Capítulo 01 - "Caso Pensado"

562 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
562
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo 01 - "Caso Pensado"

  1. 1. “CASO PENSADO” SERIADO DE PEDRO HENRIQUE QUEIROZ ESCRITO POR PEDRO HENRIQUE QUEIROZ SERIADO EM 9 CAPÍTULOS SINOPSEO assassinato do rico empresário Joaquim Dellamare causa um grandemistério na cidade de Campina do Monte Alegre pelo simples fato deJoaquim ter sido envenenado.Joaquim sempre foi um homem perigoso e odiado por muitas pessoas. Elemantinha um relacionamento secreto com Fernanda Cadori, mulher deMiguel Cadori, que irá se relacionar com Bruna Dellamare, a viúva deJoaquim.Com base neste grande mistério, novas histórias irão surgir, e no final, seligarão a uma única pessoa, ao assassino (a). CAPÍTULO 01
  2. 2. CAP.01 CASO PENSADOCENA 1CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO FUNDO/ CASA DOS DELLAMARE/ SALA/ INTERIOR/NOITESUSPENSE/ SOMBRA DE UMA PESSOA REFLETE NO CHÃO/ PASSOS EM DIREÇÃO A UMAMALETA/ MÃOS COM LUVAS PRETAS AGACHAM ATÉ O CHÃO E PEGAM A MALETA/ AO LADODESTA MALETA O CORPO DE JOAQUIM DELLAMARE DESMAIADO/ SOMBRA CAMINHA EMDIREÇÃO A PORTA/ PORTA SE ABRE/ SOMBRA SAI/ PORTA SE FECHA/ CLOSE EM JOAQUIM/CORTA/CENA 2CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ CEMITÉRIO DA CIDADE/ ENTERRO DE JOAQUIM/ INTERIOR/ DIAO CAIXÃO É COLOCADO NO BURACO/ PARENTES E AMIGOS JOGAM FLORES EM CIMA DOCAIXÃO/ BRUNA DELLAMARE PEGA UM POUCO DE TERRA E JOGA EM CIMA DO CAIXÃO/COMEÇAM A ENTERRAR O CAIXÃO/ BRUNA CHORA/GASTON: TÁ VENDO? ROUBOU MILHÕES DE DÓLARES DA MINHA EMPRESA PARA TERMINAR DESTE JEITO... MORTO E ENTERRADO!GILDA: QUE HORROR GASTON! VOCÊ DIZ DE UM JEITO COMO SE ESTIVESSE FELIZ DE O JOAQUIM ESTAR MORTO!GASTON: MAS EU ESTOU MUITO FELIZ MESMO! ELE MERECEU!GILDA: NINGUÉM MERECE A MORTE, GASTON!GASTON: JOAQUIM MERECIA!CORTA/ AGNES CONSOLA BRUNA/AGNES: MINHA IRMÃ! NINGUÉM ESPERAVA, NÃO É MESMO!BRUNA: AINDA MAIS DESTE JEITO... ENVENENADO!AGNES: QUANDO SERÁ A LEITURA DO TESTAMENTO?BRUNA: ACHO QUE AMANHÃ... IREI CONVERSAR COM O DOUTOR GIRALDES, ADVOGADO DO JOAQUIM... É ELE QUEM ESTAVA COM O TESTAMENTO.AGNES: O JOAQUIM PARECE QUE SABIA QUE IRIA MORRER! JÁ DEIXOU UM TESTAMENTO PRONTO!
