Qualificação da Mão-de-Obra como Fator Vital de Competitividade Jacques Marcovitch Universidade de São Paulo Circuito  Amc...
Qual é a principal prioridade para aprimorar a qualificação de mão-de-obra técnica no Brasil?   I <ul><li>  </li></ul><ul>...
Qual é a principal prioridade para aprimorar a qualificação de mão-de-obra técnica no Brasil?   II <ul><li>Combater a evas...
  Das prioridades abaixo, qual é aquela em que você está engajado pessoalmente?  I    <ul><li>Induzir as empresas a adotar...
Das prioridades abaixo, qual é aquela em que você está engajado pessoalmente? II  <ul><li>Beneficiar com  incentivos fisca...
Prioridades para a ação:  Ensino médio  <ul><li>Entender os  anseios dos jovens , especialmente as mulheres, e identificar...
Prioridades para a ação:  Ensino médio <ul><li>Desenvolver  programas intensivos de melhoria do ensino de Matemática e Ciê...
Prioridades de Ação: Ensino profissionalizante e superior   <ul><li>Incluir temas relacionados à ciência de serviços – ou ...
Prioridades para a ação: Empresa  <ul><li>Estabelecer parcerias com outras empresas e instituições de ensino;  </li></ul><...
Prioridades para a ação: Empresa <ul><li>Investir na formação de pós-graduados e PhDs; </li></ul><ul><li>Ofertar bolsas pa...
Prioridades para a ação: Governo  <ul><li>Criação de mecanismo, nos moldes da Lei Rouanet, de incentivos fiscais às compan...
<ul><li>“ Estou sempre à disposição. Eu estou pronto 24 horas por dia, seja para o que for”. </li></ul><ul><li>A disposiçã...
<ul><li>“ Um patrão precisa mais do bom operário do que este do patrão; e por isso é sempre do interesse dele melhorar as ...
<ul><li>“ Quem manufatura nunca está fazendo bem feito demais.  Todos os dias deve-se cuidar do melhoramento do produto”. ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amcham suape qualif-m_obracomofatorvitaldecompet-080710

358 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amcham suape qualif-m_obracomofatorvitaldecompet-080710

