O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?

5.987 visualizações

Publicada em

Veja algumas declaraçoes da familia White coom respeito a trindade.

Publicada em: Espiritual
  • @Rafael Rocha https://www.youtube.com/watch?v=lhzQJAW9DO0 - Pr Kang – JESUÍTAS ESTÃO ADULTERANDO OS TEXTOS DAS LITERATURAS ADVENTISTAS NA CHINA !!! CONFIRA.
    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/mudanas-nos-textos-das-literaturas-adventistas-36220529 - MUDANÇAS NOS TEXTOS DA LITERATURA ADVENTISTAS
    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/testemunhos-dos-pioneiros - TESTEMUNHOS DOS PIONEIROS: - QUE FALEM !!!
    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/apostasia-alfa-omega-36127367 - APOSTASIA ÔMEGA – IASD - QUEM SÃO OS APÓSTATAS ??? CONFIRA.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • @Abadia Cristo https://www.youtube.com/watch?v=lhzQJAW9DO0 - Pr Kang – JESUÍTAS ESTÃO ADULTERANDO OS TEXTOS DAS LITERATURAS ADVENTISTAS NA CHINA !!! CONFIRA.

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/mudanas-nos-textos-das-literaturas-adventistas-36220529 - MUDANÇAS NOS TEXTOS DA LITERATURA ADVENTISTAS

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/testemunhos-dos-pioneiros - TESTEMUNHOS DOS PIONEIROS: - QUE FALEM !!!

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/apostasia-alfa-omega-36127367 - APOSTASIA ÔMEGA – IASD - QUEM SÃO OS APÓSTATAS ??? CONFIRA.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Vejam isto pessoal:

    https://www.youtube.com/watch?v=lhzQJAW9DO0 - Pr Kang – JESUÍTAS ESTÃO ADULTERANDO OS TEXTOS DAS LITERATURAS ADVENTISTAS NA CHINA !!! CONFIRA.

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/mudanas-nos-textos-das-literaturas-adventistas-36220529 - MUDANÇAS NOS TEXTOS DA LITERATURA ADVENTISTAS

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/testemunhos-dos-pioneiros - TESTEMUNHOS DOS PIONEIROS: - QUE FALEM !!!

    http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/apostasia-alfa-omega-36127367 - APOSTASIA ÔMEGA – IASD - QUEM SÃO OS APÓSTATAS ??? CONFIRA.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • ESSA HISTORIA DE ACREDITAR NOS PIONEIROS EH INSANA.
    ELES NAO TINHAM TODA A VERDADE POIS COMIAM CARNE DE PORCO, ALGUNS ATE FUMAVAM; DOIS DELES REJEITARAM O CHAMADO PARA SEREM PROFETAS, ATEH QUE DEUS ESCOLHEU UMA JOVEM DE 17 ANOS PARA GUIAR O SEU POVO. EMBORA A IRMAN WHITE POSSUIA MUITO RESPEITO PELOS PIONEIROS, ELES NAO ERAM AUTORIDADE PARA FALAR EM NOME DE DEUS.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • os pioneiros estivesem vivo iriam rir de mais de vcs chamndo eles de hereticos contanta luz que recebram,e porque eles não crem neste dogma são chamados de hereticos
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?