  3. 3. CAP.01 CASO PENSADOBRUNA: ELE SABIA QUE IA MORRER... MAS NÃO SABIA QUE SERIA DESTA MANEIRA... JOAQUIM TINHA UM TUMOR!AGNES: NÃO DIGA! MAS QUE COISA HORRÍVEL!CORTA/ FERNANDA E MIGUEL CADORI CONVERSAM/FERNANDA: QUEM DIRIA NÃO, MIGUEL? JOAQUIM DELLAMARE ENVENENADO!MIGUEL: FOI UMA ENORME SURPRESA PARA TODOS. VOU APROVEITAR QUE ELE ABOTOOU O PALITÓ E VOU ENVIAR O MEU CURRÍCULO PARA O CARGO DELE QUE AGORA ESTÁ VAGO NA “GILNA”. JÁ PENSOU, SEU MARIDINHO TRABALHANDO NA MAIOR IMPORTADORA DE SUCOS DO PAÍS!FERNANDA: NEM ME FALE!CORTA/CENA 3CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO FUNDO/ CASA DOS DELLAMARE/ SALA/ INTERIORTARDE/ BRUNA, AGNES, RODOLFO, GASTON E GILDABRUNA: BOM, AGORA O JEITO É ESPERAR O TEMPO PASSAR UMA BORRACHA NISTO TUDO!GASTON: É BRUNA, DESCANSE HOJE... DESCANSE MUITO BEEEM! POR QUE AMANHÃ, VOCÊ TERÁ DE IR A EMPRESA LOGO CEDO PARA NÓS TENTARMOS RESOLVER UNS PROBLEMAS AMIGÁVELMENTE!BRUNA: E DO QUE SE TRATA?GASTON: SEU MARIDO ANTES DE MORRER, FURTOU MILHJÕES DE DOLÁRES DA MINHA EMPRESA!BRUNA: SUA EMPRESA? QUE EU SAIBA VOCÊ E JOAQUIM ERAM SÓCIOS! ELE MANDAVA LÁ TANTO QUANTO VOCÊ!GASTON: AÍ QUE VOCÊ SE ENGANA MINHA QUERIDA! AMANHÃ NA EMPRESA TE EXPLICAREI TUDO ISSO COM MAIS CALMA!BRUNA: PODE TER CERTEZA DE QUE EU ESTOU MUITO ANCIOSA PARA SABER DE TUDO!
  4. 4. CAP.01 CASO PENSADOGASTON: AH, EU IMAGINO A SUA ANCIEDADE! DEVE ESTAR UMA COISA INCONTROLÁVEL!GILDA INTERROMPE/GILDA: BRUNA QUERIDA, EU GOSTO MUITO DE VOCÊ E DO QUE VOCÊ PRECISAR, EU ESTOU AQUI!BRUNA: MUITO OBRIGADA GILDA!AGNES: MUITO OBRIGADA GILDA, MAS ESTES DIAS EU VOU FICAR AQUI NA CASA COM A MINHA IRMÃ... DAR UMA FORÇA, AJUDÁ-LA SE FOR NECESSÁRIO IR ATRÁS DE DOCUMENTOS, ESTAS COISAS!RODOLFO: ENTÃO VOCÊ VAI DORMIR AQUI ESTES DIAS AGNES?AGNES: SIM RODOLFO, BRUNA NÃO ESTÁ EM CONDIÇÕES DE FICAR SOZINHA!RODOLFO: E QUANTO TEMPO VOCÊ PRETENDE FICAR LONGE DE CASA?AGNES: MEU BEM, ATÉ QUANDO FOR NECESSÁRIO... MEU QUERIDO, VOCÊ SABE MUITO BEM SE VIRAR SOZINHO!AGNES DÁ POR ENCERRADO O ASSUNTO COM RODOLFO/ RODOLFO FAZ UMA CARAINSATISFEITA, SATISFEITA (MANTER ESTAS DUAS EXPRESSÕES QUE DEPOIS SERÃOEXPLICADAS MELHOR)/GILDA: BOM, NÓS JÁ VAMOS EMBORA MEUS QUERIDOS!BRUNA: NÃO QUEREM FICAR PARA O JANTAR?GASTON: MUITO OBRIGADO BRUNA, MAS NÓS TEMOS AINDA MUITOS ASSUNTOS PARA RESOLVER!BRUNA: AH, QUE PENA! BOM GASTON, AMANHÃ POSSO ESTAR NA EMPRESA QUE HORAS?GASTON: UMAS DEZ HORAS DA MANHÃ!BRUNA: ÓTIMO! SE INCOMODA SE EU LEVAR UM ADVOGADO?GASTON: MELHOR NÃO BRUNA... TALVEZ SEJA NECESSÁRIO UM ADVOGADO MAIS PRA FRENTE... VAMOS TENTAR CHEGAR NUM ACORDO AMIGÁVEL POR AGORA!BRUNA: COMO PREFERIR.
