SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
1
Aluna do Curso de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus III de
Guarabira/PB, bolsista do PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência.
Autora do trabalho.
2
Aluna do Curso de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus III de
Guarabira/PB, bolsista do PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência.
Coautora do trabalho.
3
Professora de Geografia da E.E.E.F.M. Monsenhor Emiliano de Cristo. Supervisora do PIBID -
Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Coautora do trabalho.
A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO COMO MÉTODOLOGIA
PARA O DESENVOLVIMENTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NA
GEOGRAFIA
Emmanuelle Alexandre de Souza, Graduanda – UEPB – Campus III1
emmanuelle-18@hotmail.com
Erica Gonçalves Pinto, Graduanda – UEPB – Campus III2
erica_goncalveseg@hotmail.com
Maria Erla Maia Perugorria Couto3
Professora da Educação Básica
erlaperugorria@bol.com.br
INTRODUÇÃO
Este artigo vem retratar a importância da aula de campo incluída na
metodologia de ensino da Geografia como um recurso metodológico favorável
ao desenvolvimento intelectual do aluno enriquecendo o seu aprendizado e
trazendo a atenção dos estudantes para a mesma através de suas
observações e levantamentos de dados os impulsionando a participar das
discussões levantadas por parte do conteúdo que está sendo exposto em sala
de aula podendo ser feita uma comparação entre o que o tema tratado está
abordando com a realidade apresentada na prática contribuindo para o
progresso do ensino-aprendizagem.
O professor, ao incluir a aula de campo em sua forma de ensinar a
Geografia, impulsiona seus alunos a direcionar seu olhar para as questões
espaciais que os envolvem, dando-lhes a possibilidade de analise e interação
direta com o principal objeto de estudo da geografia, o espaço geográfico e
suas transformações, facilitando a compreensão de conteúdos geralmente
discutidos apenas no interior da sala de aula, como é o caso da geografia
urbana.
Os materiais sobre Geografia Urbana disponíveis aos discentes e
docentes do Ensino Médio, são, em geral, organizados em torno de
questões, dados e exemplos que dificultam a identificação dos alunos
com os temas estudados, posto que são concebidos nas metrópoles
nacionais. Desta forma, tais recursos didáticos não possibilitam aos
alunos que examinem os “fatos” apresentados, nem que se coloquem
na posição de produtores de conhecimento sobre seu espaço vivido,
posto que este não é alçado à qualidade de realidade problematizável
e sobre a qual se podem construir intervenções (DORFMAN et. al.,
2009, p. 02).
A aula de campo, apesar de ser pouco utilizada nos níveis Fundamental
e Médio de ensino, é um recurso pedagógico que desperta o interesse do aluno
na busca do conhecimento geográfico através de observações realizadas em
campo, cabendo ao professor saber associá-la a temática abordada em sala de
aula e para que se obtenha êxito, é necessário que o mesmo faça um bom
planejamento da atividade que pretende realizar.
Por tanto, este trabalho traz como objetivo geral discutir sobre a
importância da aula de campo para o ensino da Geografia na Escola Estadual
de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo, localizada na
cidade de Gurarabira-PB e a partir disso destacar a contribuição do PIBID para
o desenvolvimento desta atividade que se deu a partir da colaboração dos
subprojetos do PIBID de História, Geografia e Letras ao por em prática um
projeto interdisciplinar que trazia como título: Vivenciando História e Geografia:
diálogos possíveis entre os componentes e a construção do falar - João
Pessoa/PB, fazendo com que os alunos possam se sentir presentes no
conteúdo estudado.
Assim como, os objetivos específicos são mostrar a contribuição do
PIBID para a realização da aula de campo como instrumento metodológico que
serve de enriquecimento para o processo de ensino-aprendizagem; conhecer
sobre os aspectos históricos e geográficos da cidade de João Pessoa-PB in
loco; Desenvolver o lado crítico dos estudantes com relação as suas
observações e análise entre seus conhecimentos adquiridos em sala de aula e
a prática.
METODOLOGIA
Para a realização deste trabalho foi elaborado um projeto interdisciplinar
que envolvia todos os subprojetos do PIBID que faz parte da Escola Estadual
de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo, onde se
pretendia visitar a cidade de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba, para
ter conhecimento na prática sobre alguns de seus pontos históricos e
geográficos. Como também foi realizada uma pesquisa bibliográfica para a
construção deste trabalho.
RESULTADOS E DISCUSSÃO
A aula de campo, que está sendo abordada neste trabalho, ocorreu no
dia 25 de setembro, por iniciativa do PIBID com a intenção de melhorar o
ensino de história, geografia e letras, das turmas do 1º, 2º e 3º ano médio do
