7 Toyotismo - Continuação

3.884 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.884
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7 Toyotismo - Continuação

  1. 1. Toyotismo Continuação Universidade Federal da Paraíba Campus I – Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Prof. MSc. Marcel de Gois Pinto Profª. MSc. Mariana Moura Nóbrega
  2. 2. Nas aulas anteriores vimos...
  3. 3. Nas aulas anteriores vimos... O Toyotismo procura combinar as vantagens da produção artesanal com as da produção em massa
  4. 4. Nas aulas anteriores vimos... O Toyotismo procura combinar as vantagens da produção artesanal com as da produção em massa Fabril Manufa- Artesanal Produção Produção tureiro em massa enxuta Volume de produção Versatilidade ferramentas, máquinas e equipamentos Conteúdo do trabalho Qualificação da MDO Variedade de produtos
  5. 5. Nas aulas anteriores vimos... O Toyotismo procura combinar as vantagens da produção artesanal com as da produção em massa Fabril Manufa- Artesanal Produção Produção tureiro em massa enxuta Volume de produção Versatilidade ferramentas, máquinas e equipamentos Conteúdo do trabalho Qualificação da MDO Variedade de produtos
  6. 6. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta
  7. 7. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta Princípio do não custo Just-in-time - JIT Autonomação - Jidoka Envolvimento da força de trabalho Processo X Operação
  8. 8. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT Autonomação - Jidoka Envolvimento da força de trabalho Processo X Operação
  9. 9. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT  Cada processo deve ser suprido com os itens certos, no momento certo, na quantidade certa e no local certo. Autonomação - Jidoka Envolvimento da força de trabalho Processo X Operação
  10. 10. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT  Cada processo deve ser suprido com os itens certos, no momento certo, na quantidade certa e no local certo.  Máquinas e operadores têm autonomia para interromper Autonomação - a produção quando a quantidade programada é atingida Jidoka ou alguma anomalia é detectada. Envolvimento da força de trabalho Processo X Operação
  11. 11. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT  Cada processo deve ser suprido com os itens certos, no momento certo, na quantidade certa e no local certo.  Máquinas e operadores têm autonomia para interromper Autonomação - a produção quando a quantidade programada é atingida Jidoka ou alguma anomalia é detectada.  Emprego vitalício, remuneração por tempo de serviço, Envolvimento da participação nos lucros, treinamento, multifuncionalidade, força de trabalho comprometimento, trabalho em equipe Processo X Operação
  12. 12. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT  Cada processo deve ser suprido com os itens certos, no momento certo, na quantidade certa e no local certo.  Máquinas e operadores têm autonomia para interromper Autonomação - a produção quando a quantidade programada é atingida Jidoka ou alguma anomalia é detectada.  Emprego vitalício, remuneração por tempo de serviço, Envolvimento da participação nos lucros, treinamento, multifuncionalidade, força de trabalho comprometimento, trabalho em equipe Processo X Para maximizar a eficiência da produção, melhorar Operação primeiro o processo, depois as operações.
  13. 13. Nas aulas anteriores vimos...  Bases da Produção Enxuta O objetivo da Produção Enxuta Princípio do LUCRO = PREÇO – CUSTO é aumentar os lucros através da não custo eliminação das perdas. Just-in-time - JIT  Cada processo deve ser suprido com os itens certos, no momento certo, na quantidade certa e no local certo.  Máquinas e operadores têm autonomia para interromper Autonomação - a produção quando a quantidade programada é atingida Jidoka ou alguma anomalia é detectada.  Emprego vitalício, remuneração por tempo de serviço, Envolvimento da participação nos lucros, treinamento, multifuncionalidade, força de trabalho comprometimento, trabalho em equipe Processo X Para maximizar a eficiência da produção, melhorar Operação primeiro o processo, depois as operações.
  14. 14. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA)
  15. 15. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Superprodução
  16. 16. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Estoque Superprodução
  17. 17. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Estoque Superprodução Defeitos
  18. 18. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Estoque Superprodução Transporte Defeitos
  19. 19. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Estoque Superprodução Espera Transporte Defeitos
  20. 20. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Movimentação Estoque Superprodução Espera Transporte Defeitos
  21. 21. Nas aulas anteriores vimos...  As 7 categorias de perdas ou desperdícios (MUDA) Movimentação Processamento desnecessário Estoque Superprodução Espera Transporte Defeitos
  22. 22. Toyotismo Críticas ao Toyotismo  Busca pela perfeição através de custos sempre declinantes, ausência de estoques e itens defeituosos e com uma alta variedade de produtos.  Estrutura flexível: contratação de trabalhadores pouco qualificados, temporários ou subcontratados.  Aprendizagem exigida no processo ocorrer em poucos dias, pois o serviço oferecido geralmente é simples e padronizado  Multifuncionalidade  Diversas funções simples e padronizadas  Aumento da intensidade do trabalho  Aumento da responsabilidade => stress  De acordo com o autor, ao invés do trabalhador polivalente se sentir mais seguro, ao ter um maior acesso aos “macetes” e conseqüentemente um poder maior do próprio meio de trabalho, o contrário ocorre, uma vez
  23. 23. Toyotismo Continuação Universidade Federal da Paraíba Campus I – Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Prof. MSc. Marcel de Gois Pinto Profª. MSc. Mariana Moura Nóbrega

×