Pricipios economia

366 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pricipios economia

  1. 1. 1 OS 10 PRINCÍPIOS DA ECONOMIA OS 10 PRINCÍPIOS DA ECONOMIA
  2. 2. 2 10 PRÍNCIPIOS DA ECONOMIA10 PRÍNCIPIOS DA ECONOMIA O ESTUDO DA ECONOMIA ORIENTA-SE POR ALGUMAS GRANDES IDEIAS: O ESTUDO DA ECONOMIA ORIENTA-SE POR ALGUMAS GRANDES IDEIAS: Princípios 1, 2, 3 e 4 Princípios 5, 6 e 7 Princípios 8, 9 e 10 TOMADA DE DECISÕES INDIVIDUAL INTERACÇÕES ENTRE PESSOAS FUNCIONAMENTO DA ECONOMIA
  3. 3. 3 Tomadas de Decisões Individual 1º Princípio “As pessoas enfrentam tradeoffs” “Nada é de graça”. Para conseguirmos algo que queremos, geralmente precisamos de abrir mão de outra coisa de que gostamos. A tomada de decisões exige escolher um objectivo em detrimento de outro.
  4. 4. 4 Tomadas de Decisões Individual 2º Princípio “O Custo de alguma coisa é Aquilo de que se desiste para Obtê-la” A tomada de decisões exige comparar os custos e benefícios de possibilidades alternativas . Custo de oportunidade é assim, o valor do que melhor deixamos de fazer para fazer o que fizemos.
  5. 5. 5 Tomadas de Decisões Individual 3º Princípio “As Pessoas Racionais Pensam na Margem ” Tanto as pessoas como as empresas podem tomar melhores decisões, pensando na margem. Um tomador de decisões racional executa uma acção se e só se o benefício marginal da acção ultrapassar o custo marginal.
  6. 6. 6 Tomadas de Decisões Individual 4º Princípio “As pessoas mudam o seu comportamento em função dos incentivos com que se deparam” Como as pessoas tomam decisões por meio da comparação de custos e benefícios, quando estes são alterados, o seu comportamento também pode mudar. O efeito do preço sobre o comportamento dos compradores e vendedores num mercado é crucial para entender como a economia funciona.
  7. 7. 7 Interacções Entre Pessoas 5º Princípio “O comércio pode ser mutuamente benéfico” Comércio pode enriquecer todos os países e indivíduos que trocam voluntariamente por outros, os produtos em que se especializaram, aumentando consideravelmente a variedade e a quantidade de consumo, e elevando o nível geral de vida.
  8. 8. 8 Interacções Entre Pessoas 6º Princípio “Os mercados como coordenadores entre o comércio e as pessoas” Numa economia de mercado as decisões do governo são substituídas pelas decisões das empresas e famílias. Estas decidem quem contratar, o que produzir, o que comprar com os seus rendimentos e onde trabalhar, interagindo no mercado, como se fossem guiadas por uma “mão invisível”.
  9. 9. 9 Interacções Entre Pessoas 7º Princípio “O governo pode melhorar os resultados do mercado” A “mão invisível” do mercado, nem sempre funciona bem, por isso precisa que o governo a proteja , quando existem falhas de mercado, como externalidades e/ou poder de mercado.
  10. 10. 10 Funcionamento Da Economia 8º Princípio “O padrão de vida de um país depende da sua capacidade de produzir bens e serviços ” Para se elevar o padrão de vida de um país, os formuladores de políticas precisam de elevar a produtividade garantindo que os trabalhadores tenham uma boa educação, disponham das ferramentas de que precisam para produzir bens e serviços e tenham acesso à melhor tecnologia disponível.
  11. 11. 11 Funcionamento Da Economia 9º Princípio “O crescimento da moeda é a causa fundamental da inflação” Por vezes, por motivos de gestão financeira, o Estado (mais precisamente o Banco Central) decide lançar um acréscimo de moeda para a economia. Se há mais moeda, o valor dela desce, e os preços todos sobem. A este fenómeno chamamos inflação
  12. 12. 12 Funcionamento Da Economia 10º Princípio “A sociedade enfrenta um tradeoff de curto prazo entre inflação e desemprego.” Através da Curva de Phillips pode-se verificar o tradeoff de curto prazo de inflação e desemprego, isto é, Phillips provou que, anos com baixo desemprego tendem a apresentar baixa inflação. Em períodos de um ou dois anos a inflação e o desemprego tendem a seguir direcções opostas.

×