ensino regular e EJA, com a participação de 44 alunos, entre eles
encontravam-se alunos dos turnos manhã e noite, da Escola Estadual de
Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo.
Para a realização desta aula, primeiramente foram trabalhados em sala
de aula os lugares em que iriam ser visitados, tais como Estação Ciências,
Estação Cabo Branco, Ponta do Seixas, Centro Histórico, Forte de Santa
Catarina (em Cabedelo-PB) e o Pôr do Sol na Praia do Jacaré (também em
Cabedelo-PB), através de aulas explicativas e expositivas por meio de imagens
e textos para se obter conhecimentos prévios das localidades em que foram
exploradas.
Partindo para a geografia, de acordo com Oliveira apud Oliveira (2012,
p. 05), o trabalho de campo/in loco possibilita uma maior aproximação do
educando com a realidade, visto que o contato com os fenômenos
apresentados no espaço conduz a uma reflexão em busca da essência, pois a
mesma permite avistar características físicas e metafísicas obscuras
visualmente e intelectualmente numa representação congelada da paisagem,
seja ela materializada por mapas, fotos ou imagens aéreas e orbitais dentro da
sala de aula. Assim, com trabalho de campo não só a estrutura física dessas
formas representacionais pode ser melhorada, uma vez que novos elementos
poderão ser incorporados a elas, mas, sobretudo, seu valor de compreensão
da realidade, pois as reflexões darão a elas vivacidade e dinamismo, alterando
seu caráter meramente pictórico.
Por tanto, pode-se perceber que o trabalho de campo é um instrumento
necessário para o desenvolvimento do ensino da Geografia, pois o mesmo é
uma complementação e comparação da teoria abordada em sala de aula e
possibilita os participantes a uma reflexão sobre a visão geográfica que os
mesmos trazem, podendo ser modificada. O professor não pode deixar de levar
em consideração as diferentes formas de olhares de seus alunos em relação
ao espaço geográfico e dentro deste espaço encontra-se uma categoria em
que está em constante transformação – a Paisagem, onde os estudantes
puderam analisar estas modificações a partir da visita aos lugares em que
foram expostos em sala de aula, como o centro histórico de João Pessoa-PB.
Na visita a Estação Ciências, os estudantes puderam observar e
argumentar sobre varias exposições em que retratavam características
geográficas interessantes sobre o Estado e Região em que estão inseridos,
relacionadas ao solo, onde estava a demonstração amostras de solos
representando localidades secas da Região Nordeste. Assim como, também,
foram vistas outras obras em que representavam questões de classes sociais,
e nestas mesmas obras encontravam-se rachaduras que expressavam o solo
em períodos secos e também sobre a transposição do Rio São Francisco em
que mostra o benefício que este trabalho proporcionará para as localidades
privilegiadas, assim como consta na figura 1.
Figura 1: Transposições de uma Partilha. Figura 2: Explicação da obra.
Do artista plástico Fábio de Brito. Fonte: PIBID de Geografia.
Fonte: PIBID de Geografia.
Para a finalização desta aula e para podermos obter conhecimento de
que esta metodologia surtiu efeito com relação ao aprendizado dos estudantes,
foi determinado para que os mesmos elaborassem um relatório, como forma de
avaliação, expondo suas descrições e pontos de vista a respeito dos aspectos
em que foram abordados na aula de campo como comprovação de que a
mesma proporcionou ao aluno a construção de suas próprias ideias baseando-
se em informações adquiridas na sala de aula que induziram o educando a
compreensão do espaço e o despertar de seu olhar crítico com relação aos
fatos que ocorrem na sociedade e na natureza.
CONCLUSÃO
Para concluir, podemos perceber que as contribuições de uma aula de
campo são múltiplas, pois possibilita ao professor e aos estudantes a
visualização mais clara acerca dos conteúdos estudados em sala de aula e cria
as condições necessárias para formação de cidadãos críticos e conscientes
diante a sociedade atual.
REFERÊNCIAS
DORFMAN, Adriana; QUADROS, João Batista de; FERNANDES, Rafael Zílio;
AGUIAR Rodrigo Costa de. Prática pedagógica de geografia urbana: um
estudo sobre Porto Alegre e região metropolitana. In: 10º Encontro Nacional de
Prática de Ensino em Geografia. Porto Alegre. Universidade Federal do Rio
Grande do Sul. 2009. Disponível em <
http://www.agb.org.br/XENPEG/artigos/GT/GT5/tc5%20%2894%29.pdf>. No
dia 28 de setembro de 2014 às 16h55min.
OLIVEIRA, Rubênia Lopes; VALÉRIO, Maria Marcília Soares; SANTOS,
Luzinete silva dos. A importância do trabalho de campo no processo de ensino-
aprendizagem em geografia. In: V Semana de Geografia – A Práxis da
Geografia: Reflexão do Local para o Global. Guarabira-PB. Universidade
Estadual da Paraíba – Campus III. 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação formal e Não formal
Educação formal e Não formalEducação formal e Não formal
Educação formal e Não formalAna Peixe
 
