SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
SEMINÁRIO – EQUIPE 7
Faculdade da Cidade do Salvador
Administração de Empresas
Teoria Geral da Administração I
Professor:
Antônio Alberto
Alunos:
• Adriano Alves • Catiane Mariete • Luzimar Silva
• Andrea Sousa • Fernanda Malvar
INTRODUÇÃO
A base fundamental da organização na abordagem neoclássica é a
divisão do trabalho, à medida que uma organização cresce, ela tende a se
diferenciar e a especializar cada vez mais as unidades que compõem a sua
estrutura organizacional.
ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL
A ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL ocorre quando se verifica a
necessidade de aumentar a qualidade da supervisão ou chefia
acrescentando mais níveis hierárquicos na estrutura organizacional.
A ESPECIALIZAÇÃO HORIZONTAL ocorre quando se verifica a
necessidade de aumentar a perícia, a eficiência e a melhor qualidade do
trabalho em si, corresponde a uma especialização de atividade e de
conhecimentos.
Dificilmente ocorre a especialização vertical sem que ocorra a
horizontal antes.
ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL
A amplitude administrativa se refere ao grau de verticalização da sua
estrutura organizacional. Ela diz respeito à quantidade de níveis hierárquicos do
seu negócio.
DIFERENÇA ENTRE AS ESPECIALIZAÇÕES
A especialização vertical é uma divisão do trabalho em termos de
autoridade e responsabilidade.
A especialização horizontal é uma divisão do trabalho em termos de
diferenciação, entre os diversos tipos de tarefas executadas pelos
órgãos.
ESTRUTURA VERTICAL X HORIZONTAL
V E R T I C A L
• Trabalho Previsível
• Concentração Física
de Pessoas
• Pessoal Treinado e
Preparado
• Regras e
Procedimentos
• Afastamento da
Diretoria
H O R I Z O N T A L
• Trabalho Criativo e
Inovador
• Tarefas
Diversificadas
• Necessidade de
Orientação
• Muitas Atividades
Não-
Administrativas
• Sentimento de
Participar
DEPARTAMENTALIZAÇÃO
A especialização horizontal é conhecida pelo nome de
DEPARTAMENTALIZAÇÃO.
A Departamentalização ocorre quando se cresce o número de unidades
de gerenciamento sem aumentar o número de níveis hierárquicos. Dessa
forma, a departamentalização promove uma melhora na eficiência e
qualidade do trabalho praticado pelos departamentos.
A origem sobre departamentalização ocorreu na teoria de Henri Fayol.
DEPARTAMENTALIZAÇÃO
As funções mais
comuns são:
• Funcional;
• Clientes;
• Produtos ou serviços;
• Territorial/geográfica;
• Processos;
• Projetos;
• Matricial.
TIPOS DE DEPARTAMENTALIZAÇÃO
• Função : São divididas em funções, agrupando pessoas da mesma área.
• Produto ou serviço: São divididas em seções ou em setores.
• Território: Divide a organização de acordo com as regiões onde se encontra.
• Cliente : São divididas em seções de gênero ou idade.
• Processo: Processo é uma sequência de atos, que resultam em um produto
final.
• Projeto: São divididas em campanhas, de acordo com os projetos que a
empresa recebe.
• Matricial: Esse tipo é híbrido, mistura as especializações vertical e horizontal.
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL
A estrutura organizacional:
• Faz parte da estratégia organizacional;
• Faz parte da organização formal;
• É definida pela alta cúpula da organização (e não pelos funcionários
de um modo geral, ou seja, não se pode afirmar que a estrutura
organizacional é democrática);
• Não é a mesma coisa de hierarquia, mas a hierarquia pode ser
encontrada na estrutura organizacional;
• É dificilmente alterada.
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL
Os três tipos de
estruturas
organizacionais são:
• Funcional;
• Linear;
• Linha-staff.
TIPOS DE ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS
• Funcional : A estrutura do tipo funcional agrupa pessoas que exercem funções
em uma determinada área, na organização. A maior característica desta
estrutura é a especialização das funções. Ela é adequada para pequenas e
médias empresas.
• Linear: Ela tem o nome “linear” porque é extremamente verticalizada; começa
com alguém da alta administração da organização e vai descendo para
níveis mais baixos com apenas um “setor”. As estruturas lineares, muitas
vezes, tomam a forma de pirâmide. As principais características deste tipo de
estrutura são a hierarquia e a unidade de comando.
• Linha/Staff: Um assessor ou um setor de assessoria, dentro de uma
organização serve para realizar tarefas que não fazem parte da área fim da
organização. A estrutura linha-staff combina a autoridade hierárquica
(estrutura linear) com as funções especializadas (estrutura funcional).
CONCLUSÃO
Conforme as organizações crescem, os gestores devem decidir como
controlar e coordenar as atividades necessárias para que elas criem valor.
Uma organização faz coisas para melhorar sua capacidade de controlar,
coordenar e motivar seus funcionários, mas de acordo com o princípio de
rede mínima de comando, uma organização deve se manter tão plana
quanto possível.
• ALVARENGA, Carolina. Estruturas
Organizacionais. Esquemaria,
2014.
• CHIAVENATO, Idalberto.
Introdução à Teoria Geral da
Administração. Rio de Janeiro:
Campus, 2000.
• www.PortalEducação.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposMatheus Inácio
 
