4º Trimestre de 2014 1
ISSN 1984-9095
Esta é uma revista para o ensino de crianças
de 3 a 4 anos na Escola Bíblica Dominic...
2
Unidade 1 – EU SOU ESPECIAL
Recurso 1 – Gravura para quebra-cabeça: criança medindo sua altura.
Recurso 2 – Gravura de D...
4º Trimestre de 2014 3
Versículos bíblicos
“Foi Deus quem nos fez e somos dele” – Salmo
100.3
“Senhor, tu... me conheces” ...
4
628 80$ 3(662$
48( '(86 )(=
*rQHVLV  6DOPR 
É bom que você, professor, leia todo o primeiro
capítulo de Gênesis. Assim v...
Lição
WƌŽŵŽǀĞƌ ĂƟǀŝĚĂĚĞƐ Ğ ĞƐƟŵƵůĂƌ ĞdžƉĞƌŝġŶĐŝĂƐ ƋƵĞ ĂũƵĚĞŵ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ Ă ĚĞƐĐŽďƌŝƌĞŵ
ƋƵĞ ĞƵƐ ĂƐ ĐƌŝŽƵ Ğ ƋƵĞ ƐĞ ƐŝŶƚĂŵ ĨĞů...
4º Trimestre de 2014 5
H Oferecer quebra-cabeças diversos às cri-
anças para que montem: frutas, flores, pássaros,
peixe, a...
6
(8 628 (63(,$/
6DOPR 
O capítulo 1 de Gênesis revela o grande amor de
Deus pelo homem, criando um magnífico mundo para
qu...
4º Trimestre de 2014 7
H Levar as crianças à área da sala onde já estão
os blocos e figuras sugeridos. Incentivar as crianç...
8
(8 (6728 5(6(1'2
202 '$1,(/
'DQLHO 
Será proveitoso ler o texto básico da semana,
tomando tempo para pensar nas palavras...
4º Trimestre de 2014 9
O professor que dirige o estudo já sabe que deve
ter os momentos iniciais com as crianças em conver...
10
EU ESTOU APRENDENDO
COMO MOISÉS
Êxodo 2.1-10; Atos 7.20-22
O texto de Êxodo 2.1-10 nos informa que, após
ter sido salvo...
4º Trimestre de 2014 11
) Oferecer às crianças quebra-cabeças e
joguinhos diversos e incentivá-las a usá-los. Apro-
veitar...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

44426 4 licoes crescendo professor 4 t14

591 visualizações

Publicada em

lições de ebd

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

44426 4 licoes crescendo professor 4 t14

  1. 1. 4º Trimestre de 2014 1 ISSN 1984-9095 Esta é uma revista para o ensino de crianças de 3 a 4 anos na Escola Bíblica Dominical ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL Out.Nov.Dez. 2014 Todos os direitos reservados. Copyright© 2014 da Convenção Batista Brasileira Proibida a reprodução deste texto total ou parcial por quaisquer meios (mecânicos, eletrônicos, fotográficos, gravação, estocagem em banco de dados etc.), a não ser em breves citações, com explícita informação da fonte Publicação trimestral do Departamento de Educação Religiosa da Convenção Batista Brasileira CNPJ (MF): 33.531.732/0001-67 Endereço e Correspondência Caixa Postal 13333 CEP: 20270-972 Rio de Janeiro, RJ Tel.: (21) 2157-5557 Telegráfico – BATISTAS Eletrônico – literatura@batistas.com Site – www.batistas.com Direção Geral Sócrates Oliveira de Souza Coordenação Editorial Solange Cardoso de Abreu d’Almeida (RP/16897) Redação Elvira Moraes Lustosa YƵĂŶĚŽ :ĞƐƵƐ ƌĞƉƌĞĞŶĚĞƵ ŽƐ ĚŝƐĐşƉƵůŽƐ ƋƵĞ ƉƌŽͲ ĐƵƌĂƌĂŵ ŝŵƉĞĚŝƌ Ă ĂƉƌŽdžŝŵĂĕĆŽ ĚĂƐ ĐƌŝĂŶĐŝŶŚĂƐ ĚŝͲ njĞŶĚŽ ƋƵĞ ĂƐ ĚĞŝdžĂƐƐĞŵ ĐŚĞŐĂƌ Ă ĞůĞ͕ ĚĞƵ ƵŵĂ ĚĞͲ ŵŽŶƐƚƌĂĕĆŽĐĂďĂůĚĞƋƵĞĂƐĐƌŝĂŶĕĂƐƐĆŽĞƐƉĞĐŝĂŝƐĞ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞƐ ƉĂƌĂ ĞůĞ͘ EĂĚĂ Ġ ŵĂŝƐ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞ ƉĂƌĂ ƋƵĞ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ ĐƌĞƐĕĂŵ ĐŽŵ Ƶŵ ƐĞŶƟŵĞŶƚŽ ĚĞ ĂƵͲ ƚŽĞƐƟŵĂ͕ ƐĞŐƵƌĂŶĕĂ Ğ ĐŽŶĮĂŶĕĂ ĚŽ ƋƵĞ ƐĂďĞƌĞŵ Ğ ƐĞŶƟƌĞŵ ƋƵĞ ƐĆŽ ĞƐƉĞĐŝĂŝƐ Ğ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞƐ ƉĂƌĂ ĞƵƐ Ğ ƉĂƌĂ ĂƐ ƉĞƐƐŽĂƐ ƋƵĞ ĂƐ ĂŵĂŵ͘ ͕ ƉĂƌĂ ƚĂů͕ Ġ ƉƌĞĐŝƐŽ ƋƵĞ ŽƐ ƉƌŽĨĞƐƐŽƌĞƐ ŵĞƐŵŽƐ ĚĞŵŽŶƐƚƌĞŵ ĐŽŶƐŝĚĞƌĄͲůĂƐ ĂƐƐŝŵ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞƐ Ğ ĞƐƉĞĐŝĂŝƐ͘ ƐƚĞ Ġ ŽĚĞƐĂĮŽ͕ƉƌŽĨĞƐƐŽƌ͕ŶĂƐƉƌŝŵĞŝƌĂƐƐĞŵĂŶĂƐĚĞĞŶƐŝͲ ŶŽ ĚĞƐƚĞ ƚƌŝŵĞƐƚƌĞ͘ ͕ ĚĞƉŽŝƐ͕ Ž ĐŽŶĐĞŝƚŽ ďĄƐŝĐŽ ĚŽ ĞŶƐŝŶŽ ĚŝƐƉĞŶͲ ƐĂ ĂƚĠ ĐŽŵĞŶƚĄƌŝŽƐ͘ sĂŵŽƐ ĂũƵĚĂƌ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ Ă ƉĞƌĐĞďĞƌĞŵ ƋƵĞ ĞƐƉĞĐŝĂů Ğ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞ͕ ĚŝĨĞƌĞŶƚĞ ĚŽƐ ĚĞŵĂŝƐ ůŝǀƌŽƐ͕ Ġ Ă şďůŝĂ͘ ͕ ƉĂƌĂ ƚĂů͕ ƚĂŵďĠŵ͕ Ž ƉƌŽĨĞƐƐŽƌ Ġ ĨƵŶĚĂŵĞŶƚĂů͘ ƉĞƌĐĞďĞŶĚŽ ƋƵĞ ǀŽĐġ ĂŵĂ ĚĞ ĨĂƚŽ Ă şďůŝĂ͕ ƋƵĞ Ă ĐŽŶŚĞĐĞ͕ ƋƵĞ Ă ůġ͕ ƋƵĞ Ă ƐĞŐƵĞ͕ ƋƵĞ ƚĞŵ ƉĞůŽ ŝǀƌŽ Ƶŵ ƐĞŶƟŵĞŶƚŽ ĞƐƉĞĐŝĂů͕ Ġ ƋƵĞ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ ǀĆŽ ĂƉƌĞŶĚĞƌ͘ ƐƚĞ Ġ Ž ƐĞƵ ƐĞŐƵŶͲ ĚŽ ĚĞƐĂĮŽ ŶŽ ƚƌŝŵĞƐƚƌĞ͘ WĂƌĂ ƚĂŝƐ ĚĞƐĂĮŽƐ͕ Ă ĨŽƌĕĂ͕ Ă ŽƌŝĞŶƚĂĕĆŽ Ğ Ă ĂũƵĚĂ ǀŽĐġ ƐĂďĞ ŽŶĚĞ ĞŶĐŽŶƚƌĂƌ͘ ŶƚĆŽ͕ ďƵƐƋƵĞͲĂƐ ĐŽŵ ĞŵƉĞŶŚŽ Ğ ƚĞŶŚĂ Ƶŵ ďŽŵ ƚƌŝŵĞƐƚƌĞ ĐŽŵ ƐĞƵƐ ĂůƵŶŝŶŚŽƐ͘ (P UHVFHQGR YRFr WHP 2 Suplemento didático 3 UNIDADE 1 – EU SOU ESPECIAL 4 Lição 1 – Sou uma pessoa que Deus fez 6 Lição 2 – Eu sou especial 8 Lição 3 – Eu estou crescendo como Daniel 10 Lição 4 – Eu estou aprendendo como Moisés 12 Lição 5 – Eu gosto de ajudar como Raquel 14 Lição 6 – Eu quero obedecer como Davi 16 Músicas da Unidade 1 17 UNIDADE 2 – A BÍBLIA É UM LIVRO ESPECIAL 18 Lição 7 – A Bíblia ensina sobre Deus 20 Lição 8 – A Bíblia que estava perdida 22 Lição 9 – Eu aprendo a Bíblia em casa 24 Lição 10 – Eu aprendo a Bíblia na igreja 26 Lição 11 – A Bíblia me ajuda a ser feliz 28 Lição 12 – A Bíblia diz que Jesus nasceu 30 Lição 13 – Alegria porque Jesus nasceu 32 Músicas da Unidade 2 Produção Editorial Arte Sette Marketing Editorial Ltda. Produção Gráfica Willy Assis Produção Gráfica Distribuição EBD-1 Marketing e Consultoria Editorial Ltda. Tels.: (21) 2406-6700 E-mail: pedidos@ebd-1.com.br Nossa missão: “Viabilizar a cooperação entre as igrejas batistas no cumprimento de suamissãocomocomunida- de local”
  2. 2. 2 Unidade 1 – EU SOU ESPECIAL Recurso 1 – Gravura para quebra-cabeça: criança medindo sua altura. Recurso 2 – Gravura de Daniel (criança) alimentando-se com frutas e legumes para a lição 3. Recurso 3 – Moisés (criança) aprendendo com professor para a lição 4. Recurso 4 – Raquel conduzindo ovelhas para a lição 5. Recurso 5 – Davi, adolescente, caminhando para o acampamento do rei Saul para a lição 6. Recurso 6 – Ovelhas para serem montadas e usadas em atividades durante a unidade. Unidade 2 – A BÍBLIA É UM LIVRO ESPECIAL Recurso 7 – Gravura de família lendo a Bíblia para toda a unidade e, em especial, para a lição 9. Recurso 8 – Gravura de professora ensinado a Bíblia a crianças para toda a unidade e, em especial, para a lição 10. Recurso 9 – Pequenas gravuras de crianças fazendo o que a Bíblia ensina para atividade da lição 10. Recurso 10 – Bibliazinhas para atividade da lição 9. Recurso 11 – Jogo da memória com figuras que ilustram a história do nascimento de Jesus para as lições 12 e 13. SUPLEMENTO DIDÁTICO
