SlideShare uma empresa Scribd logo
AS HORAS DO DIA E O INICIO DO
SABÁDO.
Acessem: www.adventistasremanescentes.com.br Kaypym Araújo
Uma análise cuidadosa da palavra hebraica para “dia” e do
contexto no qual ela aparece em Gênesis nos leva a concluir que
“dia” significa um período literal de 24 horas.
A palavra hebraica yom traduzida na palavra "dia" pode significar
mais de uma coisa.
>>Pode se referir ao período de 24 horas que a terra leva para
girar ao redor do seu eixo (ex: "há 24 horas em um dia").
>>Pode se referir ao período da luz do dia entre o nascer e o pôr
do sol (ex: "é muito quente durante o dia, mas melhora um
pouco à noite").
>>Também pode se referir a um período de tempo não
específico (ex: "durante os dias do meu avô…").
Dessa mesma forma a palavra yom (traduzida como "dia") pode
significar mais de uma coisa no original. É usada para se referir
a um período de 24 horas em Gênesis 7:11.
É usada para se referir à luz do dia entre o nascer e o pôr do sol em Gênesis
1:16. Também é usada para se referir a um período de tempo não específico
em Gênesis 2:4. Portanto, o que essa palavra significa em Gênesis 1:5-2:2
quando é usada juntamente com números ordinais (ex: "primeiro dia",
"segundo dia", "terceiro dia", "quarto dia", "quinto dia", "sexto dia" e o "sétimo
dia")? Esses "dias" são períodos de 24 horas ou não? Será que "yom" como
é usado aqui pode significar um período de tempo não específico? Como
podemos diferenciar?
Podemos determinar como "yom" deve ser interpretado em Gênesis 1:5-2:2
simplesmente ao examinar o contexto no qual encontramos a palavra e então
ao fazer uma comparação desse contexto com o seu uso no resto das
Escrituras. Ao fazer isso, deixamos as Escrituras se interpretarem. Sr. Ham
escreveu: "A palavra hebraica para dia (yom) é usada 2301 vezes no Velho
Testamento.
Fora de Gênesis 1, yom + número ordinal (usado 410 vezes) sempre indica
um dia comum, quer dizer, um período de 24 horas. As palavras ‘tarde’ e
‘manhã’ juntas (38 vezes) sempre indicam um dia comum. Yom + ‘tarde’ ou
‘manhã’ (23 vezes cada) sempre indica um dia comum. Yom + ‘noite’ (52
vezes) sempre indica um dia comum".
Agora vamos dar uma olhada no contexto onde encontramos a palavra "yom"
usada em Gênesis 1:5-2:2…
Dia 1 - "Chamou Deus à luz Dia [yom] e às trevas, Noite. Houve TARDE e
MANHÃ, o PRIMEIRO DIA [yom]" (Gênesis 1:5).
Dia 2 - "E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve TARDE e MANHÃ, o
SEGUNDO DIA [yom]" (Gênesis 1:8).
Dia 3 - "Houve TARDE e MANHÃ, o TERCEIRO DIA [yom]" (Gênesis 1:13).
Dia 4 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUARTO DIA [yom]" (Gênesis 1:19).
Dia 5 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUINTO DIA [yom]" (Gênesis 1:23).
Dia 6 - "Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. Houve TARDE
e MANHÃ, o sexto DIA [yom]" (Gênesis 1:31).
Dia 7 - "Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército.
E, havendo Deus terminado no DIA [yom] SÉTIMO a sua obra, que fizera,
descansou nesse DIA [yom] de toda a sua obra que tinha feito" (Gênesis 2:1-
2).
Ao descrever cada dia como “tarde e manhã”, é bem claro que o
Autor do livro de Gênesis estava se referindo a períodos de 24
horas. Essa foi a interpretação normal até os anos 1800, quando
uma mudança ocorreu ao paradigma na sociedade científica e
as rochas sedimentárias (estratos geológicos) da terra foram
reinterpretados.
As camadas rochosas foram previamente interpretadas como
evidência do Dilúvio de Noé. No entanto, o Dilúvio passou a ser
descartado pela sociedade científica e as camadas rochosas
foram reinterpretadas como evidência de uma terra
extremamente velha. Alguns Cristãos bem intencionados, mas
completamente equivocados, tentaram reconciliar essa
interpretação anti-Bíblica e “anti-diluvial” com a narrativa de
Gênesis ao reinterpretar "yom" como períodos de tempo não
específicos. Isso foi um grave erro.
Ao descrever cada dia como “tarde e manhã”, é bem claro que o
Autor do livro de Gênesis estava se referindo a períodos de 24
horas. Essa foi a interpretação normal até os anos 1800, quando
uma mudança ocorreu ao paradigma na sociedade científica e
as rochas sedimentárias (estratos geológicos) da terra foram
reinterpretados.
As camadas rochosas foram previamente interpretadas como
evidência do Dilúvio de Noé. No entanto, o Dilúvio passou a ser
descartado pela sociedade científica e as camadas rochosas
foram reinterpretadas como evidência de uma terra
extremamente velha. Alguns Cristãos bem intencionados, mas
completamente equivocados, tentaram reconciliar essa
interpretação anti-Bíblica e “anti-diluvial” com a narrativa de
Gênesis ao reinterpretar "yom" como períodos de tempo não
específicos. Isso foi um grave erro.
Na Bíblia a idéia primária da palavra DIA é em referência ao à
parte clara que vai do nascer ao pôr-do-sol.
No início dos tempos, o período de 24 horas era dividido em
duas partes: Êrev (tarde) e Bôker (manhã).
Érev começava ao pôr-do-sol, ou conforme Gênesis 3:8,
“viração do dia”, e terminava ao nascer do sol, onde começava o
Bôker. Até hoje os judeus usam a palavra ”êrev” como
referência à primeira parte da noite que vai depois do pôr-do-
sol até por volta das 22 horas, período em que usam a
expressão “êrev tôv” (“boa noite”, ao chegar) e “laila tôv” (“boa
noite”, ao sair).
Depois, a parte clara do dia (Bôker) começou a ser dividido, e
o meio-dia era chamado “maior calor do dia”, quando todos
procuravam abrigo e faziam sua refeição (almoço) e depois a
festa (Gênesis 18:1-4; 2 Samuel 4:5).
COMO É FORMADO UM DIA DE 24HS
TARDE
TREVAS
NOITE
MANHÃ
LUZ
DIA
TARDE
TREVAS
NOITE
MANHÃ
LUZ
DIA
PRIMEIRO DIA SEGUNDO DIA
E foi a tarde e a
manhã, o segundo
dia. GN.1:8
E foi a tarde e a
manhã, o primeiro
dia. GN.1:5
Posteriormente essa hora passou a ser chamada de “meio-dia”
(em hebraico: ‫םירהצ‬ [TSOHORÁIM], plural de
‫רהצ‬[ TSOHAR], que por sua vez procede do
verbo ‫רהצ‬[ TSAHAR] = “reluzir”, mas que também veio a
significar espremer azeite, extrair azeite pelo fato de que nos
primórdios o meio dia era a melhor hora para tal ato por causa
da oliva que estava “amaciada” pelo calor do meio-dia) - Gênesis
43:16, 25; 2 Samuel 4:5.
Já no primeiro século, os judeus haviam adotado a contagem
greco-romana de 12 horas para o dia, e a ela Jesus fez
referência:
“Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém
andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; mas, se
andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.” (João 11:9, 10)
O senhor Jesus e os escritores sagrados usaram a divisão
greco-romana das horas do dia para situarem acontecimentos
importantes em suas narrativas como veremos logo mais.
As horas do dia eram contadas desde a alvorada (por volta das
seis da manhã) até o pôr-do-sol (por volta das seis da tarde) e
eram divididas em doze partes, sendo três as principais entre o
nascer do sol (primeira hora) e o poente (duodécima hora): hora
terceira (pro volta das nove horas – Mateus 20:3; Marcos 15:25;
Atos 2:15), hora sexta (pro volta do meio-dia – Mateus 20:5;
27:45; João 4:6; 19:14; Atos
10:9) e hora nona (por volta das três da tarde – Mateus 27:45,
46; Atos 3:1; 10:3, 30).
COMO É FORMADO AS HORAS DO DIA
Mas, quando havia a necessidade de se dar com mais exatidão
a hora, as outras eram citadas, como por exemplo, o horário da
cura do servo do oficial romano: hora sétima (13:00 hs) – João
4:49-53 – e hora undécima, na narração da parábola dos
trabalhadores da vinha (Mateus 20:6, 9). Nesta parábola o
Senhor faz referência às várias
horas do dia claro: indiretamente à primeira hora (vs. 1-
2), terceira hora (vs. 3-4), hora sexta (v. 5) e hora
undécima (vs. 6 e 9) e o cair da tarde (hora duodécima - v. 8).
No dia da crucificação do Senhor as três principais horas são
dadas: a hora da crucificação: hora terceira (Marcos 15:25) e o
período das trevas sobre toda a terra: hora sexta e hora nona
(vs. 33, 34).
Mas, quando havia a necessidade de se dar com mais exatidão a
hora, as outras eram citadas, como por exemplo, o horário da cura do
servo do oficial romano: hora sétima (13:00 hs) – João 4:49-53 – e
hora undécima, na narração da parábola dos trabalhadores da vinha
(Mateus 20:6, 9). Nesta parábola o Senhor faz referência às várias
horas do dia claro: indiretamente à primeira hora (vs. 1-
2), terceira hora (vs. 3-4), hora sexta (v. 5) e hora undécima (vs. 6
e 9) e o cair da tarde (hora duodécima - v. 8).
No dia da crucificação do Senhor as três principais horas são dadas: a
hora da crucificação: hora terceira (Marcos 15:25) e o período das
trevas sobre toda a terra: hora sexta e hora nona (vs. 33, 34).
Logicamente essas horas não eram exatas, mas aproximadas, pois a
duração dos dias variava de acordo com a época do ano. (Mateus
20:3, 5; 27:45, 46; Marcos 15:25, 33, 34; Lucas 23:44; João 19:14;
Atos 10:3, 9, 30)
DIVISÃO DAS HORAS NOTURNAS
No tempo do Antigo Testamento os judeus dividiam a noite em
três vigílias, a saber:
1 - Vigília da noite (Salmo 63:6) ou princípio das vigílias
(Lamentações 2:19) que ia desde o sol posto até às 10 horas da
noite;
2 - Vigília média ou da meia noite (Juízes 7:19) que principiava
às 10 horas da noite e prolongava-se até às duas horas da
madrugada;
3- Vigília da manhã (1 Samuel 11:11) que ia desde as duas
horas da manhã até ao nascer do sol.
Em tempos posteriores, a noite começou a ser dividida, segundo
o costume dos romanos, em quatro vigílias (desde as 6 horas da
tarde às 6 horas da manhã), de três horas cada uma (Mt 14.25;
Lc 12.38). Em Marcos 13.35, as quatro vigílias são designadas
pelo nome especial de cada uma.
Assim como aconteceu à divisão das horas do dia, a divisão
romana das horas da noite foi também adotada pelos judeus por
estarem sob o domínio de Roma, mas também não havia nada
de errado com isso, muito pelo contrário, pois havia mais
exatidão na contagem das horas.
Assim sendo, a noite foi também dividida em doze horas, mas as
suas partes principais eram subdivididas em quatro vigílias (de
três horas cada uma) em vez das três vigílias anteriormente
usadas pelos judeus do tempo do Antigo Testamento.
O Senhor Jesus fez também referência a essa divisão romana
ao falar de sua vinda:
“Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se
à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã”
(Marcos 13:35).
A primeira vigília (latim: prima vigilia) era chamada de
“tarde”, “tardinha” que em grego é: οψε (OPSE) que dá a idéia
de “perto do fim do dia”, “ao anoitecer” e ia por volta do pôr-do-
sol até cerca das nove da noite (nosso horário);
A segunda vigília (latim: secunda vigilia) era chamada “meia-
noite” que em grego é: μεσονυκτιον (MESONYKTION) e
começava por volta das nove horas e terminava à meia-noite;
A terceira vigília (latim: tertia vigilia) era chamada de “canto do galo”
que em grego é: αλεκτορουωνια (ALEKTOROFÔNIA) e ia da “meia-
noite” a cerca das três horas. O Senhor Jesus fez referência ao cantar
do galo ao dizer a Pedro que antes que o galo cantasse, naquela
mesma noite este o negaria três vezes. Mateus 26:34; Lucas 22:34. E
de fato aconteceu nas primeiras horas da madrugada (Marcos 14:68,
72.)
E a quarta e última vigília (latim: quarta vigilia) era chamada de
“cedo”, isto é, “cedo de manhã”, que em grego é: προι(PROI) findava
na aurora, por volta das seis horas. Foi na quarta vigília da noite que o
senhor Jesus andou sobre as águas ao encontro dos seus discípulos
que estavam no barco (Marcos 14:25).
Foi no término deste horário que o Senhor, depois de ter pernoitado na
cidade de Betânia ao dirigir-se de volta a Jerusalém, no caminho, teve
fome e encontrou uma figueira sem frutos e a amaldiçoou a fim de dar
uma lição de fé aos seus discípulos.
(Mateus 21:17-22). Foi também nesta vigília que o
Senhor ressuscitou de entre os mortos no primeiro dia
da semana. (Marcos 16:2). Também: João 18:28.
Como foi dito, além das quatro vigílias, também estava
em uso uma contagem de 12 horas para a noite, mas
pelo que sei até agora, só há uma referência a uma
parte dela no Novo Testamento, quando o comandante
militar Cláudio Lísias mandou que dois de seus
centuriões aprontassem um destacamento de 470
soldados a fim de escoltar o apóstolo Paulo em
segurança até Cesaréia na “hora terceira da noite”
(21:00 hs.) – Atos 23:23, 24.
QUANDO COMEÇA O SABADO?
Vamos analisar dois textos como prova que a guarda do sábado
deve ser feita de um por do sol a outro pôr do sol pela ordem
dada pelo Criador.
No começo do capitulo de Levítico 23 vermos aqui o Criador
citando as principais festas em que o povo deveria celebrar e
descansar neste dia.
Levítico 23
1 DEPOIS falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As solenidades do SENHOR, que
convocareis, serão santas convocações; estas são as minhas
solenidades:
Veja que ao apresentar suas festas ele diz “estas são as minhas
solenidades”, e em seguida apresenta estas festas tendo o
Sábado como uma das primeiras a serem citadas.
