O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Rece             Quinta-feira, 17 de Maio de 2012Home            Ciências          Revista       Dossiers      Colunistas ...
artístico Biosfera. Na obra de Joaquín       dentro da Estação Agronómica Nacional. Os visitantes são   Fargas, que apela ...
Nome:                              Email:                              Insira as letras na caixa                          ...
Abertas as candidaturas para o seminário«BioCamp 2012»Hidrogénio poderá ser futuro combustível nostransportesCélulas estam...
LIFE&STYLE | FUGAS | ÍPSILON | GUIA DO LAZER | CINECARTAZ | INIMIGO PÚBLICO | P3 |                                        ...
Nelson Saibo também salientou a falta de mãos para trabalhar a ciência das                                           plant...
© 2012 PÚBLICO Comunicação Social SA - Directora: Bárbara Reis - Directora executiva: Simone Duarte - Editores: Luciano Al...
Communicado de-imprensa--ciencia-hoje--noticia-publico--
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Communicado de-imprensa--ciencia-hoje--noticia-publico--

789 visualizações

Publicada em

Communicado-de-Imprensa--Ciencia-hoje--Noticia-Publico--

Language: Portuguese

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Communicado de-imprensa--ciencia-hoje--noticia-publico--

  1. 1. Rece Quinta-feira, 17 de Maio de 2012Home Ciências Revista Dossiers Colunistas Encartes Utilidades Quem somos Ciência VElas vão fascinar o País!Dia internacional do fascínio das plantas celebrado em 30 cidades portuguesas2012-05-16Por Susana LagePortugal celebra com o resto do mundo oprimeiro dia internacional do fascínio dasplantas («Fascination of Plants Day»),esta sexta-feira.A iniciativa, lançada pela European PlantScience Organisation e comrepresentação nacional da SociedadePortuguesa de Fisiologia Vegetal, “vaipermitir que, pelo menos durante umdia, as plantas sejam o foco de todas asatenções”, afirma Nelson Saibo aoCiência Hoje.Para além disso, “esperamos quedepois deste dia, as pessoas se sintammais envolvidas as plantas que asrodeiam, com a sua beleza, com a Sónia Negrãoutilidade nas suas vidas (alimentação emeio ambiente), assim como a importância de as estudar, de as conhecer e de as tratar melhor de modo atermos um futuro sustentável”, explica investigador auxiliar do Lab GPlantS, ITQB-UNL.Segundo o coordenador nacional da iniciativa, a ideia é que o dia 18 de Maio seja “um dia de festa” para todosos que, de um ou de outro modo, lidam com as plantas no seu dia-a-dia. O evento dirige-se assim ao públicoem geral e na grande maioria dos casos a participação nas actividades é gratuita. Neste momento instituições em 30 cidades do país vão assinalar a data. Entre centros de investigação, jardins botânicos e escolas, há Entre ciência e filosofia pelo menos 70 instituições a organizarem actividades no âmbito do Dia do Fascínio das Plantas. “Este número é ainda mais No Pavilhão do Conhecimento, também surpreendente se pensarmos que Portugal é o segundo país no a Ciência Viva celebra o dia mundo com mais instituições participantes, ultrapassado apenas internacional do fascínio das plantas na sexta-feira. Das 15h30 às 17h30, o pelo Reino Unido e seguido da Espanha. Isto num total de 43 artista argentino Joaquín Fargas e países envolvidos na celebração do Dia Internacional do Fascínio investigadores portugueses falam das Plantas”, sublinha Nelson Saibo. sobre as plantas e o que elas representam na nossa vida, dos Estufas e laboratórios abertos aspectos científicos e económicos às componentes artísticas e filosóficas. Às 18h00 é apresentado o projecto As instituições do Campus de Oeiras (ITQB, IBET, IGC, INRB e IICT) vão realizar um conjunto de actividades para o público em geral