  3. 3. 4º Trimestre de 2014 3 Versículos bíblicos “Foi Deus quem nos fez e somos dele” – Salmo 100.3 “Senhor, tu... me conheces” – Salmo 139.1 “Bom é Deus...” – Salmo 73.1 Cânticos Cantarolando 1 Foi Deus quem nos fez, 44 Quem fez você?, 42 Eu sou importante, 25 Estou crescendo, 17 Cantarolando 2 Você é especial, 47 Gravuras Gravuras ilustrativas das histórias bíblicas, gra- vuras de bebês e de crianças maiores; gravuras de bons alimentos, de crianças alimentando-se, estudando, orando, ajudando, orando, cantan- do etc. Livrinhos Eu sou importante Deus me fez Jesus me ama Luizinho Maria Clara Bons alimentos Mãos alegres Pés ligeiros Joguinhos Quebra-cabeças: Menino, Menina; Quebra-cabeças com figuras de frutas, legumes e outros; Dominó Jesus crescia; Jogos da memória e outros adequados ao ensino. Unidade 1 – EU SOU ESPECIAL 2 TXH YRFr YDL XVDU RQFHLWR EtEOLFR ² 2 LQGLYtGXR K ĞŶƐŝŶŽ ƚĞŵ ĐŽŵŽ ĂůǀŽ ĂũƵĚĂƌ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ Ă ƉĞƌĐĞďĞƌĞŵ ƋƵĞ ƐĆŽ ƉĞƐƐŽĂƐ ĨĞŝƚĂƐ ƉŽƌ ĞƵƐ Ğ͕ ƉŽƌ ŝƐƐŽ͕ ŵƵŝƚŽ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞƐ Ğ ĞƐƉĞĐŝĂŝƐ ƉĂƌĂ ĞůĞ͕ ƉĂƌĂ ƐĞƵƐ ĨĂŵŝůŝĂƌĞƐ Ğ ĚĞŵĂŝƐ ƉĞƐƐŽĂƐ ƋƵĞ ůŝĚĂŵ ĐŽŵ ĞůĂƐ͘ B R I N C A N D O
  4. 4. 4 628 80$ 3(662$ 48( '(86 )(= *rQHVLV 6DOPR É bom que você, professor, leia todo o primeiro capítulo de Gênesis. Assim vai perceber que houve da parte de Deus um objetivo e um planejamento na criação do mundo. Ele seguiu um plano, etapa por etapa. Culminou sua obra criadora quando fez o homem. O homem era seu objetivo e o mundo magnífico ele o fez para ser o lugar da habitação e domínio do homem. Por isso, Deus o criou de forma superior a todas as outras criaturas, fazendo -o à sua imagem e semelhança. Homem e mulher não foram feitos divinos, mas semelhantes a Deus: com espírito, mente, emoções, consciência, livre arbítrio. Também com priviléios especiais: dominar a terra e todo o universo, administrar o mundo de forma a glorificar a Deus. Foi por isso que a queda do homem tem trazido tanto dano e sofrimento a toda a criação. A unidade que iniciamos nesta semana tem como tema EU SOU ESPECIAL. Saber que fomos criados por Deus e amados por ele é que nos pode dar a convicção de que somos especiais. ) Gravuras de pessoas diferentes, crianças e adultos; ) Massinha de modelar ou argila; ) Quebra-cabeças com figuras de frutas, flores, pássaro, peixe etc; quebra-cabeças Menino, Menina; ) Livrinhos Deus me fez, Deus me ama; ) Brinquedos para atividade de lar; foto ou gravura de família; ) Livrinho Foi Deus que me fez; ) Copiar o versículo bíblico em dois círculos de cartolina: “FOI DEUS QUEM NOS FEZ/E SOMOS DELE” – Salmo 100.3. Receber cada criança com abraços e palavra cordial de boas-vindas, ajudando cada uma a sentir que sua presença é importante. Receber também com afeto as crianças que lhe são encaminhadas por quem as recebe à porta. Falar de sua alegria de tê-las na classe e conversar com elas sobre a semana que passou e ouvir suas novidades. Cantar e orar com elas. 5deoutubro 9HUVtFXOR EtEOLFR ´)2, (/( 48(0 126 )(= ( 62026 '(/(µ 6$/02
  5. 5. Lição WƌŽŵŽǀĞƌ ĂƟǀŝĚĂĚĞƐ Ğ ĞƐƟŵƵůĂƌ ĞdžƉĞƌŝġŶĐŝĂƐ ƋƵĞ ĂũƵĚĞŵ ĂƐ ĐƌŝĂŶĕĂƐ Ă ĚĞƐĐŽďƌŝƌĞŵ ƋƵĞ ĞƵƐ ĂƐ ĐƌŝŽƵ Ğ ƋƵĞ ƐĞ ƐŝŶƚĂŵ ĨĞůŝnjĞƐ ĂŽ ĞŶƚĞŶĚĞƌĞŵ ŝƐƐŽ͘