3 Seis dias trabalho se fará, mas o sétimo dia será o sábado do
descanso, santa convocação; nenhum trabalho fareis; sábado do
SENHOR é em todas as vossas habitações.
Nos versos seguintes ele começa apresenta as festas fixas com
seus Sábados cerimonias que eram guardado em dias fixos
durante o tempo determinado. No veros 32 de levítico ele
apresenta o período em que devia ser guardado estas festas:
32 Sábado de descanso vos será; então afligireis as vossas almas; aos
nove do mês à tarde, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso
sábado.
Veja que ao apresentar suas festas ele diz “estas são as minhas
solenidades”, e em seguida apresenta estas festas tendo o
Sábado como uma das primeiras a serem citadas.
3 Seis dias trabalho se fará, mas o sétimo dia será o sábado do
descanso, santa convocação; nenhum trabalho fareis; sábado do
SENHOR é em todas as vossas habitações.
Nos versos seguintes ele começa apresenta as festas fixas com
seus Sábados cerimonias que eram guardado em dias fixos
durante o tempo determinado. No veros 32 de levítico ele
apresenta o período em que devia ser guardado estas festas:
32 Sábado de descanso vos será; então afligireis as vossas almas; aos
nove do mês à tarde, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso
sábado.
O sétimo dia como dia descanso também deveria ser guardado
da mesma como como o sábado cerimonial das festas fixas,
todas começam com pôr do sol e terminavam com pôr do sol.
Outro exemplo de como sábado começa ao pôr do sol será visto
no livro de Neemias capitulo 13 nos seguintes versos:
15 Naqueles dias vi em Judá os que pisavam lagares ao sábado e
traziam feixes que carregavam sobre os jumentos; como também
vinho, uvas e figos, e toda a espécie de cargas, que traziam a Jerusalém
no dia de sábado; e protestei contra eles no dia em que vendiam
mantimentos.
16 Também habitavam em Jerusalém tírios que traziam peixe e toda a
mercadoria, que vendiam no sábado aos filhos de Judá, e em
Jerusalém.
17 E contendi com os nobres de Judá, e lhes disse: Que mal é este que
fazeis, profanando o dia de sábado?
18 Porventura não fizeram vossos pais assim, e não trouxe o nosso
Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? E vós ainda mais
acrescentais o ardor de sua ira sobre Israel, profanando o sábado.
19 Sucedeu, pois, que, dando já sombra nas portas de Jerusalém antes
do sábado, ordenei que as portas fossem fechadas; e mandei que não
as abrissem até passado o sábado; e pus às portas alguns de meus
servos, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado.
20 Então os negociantes e os vendedores de toda a mercadoria
passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes.
21 Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Por que passais a noite
defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão de vós.
Daquele tempo em diante não vieram no sábado.
Vejam que o rei Neemias vendo que o povo estava transgredindo
o sábado comprando neste dia mercadorias dos mercadores,
então o rei protestou contra o povo e deu ordem as seus guarda
para fecharem as portas no momento que a “sombras” do sol
dessem nas portas.
Voe poderia questionar dizendo que aquelas “sombras” eram
do nascer do sol, mais isso é refutado quando vemos que
mesmo na noite os mercadores não poderia vender:
20 Então os negociantes e os vendedores de toda a mercadoria
passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes.
21 Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Por que passais a noite
defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão de vós.
Daquele tempo em diante não vieram no sábado.
Se o sábado começa ao nascer do sol e termina ao pôr do sol
como dizem os defensores desta teoria, logica seria que o rei
devia deixar os mercadores venderem seus produtos durante a
noite já que ela não faz parte do sábado como dia de guarda.
Mais pelo contrario vemos o rei Neemias sendo contra a atitude
os mercadores e afirma que aquela noite era também um sábado
ao dizer “Daquele tempo em diante não vieram no sábado”.
A MORTE DE JESUS E O INICIO
DO SABADO.
Vamos ver aqui através da morte do messias podemos identificar
quando termina um dia e começa o outro e em que momento se
inicia o sábado, antes vejamos como era dividido as horas no
Novo Testamento:
Vamos agora analisar o texto de Mateus 27:45-46:
45 E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora
nona.
46 E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli,
lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me
desamparaste?
Agora veja como fica o texto traduzindo para nosso horário:
45 E desde a 9:00 houve trevas sobre toda a terra, até à 15:00.
46 E perto da 15:00 exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá
sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
Vemos que jesus foi crucificado as 9:00 da manhã e morreu as
3:00 da tarde. Como a morte de jesus representa o cordeiro
pascoal, então se conclui que aquele dia era o dia 14 de Abib, o
dia da Pascoa.
Era também o dia da preparação para entrada do Sábado
semanal e o sábado cerimonial da festa dos pães ázimos.
Vemos isso bem claro em João 19:31 que diz:
31 Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na
cruz, visto como era a preparação ( pois era grande o dia de sábado ),
rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados.
Depois da “decima segunda hora(18:00)” dava-se inicio o
sábado semanal e a festa dos pães ázimos, justamente no
momento do pôr do sol se iniciava um outro dia que era o dia 15
de Abib. O dia da preparação é sempre um dia antes do sábado
como vemos no seguinte texto:
Marcos 15.42
42 E, chegada a tarde, porquanto era o dia da preparação, isto é, a
véspera do sábado,
Se o sábado se iniciasse com nascer do sol como dizem alguns,
não haveria necessidade para tirarem os corpos do madeiro e a
pressa como foi para coloca-lo no se pulcro como diz o verso 42:
42 Ali, pois ( por causa da preparação dos judeus, e por estar perto
aquele sepulcro ), puseram a Jesus.
Veja como fica no gráfico abaixo o inico e o terminio do sabado:
DIA 14
Dia da preparação Primeiro DiaSábado
DIA 15 DIA16
MAIS INFORMAÇOES
Se você gostou deste estudo e esta em busca de mais verdades sobre a
verdadeira formula Batismal, então entre em contato conosco nos seguintes
endereços abaixo:
SITE
www.adventistasremanescentes.com.br
CANAL DO YOUTUBE
https://www.youtube.com/user/adventistaspioneiros
PAGINA FACEBOOK
https://www.facebook.com/adventistasremanescentes
WHATSAPP
(98) 991315278

