XX; estabelecer uma relação intertextual entre Miguel Torga e Luís de Camões; fomentar o desenvolvimento de interações verbais, do espírito crítico e da criatividade literária. Com efeito, a palestrante, Mestre Donzília Alves, efetuou uma abordagem à vida e obra de Miguel Torga, demonstrando as múltiplas marcas das vivências do autor nos seus textos, contando com o apoio de Domingos Neto que procedeu à declama- ção / leitura expressiva de alguns poemas e trechos do autor e, assim, conferiu mais vivacidade à ses- são. No final da sessão, foi aberto um espaço de diálogo, no qual a oradora se disponibilizou para responder e clarificar algumas questões colocadas pelos alunos. Registe-se, ainda, o facto de, na biblioteca, ter sido mon- tada uma pequena exposição biobibliográfica de Miguel Torga, onde estiveram expostas diversas obras do autor, assim como alguns trabalhos de pesquisa previamente realizados por alunos do 9.ºA. Alguns alunos desta tur- ma procederam, também, à elaboração de textos em prosa e em verso, tendo sido privilegiada a intertextuali- dade entre Miguel Torga e Camões.
  • 4. ONDA DE IDEIAS Página 4 Vasco da Gama e a descoberta do caminho marítimo para a Índia Na semana de 21 a 25 de maio, a BE levou a cabo uma exposição de painéis alusivos à via- gem que Vasco da Gama empreendeu à India, coincidindo com a data em que se assinalam 514 anos da chegada deste navegador e da Armada Portuguesa a Calecute (1498-2012). Recorrendo a materiais elaborados pela Comis- são Nacional para a Comemoração dos Desco- brimentos Portugueses, a BE distribuiu um con- junto de 22 painéis pelo exterior do Bloco A, com o intuito de suscitar a curiosidade e de “provocar” a comunidade escolar, despertando o interesse pela leitura desta verdadeira epopeia contada através de imagens, textos e referências a docu- mentos históricos. Para apoiar o público na visita à exposição, a BE preparou um guião, com uma síntese de cada um dos painéis. Uma vez que o conteúdo desta mostra se enqua- dra nos Programas de História e Geografia de Por- tugal do 5º ano e de História do 8º ano, e porque a Viagem de Vasco da Gama constitui um dos ele- mentos fulcrais da obra Os Lusíadas, estudada em Língua Portuguesa no 9º ano, a Biblioteca Escolar dirigiu um convite aos docentes no sentido de sen- sibilizarem os alunos para a importância de apro- veitar esta exposição para consolidar conhecimen- tos (através da visita autónoma ou acompanhada pela respetiva docente).
  • 5. Edição 9 Página 5 Vasco da Gama e a descoberta do caminho marítimo para a Índia A professora Regina Teixeira conce- beu um questionário (PedyPaper) des- tinado às suas turmas A e B do 5º ano, no qual os alunos, organizados em pequenas equipas, teriam de per- correr os diversos painéis e responder às perguntas com base em informação patente nos mesmos. Considerando que estes alunos mani- festaram um extraordinário entusias- mo pela atividade, a BE decidiu atri- buir um prémio à melhor equipa de cada uma das turmas. Assim, receberam o livro Carta a El-Rei Dom Manuel sobre o achamento do Brasil, de Pero Vaz de Caminha (adaptada para os mais novos por João de Melo, com ilustrações de Carla Nazareth. – da coleção: Clássicos da lite- ratura portuguesa contados às crianças. Tem- po dos mais novos – Quasi Editora, 2008 / Semanário Sol e MILLENIUM BCP), do quinto ano, turma A, os seguintes alunos: nº 2, Ale- xandre; nº 13, João Oliveira; nº 19, Rafael e nº 22, Tiago; receberam este mesmo prémio, no 5ºB, a equipa constituída por: nº 8, Gonçalo; nº 13, João Tomás e nº 20, Tiago Daniel. Para- béns! Para o ano, a BE irá trazer mais uma exposição deste tipo, desta feita ligada à obra que estes alunos receberam e à chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. Fica prometido!