  6. 6. 4º Trimestre de 2014 5 H Oferecer quebra-cabeças diversos às cri- anças para que montem: frutas, flores, pássaros, peixe, animais etc. Lembrar que Deus fez o mundo e criou todas as coisas bonitas e boas. Abrir sua Bíblia no Salmo 73.1, apontar o versículo e afirmar que a Bíblia diz que Deus é bom. Comentar que as coisas boas que Deus criou, ele as fez porque ele é bom. Depois, apresentar os quebra-cabeças Menino e Menina e montá-los com a ajuda das crianças. Eles podem ter cinco a seis peças, contando que não sejam cortados os rostos. Comentar que Deus fez também as pessoas, os meninos e meninas e que o resto do mundo Deus criou para as pessoas. Dizer obrigado a Deus por tudo de bom que ele criou. H Recolher os quebra-cabeças e ler para as crianças o livrinho Deus me fez. Ao ler cada página, dizer assim: “Deus fez os gatos. Deus me fez e me deu mãos para sentir o pelo macio do meu gatinho”, “Deus fez a areia das praias. Deus me fez e me deu pés para andar na areia e gostar disso” e assim por diante. Novamente, mostrar o versículo bíblico e repeti-lo com as crianças: “Foi Deus quem nos fez e somos dele” – Salmo 100.3. H Depois de ler e ouvir comentários sobre o livri- nho, oferecer a cada criança uma porção de massinha ou de argila e convidar a fazerem um boneco: uma bolinha para a cabeça, um rolo mais ou menos gros- so para o corpo e rolinhos mais finos para braços e pernas. Quando os bonequinhos de massa estiverem prontos, afirmar que Deus fez as pessoas e as fez com barro também, e narrar a história bíblica. Deus fez o mundo todo. Depois que fez o mundo, Deus falou: – Agora, vou fazer pessoas para serem minhas amigas. Deus tomou uma porção de barro. Mexeu, mexeu, arrumou, ajeitou e fez um homem de barro. Depois... vuuu... vuuu... Deus soprou no nariz do homem de barro. E o homem de barro se tornou uma pessoa. Uma pessoa que podia andar, falar, pensar. Uma pessoa que podia aprender, inventar e amar. E Deus fez a mulher também. Deus falou ao homem e à mulher: – Eu fiz vocês. Agora, vou lhes dar filhos. Vou dar filhos aos seus filhos. E assim o mundo vai ficar cheio de pessoas. Foi assim que Deus fez cada menino e cada menina. Incentivar as crianças a falar sobre a história. Co- mentar que elas fizeram um boneco de barro, mas só Deus pôde e pode fazer pessoas. Convidar: “Agora vamos cantar o versículo que vocês aprenderam” e cantar Foi Deus que nos fez. Usar os dois círculos de cartolina e recordar o versículo bíblico. Agradecer a Deus por nos ter criado para sermos seus amigos. Oferecer folhas de papel e giz de cera para que as crianças desenhem livremente. Acomodar devidamente as crianças e, antes de servir o pequeno lanche, convidá-las a cantar nova- mente Gosto da igreja. Dar graças e servir às crianças. Oferecer os brinquedos para brincar de casinha e de família. Aproveitar para comentários ligeiros, tais como dizer que a casa tem importância por causa das pessoas que vivem nela, pessoas que Deus criou. Despedir-se de cada criança com abraços e pala- vra carinhosa, afirmando que as espera no domingo que vem.