  5. 5. CAP.01 CASO PENSADOCORTA/CENA 4SÃO PAULO/ LAPA DE BAIXO/ CORTIÇO/ QUARTO/ BANHEIRO/ CHUVEIRO/ INTERIOR/ NOITE/KINHO ESTÁ TOMANDO BANHOESPECIFICAÇÃO DE CENA: CHUVEIRO COM A ÁGUA CAINDO/ COMEÇA A FILMAGEM PELO PÉDO ATOR E VAI SUBINDO AOS POUCOS ATÉ O ROSTO/ MOSTRA O ATOR SE ENSABOANDO/CORTA/ATOR SE ENXUGA/ LIMPA O ESPELHO QUE ESTAVA COM VAPOR/ OLHA-SE NO ESPELHO/PASSA DESODORANTE/ PERFUME/ VESTE A CUECA/ A CALÇA/ A CAMISE/ CORTA/QUARTO DO CORTIÇO/ KINHO TERMINA DE SE ARRUMAR/ TOCA O TELEFONEKINHO: ALÔ! (TEMPO DE RESPOSTA) CONSULTA A DOMICILIO? (TEMPO DE RESPOSTA) NÃO! CEM REAIS! (TEMPO DE RESPOSTA) ESTOU ATENDENDO DAQUI A UMA HORA NA RUA INAJAROBA 4.000 (TEMPO DE RESPOSTA) O APARTAMENTO? AH, EU DIVIDO COM MAIS DOIS COLEGAS, MAS ELES ESTÃO DE PLANTÃO HOJE... MAS PODE VIM, O APARTAMENTO É QUE NEM PINTO DE JAPÔNES, É PEQUENO MAIS É LIMPO!CORTA/CENA 5CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ CENTRO DA CIDADE/ EMPRESA GILNA/ ESCRITÓRIO DAPRESIDÊNCIA/ INTERIOR/ DIAGASTON: QUE BOM QUE VOCÊ VEIO, BRUNA!BRUNA: ESTOU MUITO CURIOSA PARA SABER TUDO DESDE O INICIO!GASTON: POIS É BRUNA... A CINCO ANOS ATRÁS, JOAQUIM ME CHAMOU PARA UMA CONVERSA E DISSE QUE QUERIA VENDER SUA PARTE DA EMPRESA! > EU, COMO NÃO QUERIA NINGUÉM DE ESTRANHO NO LUGAR DE GRANDE IMPORTÂNCIA, COMPREI A PARTE DELE E DE PRESIDENTE ELE PASSOU A SER DIRETOR-CHEFE, O CARGO ABAIXO DO MEU. NO ANO PASSADO, TIVEMOS UMA ENORME BRIGA E EU BAIXEI ELE PARA GERENTE-CHEFE. > O
  6. 6. CAP.01 CASO PENSADO PROBLEMA É QUE JOAQUIM SEMPRE TEVE ACESSO A TUDO NESTA EMPRESA, ACESSO A QUANTO DE DINEHRIO ENTRAVA E SAIA, AO NÚMERO DAS CONTAS BANCÁRIAS E TUDO MAIS. DOS ÚLTIMOS MESES PARA CÁ, COMEÇOU A SUMIR MUITO DINHEIRO DA EMPRESA E HÁ MAIS OU MENOS TRÊS SEMANAS ATRÁS, EU DESCOBRI QUE FOI JOAQUIM QUEM ESTAVA ROUBANDO, E QUANDO VI, ESTAVAMOS COM UM ROMBO DE UM MILHÃO DE DÓLARES. EU CHAMEI ELE PARA UMA CONVERSA E ELE ALÉM DE RIR DA MINHA CARA, DISSE QUE IA FUGIR, AFINAL EU NÃO TINHA PROVAS...INICIO DE UM FLASHBACK/MESMA SALA ONDE ESTÁ GASTON E BRUNA/ SÓ QUE GASTON E JOAQUIM CONVERSAMINTERPRETAÇÃO IMPECÁVEL NA DESCOBERTA DO ROUBO DOS DOLÁRES/GASTON: NÃO ADIANTA MAIS VOCÊ ESCONDER!JOAQUIM: ESCONDER O QUE?GASTON: NÃO SE FAÇA DE TONTO! HÁ MESES, TALVEZ ANOS QUE VOCÊ VEM ROUBANDO ESTA EMPRESA AOS POUCOS. É ABSURDO O ROMBO QUE VOCÊ DEIXOU NA CONTA BANCÁRIA DA EMPRESA. EU VOU