ANÁLISE DO CONTO A CARTOMANTE
MACHADO DE ASSIS
PRIMEIRA PARTE:
1. Com base no conhecimento de mundo/conhecimento prévio, a...
08. Rita procurou a cartomante para saber
A) se o marido ainda a amava.
B) se ficaria com o amado.
C) porque Camilo tinha ...
D) a previsão feita pela cartomante para Camilo.
E) O triângulo amoroso Camilo – Rita – Vilela.
18. Ao receber Camilo, a c...
d)alterna o discurso direto com o discurso indireto;
e)utiliza o monólogo interior.
8) Por que Camiloacabou por não acredi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prova sobre o conto A cartomante de Machado de Assis 2015

6.022 visualizações

Publicada em

LEITURA DE UM CLÁSSICO DA LITERATURA BRASILEIRA

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.022
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prova sobre o conto A cartomante de Machado de Assis 2015

  1. 1. ANÁLISE DO CONTO A CARTOMANTE MACHADO DE ASSIS PRIMEIRA PARTE: 1. Com base no conhecimento de mundo/conhecimento prévio, assinale as assertivas FALSA. a) O gênero conto deve a habilidade de autores, até antes de Cristo, a característica de gênero nobre e de aceitação popular. b) Ulisses, Orfeu, Simbad, Ali Babá, Caim e Abel, Sansão, Pequeno Polegar dentre outras personagens vivenciam várias historias universais. c) Narrar não é uma necessidade do ser sensível de compartilhar vivencias que costuradas por muitas mãos estabelecem relações interpessoais. d) Narrativas adiam a morte, alentam e reelaboram a vida. e) A estrutura narrativa do conto se assemelha á do romance e á novela com diferenças especificas: o conto caracteriza se por apresentar uma unidade dramática / conflito, uma única unidade, um único eixo, um único conflito, sendo que os elementos que estruturam em sua composição são os mesmos que estruturam o romance: personagem, enredo, espaço, tempo e narrador, porem apresentam se condensados, reduzidos em sua mais intima significação, todos convergidos, sem desvio, para o eixo central. Por apresentar então uma maior brevidade dramática, comumente diz que o conto é uma pequena narrativa. f) Talvez o que se possa guardar de mais significativo da leitura dos contos de Machado de Assis é a impossibilidade de respostas prontas e acabadas diante do mistério essencial que habita o ser humano e que responde pela motivação de muitos de seus atos. Assim, as personagens de "A cartomante", por exemplo, querem saber, ter conhecimento pleno a respeito de alguma coisa e, para isso, recorrem ao além, ao levantamento de hipóteses ouao próprio ato de narrar o que foi vivido. Mas, ao final, não encontrarão senão a morte, o desconhecimento das motivações humanas ou a ignorância. Para o leitor, no entanto, fica a possibilidade de conviver com o aberto, com o não resolvido, com o fato de não se poder conhecer a totalidade de algum evento ou de alguém. g) Uma narrativa-conto não necessariamente tenha que ter um enredo e um desfecho, de preferência surpreendente. SEGUNDA PARTE: 01. Que reação a ida de Rita a uma cartomante provocou em Camilo? A) Raiva. B) Decepção. C) Alegria. D) Divertimento. E) Satisfação. Leia o fragmento abaixo e responda às questões. “Não queria arrancar-lhe as ilusões. Também ele, em criança, e ainda depois, foi supersticioso, teve um arsenal inteiro de crendices, que a mãe lhe incutiu e que aos vinte anos desapareceram. No dia em que deixou cair toda essa vegetação parasita, e ficou só o tronco da religião, ele, como tivesse recebido da mãe ambos os ensinos, envolveu-os na mesma dúvida, e logo depois em uma só negação total. Camilo não acreditava em nada. Por quê? Não poderia dizê-lo, não possuía um só argumento; limitava-se a negar tudo. E digo mal, porque negar é ainda afirmar, e ele não formulava incredulidade; diante do mistério, contentou-se em levantar os ombros, e foi andando”. [12º parágrafo] 02. Segundo o trecho acima, Camilo A) Ainda criança, preferiu não acreditar em nada. B) Desde criança desprezava superstições. C) Diante do desconhecido, preferiu ficar indiferente. D) Era crédulo, apesar de negar qualquer fé. E) Negava qualquer envolvimento com religião. 03. Em relação às descrenças de Camilo, há uma opinião do narrador em: A) “ diante do mistério, contentou-se em levantar os ombros, e foi andando.” B) “ Camilo não acreditava em nada. Por quê? Não poderia dizê-lo (...)” C) “ E digo mal, porque negar é ainda afirmar, e ele não formulava a incredulidade” D) “ No dia em que deixou cair toda essa vegetação parasita, e ficou só o tronco da religião.” E) “ Também ele, em criança, e ainda depois foi supersticioso”. 04. “ No dia em que deixou cair toda essa vegetação parasita...” , a expressão destacada refere-se a A) Crendices. B) Ensinos. C) Ilusões. D) Mistério. E) Religião. 05. “...que a mãe lhe incutiu e que aos vinte anos desapareceram.” , de acordo com o contexto a palavra destacada significa A) Insinuar. B) Informar. C) Indicar. D) Introduzir. E) Invocar. 06. Em alguns momentos, o narrador deixa escapar juízos de valor em relação aos personagens e fatos. Podemos observar isso em A) “ Os dois primeiros eram amigos de infância.” B) “...onde casara com uma dama formosa e tonta” C) “ Camilo ensinou-lhe as damas e o xadrez...” D) “ Era um pouco mais velha que ambos...” E) “ abandonou a magistratura e veio abrir banca de advogado” 07. Ao receber a primeira carta anônima Camilodeixou de ir com frequência a casa de Vilela pois A) arrependeu-se da traição. B) cansou-se da aventura. C) ficou envergonhado. D) já não gostava de Rita. E) queria afastar a desconfiança.