  7. 7. 6 (8 628 (63(,$/ 6DOPR O capítulo 1 de Gênesis revela o grande amor de Deus pelo homem, criando um magnífico mundo para que fosse o seu lugar de habitação e domínio. O homem foi criado de forma superior a todas as outras criaturas. A ele foi confiada a responsabilidade de trabalhar com Deus, como agente seu, no seu eterno propósito para o mundo e para o ser humano. No Salmo 139 Davi expressa verdades significativas para os que amam e temem a Deus. Expressa um sentimento de gratidão e de grande admiração pelo fato de ele ter sido criado por Deus e o louva agradecendo: “Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras e a minha alma o sabe muito bem”. Ele ainda faz uma afirmação interessante: “fui esmeradamente tecido nas profundezas”. Esse di- zer de Davi nos leva a depreender que ele reconhecia que, criado assim tão esmeradamente, ele só podia ser alguém muito especial para Deus. Na verdade, o homem é tão especial para o Criador que, tendo caído, ele proveu o meio para sua restauração e enviou seu Filho para “buscar e salvar o que se havia perdido”. Grande e misericordioso é o nosso Deus que nos dá tamanha importância. ) Gravura de Davi orando em ação de graças por ter sido criado por Deus (suplemento do 4° trimestre de 2010); gravuras de crianças diferentes; ) Blocos e figuras de crianças de raças e apa- rências diferentes (de preferência que fiquem em pé); ) Três vasinhos de plantas com flores, cada vaso com um tipo diferente de flor; ) Potes e caixas com diversos tipos de materiais: grãos de cereais diferentes (feijão, ervilha, milho e outras sementes), caixa com lápis de cera de diversas cores, tubo de cola colorida, caixas com pequenas folhas secas, com palha, fios de lã de várias cores; folhas de papel e cola; ) Versículo copiado numa faixa de papel, cada palavra numa cor diferente. A criança precisa sentir logo que sua presença é muito importante e apreciada. Dirigir a cada criança uma palavra carinhosa e alegre. Encaminhá-la depois a professores na sala. O professor que dirige o ensino recebe as crianças com alegria e vai conversando com elas, falando de sua satisfação em tê-las na classe, animando-as a falar de suas novidades e, nessa conversa, ir dirigindo o pensa- mento delas para o fato de elas serem especiais para Deus. Cantar Você é especial, mencionando-lhes o nome. Orar: “Obrigado, Deus, por ter criado a Amanda, o Rodrigo, a Letícia. O Ígor (citar os nomes das crian- ças) e porque eles são importantes para o Senhor”. 12deoutubro 9HUVtFXOR EtEOLFR “EU TE LOUVO PORQUE O SENHOR ME FEZ DE UM MODO ESPECIAL” (Com base no Salmo 139.14) Lição Criar oportunidades para que as crianças ouçam que elas são importantes e especiais para Deus e promover artividades que as ajudem a sentir isso.