Elaboração de Organograma e Estruturação Organizacional
Elaboração de Organograma e Estruturação OrganizacionalElaboração de Organograma e Estruturação Organizacional
Elaboração de Organograma e Estruturação OrganizacionalMilton Henrique do Couto Neto
 
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)Mauricio Valadão
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoPAULO RICARDO FLORES
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAnderson Simão
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCCntebrusque
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestrevivianepga
 

Mais procurados (20)

Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho
 
Função Produção
Função ProduçãoFunção Produção
Função Produção
 
Aula 1 organograma e departamentalizacao
Aula 1   organograma e departamentalizacaoAula 1   organograma e departamentalizacao
Aula 1 organograma e departamentalizacao
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
 
Elaboração de Organograma e Estruturação Organizacional
Elaboração de Organograma e Estruturação OrganizacionalElaboração de Organograma e Estruturação Organizacional
Elaboração de Organograma e Estruturação Organizacional
 
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)
Aula 01 - Fundamentos da Administração (TGA)
 
Plano de Marketing
Plano de MarketingPlano de Marketing
Plano de Marketing
 
Planejamento Estrátegico
Planejamento EstrátegicoPlanejamento Estrátegico
Planejamento Estrátegico
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento Estrategico
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
 
Posicionamento de Marketing
Posicionamento de MarketingPosicionamento de Marketing
Posicionamento de Marketing
 
Os 4P's do Marketing
Os 4P's do MarketingOs 4P's do Marketing
Os 4P's do Marketing
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
 

Destaque

Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalAula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalProf. Leonardo Rocha
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)A. Rui Teixeira Santos
 
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...A. Rui Teixeira Santos
 
Habilidades do administrador
Habilidades do administradorHabilidades do administrador
Habilidades do administradorBruno Saraiva
 
Lei 8112 anotações
Lei 8112   anotaçõesLei 8112   anotações
Lei 8112 anotaçõesIdali Vieira
 
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de Projetos
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de ProjetosFundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de Projetos
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de ProjetosMaria Angelica Castellani
 
Conecçao de rede
Conecçao de redeConecçao de rede
Conecçao de redeJojo Cruz
 
capitial budgeting
capitial budgetingcapitial budgeting
capitial budgetingArun Kumar
 
2017 third party logistics study
2017 third party logistics study2017 third party logistics study
2017 third party logistics studyDennis Wereldsma
 
Arquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de RedesArquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de RedesFrederico Madeira
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especializaçãoadmetz01
 
Comunicação formal e informal, por Priscyla Caldas
Comunicação formal e informal, por Priscyla CaldasComunicação formal e informal, por Priscyla Caldas
Comunicação formal e informal, por Priscyla CaldasÊXITO Marketing
 
Comunicação externa slb
Comunicação externa   slbComunicação externa   slb
Comunicação externa slbPedro Almeida
 
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canais
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canaisComunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canais
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canaisVALMIR BARBOSA RAZZOTO
 
opinião pública
opinião públicaopinião pública
opinião públicakyzinha
 
Lae Comunicação Interna e Externa
Lae Comunicação Interna e ExternaLae Comunicação Interna e Externa
Lae Comunicação Interna e ExternaFrederico Marques
 

Destaque (20)

Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalAula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
 
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...
Regulação do Sistema Financeiro I, Instituições e Supervisão. União Bancária ...
 