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O tribunal de cristo
O tribunal de cristoO tribunal de cristo
O tribunal de cristo
Pr. Gerson Eller
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
faculdadeteologica
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Éder Tomé
 
Panorama do NT - Marcos
Panorama do NT - MarcosPanorama do NT - Marcos
Panorama do NT - Marcos
Respirando Deus
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
Respirando Deus
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
ADMILTON SOARES
 
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundoLivro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
Francisco Sousa
 
Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!
Viva a Igreja
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
Marconi Pacheco
 
Correlação entre as passagens dos evangelhos
Correlação entre as passagens dos evangelhosCorrelação entre as passagens dos evangelhos
Correlação entre as passagens dos evangelhos
pcs0209
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
RODRIGO FERREIRA
 
41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
Vilmar Nascimento
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
Respirando Deus
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
Alberto Nery
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
estudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateusestudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateus
RODRIGO FERREIRA
 

Mais procurados (20)

O tribunal de cristo
O tribunal de cristoO tribunal de cristo
O tribunal de cristo
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
 
Panorama do NT - Marcos
Panorama do NT - MarcosPanorama do NT - Marcos
Panorama do NT - Marcos
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
 
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundoLivro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
Livro de daniel cap 2 - Os impérios que surgiriam no mundo
 
Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
 
Correlação entre as passagens dos evangelhos
Correlação entre as passagens dos evangelhosCorrelação entre as passagens dos evangelhos
Correlação entre as passagens dos evangelhos
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
 
estudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateusestudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateus
 

Destaque

A Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
A Divisão das horas do dia nos tempos BíblicosA Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
A Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
ASD Remanescentes
 
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
Efraim Ben Tzion
 
A verdade sobre echad e yachid
A verdade sobre echad e yachidA verdade sobre echad e yachid
A verdade sobre echad e yachid
ASD Remanescentes
 
Não são doze as horas do dia
Não são doze as horas do diaNão são doze as horas do dia
Não são doze as horas do dia
ASD Remanescentes
 
O shabat biblico
O shabat biblicoO shabat biblico
O shabat biblico
Dilton Rodrigues
 
Iasd rejeitará o sábado (3)
Iasd rejeitará o sábado (3)Iasd rejeitará o sábado (3)
Iasd rejeitará o sábado (3)
Jose Moraes
 
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
ASD Remanescentes
 
A contagem do tempo
A contagem do tempoA contagem do tempo
A contagem do tempo
Nelia Salles Nantes
 
Agentes Infiltrados na IASD
Agentes Infiltrados na IASDAgentes Infiltrados na IASD
Agentes Infiltrados na IASD
José Silva
 
Iões
IõesIões
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadasTabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
Kelly Lima
 
Iões
IõesIões
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo BiblicoA Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
ASD Remanescentes
 
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de RomaPapa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
ASD Remanescentes
 
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIATEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
ASD Remanescentes
 

Destaque (15)

A Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
A Divisão das horas do dia nos tempos BíblicosA Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
A Divisão das horas do dia nos tempos Bíblicos
 
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
44 rzaões porque o sabado nao começa ao pordosol
 
A verdade sobre echad e yachid
A verdade sobre echad e yachidA verdade sobre echad e yachid
A verdade sobre echad e yachid
 
Não são doze as horas do dia
Não são doze as horas do diaNão são doze as horas do dia
Não são doze as horas do dia
 
O shabat biblico
O shabat biblicoO shabat biblico
O shabat biblico
 
Iasd rejeitará o sábado (3)
Iasd rejeitará o sábado (3)Iasd rejeitará o sábado (3)
Iasd rejeitará o sábado (3)
 
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
Seria o Sabado lunar, o Verdadeiro Sabado?
 
A contagem do tempo
A contagem do tempoA contagem do tempo
A contagem do tempo
 
Agentes Infiltrados na IASD
Agentes Infiltrados na IASDAgentes Infiltrados na IASD
Agentes Infiltrados na IASD
 
Iões
IõesIões
Iões
 
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadasTabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
Tabela com os 72 nomes de deus e suas causas relacionadas
 
Iões
IõesIões
Iões
 
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo BiblicoA Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
 
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de RomaPapa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
Papa Bento XVI e João Paulo II diz que Mateus 28:19 é invenção de Roma
 
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIATEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
TEXTOS ADULTERADOS DA BIBLIA
 

Semelhante a As Horas do Dia e o inicio do Sábado.

Horário para o início do sábado j. n. andrews
Horário para o início do sábado   j. n. andrewsHorário para o início do sábado   j. n. andrews
Horário para o início do sábado j. n. andrews
ASD Remanescentes
 
O dia da_crucificacao
O dia da_crucificacaoO dia da_crucificacao
O dia da_crucificacao
José Silva
 
A profecia de daniel 7 25
A profecia de daniel 7 25A profecia de daniel 7 25
A profecia de daniel 7 25
Diego Fortunatto
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndice
mbrandao7
 
2 conceito de tempo, datacao e calendarios
2  conceito de tempo, datacao e calendarios2  conceito de tempo, datacao e calendarios
2 conceito de tempo, datacao e calendarios
PIB Penha
 
Biacuteblia de-estudo-palavras-chave
Biacuteblia de-estudo-palavras-chaveBiacuteblia de-estudo-palavras-chave
Biacuteblia de-estudo-palavras-chave
MICHELLE SMITH C. M. TEIXEIRA
 
A Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De CristoA Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De Cristo
Ismael Mariano Vieira
 
70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Gesiel Oliveira
 
Panorama-do-A.T.pdf
Panorama-do-A.T.pdfPanorama-do-A.T.pdf
Panorama-do-A.T.pdf
Priscila Puga
 
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-09 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
Joel Silva
 
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
Ariel Roth
 
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02 Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
ASD Remanescentes
 
74 o sábado lunar, o calendário do criador pr osvair munhoz
74 o sábado lunar, o calendário do criador   pr osvair munhoz74 o sábado lunar, o calendário do criador   pr osvair munhoz
74 o sábado lunar, o calendário do criador pr osvair munhoz
ssuser615052
 