  2. 2. artístico Biosfera. Na obra de Joaquín dentro da Estação Agronómica Nacional. Os visitantes são Fargas, que apela à compreensão da convidados a conhecer as plantas com que os investigadores natureza para melhor valorizar a sua trabalham e a visitar estufas e laboratórios onde essas plantas são preservação, esferas transparentes com ecossistemas auto-sustentáveis estudadas. simbolizam a fragilidade do equilíbrio natural. Os roteiros incluem também uma exposição do artista Rob Kesseler, um cientista que fez uma residência no Instituto Gulbenkian Ciência e retratou as estruturas microscópicas e ospadrões celulares de plantas silvestres portuguesas recorrendo a várias técnicas de microscopia. “O resultadodo seu trabalho é uma coleção de imagens poderosas, extremamente cromáticas, que se situam alguresentre ciência e simbolismo”, afirma Sónia Negrão, investigadora do Lab GPlants.Ao longo do dia, os mais novos são ainda convidados apercorrer um labirinto para descobrir as várias famílias dasplantas e as suas aplicações e a experimentarem as plantascomo fonte de cores para os seus desenhos. “Nestaactividade, os participantes deverão identificar a família deuma planta partindo de uma prancha de herbário e seguindoum labirinto com perguntas de sim/não sobre as suascaracterísticas botânicas. Uma vez conseguida a identificação,são propostas actividades interactivas que permitementender melhor a família em questão, seja pela diversidadeda população que incluem, quer pelos seus diversos usos eimpacto na sociedade, e no planeta”, descreve a tambémcoordenadora das actividades no ITQB.O dia termina com uma festa de celebração das plantasorganizada pelos estudantes de doutoramento do ITQB(InTeraQB) para qual todos estão convidados.Para além das actividades programadas para dia 18 de Maio, osinvestigadores desafiam ainda o público a participar num livroelectrónico com fotografias, desenhos ou pequenos contos Nelson Saiboque mostrem como as pessoas vêem as plantas. “A ideia éfazer um e-book com os melhores trabalhos que nos ajude atransmitir o fascínio das plantas”, afirma Sónia Negrão. A maior algoteca do mundo O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (UC) tem agendados dois dias de actividades. Entre as muitas acções propostas para os dias 18 e 19 vai ser possível aprender sobre as plantas venenosas e carnívoras e conhecer a maior algoteca do mundo, com algas de todas as cores e vários feitios. No dia 18, pelas 11 horas, na Sala do Senado (Paço das Escolas) é assinado um protocolo com a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica para o desenvolvimento de acções conjuntas de divulgação de cultura científica e tecnológica, que envolvam nomeadamente o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra e a Rede Centros Ciência Viva, através do Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva. 2 Share Like 9 people like this. Be the first of your friends. 74 Adicionar comentário: Comentário
  3. 3. Nome: Email: Insira as letras na caixa Ciência Hoje não publica comentários anónimos. Ciência Hoje só publica comentários identificados com nome e email para eventual posterior contacto. Ciência Hoje recusa publicar comentários insultuosos ou ataques pessoais. PublicarÚltimas notíciasCientistas extraem biodiesel de microalgas da riade AveiroPegada da humanidade é vista desde o espaçoElas vão fascinar o País!Astronautas vão viajar pelo sistema solar em 2021Seis projectos de empreendedorismo social em48hTerapia genética rejuvenesce ratos com melhoriasna saúdeInvestigadoras do IGC identificamnovo transportador de fosfato em plantasNova aplicação evita roubo de combustívelAs cidades europeias precisamde se adaptar às alterações climáticas