  2. 2. 08. Rita procurou a cartomante para saber A) se o marido ainda a amava. B) se ficaria com o amado. C) porque Camilo tinha se afastado. D) quem Camilo amava de verdade. E) quem mandava as cartas anônimas. 09. Rita e Camilo consultaram umacartomante motivados pela A) insatisfação B) paixão C) insegurança D) fé E) orgulho 10. A fraca resistênciade Camilo a seduçãode Rita é caracterizada no texto pelo trecho A) “ Camilo quis sinceramente fugir...” B) “ Ele ficou atordoado e subjugado.” C) “Camilo ensinou-lhe as damas...” D) “ ...a batalha foi curta e a vitória delirante.” E) “ iam juntos a teatros e passeios” 11. De acordo com o narrador do texto, Camilo era um ingênuona vida moral e prática pois A) não resistiu a sedução de Rita. B) ria de quem consultava cartomantes. C) não tinha experiência nem intuição. D) entrouno funcionalismo contra a vontade do pai. E) foi a mãe que lhe arranjou um emprego público. 12. A morte da mãe de Camilono texto tem um papel fundamental para A) estreitar a relação de Rita e Camilo. B) fazer Camilo acreditar em cartomantes. C) afastar Camilo da casa de Rita e Vilela. D) Vilela mostrar-se sombrio. E) Rita procurar uma cartomante. 13. A história é repletade “conversas” que o narrador estabelece com o leitor transformando-o em cúmplice e participante do enredo. Podemos perceber esse recurso em A) “ Nem por isso Camilo ficou mais sossegado;” B) “ Camilo ia andando inquieto e nervoso...” C) “Vilela não lhe respondeu; tinha as feições decomposta;” D) “ Vimos que a cartomante restituiu-lhe a confiança...” E) “Um dia, porém, recebeu Camilo uma carta anônima...” 14. Ao perceber as mudanças no comportamentodo marido Rita A) acha melhor que Camilo se afaste. B) fica mais carinhosa com marido traído. C) quer que Camilo volte a frequentar sua casa. D) sugere uma nova ida a cartomante. E) prefere contar a verdade ao marido. 15. O chamado de Vilela causou estranhezaa Camilo porque A) era mais de meio dia. B) a letra não parecia com a de Vilela. C) exigia pressa ao usar a expressão “vem já, já”. D) era mais natural chamá-lo ao escritório. E) nada de especial tinha acontecido nos últimos dias. 16. No conto, o personagem de Camilooscila entre incredulidade, dúvida e credulidade sobre “os mistérios que há entre o céu e a terra”. Revela um momento de credulidade Camilo o trecho A) “Não queria arrancar-lhe as ilusões” B) “...nunca ele desejou tanto crer na lição das cartas.” C) “...pensou rapidamente no inexplicável de tantas coisas.” D) “ A senhora restituiu-me a paz de espírito...” E) “ a ideia de ouvir a cartomante , que lhe passava ao longe...” 17. O fato que motivou a narrativa foi A) as cartas anônimas recebidas por Camilo. B) a mudança de comportamento de Vilela. C) o bilhete que Vilela enviou para Camilo.