Educação formal e não formal
Educação formal e não formalEducação formal e não formal
Educação formal e não formalAna Vilalva
 
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...profamiriamnavarro
 
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...LOCIMAR MASSALAI
 
Biografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireBiografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireCamila Silva
 
Relatorio estagio supervisionado quimica
Relatorio estagio supervisionado quimicaRelatorio estagio supervisionado quimica
Relatorio estagio supervisionado quimicaWillian Charles Silva
 
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...LOCIMAR MASSALAI
 
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeCartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeAlexandre da Rosa
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º biDuzg
 
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicas
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicasMPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicas
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicasprofamiriamnavarro
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILcefaprodematupa
 
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptx
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptxTEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptx
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptxCledineiaCarvalhoSan1
 
Relato de experiência de estágio
Relato de experiência de estágioRelato de experiência de estágio
Relato de experiência de estágioAna P López
 
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
Texto 1   formação de professores e prática reflexivaTexto 1   formação de professores e prática reflexiva
Texto 1 formação de professores e prática reflexivaTelma Teles Silveira
 
Importância do estágio
Importância do estágioImportância do estágio
Importância do estágiogmonteiro1975
 
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...Thaynã Guedes
 

Mais procurados (20)

Educação formal e Não formal
Educação formal e Não formalEducação formal e Não formal
Educação formal e Não formal
 
Educação formal e não formal
Educação formal e não formalEducação formal e não formal
Educação formal e não formal
 
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...
MPEHG AULA 11: Geografia na BNCC: unidades temáticas, objetos de conhecimento...
 
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...
RELATÓRIO FINAL RELATIVO AO PROJETO “TODO DIA É DIA DE LER” E DO PROJETO TALE...
 
Biografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireBiografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo Freire
 
Metodologia do Ensino de Historia
Metodologia do Ensino de HistoriaMetodologia do Ensino de Historia
Metodologia do Ensino de Historia
 
geografia
geografiageografia
geografia
 
Relatorio estagio supervisionado quimica
Relatorio estagio supervisionado quimicaRelatorio estagio supervisionado quimica
Relatorio estagio supervisionado quimica
 
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
 
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeCartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
 
Geografia na educação infantil
Geografia na educação infantilGeografia na educação infantil
Geografia na educação infantil
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
 
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicas
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicasMPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicas
MPEHG AULA 10: Aula 10: Geografia na BNCC: introdução + competências específicas
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptx
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptxTEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptx
TEMAS INTEGRADORES E PLANEJAMENTO (1).pptx
 
PROGRAMA DE AÇÃO PEI GLAUBER Evidência 24-10.pptx
PROGRAMA DE AÇÃO PEI GLAUBER Evidência 24-10.pptxPROGRAMA DE AÇÃO PEI GLAUBER Evidência 24-10.pptx
PROGRAMA DE AÇÃO PEI GLAUBER Evidência 24-10.pptx
 
Relato de experiência de estágio
Relato de experiência de estágioRelato de experiência de estágio
Relato de experiência de estágio
 
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
Texto 1   formação de professores e prática reflexivaTexto 1   formação de professores e prática reflexiva
Texto 1 formação de professores e prática reflexiva
 
Importância do estágio
Importância do estágioImportância do estágio
Importância do estágio
 
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
 

Semelhante a A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO COMO METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NA GEOGRAFIA

Pibid subprojeto geografia 2012 alterado
Pibid   subprojeto geografia 2012 alteradoPibid   subprojeto geografia 2012 alterado
Pibid subprojeto geografia 2012 alteradoluizraldiufgd
 
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)Luiz Raldi
 
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)Luiz Raldi
 
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdf
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdfA CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdf
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdfcarloscardoso948296
 
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geo
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geoPc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geo
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geoJuscelino C Felipe
 
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciais
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciaisMetodologia do ensino de geografia nas séries iniciais
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciaisKarla Lopes
 
Resumo vii semin+írio pibid projeto estudo do meio no dique do toror+ô
Resumo vii semin+írio pibid   projeto estudo do meio no dique do toror+ôResumo vii semin+írio pibid   projeto estudo do meio no dique do toror+ô
Resumo vii semin+írio pibid projeto estudo do meio no dique do toror+ôTainá Cruz
 
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaConteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaSergio Soeiro Soeiro
 
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaConteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaColegio Mario Evaldo Morski
 
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...pibidgeo
 
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)professora de geografia
 
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...pibidgeo
 
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográfico
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográficoProjeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográfico
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográficopibidgeo
 
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...pibidgeo
 
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7a
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7aCaderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7a
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7aprofessora de geografia
 
Produção inicial proposta eja 2012
Produção inicial    proposta eja 2012Produção inicial    proposta eja 2012
Produção inicial proposta eja 2012josivaldopassos
 
Artigo mosaico ambiental
Artigo mosaico ambientalArtigo mosaico ambiental
Artigo mosaico ambientalLeidiana Alves
 
História local: Entre o ensino e a pesquisa
História local: Entre o ensino e a pesquisaHistória local: Entre o ensino e a pesquisa
História local: Entre o ensino e a pesquisaPaulo Alexandre
 
População, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanaPopulação, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanarafabriciogeo
 
População, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanaPopulação, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanarafabriciogeo
 

Semelhante a A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO COMO METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NA GEOGRAFIA (20)

Pibid subprojeto geografia 2012 alterado
Pibid   subprojeto geografia 2012 alteradoPibid   subprojeto geografia 2012 alterado
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado
 
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
 
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)Pibid   subprojeto geografia 2012 alterado (1)
Pibid subprojeto geografia 2012 alterado (1)
 
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdf
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdfA CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdf
A CIDADE É A SALA DE AULA- ENSINAR-APRENDER GEOGRAFIA A PARTIR DO LUGAR.pdf
 
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geo
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geoPc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geo
Pc sc fundamentos-teoricos_metodologicos_ensino_geo
 
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciais
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciaisMetodologia do ensino de geografia nas séries iniciais
Metodologia do ensino de geografia nas séries iniciais
 
Resumo vii semin+írio pibid projeto estudo do meio no dique do toror+ô
Resumo vii semin+írio pibid   projeto estudo do meio no dique do toror+ôResumo vii semin+írio pibid   projeto estudo do meio no dique do toror+ô
Resumo vii semin+írio pibid projeto estudo do meio no dique do toror+ô
 
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaConteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
 
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografiaConteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
Conteudos e metodologias_de_ensino_de_historia_e_geografia
 
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...
NOVAS PRÁTICAS DE ENSINO: A INSERÇÃO DE DINÂMICAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO D...
 
