O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

PES 3.4 Faringite

6.317 visualizações

Publicada em

Material com informações sobre faringite e orientações sobre formas de tratamento.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

PES 3.4 Faringite

  1. 1. PROGRAMA DE EDUCAÇÃOEM SAÚDE – PESCAPACITAÇÃOPROFISSIONALPES - 3.4FARINGITE EAMIGDALITEFarmacêuticas Responsáveis:• Áurea Ribeiro Carvalho• Cynthia Rafaela Generosowww.farmaceuticodigital.com
  2. 2. FARINGITE / AMIGDALITE OUDOR DE GARGANTA Faringite é o termo dado a inflamação dafaringe, enquanto que, amigdalite é ainflamação das amígdalas. Ambas semanifestam como dor de garganta e comonormalmente ocorrem simultaneamente,denominamos esse quadro comofaringoamigdalite. Apesar de inflamarem juntas, algumaspessoas tem predominantemente amigdalite,enquanto outras, faringites. Normalmente causada por um vírus, mastambém pode ser decorrente de bactérias.www.farmaceuticodigital.com
  3. 3. As faringites virais são processos benignosque se resolvem espontaneamente, aocontrário das faringites ou amigdalitesbacterianas que devem ser tratadas comantibióticos e podem levar a complicaçõescomo abscessos e febre reumática.www.farmaceuticodigital.com
  4. 4. FARINGITE VIRAL Início gradual, que se acompanha de febrebaixa, mal-estar e anorexia (falta de apetite).A dor de garganta costuma ser moderada ,podendo estar presente desde o início doprocesso ou, mais comum, aparecer um oudois dias após os outros sintomas. Normalmente as faringites virais sãoacompanhadas de outros sinais de infecçãorespiratória alta, como tosse, espirros,constipação nasal, conjuntivite e rouquidão.www.farmaceuticodigital.com
  5. 5. FARINGITE BACTERIANA Início súbito, calafrios, dor de gargantaintensa, dor ao engolir, cefaléia (dor decabeça), dor abdominal, orofaringehiperemiada com placas de pus, petéquiasno palato mole e adenite cervical (inguadolorosa). Em adultos a tríade formada porfebre acima de 37,8ºC, existência de placasde pus e adenite cervical anterior é a maissugestiva de faringite bacteriana.www.farmaceuticodigital.com
  6. 6. COMO DIFERENCIAR OS 2TIPOS DE FARINGITESSINTOMAS VIRAL BACTERIANAINÍCIO Gradual SúbitoADENITE CERVICAL Incomum Freqüente - dolorosoFEBRE Freqüente FreqüenteANOREXIA Perda de Apetite Dor ao engolirDOR DE GARGANTA Moderada Forte“PLACAS DE PUS” Pode ser encontrada FreqüenteDOR ABDOMINAL Não usual FreqüenteTOSSE Não usual Não usualCORIZA Freqüente Não usualCONJUNTIVITE Freqüente Não usualROUQUIDÃO Freqüente Não usualCALAFRIOS Não usual Freqüentewww.farmaceuticodigital.com
  7. 7. TRATAMENTO FARINGITE VIRAL Em geral são auto-limitadas e requeremsomente tratamento sintomático. Repouso e hidrataçãosão essenciais. Os analgésicos e antipiréticos de escolha são: Paracetamole Ibuprofeno, AAS está contra-indicado principalmentepara crianças.(Dengue, Síndrome de Reye).Antiinflamatórios não – esteróides também podem serutilizados. Atenção para pessoas alérgicas, com problemas gástricosgraves ou com asma; nesses casos os antiinflamatórios não-esteróides estão CONTRA-INDICADOS. O tratamento paliativo deve ser mantido por 5 a 7 diassenesse tempo os sintomas não tiverem regredido totalmente,o paciente deve ser encaminhado ao médico. ATENÇÃO: Ibuprofeno não pode ser utilizado por diabéticosem uso de hipoglicemiantes orais (metformina,glibenclamida). Efeito hipoglicemiante aumentado.www.farmaceuticodigital.com
  8. 8. TRATAMENTO FARINGITE BACTERIANA  Deve-se fazer umtratamento paliativo com antipiréticos,analgésicos e anti-inflamatórios, se necessário. O tratamento adequado será aantibioticoterapia. Nesse caso específico,devemos orientar o paciente a procurar omédico, de acordo com a RDC 44/2011. Orientar o cliente a fazer o tratamento portodo o tempo prescrito mesmo que hajadesaparecimento dos sintomas já nos primeirosdias.www.farmaceuticodigital.com
  9. 9. PASTILHAS Uma vez excluída a possibilidade de uma infecçãobacteriana, podem ser utilizadas para o ALÍVIO DOSSINTOMAS de “dor de garganta”. É recomendável que se use uma pastilha quecontenha apenas açúcar e anti-sépticos; O Açúcar tem efeitos cicatrizante e hidratante; Os Anti-sépticos muitas vezes possuem efeitosrefrescante e odorizante; Não devem ser usados por crianças menores de 3anos (devido a propensão de desenvolverem alergiasaos componentes). Devem ser usados por no máximo 5 dias consecutivos,depois disso pode haver seleção de flora bacterianaresistente. (devido a presença de anti sépticos)www.farmaceuticodigital.com
  10. 10. PASTILHAS As pastilhas devem ser isentas de antibióticos eglicocorticóides. Os antibióticos além de não resolverem casos deinfecção, devido ao tempo de contato muitorestrito, selecionam flora bacteriana resistente. Os glicocorticóides possuem açãoantiinflamatória, o que poderia ser útil, porém elesdiminuem a imunidade do organismo, dificultama cicatrização da mucosa e não aliviam a dordiretamente. Para as irritações de garganta o melhor a sefazer é HIDRATAR bem e se possível AQUECER agarganta. Bebidas quentes e doces tem umótimo efeito.www.farmaceuticodigital.com
  11. 11. OUTRAS ALTERNATIVAS Nos casos de dor fazer um gargarejo com umcopo americano cheio de água bem quentecom uma colher de sopa de bicarbonato desódio e uma pitada de sal. Esse gargarejodeverá ser feito 4 vezes ao dia Caso a garganta apresente-se com placasbrancas, o gargarejo deverá ser feito com umcopo americano cheio de água quente e umacolher de água oxigenada 10 volumes. Essegargarejo deverá ser feito 3 vezes ao dia, se asplacas não desaparecerem, a pessoa deveráser encaminhada a um médico.www.farmaceuticodigital.com

×