  3. 3. D) a previsão feita pela cartomante para Camilo. E) O triângulo amoroso Camilo – Rita – Vilela. 18. Ao receber Camilo, a cartomante posiciona-o na salade modo que a pouca luz de fora bata em cheioem seu rosto para A) dificultar a visão dele. B) observá-lo bem. C) deixá-lo confortável. D) impressioná-lo com a luminosidade. E) evitar que ele reparasse na sala. 19. De acordo com o narrador, o ar de pobreza da salinha da cartomante A) era repugnante. B) causava piedade. C) provocava respeito. D) elevava a consideração. E) assustava. 20. No conto, a cartomante era A) uma justiceira. B) uma farsante. C) uma iluminada. D) uma ingênua. E) uma arrogante. TERCEIRA PARTE: 1) Qual o foco narrativo utilizado em “A Cartomante”? a)narrador de primeira pessoa, personagem conta fatos vividos a muito tempos; b)narrador de primeira pessoa-conta fatos atuais; c)narrador observador-onisciente d)narrador observador-onipresente 2) Com relação ao tempo da narrativa, podemos dizer que: a)Apenas tempo cronológico; b)Apenas tempo psicológico,sem registro de datas; c)As cenas narradas duram aproximadamente dois dias; d)Não se tem registro exato da data em que a narrativa começa; e)podemos perceber o registro do tempo cronológico,sem deixar de contemplar a narrativa introspectiva, psicológica. 3) Com relação aos personagens de “A Cartomante” não podemos dizer que: a)Rita é moça um pouco simplória e romântica; b)Rita,Camilo e Vilela formam o triângulo amoroso cuja história está no centro; c)Camilo demonstra grandes problemas de consciência por trair o amigo Vilela; d)Camilo era jovem bastante autoconfiante,aparentemente auto-suficiente; e)Vilela era advogado,sério,experiente. 4) Em “A Cartomante”, temos um dos temas comuns a todos os autores do Realismo/Naturalismo:o adultério.Quais as principais características dessa relação adúltera apresentada por Machado de Assis ? a)as pessoas envolvidas no triângulo amoroso fazem parte de uma classe social baixa; b)a mulher aparece de maneira idealizada,por isso desperta o interesse de outro homem; c)a idealização feminina faz com que o conto seja romântico; d)o adultério ocorre de forma dupla;pela mulher e pelo amigo; e)a relação adúltera não ocorre,sendo apenas imaginação do narrador. 5) Quais as mudanças percebidas em Camilo no que diz respeito a acreditar ou nãoem cartomantes?Como ocorreram essas mudanças? a)a mãe de Camilo ,antes de morrer,convenceuele de que havia muitas coisas misteriosas no mundo; b)Camilo era totalmente incrédulo ,quando estava seguro de si ,bastou uma dúvida para que ele mudasse de opinião; c)Camilo passou a freqüentar constantemente a casa da Cartomante; d)As mudanças ocorreram a partir do momento em que ele teve a convicção que amava Rita; e)Não ocorreumudança alguma no personagem Camilo. 6) Há,na fala inicial de Rita,indícios de que ela seja uma moça simplória,pelo menos em sua relação com a cartomante. Qual passagem abaixo não representa tal característicada personagem: a) "Os homens são assim;não acreditam em nada.” b) "[...]ela adivinhou o motivo da consulta[...]" c)"A senhora gosta de uma pessoa”__confessei que sim" d)"___Não diga isso Camilo.Se você soubesse como eu tenho andado por sua causa[...]" e)"É o Senhor...Não imagina como o meu marido é seu amigo" 7) Quando se relata o que alguém disse, pode-se usar o estilo direto/discurso direto ou citação direta e reproduzir exatamente as palavras faladas (Ele disse:__Ontem fez muito calor !), ou então usar o estilo indireto/discurso indireto ou citação indireta,incorporando-se as palavras da personagem ao discurso do narrador (Ele disse que no dia anterior tinha feito muito calor [...]). Com base nestas informações , podemos dizer que no contoA Cartomante,Rita utiliza: a)faz uso somente do discurso direto; b)utiliza apenas o discurso indireto; c)não utiliza nenhuma fala durante a narração;