2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias
Diego Fortunatto
 
O nascimento do Messias de Israel
O nascimento do Messias de IsraelO nascimento do Messias de Israel
O nascimento do Messias de Israel
Carlos Almeida
 
Tempo_Bibliologia.pdf
Tempo_Bibliologia.pdfTempo_Bibliologia.pdf
Tempo_Bibliologia.pdf
EdilsonJanuariodeSou
 
Aula 1 de teologia
Aula 1 de teologiaAula 1 de teologia
Aula 1 de teologia
andre querubim
 
Lição 2 a criação dos céus e da terra
Lição 2   a criação dos céus e da terraLição 2   a criação dos céus e da terra
Lição 2 a criação dos céus e da terra
Andrew Guimarães
 
FIM DO MUNDO.docx
FIM DO MUNDO.docxFIM DO MUNDO.docx
FIM DO MUNDO.docx
Nelson Pereira
 

Semelhante a As Horas do Dia e o inicio do Sábado. (20)

Horário para o início do sábado j. n. andrews
Horário para o início do sábado   j. n. andrewsHorário para o início do sábado   j. n. andrews
Horário para o início do sábado j. n. andrews
 
O dia da_crucificacao
O dia da_crucificacaoO dia da_crucificacao
O dia da_crucificacao
 
A profecia de daniel 7 25
A profecia de daniel 7 25A profecia de daniel 7 25
A profecia de daniel 7 25
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndice
 
2 conceito de tempo, datacao e calendarios
2  conceito de tempo, datacao e calendarios2  conceito de tempo, datacao e calendarios
2 conceito de tempo, datacao e calendarios
 
Biacuteblia de-estudo-palavras-chave
Biacuteblia de-estudo-palavras-chaveBiacuteblia de-estudo-palavras-chave
Biacuteblia de-estudo-palavras-chave
 
A Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De CristoA Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De Cristo
 
70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
Panorama-do-A.T.pdf
Panorama-do-A.T.pdfPanorama-do-A.T.pdf
Panorama-do-A.T.pdf
 
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-09 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
 
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
P7. GRANDES QUESTÕES SOBRE O TEMPO 1
 
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02 Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
Gêneses 1:14 e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 02
 
74 o sábado lunar, o calendário do criador pr osvair munhoz
74 o sábado lunar, o calendário do criador   pr osvair munhoz74 o sábado lunar, o calendário do criador   pr osvair munhoz
74 o sábado lunar, o calendário do criador pr osvair munhoz
 
2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias
 
O nascimento do Messias de Israel
O nascimento do Messias de IsraelO nascimento do Messias de Israel
O nascimento do Messias de Israel
 
Tempo_Bibliologia.pdf
Tempo_Bibliologia.pdfTempo_Bibliologia.pdf
Tempo_Bibliologia.pdf
 
Aula 1 de teologia
Aula 1 de teologiaAula 1 de teologia
Aula 1 de teologia
 
Lição 2 a criação dos céus e da terra
Lição 2   a criação dos céus e da terraLição 2   a criação dos céus e da terra
Lição 2 a criação dos céus e da terra
 
FIM DO MUNDO.docx
FIM DO MUNDO.docxFIM DO MUNDO.docx
FIM DO MUNDO.docx
 

Mais de ASD Remanescentes

➤Série de Estudos Vida Eterna.
➤Série de Estudos Vida Eterna.➤Série de Estudos Vida Eterna.
➤Série de Estudos Vida Eterna.
ASD Remanescentes
 
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o EspanholManuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
ASD Remanescentes
 
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
ASD Remanescentes
 
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
ASD Remanescentes
 
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
ASD Remanescentes
 
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
ASD Remanescentes
 
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
ASD Remanescentes
 
Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?
ASD Remanescentes
 
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
ASD Remanescentes
 
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
ASD Remanescentes
 
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
ASD Remanescentes
 
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
ASD Remanescentes
 
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01 A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
ASD Remanescentes
 
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
ASD Remanescentes
 
Qual verdadeiro Nome de Deus?
Qual verdadeiro Nome de Deus?Qual verdadeiro Nome de Deus?
Qual verdadeiro Nome de Deus?
ASD Remanescentes
 
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
ASD Remanescentes
 
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
ASD Remanescentes
 
Vinho ou Suco de Uva?
Vinho ou Suco de Uva?Vinho ou Suco de Uva?
Vinho ou Suco de Uva?
ASD Remanescentes
 
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
ASD Remanescentes
 
Como Transliteraram o Nome do Salvador?
Como Transliteraram o Nome do Salvador?Como Transliteraram o Nome do Salvador?
Como Transliteraram o Nome do Salvador?
ASD Remanescentes
 

Mais de ASD Remanescentes (20)

➤Série de Estudos Vida Eterna.
➤Série de Estudos Vida Eterna.➤Série de Estudos Vida Eterna.
➤Série de Estudos Vida Eterna.
 
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o EspanholManuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido para o Espanhol
 
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
Manuscrito Hebraico Shem tov traduzido Português.
 
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
Adulteração no Hino "Castelo Forte" do Hinário Adventista.
 
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
 
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
Livro de Ellen White que não pode ser traduzido.
 
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
 
Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?
 
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
Ellen White comia carne depois da Reforma de Saúde(1863)?
 
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
O Calendário e a Criação em Gêneses. - Refutado Serie 04
 
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
IASD irmã de Babilônia nas Profecias.
 
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
O Shabbat Lunar em Êxodo 12, será? Refutado Serie 03
 
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01 A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
A Criação e o Shabbat Lunar - Refutado Serie 01
 
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
Jesus,Yeshua ou Yehoshua?
 
Qual verdadeiro Nome de Deus?
Qual verdadeiro Nome de Deus?Qual verdadeiro Nome de Deus?
Qual verdadeiro Nome de Deus?
 
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
A Ordem e a Forma do Batismo Segundo Ellen White e a Bíblia.
 
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
Até Reformistas omitem texto de Urias Smith Sobre o "Filho Unigênito de Deus"
 
Vinho ou Suco de Uva?
Vinho ou Suco de Uva?Vinho ou Suco de Uva?
Vinho ou Suco de Uva?
 
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
Os IASD Movimento de Reforma e a Mudanças Doutrinarias.
 
Como Transliteraram o Nome do Salvador?
Como Transliteraram o Nome do Salvador?Como Transliteraram o Nome do Salvador?
Como Transliteraram o Nome do Salvador?
 

Último

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
ElijainaVelozoGonalv
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (18)

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 

As Horas do Dia e o inicio do Sábado.