  • 6. ONDA DE IDEIAS Página 6 Hora do conto: pré-escolar e 1º CEB (itinerâncias) Na sequência do trabalho já desenvolvido nos 1º e 2º períodos, com a visita às diversas salas do 1º CEB do Agrupamento, a BE deu prioridade ao Pré-escolar no terceiro período, agendando a visita das três salas do Jardim de Infância da Tocha à Biblioteca para o dia 24 de maio, a fim de assistirem à apresentação de histórias a partir do site “Biblioteca de Livros Digitais” (http:// www.planonacionaldeleitura.gov.pt/bibliotecadigital/ ). Assim, a manhã foi preenchida com três ses- sões. A primeira destinou-se à sala da educa- dora Fernan- da e as crian- ças assisti- ram à apre- sentação da história “O banho e o duche”; em seguida, foi a vez dos meninos da sala da educadora Cristina ouvirem “A princesa malcriada”; finalmente, as crianças da sala da educa- dora Ana participaram na sessão realizada a partir da narrativa “Onde estão os meus óculos?”.
  • 7. Edição 9 Página 7 Hora do conto: pré-escolar e 1º CEB (itinerâncias) A 4 e 5 de junho, decorreram na Sala A2 duas sessões de hora do conto para as turmas Toch7 e Toch8 (ambas do 4º ano). “A árvore”, de Sophia de Mello Breyner Andresen, foi o conto escolhido, a partir do qual os alu- nos foram levados a vivenciar a cultura japonesa evoca- da através da passagem de alguns temas musicais orientais e a “construir” e “embarcar” num “barco”. Não faltou a ilustração coletiva de árvores e a indispensável reflexão sobre os valores presentes nesta narrativa – o respeito pela natureza e a preservação da memória daquilo que verdadeiramente gostamos. Cumprindo ainda o programa de itinerâncias no Pré- escolar, decorreu, a 21 de junho, de manhã, a desloca- ção da professora bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Mira (EB2 de Mira), Dra. Rosário Figueiredo que veio dinamizar uma atividade de promoção do livro / leitura, a partir da obra “O dia em que a barriga reben- tou”, da autoria de José Fanha, com ilustração de Maria João Gromicho. Esta sessão decorre da parceria estabelecida com aquele agrupamento, através da qual também já o professor bibliotecário do Agrupa- mento Gândara Mar se deslocara a um estabelecimento de ensino do agrupamento de escolas do concelho vizi- nho, para aí levar a cabo uma ativi- dade da mesma natureza. Com esta ativida- de concluiu-se o ciclo de apresentações de histórias no corrente ano letivo, tendo a BE conseguido estar presente ou fazer-se representar na totalidade das salas do Pré- escolar e 1ºCEB do nosso agrupamento.
  • 8. ONDA DE IDEIAS Página 8 Dia Internacional do Livro e Día de Cervantes No âmbito da comemoração do Dia Internacional do Livro e Día de Cervantes, autor de renome da literatura de língua espanhola, foi solicitado aos alu- nos do 7.º A e B que efetuassem uma pesquisa sobre a vida e a obra de autores de língua espanho- la e a acompanhassem de imagens. A par deste tra- balho efetuaram marcadores de livros com citações sobre o ato de ler e a leitura. Os trabalhos foram expostos na biblioteca escolar. O Dia Internacional do Livro foi celebrado pela pri- meira vez a 7 de Outubro de 1926, como comemo- ração do nascimento do escritor espanhol Miguel Cervantes. Foi o escritor e editor Vincent Clavel Andrés que propôs este dia, primeiro, à Câmara Oficial do Livro de Barcelona e, depois, ao Governo espanhol, criando a Festa do Livro Espanhol. No ano de 1930, a data comemorativa foi transla- dada para 23 de Abril, dia do falecimento de Cer- vantes. Mais tarde, em 1995, a UNESCO instituiu 23 de Abril como o Dia Internacional do Livro. Além de Cervantes, é também neste dia que se assinala o falecimento de William Shakespeare e o nascimento de Vladimir Nabokov, entre outros escritores. Quanto menos comes, bebes, compras livros e vais ao teatro, pensas, amas, teorizas, cantas, sofres, praticas desporto, etc., mais economizas e mais cresce o teu capital. És menos, mas tens mais. Assim todas as paixões e atividades são tragadas pela cobiça. Karl Marx