  8. 8. 4º Trimestre de 2014 7 H Levar as crianças à área da sala onde já estão os blocos e figuras sugeridos. Incentivar as crianças a construir casas, escolas, igrejas etc. Indicar as cores diferentes dos blocos e comentar como são bonitas mas diferentes as cores deles e dizer: “Deus criou vo- cês com olhos para ver as cores dos blocos. Criou com mãos para brincar com eles e construir uma porção de coisas”. Deixá-los brincar por alguns instantes e depois comentar novamente: “Sabem? Deus fez a Letícia dife- rente da Amanda, O Ígor diferente do Rodrigo. Deus fez cada pessoa, mas as fez diferentes umas das outras”. Tomar a caixa com figuras de crianças diferentes, ir re- tirando uma a uma e afirmando:”Deus fez o indiozinho. Fez o menino japonês, a menina de cabelo louro, a outra menina de cabelo preto. Deus fez cada criança e cada umaéimportanteparaele”.CantarFoi Deus que nos fez. H Dizer que quer lhes mostrar uma coisa e con- vidá-las a guardar os blocos. Levá-las, então, a ver os vasinhos com flores que providenciou. Animar as crianças apreciarem as flores e aspirarem seu perfume e sentirem a maciez das pétalas (tocar bem levemen- te). Comentar como são bonitas, mas diferentes e afirmar que Deus criou as flores para que o mundo ficasse bem bonito. Mas que as fez umas diferentes das outras. Repetir que Deus fez as pessoas diferentes também. Que ninguém no mundo é igual a Monique, nem ao Luciano, nem ao Daniel, nem à Gabriela. Que Deus fez cada uma separadamente e que cada uma é muito importante para ele. Cantar Eu sou importante. Mostrar a gravura de Davi e narrar a história bíblica. Davi aprendeu na Bíblia que Deus havia criado o mundo. Leu que Deus havia criado as pessoas. – Huum... Se é Deus quem faz as pessoas, eu sei que foi ele quem me fez. Davi ficou muito contente sabendo disso. Então, ele orou e cantou, dizendo: – Deus, muito obrigado porque o Senhor me fez. O Senhor fez meu corpo inteirinho. O Senhor sabe até o que eu penso. Eu sei que sou muito especial para o Senhor. Por isso, muito obrigado, muito obrigado, bondoso Deus. Cantar Eu sou importante para Deus e dizer que eles são muito importantes para ele. Animar as crian- ças a falar sobre a história. Animar as crianças a tecer comentários sobre a história. Fazer algumas perguntas como, por exemplo: “O que o rei Davi queria fazer para Deus?” “O que Davi resolveu fazer, quando soube que seu filho é quem iria construir a grande igreja?” Mostrar figura de família indo à igreja e comentar sobre a alegria de ir à igreja. Mostrar o versículo bíblico na sua Bíblia e na faixa com letras coloridas e ensiná-lo às crianças. “Obrigado, Deus, por nos amar e por sermos es- peciais para o Senhor”. Dar uma folha de papel encorpado a cada criança e colocar sobre a mesa os potes, as caixas com a variedade de materiais que providenciou. Comentar: “A Bíblia diz que Deus nos fez e somos diferentes uns dos outros, mas todos somos especiais para ele. Umas crianças gostam de desenhar, outras de fazer colagem, outras de trabalhar com tinta. Por isso, vocês podem trabalhar do jeito que gostam, da maneira que quiserem com o que vocês têm aí”. Deixar as crianças trabalharem livremente e, enquanto trabalham, cantar suavemente Eu sou importante. Da maneira de sempre, acomodar as crianças, dar graças e oferecer o lanche. Brincar de estátua: as crianças em roda vão mar- chando enquanto o professor canta uma música. De vez em quando, ele para de cantar e diz a palavra “estátua” e as crianças param na posição em que estiverem. Depois recomeça a música e as paradas. Despedir-se das crianças com abraços carinhosos e palavra amável.
  9. 9. 8 (8 (6728 5(6(1'2 202 '$1,(/ 'DQLHO Será proveitoso ler o texto básico da semana, tomando tempo para pensar nas palavras e digeri-las. Obervemos o princípio moral e espiritual que guiou Daniel na sua decisão de continuar fiel a Deus em ter- ra estranha e de obedecer àquilo que havia aprendido na sua meninice. Deus abençoou ricamente Daniel e seus companheiros pela fidelidade ao que haviam aprendido da Palavra de Deus. Quantas vezes dei- xamos de manter fidelidade e obediência ao Senhor, apontando como razão disso certas circunstâncias adversas e difíceis. Outra coisa que impressiona no texto bíblico é que Daniel e seus companheiros eram ainda adolescentes. Estavam distantes de suas famílias, de sua terra e do templo. Mas os ensinos que receberam na infância estavam profundamen- te arraigados em seus corações. Isto nos deve estimular a prosseguir alegre e, dedicadamente, ensinar os princípios bíblicos aos pequeninos. A ênfase para as crianças será o fato de como Daniel cresceu e de como buscava alimentar-se com bons alimentos. ) Gravuras de crianças alimentando-se, medindo sua altura; ) Gravuras de bons alimentos; ) Cesta com uma batata, uma cenoura, uma beterraba, uma banana, uma laranja e uma maçã; pe- quena bacia com um pouco de água; toalha maior para forrar o chão ou mesa e outra menor para enxugar as mãos das crianças; brinquedos para atividade de lar; ) Livrinho Bons alimentos; ) Quebra-cabeças com gravuras de frutas, legu- mes; dominó Jesus crescia; ) Folhas de papel, mas com desenho amplo de uma maçã, outras com desenho de uma laranja e ou- tras com desenho de um cacho de uvas; retalhinhos de papel celofane vermelho e amarelo e pequenos círculos roxos; cola; ) Recortar três formatos de roupa bem singela: uma menor, uma média e uma maior. Escrever na pe- quena: “O menino”, na média: ”cresceu” e na maior “e o Senhor o abençoou”. Receber alegre e cordialmente cada criança que chega. Lembrar-se de que o professor parece ser mui- to grande aos olhos da criança e, por isso, abaixar-se até o nível dela para lhe falar. 19deoutubro 9HUVtFXOR EtEOLFR “O MENINO CRESCEU E O SENHOR O ABENÇOOU” (Juízes 13.24) Lição Promover experiências que ajudem as crianças a entenderem que Deus quer que elas cresçam e que bons alimentos e cuidados com o corpo as ajudam a crescer.
