Design de Jogos I - Fundamentos principais (Grupo de estudos ETEC)

1.050 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides criadas para o grupo de estudos formados pelos alunos da primeira turma do curso de Programação de Jogos Digitais da ETEC Guaracy Silveira.

Fui responsável pela apresentação dos conceitos fundamentais de Game Design (inseridos no slide) e ao término alguns exercícios foram realizados por todos os envolvidos para total compreensão dos conceitos inseridos.

Publicada em: Design
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.050
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Design de Jogos I - Fundamentos principais (Grupo de estudos ETEC)

  1. 1. Cícero Liberato
  2. 2. O que é Game Design? Game design é o projeto do jogo. O game designer é o responsável por projetar os conceitos principais do jogo tais como: linha de arte, jogabilidade regras, desafios, etc.
  3. 3. Segundo palavras de Paul Schuytema em seu livro “Design de Games: Uma Abordagem Prática”, o game design é a Planta Baixa de um jogo.
  4. 4. O que é um game? Um jogo é uma mídia e ao mesmo tempo um software. Um software por sua estrutura, e uma mídia por seu formato de comunicação, porém, ao contrário das mídias convencionais, um jogo carrega um diferencial: INTERATIVIDADE.
  5. 5. “Um game é um processo que leva a um resultado” Paul Schuytema “Uma série de decisões interessantes” Sid Meier
  6. 6. O que um jogo deve ter? Jogabilidade agradável; Enredo interessante; Desafios; Inovação de conceito; DIVERSÃO.
  7. 7. O que torna um game divertido? A diversão é muito subjetiva. O que é divertido para um jogador, pode ser interpretado de maneira diferente por outro. O designer deve pensar em seu público-alvo para que cometa o menor número de erros possível, somente assim poderá deixar seu jogo “divertido”.
  8. 8. Jogador Hardcore Boa jogabilidade; Desafio de alto nível; Enredo bem construído; Surpresas; Conceitos inovadores.
  9. 9. Casual gamer Boa jogabilidade; Conceito simples; Enredo que preencha o jogo; Elementos “divertidos”; Jogo rápido.
  10. 10. Começando a construir Tudo começa com uma idéia. A idéia não precisa ser necessariamente do Game Designer, porém, ele é o responsável por ser o “ferreiro” das idéias. Ou seja, o Game Designer irá formular a idéia até que possa ser aproveitada e executada da melhor maneira possível.
  11. 11. Habilidades do Game Designer Conhecimento de várias áreas; Boa escrita; Boa leitura; Boa comunicação; CRIATIVIDADE.
  12. 12. Como adquiri-las? Estude. Estude muito. Estude sobre tudo. Absolutamente tudo. O Game Designer será aquele que irá orientar todos os membros de sua equipe. Conhecimento nunca é demais, principalmente quando estamos falando da construção de um jogo.
  13. 13. Brainstorming Uma vez que a idéia principal do jogo for definida, ainda faltam muitos conceitos para serem adicionados. A melhor forma de fazer isso é com toda a equipe reunindo-se e entrando no estado chamado “Brainstorming”.
  14. 14. O Brainstorming é o período de “tempestade de idéias” da equipe. Durante um tempo, todos envolvidos no processo de criação do jogo irão sugerir conceitos que podem ser adicionados para deixar o jogo mais interessante. Nenhuma idéia pode ser reprimida por nenhum motivo. Após todas as idéias serem dadas, escolhem-se as melhores e se inicia o trabalho em cima delas.
  15. 15. Para potencializar as idéias O ideal é que o Game Designer possua uma mala cultural extensa, para que assim possa facilitar o processo de criação. Afinal, o que é criatividade? Recriar o que já conhecemos.
  16. 16. EXEMPLOS Resident Evil
  17. 17. Left 4 Dead
  18. 18. God Of War
  19. 19. Darksiders
  20. 20. Super Mario
  21. 21. Super Mario 64
  22. 22. Super Mario Wii
  23. 23. Como avaliar meu design? Você tem suas referências. Você recriou uma idéia. Mas você não tem noção se conseguiu fazer um design que terá potencial para um bom jogo. Como avaliar isso? Mais referências.
  24. 24. Engenharia Reversa Uma ótima maneira de exercício para começar a criar é avaliar algo que já foi criado. Como Game Designer, seu trabalho é montar um jogo. Mas e se você fizer o contrário? Isso se chama Engenharia Reversa.
  25. 25. Essa técnica é muito útil, pois, uma vez que você tem um jogo totalmente desmontado, pode reaproveitar seus conceitos para implantá-los dentro do seu próprio game. Não se esqueça: Você não é apenas um jogador; É UM DESENVOLVEDOR DE JOGOS.
  26. 26. Exercícios Forme um grupo de até 5 pessoas. Discutam idéias sobre o que cada um acha divertido dentro de um jogo e anote tudo. Pergunte ao membro da sua equipe qual foi o jogo mais marcante da vida dele e o porquê.
  27. 27. Após as anotações serem feitas, escolham um jogo entre si e apliquem a técnica de engenharia reversa. (Obs: Não é necessário desmontar todos os elementos do jogo, apenas os mais interessantes)
  28. 28. Avaliem o jogo que acabaram de desmontar. Vocês já o conhecem quase totalmente, portanto, jogá-lo novamente pode não ser uma experiência tão interessante. O que vocês adicionariam para tornar o jogo ainda mais divertido?
  29. 29. Escrevam um escopo de um Game (resumo geral do game) com o tema que lhe foi passado agora.
  30. 30. Criem um conceito para o jogo de vocês. Após o término, apresentem o projeto ao resto dos alunos.

×