  • 9. Edição 9 Página 9 Exposição no âmbito da disciplina de Geografia: “Provérbios sobre o clima" No âmbito da temática sobre o Meio Natural, foi solicitado aos alunos das turmas B e C do sétimo ano uma recolha de provérbios sobre estado de tempo e clima. Seguidamente foi proposta a apre- sentação desses provérbios em maquete, livro, cartaz ou outro meio de divulgação. Os alunos corresponderam ao pedido utilizando diversos materiais nomeadamente gesso, cartão, cartolina, cana de bambu, papel dourado e madeira. A exposição esteve patente na Biblioteca da Escola durante uma semana. Foram atribuídos três prémios por turma e prémios de participação a todos os restantes. (profª Alice Gesteiro) Dia internacional do ambiente Os professores de Inglês levaram a cabo a celebração do Dia Mun- dial do Ambiente, que se assinalou a 5 de junho, com a montagem de uma exposição de frases, desenhos e clips de vídeo, como forma de sensibilização da comunidade escolar para a importância de todos darem o seu contributo para a preserva- ção do meio ambiente. Estando a informação exposta em língua inglesa e discutidas que foram, em contexto d e sala de aula, algumas situa- ções relacionadas com as consequências do mau uso dos recursos / dicas para comportamentos ecolo- gicamente responsáveis, esta exposição / atividade permitiu explorar voca- bulário específico em inglês e apelar para condutas adequadas em termos ambientais.
  • 10. ONDA DE IDEIAS Página 10 Alunas do AE Gândara Mar campeãs regionais de voleibol O Agrupamento de Escolas Gândara Mar – Tocha – participou este fim-de-semana (09 de Junho) na 2ª Fase do Campeonato Regional do Desporto Escolar, a qual decorreu em Canas de Senhorim, com a sua equipa de iniciados femininos na modalidade de voleibol. Esta competição, que reúne os Campeões Distritais de cada um dos Distritos da Região Centro, nomeadamente Guarda, Castelo Branco, Aveiro, Leiria, Coimbra e Viseu, realiza-se anualmente e congrega além das equipas de voleibol, as equipas de basquetebol, futsal e ande- bol, quer masculino quer feminino. Após terem ultrapassado na 1ª fase a equipa de Leiria e de Aveiro com uma duplo 3x0, apuraram-se para as meias-finais, onde defrontaram a equipa do AE Canas de Senhorim (Viseu), vencendo também por 3x0 e apurando-se assim para a grande final do dia. Na final o AE Gândara Mar voltou a encontrar a equipa de Aveiro, o IPS Bustos, que na sua meia-final der- rotou por 3x0 a equipa da Guarda. Tal como no primeiro jogo, na 1ª fase, este também foi muito equilibrado, no entanto as alunas do AE Gândara Mar venceram novamente, agora por 3-2. Entraram melhor as atletas da Tocha que venceram o 1º set (25-12), no entanto perderam o seguinte por 25-23. No 3º set voltaram a ser uma a equipa muito consistente e venceram por 25-8 e quando todos esperavam nova vitória no 4º set a equipa de Bustos reagiu e venceu por 25-12, levando o jogo para a negra. Neste set e com enorme espírito de sacrifício e entreajuda, as meninas do AE Gânda- ra Mar conseguiram ven- cer por 15-12, revelando grande determinação e confiança no seu voleibol não dando quaisquer hipó- teses ao seu adversário, fazendo desta forma a grande festa final. Parabéns a todos e para- béns ao Desporto Escolar.