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_5s_6a (1)
 
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...
A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: O PIBID E SUAS CONTRIBUIÇ...
 
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográfico
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográficoProjeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográfico
Projeto BraGeo: O Brasil sob um olhar geográfico
 
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...
PIBID GEOGRAFIA: PROJETO DIDÁTICO – CULTURA NA ESCOLA –CONTRIBUIÇÕES PARA O P...
 
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7a
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7aCaderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7a
Caderno do professor 2014_vol1_baixa_ch_geografia_ef_6s_7a
 
Produção inicial proposta eja 2012
Produção inicial    proposta eja 2012Produção inicial    proposta eja 2012
Produção inicial proposta eja 2012
 
Artigo mosaico ambiental
Artigo mosaico ambientalArtigo mosaico ambiental
Artigo mosaico ambiental
 
História local: Entre o ensino e a pesquisa
História local: Entre o ensino e a pesquisaHistória local: Entre o ensino e a pesquisa
História local: Entre o ensino e a pesquisa
 
População, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanaPopulação, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbana
 
População, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbanaPopulação, cidades globais e cultura urbana
População, cidades globais e cultura urbana
 

Mais de pibidgeo

FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBID
FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBIDFORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBID
FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBIDpibidgeo
 
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIA
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIAINSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIA
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIApibidgeo
 
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIA
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIAREFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIA
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIApibidgeo
 
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBID
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBIDO ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBID
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBIDpibidgeo
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...pibidgeo
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...pibidgeo
 

Mais de pibidgeo (6)

FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBID
FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBIDFORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBID
FORMAÇÃO DOCENTE: A INSERÇÃO DO LÚDICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA ATRAVÉS DO PIBID
 
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIA
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIAINSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIA
INSERÇÃO LÚDICA: O TEATRO COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA GEOGRAFIA
 
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIA
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIAREFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIA
REFLEXÕES SOBRE A PARTICIPAÇÃO DO PIBID NO ENSINO DA GEOGRAFIA
 
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBID
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBIDO ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBID
O ENSINO DA ESCOLA PÚBLICA: UMA VISÃO ANALÍTICA ATRAVÉS DO PIBID
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 

Último (20)

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO COMO METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NA GEOGRAFIA