  10. 10. 4º Trimestre de 2014 9 O professor que dirige o estudo já sabe que deve ter os momentos iniciais com as crianças em conver- sa descontraída e amável, incentivando-as a falar e conversar. Cantar e orar com as crianças. H Arrumar os apetrechos de lar: panelinhas, vas- sourinha, bonecas, caminhas, mamadeira de boneca etc. Colocar sobre mesinha ou banquinho a cesta com legumes e frutas. Animar as crianças a brincar de casinha, cozinhando, varrendo, tirando pó etc. Depois de alguns instantes, trazer a bacia com um pouco de água, colocá-la sobre toalha no chão ou numa mesa baixa. Mostrar os legumes e frutas e convidar as crianças a lavá-los. Conversar sobre os alimentos que Deus criou para nós e comentar sobre os bons alimentos que ajudam as crianças a crescerem fortes e com saúde. Agradecer a Deus pelos bons alimentos que ele criou para nós. H Mostrar o livrinho Bons alimentos e incentivar as crianças a falar sobre os alimentos de que gostam e daqueles que as ajuda a crescer. Pode, depois, oferecer quebra-cabeças com gravuras de maçã, ba- nana, laranja, cesta com frutas e legumes, para que as crianças os montem e conversem sobre eles. Quando estiverem encerrando a atividade, falar que a Bíblia conta a história de um menino que se alimentava da maneira que Deus deseja e narrar a história bíblica. Daniel era um menino judeu. Sua mãe lhe ensinava: – Deus quer que as crianças cresçam fortes e com saúde. Deus nos ensina na Bíblia quais os alimentos que devemos devemos comer. Daniel queria crescer forte e ser feliz. Ele fazia direitinho o que Deus mandava. Comia legumes, frutas e cereais. Bebia bastante água e bebia leite também. Uma vez, Daniel foi levado para longe de sua terra e de sua família. As pessoas daquela terra não sabiam nada sobre Deus. Mas, Daniel sabia e continuou fazendo direitinho o que Deus queria. Só comia alimentos bons. Por isso, ele cresceu forte e muito inteligente. E Deus o abençoou muito. Usar o recurso visual (os formatos de roupas de três tamanhos) e ensinar o versículo. Mostrá-lo na Bíblia. Cantar Eu vou crescer. Orar: “Deus bondoso, nós queremos crescer fortes e agradar ao Senhor. Queremos comer bons alimentos como Daniel fez. Ajuda-nos, Deus”. Distribuir as folhas com desenho e colocar diante das crianças uma caixa com os retalhinhos vermelhos, outra caixa com os retalhinhos amarelos e outra caixa com os círculos roxos. As crianças vão colar os retalhos vermelhos nas maçãs, os amarelos na laranja e os círculos roxos no cacho de uvas. Incentivar as crianças a falar sobre as frutas que nos alimentam. Seguir a rotina para o lanche. Seria interessante que, neste domingo, ele se constituísse de salada de frutas. Usar blocos ou quebra-cabeças diversos. Abraços e sorrisos ao despedir-se das crianças.
