Estudo de Texto & Vídeo
O estudo dirigido <ul><ul><li>Segundo Krasilechick (1996), é uma técnica de ensino individualizado, que respeita o ritmo d...
<ul>Para Colletto  (1982, p. 25) apud Veiga, estudo dirigido é a “substituição da apresentação pelo professor pela pesquis...
O estudo de texto Para Azambuja & Souza, o estudo de texto é uma técnica de ensino na qual o objetivo é trabalhar o texto ...
percebendo seus recursos utilizados pelo autor para a transmissão da mensagem;
descobrindo o objetivo do autor, antevendo hipóteses, testando-as, confirmando-as ou refutando-as;
Essa técnica envolve o aluno fazendo-o realizar seu estudo de forma operante. </li></ul>
Considerações sobre leitura em uma situação de estudo de texto <ul><li>Só se estuda um texto lendo e relendo várias vezes;
A leitura é uma atividade essencialmente preditiva de formulação de hipóteses para o qual o leitor precisa utilizar seu co...
Para que o estudo de texto se realize com plenitude deve-se: <ul><li>Fazer atividades de motivação;
Definir o objetivo do estudo a ser realizado;
Fazer o primeiro contato com o texto de forma  individual, para que o aluno possa respeitar seu ritmo, e buscar significad...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modalidades didáticas estudo de texto

9.643 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.643
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
258
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modalidades didáticas estudo de texto

  1. 1. Estudo de Texto & Vídeo
  2. 2. O estudo dirigido <ul><ul><li>Segundo Krasilechick (1996), é uma técnica de ensino individualizado, que respeita o ritmo de aprendizagem de cada aluno, pois cada um responde suas questões de acordo com seu conhecimento e próprio esforço pessoal, lhe proporcionando um raciocínio linear para resolução de problemas e tarefas. </li></ul></ul>
  3. 3. <ul>Para Colletto (1982, p. 25) apud Veiga, estudo dirigido é a “substituição da apresentação pelo professor pela pesquisa do próprio aluno” . </ul>
  4. 4. O estudo de texto Para Azambuja & Souza, o estudo de texto é uma técnica de ensino na qual o objetivo é trabalhar o texto de modo analítico e crítico. <ul><li>desvendando-lhe sua estrutura;
  5. 5. percebendo seus recursos utilizados pelo autor para a transmissão da mensagem;
  6. 6. descobrindo o objetivo do autor, antevendo hipóteses, testando-as, confirmando-as ou refutando-as;
  7. 7. Essa técnica envolve o aluno fazendo-o realizar seu estudo de forma operante. </li></ul>
  8. 8. Considerações sobre leitura em uma situação de estudo de texto <ul><li>Só se estuda um texto lendo e relendo várias vezes;
  9. 9. A leitura é uma atividade essencialmente preditiva de formulação de hipóteses para o qual o leitor precisa utilizar seu conhecimento linguistico conceitual e sua experiência, Kleiman (1989) apud Azambuja e Souza (1991). </li></ul>
  10. 10. Para que o estudo de texto se realize com plenitude deve-se: <ul><li>Fazer atividades de motivação;
  11. 11. Definir o objetivo do estudo a ser realizado;
  12. 12. Fazer o primeiro contato com o texto de forma individual, para que o aluno possa respeitar seu ritmo, e buscar significados globais e relacionar com suas ''histórias de leitura''; </li></ul>
  13. 13. Para que o estudo de texto se realize com plenitude deve-se: <ul><li>Desenvolver as habilidades de compreensão, análise, síntese, julgamento, inferência, etc.;
  14. 14. Desenvolver uma etapa final em que os alunos exteriorizem, pela produção própria, algo que adquiriram com o estudo de texto; </li></ul>
  15. 15. Estudar um texto é perceber não só o que está explícito, mas também descobrir o que se apresenta de modo mais sutil. <ul><ul><ul><li>Cada turma de alunos poderá determinar o tipo de abordagem a ser feita . </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cada texto poderá ter um tipo de abordagem; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Podemos trabalhar em um texto em nível:
  16. 16. Verbal;
  17. 17. Não-verbal. </li></ul></ul></ul>
  18. 18. Momento A – Antes a leitura <ul><li>Atividades cujo objetivo é trazer o repertório do leitor (seus conhecimentos prévios) para a comp reensão textual, discutindo os elementos contextualizadores do tex to: autor, portador, título, sumário, capas, assunto/tema, ilustrações. 1 – Mostrar a capa do livro discutindo suas ilustrações; 2 –Ao ler o título do livro, pedir para que digam do que se trata; 3 – Em relação ao autor: contar quem foi, e como e porque desenvolveu o trabalho; </li></ul>
  19. 19. Momento B – durante a leitura <ul><li>Desenvolver atividades cuja finalidade é apresentar alguns objetivos orientadores do ato de ler, por meio de um levantamento de aspectos que auxiliem a construção dos sentidos do texto: o tema, o gênero textual em suas funções e características, os recursos expressivos utilizados pelo autor.
  20. 20. Dessa forma, fica estabelecido com os estudantes alguns objetivos para antecipar aspectos importantes do texto, por meio de um mapa textual que os ajude na compreensão global do que vão ler. </li></ul>
  21. 21. Momento C – depois da leitura <ul><li>Atividades cujos objetivos são ampliar as referências culturais dos leitores, especialmente os conteúdos das várias áreas do conhecimento implicadas no texto, refletindo sobre seus aspectos polêmicos e, ainda, discutir as perspectivas do narrador e do leitor. </li></ul>
  22. 22. Estudo de vídeo <ul><li>Momento A – antes do filme: Levantar alguns dos indicadores e conhecimentos prévios que contribuam para a compreensão do que se vai assistir;
  23. 23. Momento B – durante o filme: Em que se assiste à película, cujo foco está nos objetivos estabelecidos no momento anterior (é desejável que o assistir ao filme tenha algumas pausas, em que se retorne a fita em algum episódio ou que se repitam certos momentos, pois a finalidade de uma atividade como essa é sempre educativa e não recreativa apenas);
  24. 24. Momento C – depois do filme: Re fl etir sobre as expectativas que tinham, a partir do título e outros indicadores discutidos no momento A; Conversar sobre cada objetivo de análise do momento B, a partir das anotações feitas pelo grupo: </li></ul>

×