Habilidades do administrador
Habilidades do administradorHabilidades do administrador
Habilidades do administrador
 
Currículo Lattes
Currículo LattesCurrículo Lattes
Currículo Lattes
 
Lei 8112 anotações
Lei 8112   anotaçõesLei 8112   anotações
Lei 8112 anotações
 
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de Projetos
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de ProjetosFundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de Projetos
Fundamentos de BPM e sua Integração com a Gestão de Projetos
 
Conecçao de rede
Conecçao de redeConecçao de rede
Conecçao de rede
 
Aula 1 Gestão da Comunicação
Aula 1 Gestão da ComunicaçãoAula 1 Gestão da Comunicação
Aula 1 Gestão da Comunicação
 
capitial budgeting
capitial budgetingcapitial budgeting
capitial budgeting
 
2017 third party logistics study
2017 third party logistics study2017 third party logistics study
2017 third party logistics study
 
Arquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de RedesArquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de Redes
 
Mecenato
MecenatoMecenato
Mecenato
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
 
Comunicação formal e informal, por Priscyla Caldas
Comunicação formal e informal, por Priscyla CaldasComunicação formal e informal, por Priscyla Caldas
Comunicação formal e informal, por Priscyla Caldas
 
Comunicação externa slb
Comunicação externa   slbComunicação externa   slb
Comunicação externa slb
 
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canais
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canaisComunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canais
Comunicação empresarial Fluxo das comunicações: Redes e canais
 
Departamentalização 2012_01
Departamentalização 2012_01Departamentalização 2012_01
Departamentalização 2012_01
 
opinião pública
opinião públicaopinião pública
opinião pública
 
Lae Comunicação Interna e Externa
Lae Comunicação Interna e ExternaLae Comunicação Interna e Externa
Lae Comunicação Interna e Externa
 

Semelhante a Especialização vertical e horizontal

Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaPaulaLouise
 
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...DigicomInformtica
 
Aula 2 estrutura organizacional
Aula 2   estrutura organizacionalAula 2   estrutura organizacional
Aula 2 estrutura organizacionalNiloar Bissani
 
Características básicas das organizações formais
Características básicas das organizações formaisCaracterísticas básicas das organizações formais
Características básicas das organizações formaisilanafranca
 
OMS UnB 02_2012 - Aula 04
OMS UnB 02_2012 - Aula 04OMS UnB 02_2012 - Aula 04
OMS UnB 02_2012 - Aula 04Euller Barros
 
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02Gracietti Santana de Oliveira
 
AULA 05 - ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.ppt
AULA 05 -  ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.pptAULA 05 -  ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.ppt
AULA 05 - ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.pptRosineiaSantos8
 
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01Deusdete do Carmo Soares
 
Organização do trabalho -
Organização do trabalho - Organização do trabalho -
Organização do trabalho - GilmarSena4
 
Slides - Organização.pdf processos administrativos
Slides - Organização.pdf processos administrativosSlides - Organização.pdf processos administrativos
Slides - Organização.pdf processos administrativosRicardodeQueirozMach
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalProf. Leonardo Rocha
 
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdf
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdfaula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdf
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdfdudacco2024
 
Teoria Neoclássica tipo de organizações
Teoria Neoclássica tipo de organizações Teoria Neoclássica tipo de organizações
Teoria Neoclássica tipo de organizações Aleph Santos
 
Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2Raquel Alves
 

Semelhante a Especialização vertical e horizontal (20)

Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...Estrutura organizacional   influência da estrutura na eficiência da organizaç...
Estrutura organizacional influência da estrutura na eficiência da organizaç...
 