  4. 4. d)alterna o discurso direto com o discurso indireto; e)utiliza o monólogo interior. 8) Por que Camiloacabou por não acreditar nem nas superstições nem na religião,segundo ficamos sabendo na cena inicial? a)não fazia parte da sua educação infantil, por isso duvidava sempre; b)as superstições e a religião tinha sido incutidas nele quando menino,por sua mãe,quando adulto,abandonou as superstições e duvidava da religião; c)ao se tornar adulto não abandonou as superstições,acreditando em cartomantes; d)ele aprovoua atitude de Rita __procurar uma cartomante,_pois a sua mãe fê-lo acreditar desde menino; e)quando adulto,Camilo tornou-se religioso,passando a acreditar nas coisas misteriosas. 9) O narrador se refere ao funcionalismo público de forma “pejorativa” Camilo entrouno funcionalismo contra a vontade do pai,que queria vê-lo médico;mas o pai morreu,e Camilo preferiu não ser nada,até que a mãe arranjou-lhe um emprego público”, isso demonstraque ; a)o emprego público é ocupado por pessoa extremamente competentes como Camilo; b)Camilo preferiuo emprego público a médico; c)Camilo era de classe social baixa e conseguiu com muito esforço um emprego público; d)O emprego público acaba sendo o destino de alguém que,como Camilo ,tinha preferido “não ser nada” e)Camilo era um rapaz capacitado para desenvolver qualquer atividade pública. 10) O narrador diz que Camilo não tinha experiência da vida. No mesmo trecho, diz que lhe falavam “os óculos de cristal ,que a natureza põ e no berço de alguns para adiantar os anos”. A que se refere essa imagem dos “óculos de cristal” a)refere-se à intuição,que poderia suprir a experiência “adiantar os anos” b)Camilo usa óculos de cristal,demonstrando segurança; c)Óculos de cristal eram muito usados na época por todos; d)Camilo não utiliza óculos de cristal,por isso era intuitivo e experiente; e)Os óculos dão a aparência de mocidade as pessoas. 11) Que acontecimento faz Camiloperceber o seu amor por Rita? a)o fato dela Ter ido freqüentar uma cartomante; b)Ter cuidado dele quando sua mãe faleceu; c)Ter apertado sua mão com entusiasmo quando se viram pela primeira vez; d)Ter percebido os gestos ,a boca fina e interrogativa de Rita. e)Não conseguir tirar os olhos bilhetinho vulgar ,escrito à lápis. 12) Com que narrador compara o envolvimento de Camilocom Rita? (precisa pesquisar antes sobre estes personagens) a)ao bote de uma serpente venenosa,que abraça a vítima ,quebra-lhe os ossos e instila-lhe veneno; b)compara com o amor dos deuses mitológicos ; c)com o amor de Otelo e Desdêmona, em que o marido mata a esposa por achar que ela está traindo-o; d)com o amor de Romeu e Julieta,não realizado; e)Com o amor de Inocência e Cirino(Visconde de Taunay). 13) A expressão“Vem, já, já”que aparece repetidas vezes na narrativa indica: a)satisfação de Camilo em freqüentar novamente a casa do amigo Vilela; b)demonstrar que o nervosismo de Camilo vai crescendo cada vez mais; c)aborda que Vilela tem uma grande novidade para contar para o amigo; d)não aborda nenhum clima de tensão na narrativa,sendo apenas enfático; e)indica o carinho que Vilela tinha para com o amigo Camilo. 14)”...tirou um cachodestas e começou a comê-las,mostrando duas fileiras de dentes que desmentiam as unhas”. O que significao registrode que ela mostrava”duas fileiras de dentes que desmentiam as unhas”? a)as unhas da cartomante eram muito bem cuidadas; b)a cartomante tinha duas fileiras de dentes descuidados; c)mostrar que o ambiente da consulta era muito fino; d)mostrar que as unhas estavam mal tratadas e os dentes estavam bem cuidados; e)demonstra que os dentes estavam descuidados e as unhas cuidadas. 15) Depois de visitar a cartomante,qual a atitude de Camiloem relação a crenças que ele antes desprezava? a) As crenças parecem renascer de Camilo e tomar conta dele; b) A fé do passado não retornava depois da visita; c) Confirma a sua atitude de incrédulo; d) Ri das colocações feitas pela Cartomante; e) Desconsidera o que foi dito pela cartomante. 16) A organização narrativa de “A cartomante” é marcada por alguns saltos no tempo;  inicia-se o conto com o relato de uma conversa entre Rita e Camilo (seção A) introdução;  depois relatam-se acontecimentos anteriores a esse momento(recurso chamado flashback,equivalente a uma “volta ao passado”, aqui correspondente à seção que designamos como B)desenvolvimento;  finalmente,a narrativa volta ao momentoinicial e se desenvolve até o desfecho ( seção C) conclusão. Indique cada um dos momentos supracitados nas frases acima: I) ( ) Conversa entre Rita e Camilo sobre a cartomante; II) ( )”Hamlet observa a Horácio que há coisas no céu e na terra...” III) ( )”Vilela ,Camilo e Rita ,três nomes ,uma aventura ,e nenhuma explicação das origens” IV) ( )”Camilo recebeu mais duas ou três cartas anônimas...” V) ( )”Vilela pegou-o pela gola ,e,e com dois tiros de revólver,estirou-o mortono chão”.

×