  4. 4. Abertas as candidaturas para o seminário«BioCamp 2012»Hidrogénio poderá ser futuro combustível nostransportesCélulas estaminais podem evitarefeitos secundários da quimioterapiaAlunos do secundário distinguidos na Assembleiada RepúblicaVírus inofensivo pode gerar energia eléctricaSalicórnia: o novo tempero em alternativa ao salO futuro dos veículos não tripuladosRisco de lesão no futebol jovem é reduzidoVisita ao Parlamento Europeu:segunda distinção de JJCCavaco Silva insatisfeito com falta de investimentona economia marinha e marítimaFórum do Mar abre as portas a potenciaisnegóciosRuído no meio marinho monitorizado por empresaportuguesa“Um grande passo foi dado” no combate àobesidade infantilInvestigador luso vence «Best StudentPresentation Award»Na festa da ciência é possível fazer dinossauros emedir partículas subatómicasICBAS abre caminho para combater meningite nosrecém-nascidosLuzes azuis apagam-se finalmente para doentes deCrigler-NajjarEnfraquecimento do sistema imunitário dosastronautas explicadoMamutes de Creta não ultrapassavam um metrode alturaPor que somos tão gabarolas?Cientistas do CBA preparam o 1º Guia dos Peixes deÁgua Doce
  5. 5. LIFE&STYLE | FUGAS | ÍPSILON | GUIA DO LAZER | CINECARTAZ | INIMIGO PÚBLICO | P3 | Siga-nos em: | | Paulo Sampaio Este português recebeu o maior Poliphonia prémio internacional Euro 2012 Tinto do Alentejo na área da Os hotéis das vence concurso qualidade selecções mundialJORNAL DO DIA | VÍDEOS | MULTIMÉDIA | INFOGRAFIAS | BLOGUES | MUNDO POLÍTICA ECONOMIA DESPORTO SOCIEDADE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS ECOSFERA CULTURA LOCAL MEDIA NOTÍCIAS CALENDÁRIO DÊ NOTÍCIAS CONTACTOS FÓRUM Portugal prepara-se para ficar fascinado pelas plantas 17.05.2012 Helena Geraldes O primeiro Dia Internacional do Fascínio das Plantas junta nesta sexta-feira Twitter Facebook 39 países com a ambição de aproximar a sociedade do mundo vegetal. Portugal surpreendeu os organizadores ao ser o segundo país com mais entidades aderentes, a seguir à Inglaterra. Foto: Rick Wilking/Reuters Nelson Saibo disse que o objectivo é chamar a De Norte a Sul estão marcadas 100 actividades, preparadas de propósito por atenção das pessoas para a importância das cerca de 70 entidades. “Foi uma surpresa, não estávamos à espera desta plantas no dia-a-dia receptividade. É extraordinário”, disse ao PÚBLICO o coordenador da iniciativa nacional, Nelson Saibo. O evento partiu da Organização europeia para a ciência das plantas (EPSO, European Plant Science Organisation) que, Site oficial do evento em Portugal em Outubro, contactou a Sociedade Portuguesa de Fisiologia Vegetal. A ambição é “chamar a atenção do público em geral – e dos políticos - para a importância das plantas na nossa vida, desde o ar aos alimentos. E o fascínio 0 em todos os aspectos, não só a beleza”, acrescentou. Tweet 0 O Dia Internacional do Fascínio das Plantas - que ultrapassou as fronteiras da Europa e será celebrado em países como o Brasil, Estados Unidos, Canadá, Share Japão, China, Nova Zelândia, Austrália – será marcado em Portugal por 93 leitores visitas guiadas pelo campo e a laboratórios, mostras de plantas aromáticas e 0 comentários eventos que juntam a arte às plantas. Será a contribuição portuguesa para o total de 565 eventos previstos em todo o mundo, organizados por 573 b e d a u c o r p y l g n i w T instituições, de acordo com os dados da EPSO. Blogue sobre este artigo Se comentar este artigo no seu blogue, o link “Todas as instituições que contactámos – desde universidades e jardins a aparecerá aqui. empresas - têm sido muito receptivas e organizaram actividades para este Efectue o ping do seu blogue no Twingly para dia”, disse Nelson Saibo. nós o