  • 1. 1 Aluna do Curso de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus III de Guarabira/PB, bolsista do PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Autora do trabalho. 2 Aluna do Curso de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba – Campus III de Guarabira/PB, bolsista do PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Coautora do trabalho. 3 Professora de Geografia da E.E.E.F.M. Monsenhor Emiliano de Cristo. Supervisora do PIBID - Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Coautora do trabalho. A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO COMO MÉTODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM NA GEOGRAFIA Emmanuelle Alexandre de Souza, Graduanda – UEPB – Campus III1 emmanuelle-18@hotmail.com Erica Gonçalves Pinto, Graduanda – UEPB – Campus III2 erica_goncalveseg@hotmail.com Maria Erla Maia Perugorria Couto3 Professora da Educação Básica erlaperugorria@bol.com.br INTRODUÇÃO Este artigo vem retratar a importância da aula de campo incluída na metodologia de ensino da Geografia como um recurso metodológico favorável ao desenvolvimento intelectual do aluno enriquecendo o seu aprendizado e trazendo a atenção dos estudantes para a mesma através de suas observações e levantamentos de dados os impulsionando a participar das discussões levantadas por parte do conteúdo que está sendo exposto em sala de aula podendo ser feita uma comparação entre o que o tema tratado está abordando com a realidade apresentada na prática contribuindo para o progresso do ensino-aprendizagem. O professor, ao incluir a aula de campo em sua forma de ensinar a Geografia, impulsiona seus alunos a direcionar seu olhar para as questões espaciais que os envolvem, dando-lhes a possibilidade de analise e interação direta com o principal objeto de estudo da geografia, o espaço geográfico e suas transformações, facilitando a compreensão de conteúdos geralmente discutidos apenas no interior da sala de aula, como é o caso da geografia urbana.
  • 2. Os materiais sobre Geografia Urbana disponíveis aos discentes e docentes do Ensino Médio, são, em geral, organizados em torno de questões, dados e exemplos que dificultam a identificação dos alunos com os temas estudados, posto que são concebidos nas metrópoles nacionais. Desta forma, tais recursos didáticos não possibilitam aos alunos que examinem os “fatos” apresentados, nem que se coloquem na posição de produtores de conhecimento sobre seu espaço vivido, posto que este não é alçado à qualidade de realidade problematizável e sobre a qual se podem construir intervenções (DORFMAN et. al., 2009, p. 02). A aula de campo, apesar de ser pouco utilizada nos níveis Fundamental e Médio de ensino, é um recurso pedagógico que desperta o interesse do aluno na busca do conhecimento geográfico através de observações realizadas em campo, cabendo ao professor saber associá-la a temática abordada em sala de aula e para que se obtenha êxito, é necessário que o mesmo faça um bom planejamento da atividade que pretende realizar. Por tanto, este trabalho traz como objetivo geral discutir sobre a importância da aula de campo para o ensino da Geografia na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo, localizada na cidade de Gurarabira-PB e a partir disso destacar a contribuição do PIBID para o desenvolvimento desta atividade que se deu a partir da colaboração dos subprojetos do PIBID de História, Geografia e Letras ao por em prática um projeto interdisciplinar que trazia como título: Vivenciando História e Geografia: diálogos possíveis entre os componentes e a construção do falar - João Pessoa/PB, fazendo com que os alunos possam se sentir presentes no conteúdo estudado. Assim como, os objetivos específicos são mostrar a contribuição do PIBID para a realização da aula de campo como instrumento metodológico que serve de enriquecimento para o processo de ensino-aprendizagem; conhecer sobre os aspectos históricos e geográficos da cidade de João Pessoa-PB in loco; Desenvolver o lado crítico dos estudantes com relação as suas observações e análise entre seus conhecimentos adquiridos em sala de aula e a prática.