  1. 1. "Que uma pessoa seja três pessoas, e que três pessoas sejam uma só pessoa, é uma doutrina que nós podemos proclamar ser contrária à razão e ao senso comum.“ James White. Adventist Review --- 6 de Julho de 1869 Leia a declaração original em ingles MARIDO
  2. 2. "Mas, a fábula Pagã e Papal da natural imortalidade, fez do maior inimigo do homem, a morte, a porta para a felicidade eterna, e deixa a ressurreição como uma coisa de pequena significação. É a base do espiritualismo moderno. Aqui nos devemos mencionar a Trindade que acaba com a personalidade de Deus, e de seu Filho Jesus Cristo, e o batismo por asperção que em vez de sepultar em Cristo no batismo, em significado da sua morte. Mas nós saímos destas fábulas para encontrar outra, que é sagrada para quase todos os cristãos, católicos e protestantes. É o (5.) a mudança do sábado do quarto mandamento, do sétimo para o primeiro dia da semana. O festival pagão do domingo ...... The Advent Review 11 de Dezembro de 1855.
  3. 3. "A grande falta da Reforma foi que os reformadores pararam de reformar. Se tivessem levado avante, não teriam deixado nenhum vestígio do papado atrás, tal como a natural imortalidade, batismo por aspersão, a trindade, a guarda do domingo, e a igreja agora estaria livre de erros escriturísticos.“
  4. 4. “A forma espiritualista pela qual negam a Deus como o único Senhor, e Jesus Cristo está numa primeira posição, [igual a Deus] constitue um antigo credo trinitariano, fóra das escrituras; que Jesus é Deus eterno. No entanto não existe passagem das escrituras que dê suporte isso. Temos testemunhos bíblicos em abundância que ele é Filho do Eterno Pai.” Jame White
  5. 5. “As declarações e os argumentos de alguns dos nossos ministros em seu esforço para provar que o Espírito Santo era um indivíduoera um indivíduo como é Deus, o Pai e Cristo, o eterno Filho, têm me deixadotêm me deixado perplexoperplexo e algumas vezes eles me temme tem entristecido.”entristecido.” Willie C. White (Filho de Ellen g White)Willie C. White (Filho de Ellen g White) FILHO
  6. 6. Carta original
  7. 7. “E se bem que as Escrituras sejam a Palavra de Deus, e devam ser respeitadas, sua aplicação, uma vez que mova uma coluna do fundamento sustentado por Deus estes cinqüenta anos, constitui grande erro. Aquele que faz tal aplicação ignora a maravilhosa demonstração do Espírito Santo que deu poder e força às mensagens passadas, vindas ao povo de Deus. Desejam ser considerados originadores de teorias novas, as quais apresentam pretendendo que sejam verdade. Se, porém, essas teorias forem recebidas, levarão à negação da verdade que, nos últimos cinqüenta anos, Deus tem estado a conceder a Seu povo, comprovando-a pela demonstração de Seu Santo Espírito. Carta 329, 1905.” Mensagens
  8. 8. “Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados. “The Youth's Instructor, 7 de julho de 1898.
  9. 9. “Impedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugares pessoalmente, então foi para vantagem deles (os discípulos) que Ele deveria deixá-los, ir para o Pai, e enviar o Espírito Santo para ser o Seu sucessor na terra. O Espírito Santo é Ele mesmo, despido da personalidade da humanidade e independente dela. Ele Se representaria como estando presente em todos os lugares pelo Seu Espírito, como o Onipresente. “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome (embora não seja visto por vós), esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” [João 14:26]. “Mas eu vos digo a verdade; convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei” [João 16:7] MR 14, 23 - 24.
  10. 10. “O inimigo das almas tem procurado introduzir a suposição de que uma grande reforma devia efetuar-se entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que se erguem como pilares de nossa fé, e empenhar-se num processo de reorganização. Se tal reforma se efetuasse, qual seria o resultado? Seriam rejeitados os princípios da verdade, que Deus em Sua sabedoria concedeu à igreja remanescente. Nossa religião seria alterada. Os princípios fundamentais que têm sustido a obra neste últimos cinqüenta anos, seriam tidos na conta de erros. Estabelecer-se-ia uma nova organização. Escrever-se-iam livros de
  11. 11. NETO
  12. 12. Um dia, em agosto de 1944, R. A. Anderson e L. E. Froom, representando a Associação Ministerial de A. G., entraram em meu escritório no White Estate. “Há nos arquivos do White Estate, conselhos específicos sobre o ministério evangelístico,” perguntaram eles “que poderiam ser reunidos e publicados num único volume?” Salientaram que além de um capítulo aqui e ali, em Obreiros Evangélicos e nos Testemonies, não havia lugar para onde um evangelista pudesse voltar-se convenientemente para receber orientações. Conseqüentemente, não poucos evangelistas serviam de lei para si mesmos, com vários graus de sucesso em seu trabalho. Anderson e Froom desejavam ajudar a trazer maior uniformidade aos esforços evangelísticos da igreja. Esses líderes vieram a mim como principal administrador executivo do White Estate porque anteriormente já havíamos publicado nove