encontrarmos. Pintar com plantas e cogumelos, plantas carnívoras ou venenosas, medicinais ou aromáticas são apenas alguns dos temas escolhidos pelo Jardim Botânico da Universidade de Coimbra para o dia. “Esta é uma oportunidade feliz e interessante de conquistar e aproximar a sociedade às plantas”, disse Helena Freitas, directora daquele Jardim Botânico. Na sua opinião, “o actual contexto de crise tem-nos afastado do mundo vegetal e lançou cortinas de fumo sobre a natureza. Centrámo-nos muito em nós próprios”. Além disso, “nas últimas décadas nós, na comunidade académica da botânica, não temos feito o nosso papel. Fechámo-nos muito e não soubemos delinear uma estratégia que impusesse a importância das plantas na esfera pública”, acrescentou. Como consequência, a bióloga nota que se perdeu “muito terreno e jovens investigadores disponíveis para trabalhar nesta área”.
  6. 6. Nelson Saibo também salientou a falta de mãos para trabalhar a ciência das plantas. “Faltam-nos muitos recursos humanos. Sentimo-nos o parente pobre da investigação.” Para este investigador - que se dedica a estudar as respostas das plantas a condições ambientais adversas, como o frio, salinidade e secura -, aquilo que "gostaria mais de ver implementado em Portugal relacionado com as plantas, seria o maior investimento em recursos humanos. É sem duvida uma prioridade". "Este investimento, deveria passar não só pelos investigadores, mas também pelos técnicos que dão apoio à agricultura ao nível das direcções regionais de agricultura, onde este investimento tem sido altamente reduzido nos últimos tempos". Momento de viragem Mas Helena Freitas lembra que “hoje vivemos num momento de alguma viragem. A botânica terá um papel determinante, na agricultura, na nova floresta que teremos de construir, no mar, na arquitectura e planeamento urbano e nas bioenergias”, por exemplo. Até porque, acrescenta, “em Portugal existe um bom conhecimento da nossa flora”, ainda que haja um longo caminho a percorrer na “conservação do património vegetal”. A primeira lista de referência das plantas de Portugal, elaborada pela Associação Lusitana de Fitossociologia, foi publicada em Outubro de 2010, "Living Planet com um número total de 3995 espécies: 3314 no Continente, 1006 no Arquipélago dos Açores e 1233 na Madeira. No mesmo mês, os 193 países Relatório sobr membros da Convenção sobre a Diversidade Biológica reunidos em Nagoya, no Japão, decidiram criar até 2020 um banco de dados online de toda a flora conhecida no planeta. "As plantas são organismos únicos", diz uma nota da EPSO. "A sua capacidade para sintetizar o seu próprio alimento permitiu-lhes colonizar e adaptar-se a quase todos os nichos do planeta". Os biólogos estimam que existam 250.000 espécies de plantas no mundo. Segundo a União Internacional da Conservação da Natureza, uma em cada cinco plantas no mundo está ameaçada de extinção. COMENTE ESTE ARTIGO Critérios para publicação de comentários Título Restam 800 caracteres Texto Nome Email Localidade, País AnónimoCasino da Sorte Português Jogue sem necessidade de depósito Ou ganhe $200 no deposito de 200www.luckycasinopt.com/ Uma ilha em festa! Alegria e cor, tradição e inovação Descubra um divertimento semigual. www.visitmadeira.pt Melhor Casino Online? Top Bonus Grátis Agora! Hoje é o teu dia de sorte?casinoonline.co.pt/clica-aqui Itw - Ideas That Work Estruturas Publicitárias Roll ups - Pop ups - Bannerswww.itw.pt
  7. 7. © 2012 PÚBLICO Comunicação Social SA - Directora: Bárbara Reis - Directora executiva: Simone Duarte - Editores: Luciano Alvarez, Victor FerreiraEditor de plataformas e multimédia: Sérgio B. Gomes - Webmaster: Paulo Almeida - Publicidade Online - Publicidade - Webdesign - Provedor dos Leitores

×