  • 11. Edição 9 Página 11 Caminhada pelo coração à praia da Tocha No âmbito do mês do coração, o Grupo do PES realizou a Caminhada à Praia da Tocha com a participação de alunos, Encarregados de Educa- ção e professores: Manuel Marques, Maria Moço, Irene Gandaio, Conceição Simões, Edite Andrade, Emília Noguei- ra, Helena Abreu, Joana Lopes, Paula Parrei- ra, Paula Cardoso, Isabel Roque e Emília Coelho e pela nossa psicóloga Helena Mar- tins. Acompanharam parte do percurso por forma a manterem a segurança, um carro da GNR da Tocha. A caminhada decorreu com entusiasmo e anima- ção tendo terminado com um piquenique no Par- que de Merendas da Praia da Tocha.
  • 12. ONDA DE IDEIAS Página 12 Castanheira de Pera—dia de convívio No dia 13 de junho de 2012, tal como vem sendo hábito, deslocaram-se a Castanheira de Pera, acompanhados pelos professores: Berta Santos, Ana Gameiro, Conceição Simões, Isabel Roque, Edite Pina, Maria Moço, Eva Nogueira e Irene Gandaio, 170 alunos dos 2º e 3º Ciclo da nossa Escola. Os objetivos da visita foram plenamente cumpridos bem como os horários previstos. Todos os intervenientes se divertiram, tendo havido um convívio muito saudável entre todos e ficado o desejo de voltar no próximo ano. 1º CEB, 4º ano: os melhores leitores É sempre um enorme prazer verificar o interesse com que as crianças se deslocam à Biblioteca para requisitar e ler um livro! As turmas Toch7 e T0ch8 realizaram um total de 153 requisições para leitura domiciliária. Desta- caram-se as alunas Maria João Melo e Inês Loureiro, respetivamente com 36 e 17 títulos lidos, pelo que a BE lhes entregará, no início do próximo ano letivo, um prémio como melhores leitoras do 1º CEB da EB 2,3/Sec João Garcia Bacelar. Parabéns, pois são um exemplo a seguir!!!
  • 13. Edição 9 Página 13 Campanha “ Pirilampo Mágico” - 2011/2012 Durante o mês de maio, alunos inscritos na disciplina de EMRC, mais uma vez, se disponibiliza- ram a colaborar com a CERCI de Mira, na venda do Pirilampo Mágico. Foram vendidos cem Pirilampos e sessenta Pin`s, perfazendo a quantia de 260 €, que posterior- mente foram entregues à instituição. España Sendo um elemento fulcral na aprendizagem de uma língua, a perceção de uma outra cultu- ra, tão diferente da nossa, mas igualmente rica, os alunos do 8.º A elaboraram trabalhos sobre algumas festas típicas espanholas: “La Tomatina”, “Las Fallas” e “San. Fermín” e recolheram imagens de símbolos da cultura espanhola. A exposição dos trabalhos esteve patente na biblioteca escolar, entre 10 e 15 de Junho.
  • 14. ONDA DE IDEIAS Página 14 CFQ - exposição de trabalhos: “segurança rodoviária” / “planeta Terra”. No final do ano letivo foram expostos, na biblioteca, diversos trabalhos elaborados pelos alunos do 9º ano, sob orientação da professora Isabel Roque, os quais se integram nos objetivos da disciplina de Ciências Físico Químicas (CFQ), na Unidade Temática - Em Trânsito, na Subunidade - Segurança e Preven- ção Rodoviária. Pretendeu-se alertar/sensibilizar os alunos e/ou outros elementos da comunidade educativa para o facto de a qualidade de vida que todos queremos ter passar pela redução da sinistralidade nas nossas estradas. Respeitar as normas de segurança rodoviária é fundamental e faz parte da educação cívica que todos devemos ter. Tendo o trabalho sido realizado no âmbito da disciplina de CFQ, foi possível, igualmente, mostrar aos alunos que a Ciência, em geral, e a Física, em particular, coadjuva a explicação dos acon- tecimentos diários da sociedade. Na biblioteca, estiveram patentes outros trabalhos relacionados com o conteúdo programático “Planeta Terra”, lecionado no 7º ano, os quais foram solicitados pela professora Sofia. Clube de Voleibol da Tocha na Madeira O Clube de Voleibol da Tocha deslocou-se à Madeira a fim de participar no Torneio Internacio- nal de Voleibol da Madeira por parte do clube. Esta deslocação foi um êxito não só em ter- mos desportivos, como sociais. Criou-se um grupo de amigos entre os encarregados de educação que acompanharam o Clube e as atletas puderam usufruir de um conjunto de experiências que certamente as marcarão. Desportivamente, o Clube alcançou o segun- do lugar no Torneio, tendo conseguido obter vinte pontos em vinte e quatro possíveis.