PROCESSAR VOCÊ POR ESTELIONATO! SEU BANDIDO MAU-CARATÉR, VAI MORRER NA CADEIA.JOAQUIM: (IRÔNICO/RI DA CARA DE GASTON) VOCÊ ACHA QUE É QUEM? VOCÊ NÃO TEM PROVAS DE NADA! EU VOU SAIR DESTE PAÍS O QUANTO ANTES... VOCÊ NUNCA MAIS VAI OUVIR FALAR DE JOAQUIM DELLAMARE, MAS EU QUERO, QUE TODO DIA, VOCÊ PENSE QUE AQUELE HOMEM QUE A CADA DIA VOCÊ BAIXAVA DE CARGO, ESTAVA HOJE VIVENDO NUMA ILHA, COM O SEU DINHEIRO!FIM DO FLASHBACK/GASTON: E ENTÃO, BRUNA, ELE SAIU RINDO E EU PENSAVA COMO COLOCÁ-LO NA CADEIA. O SEU MARIDO IA TE LARGAR E FUGIR COM UM MILHÃO DE DÓLARES. VOCÊ, SEMPRE ACHOU QUE ERA BRUNA DELLAMARE, UMA MULHER RICA E RESPEITADA... MAS ENQUANTO TODOS TE RESPEITAVAM PELA FRENTE, PELAS COSTAS, FALAVAM SOBRE A MISÉRIA QUE VOCÊ IA FICAR. NINGUÉM TINHA CORAGEM DE TE DIZER A VERDADE. TINHA PENA DE VOCÊ, A FILHA DE PAIS SEPARADOS, QUE SE MUDOU PARA UMA
  7. 7. CAP.01 CASO PENSADO PACATA CIDADE DO INTERIOR, CASADA COM JOAQUIM DELLAMARE, UM DOS HOMENS MAIS TEMIDOS DA REGIÃO, PARA NO FIM, TERMINAR, VIÚVA, SEM DINHEIRO E SEM NADA DAQUILO QUE DESEJOU TER UM DIA AO LADO DO HOMEM AMADO!BRUNA: ASSIM VOCÊ ME OFENDE GASTON!GASTON: DESCULPE BRUNA, MAS CHEGAMOS NUM PONTO EM QUE TEMOS QUE SER REALISTAS. O GRANDE PROBLEMA DESTA HISTÓRIA TODA, É QUE JOAQUIM MORREU ENVENENADO, ASSASSINADO, E O DINHEIRO QUE ELE ROUBOU, NÃO ESTÁ NA CONTA DELE POR QUE EU CHEQUEI ONTEM MESMO! PORTANTO, SE ESTE DINHEIRO NÃO ESTAVA NA SUA CONTA E TAMBÉM NÃO FOI ENTERRADO COM ELE, ALGUÉM ESTÁ COM ESTA BOLADA TODA... ALGUÉM QUE SABIA DA EXISTENCIA DESTE DINHEIRO, ALGUÉM QUE PENSOU MUITO BEM... MATOU O JOAQUIM E ACERTOU NA LOTERIA!BRUNA SE MOSTRA ASSUSTADA/CORTA/CENA 6CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO FUNDO/ CASA DOS DELLAMARE/ QUARTO/ INTERIOR/DIABRUNA ANDA DE UM LADO PARA O OUTRO/BRUNA: UM MILHÃO DE DÓLARES! AQUELE DESGRAÇADO IA ME DEIXAR NA MÃO! AINDA BEM QUE MORREU! ONDE ESTARIA ESTE DINHEIRO?BRUNA SE OLHA NO ESPELHO E DÁ UMA RISADA DUVIDOSA E SATISFEITA/CORTA/CENA 7CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO REI/ CASA DOS CADORI/ ESCRITÓRIO/ INTERIOR/NOITEATENÇÃO PARA O NOME DO SITIO, QUE AGORA É RIO REI/ OUTRO SITIO/ FAMÍLIA CADORI/
