Industrialização da Rússia/URSS

7.353 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.353
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
131
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Industrialização da Rússia/URSS

  1. 1. Trabalho de Geografia Industrialização da Rússia/União Soviética
  2. 2. Origem da Economia Planificada • Antes da Revolução Russa de 1917, o antes Império Russo era quase que completamente agrário. • Existiam apenas algumas fábricas na região de São Petersburgo, construídas com capital estrangeiro. • Isso deve-se a simplesmente um governo retrógrado que não estimulava o nascimento de indústrias.
  3. 3. • Logo após a Revolução, o novo governo socialista, sob a liderança de Vladimir Lênin, tentava reverter essa situação. • Entretanto, as políticas leninstas ainda não tomavam a forma de uma economia planificada, pois preservavam algumas características liberais.
  4. 4. • Convenia-se como o início do modelo planificado a instauração dos Planos Quinquenais de Stalin. • Os Planos Quinquenais eram metas estabelecidas pelo governo de cinco em cinco anos. • Por priorizarem exclusivamente a quantidade, a URSS cresceu verticalmente, emergindo para o posto de segunda maior economia do planeta, logo após a Segunda Guerra Mundial.
  5. 5. O Auge Soviético • A economia soviética chegava ao seu ápice entre as décadas de 1950 e 1970. • Os Planos Quinquenais eram incrivelmente eficientes, a URSS era exemplo de produtividade. • Os planos, principalmente a partir do IV Plano Quinquenal (1946-1950), estimulavam a indústria de base e intermediária, a fim de sustentar o caráter fechado de sua economia.
  6. 6. • Os principais setores estimulados por esses planos foram a indústria de aço, bélica, petrolífera, de máquinas e energética.
  7. 7. O Declínio da Economia Planificada • A partir da Revolução Técnico-Científica, a URSS começava a se defasar tecnologicamente frente aos capitalistas. • O governo, em negação, continuava investindo grandes parcelas de recursos na corrida armamentista. • A partir da década de 1980, os soviéticos reconheceram sua incapacidade de manter a corrida armamentista e assinaram diversos acordos de paz com os EUA: era o início da desintegração.
  8. 8. • Em esfera popular, a defasagem tecnológica gerava uma disparidade entre o modo de vida comunista e o capitalista, gerando muito descontentamento. • O definitivo fim da economia planificada foi com a Perestroika, de Mikhail Gorbatchev, abolindo os Planos Quinquenais.
  9. 9. A CEI • Em 8/12/1991, um acordo em Minsk selava o fim da URSS, propondo em seu lugar a CEI. • A CEI fora criada para tentar gerir a independência dos novos países que surgiam. • Isso porque a economia das ex-repúblicas soviéticas estavam (e estão) profundamente interligadas.
  10. 10. Os Recursos Naturais • O território russo é um dos mais ricos em recursos naturais do planeta. • É o maior produtor de gás natural do mundo, é também o segundo maior de petróleo, um dos maiores produtores de energia elétrica, urânio e ferro. • Tais recursos foram vitais na recuperação econômica pós-URSS, aliada a imensa população ávida por consumo.
  11. 11. O Parque Industrial Russo • As duas regiões mais industrializadas da Rússia são a região de Moscou e a região dos Urais. • Aos pés dos Urais concentram-se fábricas de bens intermediários, devido à imensa disponibilidade de recursos minerais. Duas das maiores siderúrgicas do planeta localizam-se ali.
  12. 12. • Já em torno da capital predominam as indústrias de bens de consumo e de capital, devido a que a maioria da população russa concentra-se naquela região, fora a maior proximidade com a Europa e a rede de transportes. • Ainda na porção europeia, São Petersburgo possui tímida produção automobilística e têxtil.
  13. 13. • Na porção asiática possui algumas empresas de mineração, mas a distância da Europa e dos centros urbanos não permitem grande desenvolvimento.
  14. 14. Transição Socialismo-Capitalismo • Com a queda da URSS, a Rússia teve que adaptar a sua máquina pública aos moldes capitalistas. • Por isso, o presidente Bóris Yeltsin privatizou a maior parte das empresas da era soviética. • Uma pequena porção foi vendida a consórcios estrangeiros ou teve suas ações divididas entre os funcionários.
  15. 15. • Entretanto, as regras para as privatizações passaram a incluir uma cláusula que permitia a compra apenas por cidadãos russos. • Por isso, a maior parte dessas empresas foram compradas pela máfia russa, que enriquecera através de contrabandos na era soviética.
  16. 16. • Essa situação colabora para o título russo de um dos Estados mais corruptos do mundo, visto que esses grupos corrompem funcionários públicos para concederem-lhes benefícios, isso quando não elegem seus próprios candidatos.

×