Programa tit

210 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programa tit

  1. 1. UNIVERSIDADE AGOSTINHO NETO FACULDADE DE LETRASCurso de Língua e Literatura Portuguesa Programa de Técnicas de Interpretação e Tradução Lusidia Felimone Março de 2012 0
  2. 2. 1. INTRODUÇÃOA cadeira de Técnicas de Interpretação e Tradução tem por finalidade proporcionar aosestudantes uma perspectiva geral do que é o trabalho de tradução e interpretação, epromover o estudo destas como forma de reconhecimento da importância eespecificidade do papel do tradutor e do intérprete na aproximação e estreitamento derelações entre os povos.2. OBJECTIVOS 2.1 Gerais (i) Iniciar os estudantes na prática da tradução e interpretação, fornecendo-lhes subsídios básicos que lhes permitam familiarizar-se com as técnicas usadas na actividade tradutológica. (ii) Desenvolver nos estudantes a competência linguística e comunicativa através da prática da tradução e revisão de diversos tipos de texto em diferentes situações de comunicação, quer orais, quer escritos. 2.2 Específicos No fim desta cadeira, os estudantes devem ser capazes de: (i) Distinguir os conceitos de tradução e interpretação e as diversas técnicas e modalidades associadas a cada uma das actividades; (ii) Conhecer os conceitos e técnicas específicos indispensáveis para a iniciação à prática da tradução e interpretação; (iii) Identificar as etapas de planificação e elaboração de um projecto de tradução; (iv) Distinguir a variedade dos tipos e registos do discurso, quer ao nível da recepção, quer ao nível da produção; (v) Estabelecer a relação entre códigos linguísticos, códigos sociais e códigos culturais no acto da tradução e interprtação.3. METODOLOGIADependendo do tópico em análise, as aulas serão:- Exposição oral do professor- Debates e discussões na sala de aula- Elaboração de trabalhos individuais ou em grupo com base nos temas abordados. 1
  3. 3. 4. MÉTODO DE AVALIAÇÃOA classificação nesta disciplina reflectirá a opinião do professor quanto à consecução,por cada um dos estudantes, dos obkectivos acima definidos. Esta opinião será, na suamaior parte, orientada e demonstrada através das classificações quantitativasdistribuídas conforme se segue: 4.1 Avaliação contínua Testes escritos ………………………………………………………...….. 60% Trabalhos em grupo ou individuais (serão avaliados em termos de conteúdo, correcção linguística, cumprimento dos requisitos da tarefa, pontualidade na entrega, formatação e organização do trabalho) ………………………….. 35% Participação na aula (até que ponto as questões e os comentários na sala de aula reflectem uma compreensão dos conceitos em discussão) ……………...….. 5% 4.2 Avaliação final Exame finalA média final é calculada somando a média da frequência à nota do exame, naseguinte proporção: 40% da média de frequência 60% da nota do exame 2
  4. 4. 5. PROGRAMA TEMÁTICO 1. Conceito de tradução e interpretação 1.1 Definição dos conceitos de tradução e interpretação 1.2 A natureza da tradução e interpretação como processo de comunicação 1.3 Conceito de tradução e retroversão 1.4 Tipos de tradução e interpretação 1.5 Qualidades da tradução 1.6 Dificuldades especiais da tradução 1.7 O papel do tradutor e do intérprete na sociedade contemporânea 1.8 Requisitos e perfil do tradutor e do intérprete 1.9 Questões de ética e deotologia profissional em tradução e interpretação 2. Principais conceitos em tradução 2.1 Noção de língua de partida e língua de chegada 2.2 Noção de forma e sentido 2.2.1 Estrutura profunda /semântica e estrutura de superfície/sintáctica 2.2.2 Componentes de sentido 2.2.3 Os universais linguísticos: conceito CEAR 2.2.4 Tipos de sentido 2.2.4.1 Sentido primário, secundário, figurado e por extensão 2.2.4.2 Sentido referencial, organizacional e situacional 2.2.5 Relações semânticas entre palavras: sinonímia, antonímia, polissemia, homonímia, hiperonímia e outras 2.2.6 Falsos cognatos 3. Procedimentos básicos da tradução 3.1 Passos e etapas da tradução 3.1.1 Análise textual 3.1.1.1 Tipologia textual e registos linguísticos associados 3.1.2 Transferência de sentido 3.1.2.1 Estratégias de tradução: tradução directa e oblíqua 3
  5. 5. 3.1.2.2 Estrutura textual em função do tipo de texto 3.1.3 Revisão linguística 3.1.3.1 Procedimentos de revisão de texto 3.1.3.2 Convenções tipográficas4. Fontes e recursos para a prática da tradução 4.1 Fontes impressas 4.1.1 Dicionários, prontuários, entre outros 4.1.2 Dicionários terminológicos 4.2 Fontes informáticas 4.2.1 A tradução multimédia: vantagens e inconvenientes 4.2.2 A internet como instrumento de tradução 4.3 Terminologias de bases de dados 4.4 O papel dos informantes 4
  6. 6. 6. BIBLIOGRAFIACATFORD, J. C., A Linguistic Theory of Translation, London, OUP, 1965.JAKOBSON, “On Linguistic Tranlation.MOUNIN, Georges, Problèmes Théoriques de la Traduction, Paris, Gallimard, 1963.NIDA, E., Towards a Science of Translation, Leiden , Brill, 1963.NIDA, E. & TABER, C. A., The Theory and Practice of Translation, Leiden, Brill,1969. 5

×