  • 3. METODOLOGIA Para a realização deste trabalho foi elaborado um projeto interdisciplinar que envolvia todos os subprojetos do PIBID que faz parte da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo, onde se pretendia visitar a cidade de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba, para ter conhecimento na prática sobre alguns de seus pontos históricos e geográficos. Como também foi realizada uma pesquisa bibliográfica para a construção deste trabalho. RESULTADOS E DISCUSSÃO A aula de campo, que está sendo abordada neste trabalho, ocorreu no dia 25 de setembro, por iniciativa do PIBID com a intenção de melhorar o ensino de história, geografia e letras, das turmas do 1º, 2º e 3º ano médio do ensino regular e EJA, com a participação de 44 alunos, entre eles encontravam-se alunos dos turnos manhã e noite, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Emiliano de Cristo. Para a realização desta aula, primeiramente foram trabalhados em sala de aula os lugares em que iriam ser visitados, tais como Estação Ciências, Estação Cabo Branco, Ponta do Seixas, Centro Histórico, Forte de Santa Catarina (em Cabedelo-PB) e o Pôr do Sol na Praia do Jacaré (também em Cabedelo-PB), através de aulas explicativas e expositivas por meio de imagens e textos para se obter conhecimentos prévios das localidades em que foram exploradas. Partindo para a geografia, de acordo com Oliveira apud Oliveira (2012, p. 05), o trabalho de campo/in loco possibilita uma maior aproximação do educando com a realidade, visto que o contato com os fenômenos apresentados no espaço conduz a uma reflexão em busca da essência, pois a mesma permite avistar características físicas e metafísicas obscuras visualmente e intelectualmente numa representação congelada da paisagem, seja ela materializada por mapas, fotos ou imagens aéreas e orbitais dentro da sala de aula. Assim, com trabalho de campo não só a estrutura física dessas formas representacionais pode ser melhorada, uma vez que novos elementos
  • 4. poderão ser incorporados a elas, mas, sobretudo, seu valor de compreensão da realidade, pois as reflexões darão a elas vivacidade e dinamismo, alterando seu caráter meramente pictórico. Por tanto, pode-se perceber que o trabalho de campo é um instrumento necessário para o desenvolvimento do ensino da Geografia, pois o mesmo é uma complementação e comparação da teoria abordada em sala de aula e possibilita os participantes a uma reflexão sobre a visão geográfica que os mesmos trazem, podendo ser modificada. O professor não pode deixar de levar em consideração as diferentes formas de olhares de seus alunos em relação ao espaço geográfico e dentro deste espaço encontra-se uma categoria em que está em constante transformação – a Paisagem, onde os estudantes puderam analisar estas modificações a partir da visita aos lugares em que foram expostos em sala de aula, como o centro histórico de João Pessoa-PB. Na visita a Estação Ciências, os estudantes puderam observar e argumentar sobre varias exposições em que retratavam características geográficas interessantes sobre o Estado e Região em que estão inseridos, relacionadas ao solo, onde estava a demonstração amostras de solos representando localidades secas da Região Nordeste. Assim como, também, foram vistas outras obras em que representavam questões de classes sociais, e nestas mesmas obras encontravam-se rachaduras que expressavam o solo em períodos secos e também sobre a transposição do Rio São Francisco em que mostra o benefício que este trabalho proporcionará para as localidades privilegiadas, assim como consta na figura 1. Figura 1: Transposições de uma Partilha. Figura 2: Explicação da obra. Do artista plástico Fábio de Brito. Fonte: PIBID de Geografia. Fonte: PIBID de Geografia.
  • 5. Para a finalização desta aula e para podermos obter conhecimento de que esta metodologia surtiu efeito com relação ao aprendizado dos estudantes, foi determinado para que os mesmos elaborassem um relatório, como forma de avaliação, expondo suas descrições e pontos de vista a respeito dos aspectos em que foram abordados na aula de campo como comprovação de que a mesma proporcionou ao aluno a construção de suas próprias ideias baseando- se em informações adquiridas na sala de aula que induziram o educando a compreensão do espaço e o despertar de seu olhar crítico com relação aos fatos que ocorrem na sociedade e na natureza. CONCLUSÃO Para concluir, podemos perceber que as contribuições de uma aula de campo são múltiplas, pois possibilita ao professor e aos estudantes a visualização mais clara acerca dos conteúdos estudados em sala de aula e cria as condições necessárias para formação de cidadãos críticos e conscientes diante a sociedade atual. REFERÊNCIAS DORFMAN, Adriana; QUADROS, João Batista de; FERNANDES, Rafael Zílio; AGUIAR Rodrigo Costa de. Prática pedagógica de geografia urbana: um estudo sobre Porto Alegre e região metropolitana. In: 10º Encontro Nacional de Prática de Ensino em Geografia. Porto Alegre. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2009. Disponível em < http://www.agb.org.br/XENPEG/artigos/GT/GT5/tc5%20%2894%29.pdf>. No dia 28 de setembro de 2014 às 16h55min. OLIVEIRA, Rubênia Lopes; VALÉRIO, Maria Marcília Soares; SANTOS, Luzinete silva dos. A importância do trabalho de campo no processo de ensino- aprendizagem em geografia. In: V Semana de Geografia – A Práxis da Geografia: Reflexão do Local para o Global. Guarabira-PB. Universidade Estadual da Paraíba – Campus III. 2012.