Aula 2 estrutura organizacional
Aula 2   estrutura organizacionalAula 2   estrutura organizacional
Aula 2 estrutura organizacional
 
Características básicas das organizações formais
Características básicas das organizações formaisCaracterísticas básicas das organizações formais
Características básicas das organizações formais
 
Modelos organizacionais
Modelos organizacionaisModelos organizacionais
Modelos organizacionais
 
OMS UnB 02_2012 - Aula 04
OMS UnB 02_2012 - Aula 04OMS UnB 02_2012 - Aula 04
OMS UnB 02_2012 - Aula 04
 
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02
Aula3 dimenso1-estruturaorganizacional-110924131822-phpapp02
 
Eorg
EorgEorg
Eorg
 
Aula 8 Departamentalização.pptx
Aula 8 Departamentalização.pptxAula 8 Departamentalização.pptx
Aula 8 Departamentalização.pptx
 
Aula 4 - organizacional
Aula 4 - organizacionalAula 4 - organizacional
Aula 4 - organizacional
 
AULA 05 - ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.ppt
AULA 05 -  ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.pptAULA 05 -  ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.ppt
AULA 05 - ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO - APO TURMA DE SEXTA.ppt
 
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01
Estruturaorganizacional 130509202828-phpapp01
 
Organização do trabalho -
Organização do trabalho - Organização do trabalho -
Organização do trabalho -
 
Slides - Organização.pdf processos administrativos
Slides - Organização.pdf processos administrativosSlides - Organização.pdf processos administrativos
Slides - Organização.pdf processos administrativos
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdf
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdfaula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdf
aula5-teorianeoclssica-120423123405-phpapp02 (1).pdf
 
Teoria Neoclássica tipo de organizações
Teoria Neoclássica tipo de organizações Teoria Neoclássica tipo de organizações
Teoria Neoclássica tipo de organizações
 
Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2Mqa setembro semana 2
Mqa setembro semana 2
 

Mais de Andrea Sousa

Entendendo as perguntas
Entendendo as perguntasEntendendo as perguntas
Entendendo as perguntasAndrea Sousa
 
Mobilidade Urbana + Filme Inferno
Mobilidade Urbana + Filme InfernoMobilidade Urbana + Filme Inferno
Mobilidade Urbana + Filme InfernoAndrea Sousa
 
Discriminação Sexual
Discriminação SexualDiscriminação Sexual
Discriminação SexualAndrea Sousa
 
Perspectivas Metateóricas
Perspectivas MetateóricasPerspectivas Metateóricas
Perspectivas MetateóricasAndrea Sousa
 
Cuidar do Corpo e da Alma
Cuidar do Corpo e da AlmaCuidar do Corpo e da Alma
Cuidar do Corpo e da AlmaAndrea Sousa
 

Mais de Andrea Sousa (9)

Entendendo as perguntas
Entendendo as perguntasEntendendo as perguntas
Entendendo as perguntas
 
Plano real
Plano realPlano real
Plano real
 
Mobilidade Urbana + Filme Inferno
Mobilidade Urbana + Filme InfernoMobilidade Urbana + Filme Inferno
Mobilidade Urbana + Filme Inferno
 
Discriminação Sexual
Discriminação SexualDiscriminação Sexual
Discriminação Sexual
 
Mobilidade urbana
Mobilidade urbanaMobilidade urbana
Mobilidade urbana
 
Perspectivas Metateóricas
Perspectivas MetateóricasPerspectivas Metateóricas
Perspectivas Metateóricas
 
Era digital
Era digitalEra digital
Era digital
 
Cuidar do Corpo e da Alma
Cuidar do Corpo e da AlmaCuidar do Corpo e da Alma
Cuidar do Corpo e da Alma
 