  • 1. AS HORAS DO DIA E O INICIO DO SABÁDO. Acessem: www.adventistasremanescentes.com.br Kaypym Araújo
  • 2. Uma análise cuidadosa da palavra hebraica para “dia” e do contexto no qual ela aparece em Gênesis nos leva a concluir que “dia” significa um período literal de 24 horas. A palavra hebraica yom traduzida na palavra "dia" pode significar mais de uma coisa. >>Pode se referir ao período de 24 horas que a terra leva para girar ao redor do seu eixo (ex: "há 24 horas em um dia"). >>Pode se referir ao período da luz do dia entre o nascer e o pôr do sol (ex: "é muito quente durante o dia, mas melhora um pouco à noite"). >>Também pode se referir a um período de tempo não específico (ex: "durante os dias do meu avô…"). Dessa mesma forma a palavra yom (traduzida como "dia") pode significar mais de uma coisa no original. É usada para se referir a um período de 24 horas em Gênesis 7:11.
  • 3. É usada para se referir à luz do dia entre o nascer e o pôr do sol em Gênesis 1:16. Também é usada para se referir a um período de tempo não específico em Gênesis 2:4. Portanto, o que essa palavra significa em Gênesis 1:5-2:2 quando é usada juntamente com números ordinais (ex: "primeiro dia", "segundo dia", "terceiro dia", "quarto dia", "quinto dia", "sexto dia" e o "sétimo dia")? Esses "dias" são períodos de 24 horas ou não? Será que "yom" como é usado aqui pode significar um período de tempo não específico? Como podemos diferenciar? Podemos determinar como "yom" deve ser interpretado em Gênesis 1:5-2:2 simplesmente ao examinar o contexto no qual encontramos a palavra e então ao fazer uma comparação desse contexto com o seu uso no resto das Escrituras. Ao fazer isso, deixamos as Escrituras se interpretarem. Sr. Ham escreveu: "A palavra hebraica para dia (yom) é usada 2301 vezes no Velho Testamento. Fora de Gênesis 1, yom + número ordinal (usado 410 vezes) sempre indica um dia comum, quer dizer, um período de 24 horas. As palavras ‘tarde’ e ‘manhã’ juntas (38 vezes) sempre indicam um dia comum. Yom + ‘tarde’ ou ‘manhã’ (23 vezes cada) sempre indica um dia comum. Yom + ‘noite’ (52 vezes) sempre indica um dia comum".
  • 4. Agora vamos dar uma olhada no contexto onde encontramos a palavra "yom" usada em Gênesis 1:5-2:2… Dia 1 - "Chamou Deus à luz Dia [yom] e às trevas, Noite. Houve TARDE e MANHÃ, o PRIMEIRO DIA [yom]" (Gênesis 1:5). Dia 2 - "E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve TARDE e MANHÃ, o SEGUNDO DIA [yom]" (Gênesis 1:8). Dia 3 - "Houve TARDE e MANHÃ, o TERCEIRO DIA [yom]" (Gênesis 1:13). Dia 4 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUARTO DIA [yom]" (Gênesis 1:19). Dia 5 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUINTO DIA [yom]" (Gênesis 1:23). Dia 6 - "Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. Houve TARDE e MANHÃ, o sexto DIA [yom]" (Gênesis 1:31). Dia 7 - "Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no DIA [yom] SÉTIMO a sua obra, que fizera, descansou nesse DIA [yom] de toda a sua obra que tinha feito" (Gênesis 2:1- 2).
  • 5. Ao descrever cada dia como “tarde e manhã”, é bem claro que o Autor do livro de Gênesis estava se referindo a períodos de 24 horas. Essa foi a interpretação normal até os anos 1800, quando uma mudança ocorreu ao paradigma na sociedade científica e as rochas sedimentárias (estratos geológicos) da terra foram reinterpretados. As camadas rochosas foram previamente interpretadas como evidência do Dilúvio de Noé. No entanto, o Dilúvio passou a ser descartado pela sociedade científica e as camadas rochosas foram reinterpretadas como evidência de uma terra extremamente velha. Alguns Cristãos bem intencionados, mas completamente equivocados, tentaram reconciliar essa interpretação anti-Bíblica e “anti-diluvial” com a narrativa de Gênesis ao reinterpretar "yom" como períodos de tempo não específicos. Isso foi um grave erro.
  • 6. Ao descrever cada dia como “tarde e manhã”, é bem claro que o Autor do livro de Gênesis estava se referindo a períodos de 24 horas. Essa foi a interpretação normal até os anos 1800, quando uma mudança ocorreu ao paradigma na sociedade científica e as rochas sedimentárias (estratos geológicos) da terra foram reinterpretados. As camadas rochosas foram previamente interpretadas como evidência do Dilúvio de Noé. No entanto, o Dilúvio passou a ser descartado pela sociedade científica e as camadas rochosas foram reinterpretadas como evidência de uma terra extremamente velha. Alguns Cristãos bem intencionados, mas completamente equivocados, tentaram reconciliar essa interpretação anti-Bíblica e “anti-diluvial” com a narrativa de Gênesis ao reinterpretar "yom" como períodos de tempo não específicos. Isso foi um grave erro.
  • 7. Na Bíblia a idéia primária da palavra DIA é em referência ao à parte clara que vai do nascer ao pôr-do-sol. No início dos tempos, o período de 24 horas era dividido em duas partes: Êrev (tarde) e Bôker (manhã). Érev começava ao pôr-do-sol, ou conforme Gênesis 3:8, “viração do dia”, e terminava ao nascer do sol, onde começava o Bôker. Até hoje os judeus usam a palavra ”êrev” como referência à primeira parte da noite que vai depois do pôr-do- sol até por volta das 22 horas, período em que usam a expressão “êrev tôv” (“boa noite”, ao chegar) e “laila tôv” (“boa noite”, ao sair). Depois, a parte clara do dia (Bôker) começou a ser dividido, e o meio-dia era chamado “maior calor do dia”, quando todos procuravam abrigo e faziam sua refeição (almoço) e depois a festa (Gênesis 18:1-4; 2 Samuel 4:5).
  • 8. COMO É FORMADO UM DIA DE 24HS TARDE TREVAS NOITE MANHÃ LUZ DIA TARDE TREVAS NOITE MANHÃ LUZ DIA PRIMEIRO DIA SEGUNDO DIA E foi a tarde e a manhã, o segundo dia. GN.1:8 E foi a tarde e a manhã, o primeiro dia. GN.1:5
  • 9. Posteriormente essa hora passou a ser chamada de “meio-dia” (em hebraico: ‫םירהצ‬ [TSOHORÁIM], plural de ‫רהצ‬[ TSOHAR], que por sua vez procede do verbo ‫רהצ‬[ TSAHAR] = “reluzir”, mas que também veio a significar espremer azeite, extrair azeite pelo fato de que nos primórdios o meio dia era a melhor hora para tal ato por causa da oliva que estava “amaciada” pelo calor do meio-dia) - Gênesis 43:16, 25; 2 Samuel 4:5. Já no primeiro século, os judeus haviam adotado a contagem greco-romana de 12 horas para o dia, e a ela Jesus fez referência: “Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; mas, se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.” (João 11:9, 10)