  8. 8. CAP.01 CASO PENSADOMIGUEL ESTA NO COMPUTADOR/ ENTRA FERNANDA/FERNANDA: O QUE ESTÁ FAZENDO QUERIDO?MIGUEL: ACABANDO DE ENVIAR MEU CURRÍCULO PARA A “GILNA”.FERNANDA: VOCÊ ACHA QUE VÃO TE ACEITAR QUERIDO?MIGUEL: EU ACHO QUE SIM! EU FIZ OS MESMO CURSOS QUE JOAQUIM DELLAMARE... ELE ERA GERENTE-CHEFE! EU TENHO TODA A CAPACIDADE PARA SER TAMBÉM!FERNANDA: JÁ PENSOU, EU NA CAPA DAS REVISTAS? (ANIMADA) “FERNANDA CADORI, ESPOSA DO GERENTE-CHEFE DAS EMPRESAS “GILNA”, MIGUEL CADORI ABRE SUA INTIMIDADE PARA A REVISTA FLASH!MIGUEL: (IRÔNICO) NÃO TEM NADA DE FICAR ABRINDO A INTIMIDADE PRA REVISTA!FERNANDA: É A INTIMIDADE DO LAR, SEU BOBO! ESTA OUTRA INTIMIDADE EU SÓ ABRO PRA VOCÊ!MIGUEL: ENTÃO VEM CÁ!FERNANDA VAI PARA O COLO DE MIGUEL/ ABRAÇA ELE/ FERNANDA PENSA/ APENAS A VOZDELA PARA O TELESPECTADOR ENTENDER A CENA/FERNANDA: (APENAS VOZ) ESTA OUTRA INTIMIDADE EU SÓ ABRO PRA VOCÊ E ABRIA TAMBÉM PARA O JOAQUIM!FERNANDA SORRI SATISFEITA/INICIO DE UM FLASHBACK/SÃO PAULO/ MOTEL/ FERNANDA E JOAQUIMESPECIFICAÇÃO DA CENA: JOAQUIM ESTÁ DE CUECA INDO EM DIREÇÃO A CAMA/ QUANDOFERNANDA SOLTAR A PRIMEIRA FALA, JOAQUIM SE SENTA E DIZ A SUA FALA/ CENA BEMQUENTE PARA MOSTRAR AO TELESPECTADOR O ENTENDIMENTO E A QUIMICA ENTRE OSDOIS/FERNANDA: ESTAVA COM SAUDADES JÁ!JOAQUIM: VOCÊ NÃO SABE EU! VEM CÁ VEM! SENTA NO COLO DO PAPAI!FERNANDA: EU SOU SOMENTE SUA!
  9. 9. CAP.01 CASO PENSADOJOAQUIM: MINHA E DO CHIFRUDO DO SEU MARIDO! AQUELE IMBECIL DO MIGUEL QUE ACHA QUE UM DIA VAI CONSEGUIR MEU LUGAR! (JOAQUIM RI)FIM DO FLASHBACK/FERNANDA AINDA ESTÁ SENTADA NO COLO DE MIGUEL/ SORRISO SATISFEITO/CORTA/CENA 8SÃO PAULO/ RUA INAJAROBA/ APARTAMENTO/ KINHO ARRUMA A SALA PARA RECEBERCLIENTEESPECIFICAÇÃO DE CENA: UM APARTAMENTO BEM ARRUMADO/ PEQUENO, PORÉM BONITO/KINHO COLOCA CHAMPANHE EM CIMA DA MESA/ ARRUMA AS ALMOFADAS/ ARRUMA OCABELO NO ESPELHO/ NESTE MOMENTO DIZ/KINHO: VAMOS LÁ! AGUENTAR MAIS UM VIADO! MAS, É O MEU SERVIÇO! FAZER O QUE? ESPERO QUE EU QUE TENHA QUE FAZER O SERVIÇO, NÃO ELE! MAS O GOSTO DO CLIENTE É O QUE PREVALECE!A CAMPANHIA TOCA/ KINHO ABRE/CORTA/ NO ÂNGULO DE FILMAGEM/KINHO: ENTRA! > PRAZER KINHO!RODOLFO: PRAZER, RODOLFO!FILMAGEM ESPECÍFICA NO ROSTO DE RODOLFORODOLFO FAZ UM OLHAR SATISFEITO, TARADO*RODOLFO É O MARIDO DE AGNES, IRMÃ DE BRUNA QUE FOI PASSAR UNS DIAS NA CASA DAIRMÃ – MAIS PARA FRENTE, SERÁ EXPLICADO A DESCULPA DE RODOLFO PARA AGNES NESTACENA/KINHO: E ENTÃO... QUER CHAMPANHE?RODOLFO: ACEITO!KINHO: DESCULPE A PERGUNTA... VOCÊ NÃO É DE SÃO PAULO, NÃO É?RODOLFO: NÃO! SOU DE CAMPINA DO MONTE ALEGRE! COMO VOCÊ PERCEBEU!