O Corpo Fala
O Corpo FalaO Corpo Fala
O Corpo Fala
 

Especialização vertical e horizontal

  • 1.
  • 2. SEMINÁRIO – EQUIPE 7 Faculdade da Cidade do Salvador Administração de Empresas Teoria Geral da Administração I Professor: Antônio Alberto Alunos: • Adriano Alves • Catiane Mariete • Luzimar Silva • Andrea Sousa • Fernanda Malvar
  • 3. INTRODUÇÃO A base fundamental da organização na abordagem neoclássica é a divisão do trabalho, à medida que uma organização cresce, ela tende a se diferenciar e a especializar cada vez mais as unidades que compõem a sua estrutura organizacional.
  • 4. ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL A ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL ocorre quando se verifica a necessidade de aumentar a qualidade da supervisão ou chefia acrescentando mais níveis hierárquicos na estrutura organizacional. A ESPECIALIZAÇÃO HORIZONTAL ocorre quando se verifica a necessidade de aumentar a perícia, a eficiência e a melhor qualidade do trabalho em si, corresponde a uma especialização de atividade e de conhecimentos. Dificilmente ocorre a especialização vertical sem que ocorra a horizontal antes.
  • 5. ESPECIALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL A amplitude administrativa se refere ao grau de verticalização da sua estrutura organizacional. Ela diz respeito à quantidade de níveis hierárquicos do seu negócio.
  • 6. DIFERENÇA ENTRE AS ESPECIALIZAÇÕES A especialização vertical é uma divisão do trabalho em termos de autoridade e responsabilidade. A especialização horizontal é uma divisão do trabalho em termos de diferenciação, entre os diversos tipos de tarefas executadas pelos órgãos.
  • 7. ESTRUTURA VERTICAL X HORIZONTAL V E R T I C A L • Trabalho Previsível • Concentração Física de Pessoas • Pessoal Treinado e Preparado • Regras e Procedimentos • Afastamento da Diretoria H O R I Z O N T A L • Trabalho Criativo e Inovador • Tarefas Diversificadas • Necessidade de Orientação • Muitas Atividades Não- Administrativas • Sentimento de Participar
  • 8. DEPARTAMENTALIZAÇÃO A especialização horizontal é conhecida pelo nome de DEPARTAMENTALIZAÇÃO. A Departamentalização ocorre quando se cresce o número de unidades de gerenciamento sem aumentar o número de níveis hierárquicos. Dessa forma, a departamentalização promove uma melhora na eficiência e qualidade do trabalho praticado pelos departamentos. A origem sobre departamentalização ocorreu na teoria de Henri Fayol.
  • 9. DEPARTAMENTALIZAÇÃO As funções mais comuns são: • Funcional; • Clientes; • Produtos ou serviços; • Territorial/geográfica; • Processos; • Projetos; • Matricial.
  • 10. TIPOS DE DEPARTAMENTALIZAÇÃO • Função : São divididas em funções, agrupando pessoas da mesma área. • Produto ou serviço: São divididas em seções ou em setores. • Território: Divide a organização de acordo com as regiões onde se encontra. • Cliente : São divididas em seções de gênero ou idade. • Processo: Processo é uma sequência de atos, que resultam em um produto final. • Projeto: São divididas em campanhas, de acordo com os projetos que a empresa recebe. • Matricial: Esse tipo é híbrido, mistura as especializações vertical e horizontal.
  • 11. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A estrutura organizacional: • Faz parte da estratégia organizacional; • Faz parte da organização formal; • É definida pela alta cúpula da organização (e não pelos funcionários de um modo geral, ou seja, não se pode afirmar que a estrutura organizacional é democrática); • Não é a mesma coisa de hierarquia, mas a hierarquia pode ser encontrada na estrutura organizacional; • É dificilmente alterada.
  • 12. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Os três tipos de estruturas organizacionais são: • Funcional; • Linear; • Linha-staff.
  • 13. TIPOS DE ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS • Funcional : A estrutura do tipo funcional agrupa pessoas que exercem funções em uma determinada área, na organização. A maior característica desta estrutura é a especialização das funções. Ela é adequada para pequenas e médias empresas. • Linear: Ela tem o nome “linear” porque é extremamente verticalizada; começa com alguém da alta administração da organização e vai descendo para níveis mais baixos com apenas um “setor”. As estruturas lineares, muitas vezes, tomam a forma de pirâmide. As principais características deste tipo de estrutura são a hierarquia e a unidade de comando. • Linha/Staff: Um assessor ou um setor de assessoria, dentro de uma organização serve para realizar tarefas que não fazem parte da área fim da organização. A estrutura linha-staff combina a autoridade hierárquica (estrutura linear) com as funções especializadas (estrutura funcional).
  • 14. CONCLUSÃO Conforme as organizações crescem, os gestores devem decidir como controlar e coordenar as atividades necessárias para que elas criem valor. Uma organização faz coisas para melhorar sua capacidade de controlar, coordenar e motivar seus funcionários, mas de acordo com o princípio de rede mínima de comando, uma organização deve se manter tão plana quanto possível.
  • 15. • ALVARENGA, Carolina. Estruturas Organizacionais. Esquemaria, 2014. • CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Campus, 2000. • www.PortalEducação.com.br