  • 10. O senhor Jesus e os escritores sagrados usaram a divisão greco-romana das horas do dia para situarem acontecimentos importantes em suas narrativas como veremos logo mais. As horas do dia eram contadas desde a alvorada (por volta das seis da manhã) até o pôr-do-sol (por volta das seis da tarde) e eram divididas em doze partes, sendo três as principais entre o nascer do sol (primeira hora) e o poente (duodécima hora): hora terceira (pro volta das nove horas – Mateus 20:3; Marcos 15:25; Atos 2:15), hora sexta (pro volta do meio-dia – Mateus 20:5; 27:45; João 4:6; 19:14; Atos 10:9) e hora nona (por volta das três da tarde – Mateus 27:45, 46; Atos 3:1; 10:3, 30).
  • 11. COMO É FORMADO AS HORAS DO DIA
  • 12. Mas, quando havia a necessidade de se dar com mais exatidão a hora, as outras eram citadas, como por exemplo, o horário da cura do servo do oficial romano: hora sétima (13:00 hs) – João 4:49-53 – e hora undécima, na narração da parábola dos trabalhadores da vinha (Mateus 20:6, 9). Nesta parábola o Senhor faz referência às várias horas do dia claro: indiretamente à primeira hora (vs. 1- 2), terceira hora (vs. 3-4), hora sexta (v. 5) e hora undécima (vs. 6 e 9) e o cair da tarde (hora duodécima - v. 8). No dia da crucificação do Senhor as três principais horas são dadas: a hora da crucificação: hora terceira (Marcos 15:25) e o período das trevas sobre toda a terra: hora sexta e hora nona (vs. 33, 34).
  • 13. Mas, quando havia a necessidade de se dar com mais exatidão a hora, as outras eram citadas, como por exemplo, o horário da cura do servo do oficial romano: hora sétima (13:00 hs) – João 4:49-53 – e hora undécima, na narração da parábola dos trabalhadores da vinha (Mateus 20:6, 9). Nesta parábola o Senhor faz referência às várias horas do dia claro: indiretamente à primeira hora (vs. 1- 2), terceira hora (vs. 3-4), hora sexta (v. 5) e hora undécima (vs. 6 e 9) e o cair da tarde (hora duodécima - v. 8). No dia da crucificação do Senhor as três principais horas são dadas: a hora da crucificação: hora terceira (Marcos 15:25) e o período das trevas sobre toda a terra: hora sexta e hora nona (vs. 33, 34). Logicamente essas horas não eram exatas, mas aproximadas, pois a duração dos dias variava de acordo com a época do ano. (Mateus 20:3, 5; 27:45, 46; Marcos 15:25, 33, 34; Lucas 23:44; João 19:14; Atos 10:3, 9, 30)
  • 14. DIVISÃO DAS HORAS NOTURNAS No tempo do Antigo Testamento os judeus dividiam a noite em três vigílias, a saber: 1 - Vigília da noite (Salmo 63:6) ou princípio das vigílias (Lamentações 2:19) que ia desde o sol posto até às 10 horas da noite; 2 - Vigília média ou da meia noite (Juízes 7:19) que principiava às 10 horas da noite e prolongava-se até às duas horas da madrugada; 3- Vigília da manhã (1 Samuel 11:11) que ia desde as duas horas da manhã até ao nascer do sol.
  • 15. Em tempos posteriores, a noite começou a ser dividida, segundo o costume dos romanos, em quatro vigílias (desde as 6 horas da tarde às 6 horas da manhã), de três horas cada uma (Mt 14.25; Lc 12.38). Em Marcos 13.35, as quatro vigílias são designadas pelo nome especial de cada uma. Assim como aconteceu à divisão das horas do dia, a divisão romana das horas da noite foi também adotada pelos judeus por estarem sob o domínio de Roma, mas também não havia nada de errado com isso, muito pelo contrário, pois havia mais exatidão na contagem das horas. Assim sendo, a noite foi também dividida em doze horas, mas as suas partes principais eram subdivididas em quatro vigílias (de três horas cada uma) em vez das três vigílias anteriormente usadas pelos judeus do tempo do Antigo Testamento.
  • 16. O Senhor Jesus fez também referência a essa divisão romana ao falar de sua vinda: “Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã” (Marcos 13:35). A primeira vigília (latim: prima vigilia) era chamada de “tarde”, “tardinha” que em grego é: οψε (OPSE) que dá a idéia de “perto do fim do dia”, “ao anoitecer” e ia por volta do pôr-do- sol até cerca das nove da noite (nosso horário); A segunda vigília (latim: secunda vigilia) era chamada “meia- noite” que em grego é: μεσονυκτιον (MESONYKTION) e começava por volta das nove horas e terminava à meia-noite;
  • 17. A terceira vigília (latim: tertia vigilia) era chamada de “canto do galo” que em grego é: αλεκτορουωνια (ALEKTOROFÔNIA) e ia da “meia- noite” a cerca das três horas. O Senhor Jesus fez referência ao cantar do galo ao dizer a Pedro que antes que o galo cantasse, naquela mesma noite este o negaria três vezes. Mateus 26:34; Lucas 22:34. E de fato aconteceu nas primeiras horas da madrugada (Marcos 14:68, 72.) E a quarta e última vigília (latim: quarta vigilia) era chamada de “cedo”, isto é, “cedo de manhã”, que em grego é: προι(PROI) findava na aurora, por volta das seis horas. Foi na quarta vigília da noite que o senhor Jesus andou sobre as águas ao encontro dos seus discípulos que estavam no barco (Marcos 14:25). Foi no término deste horário que o Senhor, depois de ter pernoitado na cidade de Betânia ao dirigir-se de volta a Jerusalém, no caminho, teve fome e encontrou uma figueira sem frutos e a amaldiçoou a fim de dar uma lição de fé aos seus discípulos.
  • 18. (Mateus 21:17-22). Foi também nesta vigília que o Senhor ressuscitou de entre os mortos no primeiro dia da semana. (Marcos 16:2). Também: João 18:28. Como foi dito, além das quatro vigílias, também estava em uso uma contagem de 12 horas para a noite, mas pelo que sei até agora, só há uma referência a uma parte dela no Novo Testamento, quando o comandante militar Cláudio Lísias mandou que dois de seus centuriões aprontassem um destacamento de 470 soldados a fim de escoltar o apóstolo Paulo em segurança até Cesaréia na “hora terceira da noite” (21:00 hs.) – Atos 23:23, 24.
  • 19. QUANDO COMEÇA O SABADO? Vamos analisar dois textos como prova que a guarda do sábado deve ser feita de um por do sol a outro pôr do sol pela ordem dada pelo Criador. No começo do capitulo de Levítico 23 vermos aqui o Criador citando as principais festas em que o povo deveria celebrar e descansar neste dia. Levítico 23 1 DEPOIS falou o SENHOR a Moisés, dizendo: 2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As solenidades do SENHOR, que convocareis, serão santas convocações; estas são as minhas solenidades:
  • 20. Veja que ao apresentar suas festas ele diz “estas são as minhas solenidades”, e em seguida apresenta estas festas tendo o Sábado como uma das primeiras a serem citadas. 3 Seis dias trabalho se fará, mas o sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação; nenhum trabalho fareis; sábado do SENHOR é em todas as vossas habitações. Nos versos seguintes ele começa apresenta as festas fixas com seus Sábados cerimonias que eram guardado em dias fixos durante o tempo determinado. No veros 32 de levítico ele apresenta o período em que devia ser guardado estas festas: 32 Sábado de descanso vos será; então afligireis as vossas almas; aos nove do mês à tarde, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.
  • 21. Veja que ao apresentar suas festas ele diz “estas são as minhas solenidades”, e em seguida apresenta estas festas tendo o Sábado como uma das primeiras a serem citadas. 3 Seis dias trabalho se fará, mas o sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação; nenhum trabalho fareis; sábado do SENHOR é em todas as vossas habitações. Nos versos seguintes ele começa apresenta as festas fixas com seus Sábados cerimonias que eram guardado em dias fixos durante o tempo determinado. No veros 32 de levítico ele apresenta o período em que devia ser guardado estas festas: 32 Sábado de descanso vos será; então afligireis as vossas almas; aos nove do mês à tarde, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.
  • 22. O sétimo dia como dia descanso também deveria ser guardado da mesma como como o sábado cerimonial das festas fixas, todas começam com pôr do sol e terminavam com pôr do sol. Outro exemplo de como sábado começa ao pôr do sol será visto no livro de Neemias capitulo 13 nos seguintes versos: 15 Naqueles dias vi em Judá os que pisavam lagares ao sábado e traziam feixes que carregavam sobre os jumentos; como também vinho, uvas e figos, e toda a espécie de cargas, que traziam a Jerusalém no dia de sábado; e protestei contra eles no dia em que vendiam mantimentos. 16 Também habitavam em Jerusalém tírios que traziam peixe e toda a mercadoria, que vendiam no sábado aos filhos de Judá, e em Jerusalém. 17 E contendi com os nobres de Judá, e lhes disse: Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado?
  • 23. 18 Porventura não fizeram vossos pais assim, e não trouxe o nosso Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? E vós ainda mais acrescentais o ardor de sua ira sobre Israel, profanando o sábado. 19 Sucedeu, pois, que, dando já sombra nas portas de Jerusalém antes do sábado, ordenei que as portas fossem fechadas; e mandei que não as abrissem até passado o sábado; e pus às portas alguns de meus servos, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado. 20 Então os negociantes e os vendedores de toda a mercadoria passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes. 21 Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Por que passais a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão de vós. Daquele tempo em diante não vieram no sábado. Vejam que o rei Neemias vendo que o povo estava transgredindo o sábado comprando neste dia mercadorias dos mercadores, então o rei protestou contra o povo e deu ordem as seus guarda para fecharem as portas no momento que a “sombras” do sol dessem nas portas.
  • 24. Voe poderia questionar dizendo que aquelas “sombras” eram do nascer do sol, mais isso é refutado quando vemos que mesmo na noite os mercadores não poderia vender: 20 Então os negociantes e os vendedores de toda a mercadoria passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes. 21 Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Por que passais a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão de vós. Daquele tempo em diante não vieram no sábado. Se o sábado começa ao nascer do sol e termina ao pôr do sol como dizem os defensores desta teoria, logica seria que o rei devia deixar os mercadores venderem seus produtos durante a noite já que ela não faz parte do sábado como dia de guarda. Mais pelo contrario vemos o rei Neemias sendo contra a atitude os mercadores e afirma que aquela noite era também um sábado ao dizer “Daquele tempo em diante não vieram no sábado”.
  • 25. A MORTE DE JESUS E O INICIO DO SABADO. Vamos ver aqui através da morte do messias podemos identificar quando termina um dia e começa o outro e em que momento se inicia o sábado, antes vejamos como era dividido as horas no Novo Testamento:
  • 26. Vamos agora analisar o texto de Mateus 27:45-46: 45 E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona. 46 E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Agora veja como fica o texto traduzindo para nosso horário: 45 E desde a 9:00 houve trevas sobre toda a terra, até à 15:00. 46 E perto da 15:00 exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Vemos que jesus foi crucificado as 9:00 da manhã e morreu as 3:00 da tarde. Como a morte de jesus representa o cordeiro pascoal, então se conclui que aquele dia era o dia 14 de Abib, o dia da Pascoa.
  • 27. Era também o dia da preparação para entrada do Sábado semanal e o sábado cerimonial da festa dos pães ázimos. Vemos isso bem claro em João 19:31 que diz: 31 Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação ( pois era grande o dia de sábado ), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados. Depois da “decima segunda hora(18:00)” dava-se inicio o sábado semanal e a festa dos pães ázimos, justamente no momento do pôr do sol se iniciava um outro dia que era o dia 15 de Abib. O dia da preparação é sempre um dia antes do sábado como vemos no seguinte texto: Marcos 15.42 42 E, chegada a tarde, porquanto era o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado,
  • 28. Se o sábado se iniciasse com nascer do sol como dizem alguns, não haveria necessidade para tirarem os corpos do madeiro e a pressa como foi para coloca-lo no se pulcro como diz o verso 42: 42 Ali, pois ( por causa da preparação dos judeus, e por estar perto aquele sepulcro ), puseram a Jesus. Veja como fica no gráfico abaixo o inico e o terminio do sabado: DIA 14 Dia da preparação Primeiro DiaSábado DIA 15 DIA16
  • 29. MAIS INFORMAÇOES Se você gostou deste estudo e esta em busca de mais verdades sobre a verdadeira formula Batismal, então entre em contato conosco nos seguintes endereços abaixo: SITE www.adventistasremanescentes.com.br CANAL DO YOUTUBE https://www.youtube.com/user/adventistaspioneiros PAGINA FACEBOOK https://www.facebook.com/adventistasremanescentes WHATSAPP (98) 991315278