  • 15. Edição 9 Página 15 Festa de fim de ano—marchas Realizou-se na noite do último dia de aulas um convívio de todos os membros da Comunidade Escolar da nossa escola. Além do convívio o desfile das marchas foi um dos pontos mais altos da noite.
  • 16. ONDA DE IDEIAS Página 16 Escritores residentes Sou a liberdade, mãe da igualdade e da fraternidade. Sou respeitada por todas as pessoas porque libertei alguns povos de ditaduras. Gosto de falar, de brincar e de rir… Ao longo dos anos fui aprendendo a ser mais forte nas tristezas; mais alegre nas derrotas… Sou original, sou rebelde, sou brincalhona… Mas sofro com os poderosos que só pensam na guerra e na violência… E se um dia fosses para te levantar do chão e algo te prendesse? E se um dia fosses para falar e algo te não deixasse? E se fosses para te libertar e algo te puxasse e te acorrentasse mais? Sim, é muito estranho e muito triste de pensar… Mas acho que a ditadura é basicamente isso… Liberdade Mas, no dia 25 de Abril de 1974 tudo mudou. As pessoas “libertaram-se significa das correntes que as prendiam”, soltaram a sua alma e tornaram-se men- responsabilidade. tes livres… É por isso que Como se finalmente tivessem espaço para abrir asas e voar… tanta gente tem medo dela. Como se pudessem dizer ao mundo o que lhes vai na alma… Como se pudessem partilhar os sentimentos com os outros sem ter medo George Bernard do que pudesse suceder… Shaw A liberdade é para se viver mesmo que às vezes não o façamos da forma mais correta. Mas ninguém faz tudo certo e todo o paraíso necessita de um pouco de Inferno…
  • 17. Edição 9 Página 17 Te x t o s r e a l i z a d o s p e l o s a l u n o s d o 6 º C Imagina quão bom seria puderes olhar o céu da árvore mais alta e verdejante da floresta… Soltar as asas e olhar o céu da maneira mais bela e depois veres todos os seres transforma- dos em meros pontos insignificantes… Mas para ser livre é preciso saber usar a liberdade… Serei um sentimento? Serei tudo? Ou nada? Verdadeiramente, sou o simples bailar das árvores, sou os pássaros esvoaçando no céu azul, sou a felicidade… Afinal, sou eu … A Liberdade! Sou a liberdade… Ainda hoje sou desejada por muitos milhares de pessoas… Não sei porque não posso dar liberdade a toda a gente; porque não posso entra em todas as ter- ras e fazer as pessoas felizes… Cada lágrima que me cai pelo rosto é dedicada a cada pessoa sem liberdade, sem voz para dizer o que quer e praticamente sem vida.
  • 18. Agrupamento de Escolas Gândara Mar Escola EB2,3/Sec. João Garcia Bacelar Eu sou a liberdade! O que significo? Significo que liberto o que quer ser libertado. Mas também significo a Paz! Tenho em mim mil cores, brilhantes e luminosas como se fossem estrelas coloridas a brilhar no céu azul-escuro da noite… Tenho como missão acabar com os conflitos e espalhar-me como força libertadora… Mas quem me quer? Ficha Técnica Edição e Layout — Professora Regina Teixeira Aconteceu na Escola — Professor João Paulo e Professora Regina Teixeira Agradecemos a todos os alunos e professores que, com o seu contributo, permitiram o sucesso desta newsletter. Blogue da Biblioteca Escolar http://biblos-tocha.blogspot.com/ Contacto por email: biblosblogue@gmail.com