O CEGO DE NASCENÇA Quem foi que pecou para este homem ter nascido cego? Ele, ou os seus pais? (Jo 9,2)
Jesus respondeu: «Nem pecou ele, nem os seus pais, mas isto aconteceu para nele se manifestarem as obras de Deus». (Jo 9,3)
Muitos deles parecem ter cara de intelectuais, nas mãos trazem jornais que falam de corrupção, de roubos, de crimes, de gu...
Enfim, eu não sou diferente dos outros. Cada pessoa têm as suas tragédias: mortes, depressões, traições, rejeições, pobrez...
Há situações em que perguntamos: «Porquê?» E sentimos dentro uma estranha satisfação quando conseguimos encontrar o culpad...
Mas, Jesus não quer que resolvamos os nossos problemas carregando as culpas sobre os outros. Para Ele, cada situação, mesm...
Como seria diferente a minha vida se deixasse de procurar os culpados e começasse a descobrir a acção providencial de Deus?
Toda a Sagrada Escritura é cheia de histórias de tragédias humanas … histórias onde Deus se tornou Presente e revelou o Se...
Vem Senhor Jesus
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jesus O Cego De NascençA

1.238 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jesus O Cego De NascençA

  1. 1. O CEGO DE NASCENÇA Quem foi que pecou para este homem ter nascido cego? Ele, ou os seus pais? (Jo 9,2)
  2. 2. Jesus respondeu: «Nem pecou ele, nem os seus pais, mas isto aconteceu para nele se manifestarem as obras de Deus». (Jo 9,3)
  3. 3. Muitos deles parecem ter cara de intelectuais, nas mãos trazem jornais que falam de corrupção, de roubos, de crimes, de guerras e violências ou de catástrofes naturais. Os passos apressados e os rostos tensos deixam imaginar um fardo pesado que os oprime, e parecem gritar: «Porquê vivemos? Porquê continuamos a viver?» Se passeamos nas ruas de uma cidade qualquer, decerto não encontramos caras alegres. Nos rostos lemos o cansaço, nos olhares o vazio que se perde na imensidão …
  4. 4. Enfim, eu não sou diferente dos outros. Cada pessoa têm as suas tragédias: mortes, depressões, traições, rejeições, pobrezas, separações, perdas … São coisas que acontecem e ninguém consegue controlar.
  5. 5. Há situações em que perguntamos: «Porquê?» E sentimos dentro uma estranha satisfação quando conseguimos encontrar o culpado.
  6. 6. Mas, Jesus não quer que resolvamos os nossos problemas carregando as culpas sobre os outros. Para Ele, cada situação, mesmo a maior tragédia, torna-se ocasião para revelar a Sua misteriosa acção salvadora.
  7. 7. Como seria diferente a minha vida se deixasse de procurar os culpados e começasse a descobrir a acção providencial de Deus?
  8. 8. Toda a Sagrada Escritura é cheia de histórias de tragédias humanas … histórias onde Deus se tornou Presente e revelou o Seus Amor incondicional, assim todas aquelas histórias se tornaram «historias de salvação».
  9. 9. Vem Senhor Jesus

×