  10. 10. CAP.01 CASO PENSADOKINHO: ACHEI SEU SOTAQUE MAIS CARREGADO! MAS NUNCA OUVI FALAR DESTA CIDADE!RODOLFO: É UMA CIDADE PEQUENA DO INTERIOR DE SÃO PAULO! QUASE NINGUÉM CONHECE MESMO!KINHO: PERA AÍ... VOCÊ DISSE CAMPINA DO MONTE ALEGRE NÃO É?RODOLFO: EXATAMENTE!KINHO SE MOSTRA UM POUCO ASSUSTADO/ FICA O MISTÉRIO DO POR QUE ESTE ESPANTO/FATO QUE SERÁ EXPLICADO MAIS PRA FRENTE/RODOLFO PERCEBE O SUSTO DE KINHO/RODOLFO: ESTÁ TUDO BEM?KINHO VOLTA AO ESTADO NORMAL/ DISFARÇA/KINHO: SIM, ESTÁ TUDO BEM!RODOLFO: POR UM MOMENTO ACHEI QUE VOCÊ TINHA ESTRANHADO O FATO DE EU MORAR EM CAMPINA DO MONTE ALEGRE!KINHO: NÃO, IMAGINE! EU NUNCA NEM OUVI FALAR DESTA CIDADE! É QUE EU ME CONFUNDI COM CAMPINAS!ESTA RESPOSTA QUE KINHO DÁ ACIMA TEM DE SER MUITO ATRAPALHADO, AFINALCAMPINAS COM CAMPINA DO MONTE ALEGRE NÃO TEM NADA DE PARECIDO/RODOLFO PERCEBE QUE KINHO ESTÁ MENTINDO, MAS FINGE QUE NEM PERCEBEU/RODOLFO: AH! ENTENDI! (RI)CORTA O ASSUNTO/KINHO: MAS ENTÃO... VOCÊ QUER COMEÇAR JÁ OU PREFERE ESPERAR MAIS UM POUCO?RODOLFO: ACHO QUE NÓS PODEMOS CONVERSAR MAIS UM POUCO... FALE-ME DE VOCÊ?KINHO: AH, EU NÃO TENHO MUITO O QUE DIZER SOBRE A MINHA VIDA! EU FAÇO TODOS OS DIAS, O QUE NÓS VAMOS FAZER DAQUI A POUCO!RODOLFO: NÃO DEVE SER FÁCIL!
  11. 11. CAP.01 CASO PENSADOKINHO: REALMENTE NÃO É! É MUITO DIFICIL! PARECE FÁCIL QUANDO VOCÊ DIZ “EU TRABALHO COM SEXO!” MAS NÃO! SEXO É BOM, MAS ASSIM COMO TUDO QUE É FEITO EM EXCESSO ENJOOA, SEXO TAMBÉM É ASSIM!RODOLFO: EU NÃO ENJÔO!KINHO: POR QUE VOCÊ NÃO FAZ TANTO QUANTO EU! SEM QUERER ESNOBAR!RODOLFO: TALVEZ COMO VOCÊ EU NÃO FAÇA MESMO, MAS EU FAÇO MUITO E NÃO ENJÔO!KINHO: CANSEI DESTE PAPO! FALE-ME DE VOCÊ AGORA! PROVAVELMENTE DEVE SER CASADO, TER FILHOS, MAS SER GILETTE!RODOLFO: SER GILETTE?KINHO: GOSTAR DE HOMEM E DE MULHER!RODOLFO: ATÉ AÍ ESTÁ INDO MUITO BEM! MAS A PARTE DOS FILHOS É MENTIRA! E A MULHER, ESTÁ CONSOLANDO A IRMÃ, QUE O MARIDO MORREU A POUCO TEMPO!KINHO: QUE HORROR!RODOLFO: POIS É! ASSASSINATO, ENVENENADO!KINHO: DEUS ME LIVRE GUARDE! COMO TEM GENTE RUIM NESTE MUNDO!RODOLFO: MAS TEM MUITA GENTE BOA TAMBÉM! VEM SER BONZINHO CMIGO! VAMOS?KINHO: VAMOS!AMBOS SE LEVANTAM E VÃO EM DIREÇÃO AO QUARTO/ RODOLFO APERTA A BUNDA DEKINHOCORTA/CENA 9CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO FUNDO/ CASA DOS DELLAMARE/ QUARTO/ BRUNAANDA PELOS CANTOS/ INTERIOR/ DIA
