LEE – 1º Ano – 2009/10
Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 1
Departamento de Engenharia El...
LEE – 1º Ano – 2009/10
Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 2
4. Esquemas Eléctricos a Impl...
LEE – 1º Ano – 2009/10
Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 3
(experimental). Nota: O valor...
LEE – 1º Ano – 2009/10
Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 4
6. Questionário
1. Projecte u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

E1 tp3 2009-10

275 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E1 tp3 2009-10

  1. 1. LEE – 1º Ano – 2009/10 Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 1 Departamento de Engenharia Electrotécnica Laboratórios de Electrotecnia 1 Trabalho Prático Nº 3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 1. Introdução Este trabalho laboratorial tem como objectivo: • Determinar a resistência equivalente de um circuito série, dum circuito paralelo e de um circuito série-paralelo; • Constatar, experimentalmente, as propriedades relativas à tensão e corrente em cada associação de resistências. 1.1. Teoria associada Tópicos sobre associação série de resistências: • Duas ou mais resistências dizem-se ligadas em série, num circuito, quando são atravessadas pela mesma corrente, a qual é igual à corrente fornecida pela fonte. • O somatório das tensões nas resistências é igual à tensão fornecida pela fonte. • A resistência equivalente é igual à soma das resistências em série, ou seja: neq RRRR  ...21 Tópicos sobre associação paralelo de resistências: • Duas ou mais resistências dizem-se ligadas em paralelo, num circuito, quando a tensão em todas as resistências é igual à tensão da fonte de alimentação. • O somatório das correntes nas resistências é igual à corrente fornecida pela fonte. • A resistência equivalente é igual a: neq RRRR 1 ... 111 21  2. Equipamento Fonte de Alimentação; Multímetro Digital. 3. Componentes Resistências de 560 Ω (R1), 820 Ω (R2), 1 kΩ (R3) e 1.2 kΩ (R4) (valores de referência).
  2. 2. LEE – 1º Ano – 2009/10 Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 2 4. Esquemas Eléctricos a Implementar Montagem 1 Montagem 2 Montagem 3 5. Procedimento Experimental 1. Meça os valores reais das resistências e o valor real da tensão de alimentação. 2. Dados os circuitos 1, 2 e 3, determine os valores teóricos das tensões aos terminais de cada uma das resistências e entre os pontos indicados (A, B, C e D). Determine os valores das correntes nos circuitos. 3. Associação série - Circuito 1. Construa o circuito 1. Verifique se as ligações estão correctas. Determine para a associação série os valores de Req (teórico) e Req
  3. 3. LEE – 1º Ano – 2009/10 Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 3 (experimental). Nota: O valor de Req. (experimental) deve ser medido antes de ligar a fonte de alimentação ao circuito, colocando o ohmímetro no lugar desta. 4. Determine os valores das tensões e correntes no circuito 1. Preencha a Tabela I. Tabela I VAD (V) VAB (V) VBC (V) VCD (V) IA (mA) IB (mA) IC (mA) ID (mA) Valor Teórico Valor Exp. 5. Associação paralelo - Circuito 2. Construa o circuito 2. Verifique se as ligações estão correctas. Determine para a associação paralelo os valores de Req (teórico) e Req (experimental). Nota: O valor de Req. (experimental) deve ser medido antes de ligar a fonte de alimentação ao circuito, colocando o ohmímetro no lugar desta. 6. Determine os valores das tensões e correntes no circuito 2. Preencha a Tabela II. Tabela II I1 (mA) I2 (mA) I3 (mA) I (mA) VAB (V) VCD (V) VAD (V) V (V) Valor Teórico Valor Exp. 7. Associação série-paralelo - Circuito 3. Construa o circuito 3. Verifique se as ligações estão correctas. Determine para a associação série-paralelo os valores de Req (teórico) e Req (experimental). Nota: O valor de Req. (experimental) deve ser medido antes de ligar a fonte de alimentação ao circuito, colocando o ohmímetro no lugar desta. 8. Determine os valores das tensões e correntes no circuito 3. Preencha a Tabela III. Tabela III VAD (V) VAB (V) VBC (V) VCD (V) IA (mA) IB (mA) IC (mA) ID (mA) Valor Teórico Valor Exp. 9. Calcule igualmente os valores teórico e experimental de corrente que atravessa as resistências R2 e R3. 10. Compare os valores teóricos e experimentais para os três tipos de associações de resistências. Extraia conclusões tendo em conta os valores obtidos.
  4. 4. LEE – 1º Ano – 2009/10 Electrotecnia I – TP3 - «Associação Série-Paralelo de Resistências» 4 6. Questionário 1. Projecte um circuito série-paralelo contendo cinco resistências de modo a que esse circuito seja percorrido por uma corrente total de 5 mA ± 20%. Para tal, dispõe de uma fonte de alimentação de 10 Volt e das seguintes resistências (um exemplar de cada valor): 330 Ω, 470 Ω, 560 Ω, 1.2 kΩ e 2.2 kΩ 3.3 kΩ e 4.7 kΩ e 10 kΩ Esgote as combinações possíveis. 2. Uma resistência de 5.5 W tem uma tensão aos seus terminais de 11 V. Sabendo que a fonte fornece 22 V ao circuito, calcular: - O valor da resistência a inserir no circuito; - A corrente que nela circula; - A potência da fonte e a potência da resistência a inserir no circuito.

×