  1. 1. Qualificação da Mão-de-Obra como Fator Vital de Competitividade Jacques Marcovitch Universidade de São Paulo Circuito Amcham de Desenvolvimento Regional Edição Suape Recife - 08 de Julho de 2010
  2. 2. Qual é a principal prioridade para aprimorar a qualificação de mão-de-obra técnica no Brasil? I <ul><li>  </li></ul><ul><li>Celebrar consórcios entre empresas e centros de formação para promover a capacitação técnica - 25.6% </li></ul><ul><li>Melhorar o ensino de Matemática, Física e Química no curso médio - 24.4% </li></ul><ul><li>Beneficiar com incentivos fiscais as empresas que oferecem capacitação técnica e bolsas de estudo - 19.2% </li></ul>
  3. 3. Qual é a principal prioridade para aprimorar a qualificação de mão-de-obra técnica no Brasil? II <ul><li>Combater a evasão nos cursos de Engenharia, vivência prática desde o primeiro ano - 12.8% </li></ul><ul><li>Promover a dignidade das carreiras técnicas - 12.8% </li></ul><ul><li>Induzir as empresas a adotar planos de treinamento e retenção mais agressivos - 7.7% </li></ul><ul><li>(Numero de respondentes: 78) </li></ul>
  4. 4. Das prioridades abaixo, qual é aquela em que você está engajado pessoalmente? I   <ul><li>Induzir as empresas a adotar planos de treinamento e retenção mais agressivos - 34.2% </li></ul><ul><li>Celebrar consórcios entre empresas e centros de formação para promover a capacitação técnica - 31.6% </li></ul><ul><li>Melhorar o ensino de Matemática, Física e Química no curso médio - 6.6% </li></ul>
  5. 5. Das prioridades abaixo, qual é aquela em que você está engajado pessoalmente? II  <ul><li>Beneficiar com incentivos fiscais as empresas que oferecem capacitação técnica e bolsas de estudo - 6.6% </li></ul><ul><li>Combater a evasão nos cursos de Engenharia, vivência prática desde o primeiro ano e recuperação da dignidade das carreiras técnicas - 4.0% </li></ul>
  6. 6. Prioridades para a ação: Ensino médio <ul><li>Entender os anseios dos jovens , especialmente as mulheres, e identificar por que poucos optam pelas carreiras técnicas e criar programas para motivá-los a reverem essa postura; </li></ul><ul><li>Aumentar o teor tecnológico no ensino médio com muita prática laboratorial; </li></ul><ul><li>Ofertar bolsas de incentivo a formandos selecionados para que tenham acesso facilitado a cursos de nível elevado em universidades públicas; </li></ul>
  7. 7. Prioridades para a ação: Ensino médio <ul><li>Desenvolver programas intensivos de melhoria do ensino de Matemática e Ciências; </li></ul><ul><li>Permitir que alunos de Engenharia e engenheiros formados lecionem cursos de Física, Química e Matemática; </li></ul><ul><li>Reorganizar o currículo por áreas, não disciplinas; </li></ul>
  8. 8. Prioridades de Ação: Ensino profissionalizante e superior <ul><li>Incluir temas relacionados à ciência de serviços – ou seja, à dinâmica do relacionamento com clientes e fornecedores </li></ul><ul><li>Reduzir a quantidade de denominações de diferentes modalidades de Engenharia; </li></ul><ul><li>Estimular que os graduandos “coloquem a mão na massa” desde o primeiro ano; </li></ul><ul><li>Reduzir a evasão e adotar programas que permitam elevar o rendimento escolar de 20% para 40%. </li></ul>
  9. 9. Prioridades para a ação: Empresa <ul><li>Estabelecer parcerias com outras empresas e instituições de ensino; </li></ul><ul><li>Formar pessoas que possam preparar outras; </li></ul><ul><li>C ontratar pessoas sem todos os requisitos desejados, mas com disposição para aprender e se identificar com a empresa ; </li></ul><ul><li>Abrir espaço para experiências internacionais; </li></ul>
  10. 10. Prioridades para a ação: Empresa <ul><li>Investir na formação de pós-graduados e PhDs; </li></ul><ul><li>Ofertar bolsas para alunos de carreiras tecnológicas; </li></ul><ul><li>Financiar escolas de Engenharia para melhorarem sua base laboratorial e de tecnologia da informação; </li></ul><ul><li>Apoiar programas voltados a aumentar o rendimento de estudantes. </li></ul>
  11. 11. Prioridades para a ação: Governo <ul><li>Criação de mecanismo, nos moldes da Lei Rouanet, de incentivos fiscais às companhias que investirem em capacitação de profissionais; </li></ul><ul><li>Financiamento para escolas de Engenharia promoverem melhorias de infraestrutura; </li></ul><ul><li>Desburocratização da autorização de funcionamento de cursos profissionalizantes de tecnologia </li></ul><ul><li>flexibilização da composição das grades curriculares conforme a necessidade do mercado. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>“ Estou sempre à disposição. Eu estou pronto 24 horas por dia, seja para o que for”. </li></ul><ul><li>A disposição de Edson Queiroz para </li></ul><ul><li>acompanhar de perto tudo o que acontecia nas </li></ul><ul><li>suas empresas. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>“ Um patrão precisa mais do bom operário do que este do patrão; e por isso é sempre do interesse dele melhorar as condições”. </li></ul><ul><li>Luiz Tarquínio em carta endereçada aos </li></ul><ul><li>acionistas da Fábrica Boa Viagem, em 1902 </li></ul><ul><li>sobre as relações trabalhistas . </li></ul>
  14. 14. <ul><li>“ Quem manufatura nunca está fazendo bem feito demais. Todos os dias deve-se cuidar do melhoramento do produto”. </li></ul><ul><li>As normas de Delmiro Gouveia </li></ul><ul><li>sobre o controle da qualidade. </li></ul>

×