  11. 11. 10 EU ESTOU APRENDENDO COMO MOISÉS Êxodo 2.1-10; Atos 7.20-22 O texto de Êxodo 2.1-10 nos informa que, após ter sido salvo da morte e ser entregue aos cuidados de sua própria mãe, Moisés, quando “já grande, ela o trouxe à filha de Faraó, a qual o adotou”. A passa- gem de Atos 7 afirma que Moisés foi “instruído em toda a sabedoria dos egípcios”. Vemos, pois, que, quando chegou o tempo de estudar e de preparar- se, Moisés foi levado para o palácio e ali instruído como príncipe, filho da filha de Faraó. O menino recebeu todo o ensinamento que era dispensado a um filho do rei, a mais alta cultura do seu tempo. Recebeu instrução militar, aprendeu leis, música e todo o ensinamento de que precisaria para ser um rei. Evidentemente, isso estava no plano de Deus, pois Moisés era o escolhido para ser líder do povo de Israel e devia estar capacitado para a liderança de uma nação. Dentro do objetivo da nossa unidade, o que de- sejamos é ajudar as crianças a perceberem que não devem crescer apenas na estatura. Devem perceber que precisam crescer, também, no conhecimento, aprendendo sempre mais e mais. Devemos, pois, ajudá-las a perceber isso e ajudá-las a crescer nessa área. )Gravura de Moisés, menino, aprendendo com professor no palácio (suplemento didático); ) Gravuras de crianças indo à escola, lendo um livrinho, desenhando etc.; ) Diversos quebra-cabeças e dominós; ) Cartões coloridos, um de cada cor; ) Uma ou duas camisas com botões; ) Folhas de papel e lápis de cor ou tubos de cola colorida. Receber alegremente cada criança. Ela deve sentir o ambiente agradável e convidativo da sala e a simpatia amorosa do professor. Ir recebendo com alegria as crianças que lhe são encaminhadas porque as recebe à porta e ter com elas momentos de uma conversa amorosa e descontraída. Falar de sua satisfação em tê-las na classe e ter com elas um momento de louvor e oração. 26deoutubro Versículo bíblico “O MENINO CRESCEU E O SENHOR O ABENÇOOU” (Juízes 13.24) Lição Ajudar as crianças a perceberem que são capazes de aprender e que já estão aprendendo e a se sentirem felizes por isso; ajudá-las a entender que Deus deseja que elas aprendam.
  12. 12. 4º Trimestre de 2014 11 ) Oferecer às crianças quebra-cabeças e joguinhos diversos e incentivá-las a usá-los. Apro- veitar para tecer comentários e falar de como elas estão crescendo e aprendendo, sabendo montar os quebra-cabeças e usar os joguinhos. Se tem quebra-cabeça com figura de Davi com as ovelhas, comentar que Davi aprendeu muitas coisas para poder cuidar das ovelhinhas: aprendeu a guiá-las a lugares com boa grama e água fresquinha, apren- deu a atirar pedras na sua atiradeira para espantar as feras, aprendeu a cuidar dos ferimentos dos carneirinhos, aprendeu até tocar harpa e cantar. Falar também como as crianças já aprenderam a jogar o dominó e assim por diante. ) Recolher os joguinhos e mostrar a camisa que levou. Perguntar quem sabe abotoar a camisa. Entre- gar a peça de roupa a uma criança e pedir que tente abotoar um dos botões, só um. Depois, passar para o colega ao lado para que ele abotoe outro botão e assim por diante. Quando todos os botões forem abotoados e ainda houver crianças no grupo, dizer que agora elas vão desabotoar. Assim, oferecer a peça de roupa para que cada criança tenha oportunidade de abotoar ou desabotoar. ) Algumas crianças de 3 anos talvez precisem de ajuda dos professores, mas cuidar para que não se sintam frustradas e desestimuladas. Ao final, di- zer que elas estão mesmo crescendo e aprendendo, que já sabem abotoar e desabotoar a roupa. Per- guntar quem sabe amarrar os tênis também. Mostrar também cartões vermelhos, amarelos, azuis e verdes e perguntar as cores, comentando com entusiasmo como já aprenderam as cores. Dizer que foi isto que aconteceu com Moisés, lembram-se dele? Narrar a história bíblica. Quando Moisés era um nenenzinho, Mamãe o colocou num cestinho e o levou para a beira do rio. A princesa o achou e disse: – Vai ser meu filho. Mas a princesa entregou o bebê para sua mãe cuidar dele, enquanto era pequenininho. Moisés cresceu e ficou maior. Precisava ir para a escola. Mamãe o levou para a princesa no palácio. Lá no palácio, Moisés tinha professores. Aprendeu a ler, a escrever, a contar. Aprendeu a tocar música e muitas outras coisas. A Bíblia diz que Moisés aprendeu tudo o que um príncipe devia saber. Convidar: “Quem está crescendo fique em pé e cante comigo”. Cantar Eu vou crescer: “Eu vou crescer, eu vou crescer, crescer para Jesus, crescer e aprender, e quando eu estiver deste tamanho assim, eu quero tra- balhar pra meu Jesus, sem fim”. “Deus, muito obrigado porque o Senhor nos ajuda a crescer e a aprender bastante. Obrigado mesmo, bon- doso Deus”. Usando o mesmo recurso visual do domingo anterior, repetir o versículo, recordando-o. Oferecer folhas de papel, lápis de cor e tubos de cola colorida para que as crianças façam desenhos livremente. Comentar que elas já aprenderam as cores e fazem trabalhos bonitos. Acomodar, como sempre, as crianças, dar graças e servir o lanche. Brincar de atirar bola numa caixa colocada a certa distância das crianças. Despedida carinhosa das crianças.

×