  13. 13. Uma vez que as compilações têm provocado comentários – e mesmo um pouco de controvérsia em alguns países – pode ser instrutivo contar novamente quando as compilações das obras de Ellen White começaram, quantas há ao todo, porque foram publicadas e como foram editadas para evitar que fossem influenciadas por idéias pré-concebidas dos editores. Depois da morte de Ellen White, seu filho e meu pai, W. C. White, continuaram a supervisionar as compilações de seus escritos, começando com Conselhos sobre Saúde. Quando sucedi meu pai como secretário executivo do White Estate, a obra de compilação dos escritos da Sra. White continuou. Quando Anderson e Froom vieram a mim fiquei feliz em recomendar que a Mesa Administrativa do White Estate aprovasse uma compilação sobre evangelismo. Eu sabia que a própria Ellen White a teria aprovado.
  14. 14. A produção dessa compilação – nem a primeira nem a última preparada no White Estate – foi típica, “À luz dos desejos e do próprio costume de Ellen White, a mesa do White Estate olhou com simpatia o pedido de Anderson e Froom e solicitou que eu investigasse a exeqüibilidade da compilação do livro Evangelismo. Dediquei algumas horas à busca de material – cartas de conselhos a vários evangelistas, artigos em Obreiros Evangélicos, nos Testemonies e artigos de revistas. Informei à mesa e a Anderson e Froom, que existia vasto material. Alguns dias mais tarde a comissão consultiva da Associação Ministerial apresentou aos Depositários White um pedido oficial para a preparação e publicação de uma compilação desses conselhos aos evangelistas e instrutores bíblicos. O conselho de depositários, em sua reunião de 10 de setembro de 1944, tomou o seguinte voto:
  15. 15. . “VOTADO: que, em harmonia com a recomendação da Comissão consultiva da Associação Ministerial, autorizamos a compilação de um manuscrito “Conselhos para Evangelistas e Instrutores Bíblicos” (mais tarde redenominado Evangelismo), devendo a obra ser feita por uma comissão de cinco pessoas apontadas pelo presidente. A comissão apontada foi a seguinte: A. L. White, W. H. Branson, R. A. Anderson, Srta. Louise Kleuser, J. L. Shuler.” Mesmo durante o processo de seleção, foi fácil ver onde Ellen White colocava ênfase. Um esboço geral do assunto emergiu naturalmente, levando- nos a estabelecer 22 divisões gerais (mais tarde reduzidas a 20).
  16. 16. Um parágrafo das atas do White Estate de 2 de maio de 1945, sete meses após o início do trabalho, dá uma idéia quanto ao andamento do projeto: “O secretário salientou que o manuscrito do novo livro “Conselhos para Evangelistas” (mais tarde denominado Evangelismo) está tomando forma, e estão sendo feitos arranjos para uma comissão de leitura. Foi sugerido que a comissão seja uma comissão que sirva tanto os administradores da A. G. como a Associação Ministerial e os Depositários White. Foi apontada a seguinte comissão: W. H. Branson, L. K. Dickson, F. M. Wilcox, R. A. Anderson, J. L. Shuler, T. Carcich, D. E. Venden, C. A. Reves e T. G. Bunch.” Os nove leitores do manuscrito sugeriram principalmente o que colocar nos títulos marginais e chamaram a atenção para algumas poucas declarações adicionais de Ellen G. White. Em sua forma virtualmente final, foram mimeografadas vinte e cinco cópias e o manuscrito ajustado foi submetido ao conselho dos depositários do White Estate (e outras pessoas) para sua aprovação final da reunião de 25 de
  17. 17. “Uma análise do manuscrito indica que ele contém 200.785 palavras, e se editado com tipos, semelhantes aos de Testemunhos para Ministros, dará um volume, incluindo o índice e a página de rosto, de aproximadamente 675 páginas. Ao analisar o conteúdo, o secretário salientou que 50% do material é extraído de arquivos de manuscritos, 24% dos artigos de revistas, Special Testemonies e obras já fora de circulação, e 26% dos livros atuais de E.G.White. Assim 74% dos manuscritos apresentam materiais que não estavam disponíveis antes da publicação desse volume.” Quatorze meses depois que foi decidido fazer uma compilação, o livro Evangelismo foi publicado. Tem sido bem vendido, servindo efiscazmente como guia e inspiração àqueles que trabalham no ministério evangélico.
  18. 18. Declaração encontrada no livro Assuntos Contemporâneos em Orientação Profética – Antologia de Artigos e Monografias, compilado por Roger W. Coon, na época, Secretário Associado do Patrimônio Literário Ellen G. White em Washington e Professor Adjunto de Orientação Profética, na Andrews University, EUA, 1988 no capitulo Em Defesa das Copilações
  19. 19. www.pioneirosadventistas.com.br www.saudeja.adv.br

×