  12. 12. CAP.01 CASO PENSADOBRUNA: AQUELE IMBECIL... ONDE PODE ESTAR ESTE DINHEIRO! QUE RAIVA!(FUIRIOSA)ENTRA AGNES/AGNES: O QUE HOUVE BRUNA?BRUNA SE ASSUSTA COM A ENTRADA INESPERADA DA IRMÃ/BRUNA: NÃO HOUVE NADA! EU ESTOU NERVOSA!AGNES: NERVOSA COM O QUE?BRUNA: COM AS COISAS QUE O GASTON ME DISSE HOJE NA REUNIÃO QUE EU TIVE COM ELE NA EMPRESA DE MANHÃ!AGNES: E O QUE ELE DISSE?BRUNA: DEPOIS CONVERSAMOS MELHOR SOBRE ESTE ASSUNTO, É MELHOR EU ESTAR MAIS CALMA!AGNES: VOCÊ FALAVA DE UMDINHEIRO! SÃO SO MILHÕES DE DÓLARES ROUBADOS PELO JOAQUIM?BRUNA: SÃO!AGNES: EU TAMBÉM FICO PENSANDO ONDE PODEM ESTAR! NA CONTA BANCÁRIA DELE?BRUNA: JÁ FOI ABERTA, ESTÁ VAZIA, SEM UM TUSTÃO!AGNES: MAS ENTÃO, ONDE ESTÁ ESTE DINHEIRO? NO CAIXÃO É QUE NÃO É... A NÃO SER QUE ELE TENHA ESCONDIDO NA CUECA, HOJE É MODA FAZER ISSO!BRUNA: NÃO VARIA!AGNES: BOM, VOU DEIXAR VOCÊ SOZINHA PARA SE ACALMAR! VOU ATÉ EM CASA BUSCAR UMAS ROUPAS!BRUNA: VÁ SIM!AGNES: BEIJOS, MAIS TARDE EU VOLTO!AGNES SAI DE CENA/ BRUNA VOLTA A ANDAR/CORTA/
  13. 13. CAP.01 CASO PENSADOCENA 10CAMPINA DO MONTE ALEGRE/ SITIO RIO FUNDO/ CASA DOS DELLAMARE/ JARDIM/ INTERIOR/DIAESPECIFICAÇÃO DA CENA: AGNES PEGA SEU CARRO QUE ESTÁ ESTACIONADO E SAI EMDIREÇÃO AO PORTÃO/CORTA/AGNES CHEGA EM SUA CASA/SAI DO CARRO/ ABRE O PORTÃO DE SUA CASA/ VOLTA AO CARRO E ENTRA NA GARAGEMCORTA/ENTRA EM CASA/AGNES: RODOLFO? (SEM RESPOSTA) (TEMPO DE 3 SEGUNDOS) RODOLFO? (SEM RESPOSTA) (TEMPO DE 3 SEGUNDOS) UÉ? NÃO ESTÁ EM CASA?AGNES VÊ UMA CARTA EM CIMA DA MESA/ PEGA PARA LER/ MOSTRA QUE ESTÁ LENDO/EM VOZ ALTA A VOZ DE RODOLFO COMO SE ESTIVESSE RECITANDO A CARTA/RODOLFO: (APENAS A VOZ) “MEU BEM, TIVE QUE VIR A SÃO PAULO RESOLVER UNS PROBLEMAS NO ADVOGADO! TENTEI TE LIGAR MAS VOCÊ NÃO ATENDEU! BEIJOS, VOLTO AMANHÃ! ESCREVI POR QUE SABIA QUE VOCÊ IA PASSAR PARA PEGAR ROUPAS!”AGNES AMASSA A CARTA E JOGA NO LIXO/ PEGA O CELULAR NA BOLSA/ NÃO IDENTIFICANENHUMA CHAMADA DE RODOLFO/AGNES: (IRÔNICA) TENTEI DE LIGAR! > CACHORRO!CLOSE NO ROSTO DE AGNES FIM DO PRIMEIRO CAPÍTULO

×