Gerenciamento de Resíduos Sólidos

546 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
546
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gerenciamento de Resíduos Sólidos

  1. 1. Integrantes:• Caio Calixto• Evellyn Fagundes• Lucas Trindade• Pedro Lucas• Phelipe Gonçalves• Vitor Santos
  2. 2. • São os "restos das atividades humanas, considerados pelos geradores como inúteis, indesejáveis ou descartáveis, podendo-se apresentar no estado sólido, semi-sólido ou líquido, desde que não seja passível de tratamento convencional". Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT – NBR 10.004)
  3. 3. OrigemRiscosComposição
  4. 4. UrbanoIndustrialHospitalar
  5. 5. Nuclear Construção CivilDomiciliar Especial
  6. 6. • Apresentam riscos a saúdePerigosos publica Não • Não se enquadram nem comoInertes Perigosos, nem como InertesInertes • Não oferecem riscos
  7. 7. • Restos de alimentos orgânicos (carnes, vegetais, frutos, cascas de ovos), papel, madeira, ossos, sementes, etc. Prós • Produz Energia e Adubo Orgânico Contras • Mau Cheiro • Desenvolvimento de Bactérias e Fungos • Contaminação do solo e da água. • Produção de Chorume
  8. 8. • Todo material que não tem origem biológica;• Lixo seco (sem umidade);• Muito do lixo inorgânico possui um grande problema: quando jogado diretamente no meio ambiente, sem tratamento prévio, demora muito tempo para ser decomposto.
  9. 9. • Revolução Industrial (século XVIII) A transição econômica: Fortalecimento do Capitalismo; Produção Processo em Larga Resíduos Migratório Escala
  10. 10. Lixo Produzido per capita(quilos por dia)Portugal 0.6 Grécia 0.8 Brasil 1 Japão 1.1Holanda 1.3 Itália 1.5 EUA 3.2
  11. 11. Resíduos sólidos gerados no Brasil(2011): 61,9 milhões de toneladas;42% do lixo acaba em localinadequado;10% acabam em terrenosbaldios, córregos, lagos e praças.
  12. 12. No último ano, cada brasileiroproduziu, sozinho, umamédia de 378 kg de lixo
  13. 13. Índice de Destinação Inadequada - 2010 71%65% 66% 28% 30.30% Fonte: Abrel pe
  14. 14. Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb)• É a maior organização de limpeza pública na América latina;• Objetivo: limpeza urbana no município do Rio de Janeiro, com a manutenção de padrões de qualidade e custos otimizados, com foco na saúde, na educação e preservação ambiental;• A longo prazo: Buscar a redução permanente da geração de resíduos na fonte.
  15. 15. • Objetivo: Visa a redução não só da produção e eliminação de resíduos sólidos, mas também um acompanhamento adequado de todo o seu ciclo produtivo. Tipos Inadequados Adequados
  16. 16. • É uma forma inadequada de disposição final de resíduos sólidos, que se caracteriza pela simples descarga do lixo sobre o solo, sem medidas de proteção ao meio ambiente ou à saúde pública.Características• Não existe nenhum controle quanto aos tipos de resíduos depositados e quanto ao local de disposição dos mesmos;• Riscos de incêndio causados pelos gases;• Risco de contaminação.
  17. 17. • Queima do Lixo em fornos ou usinas.Prós• Solução mais adequada para o lixo hospitalar;• Reduz bastante o volume de lixo.Contras• Grande emissão de poluentes;• Inadequado para certos tipos de resíduos.
  18. 18. • Objetivo: transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo.Vantagens:• Preserva o meio ambiente;• Gera empregos;• Reduz o desperdício de lixo.
  19. 19. • Jornais • Garrafas • Latas • Potes• Caixas PET • Pregos • Frascos de • Sacolas Papelão
  20. 20. • É uma fase intermediária entre o lixão e o aterro sanitário;
  21. 21. • Rio + Limpo: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/rio-mais- limpo• Lixômetro: http://comlurb.rio.rj.gov.br/lixometro
  22. 22. • pt.wikipedia.org• www.suapesquisa.com/• www.rio.rj.gov.br/web/comlurb• g1.globo.com/rio-de-janeiro/rio-mais-limpo/• www.resol.com.br/• www.ecolnews.com.br/lixo.htm• www.ablp.org.br/• www.lixo.com.br/index.php?option=com_content&task...• www.rc.unesp.br/igce/aplicada/ead/residuos/res13.html

×