Successfully reported this slideshow.

Cap 1 Bibliologia E RevelaçãO Das Escrituras

20.815 visualizações

Publicada em

Aula 1 e Bibliologia do ITQ Sorocaba

Publicada em: Espiritual

Cap 1 Bibliologia E RevelaçãO Das Escrituras

  1. 1. BIBLIOLOGIA<br />ITQ – 2010<br />Pra. Petula RamanauskasSantorum e Silva<br />
  2. 2. Cronograma da disciplina<br />Módulo 1<br />22.02 – cap. 1<br />01.03 – cap. 2<br />08 ou 10.03 – cap. 3<br />15.03 – cap. 4<br />22.03 – cap. 5<br />29.03 – cap. 6 – revisão<br />05.04 - Avaliação<br />
  3. 3. Objetivo Geral<br />Levar o aluno a compreensão da Doutrina das Escrituras e doa aspectos textuais peculiares à Bíblia.<br />
  4. 4. Objetivos Específicos<br />Entender e aplicar os fundamentos da Doutrina das Escrituras (Bibliologia): <br />Revelação<br />Inspiração<br />Inerrância<br />Infalibilidade<br />Sacralidade<br />Analisar e compreender a estrutura literária, aspectos textuais da Bíblia, em ordem cronológica<br />
  5. 5. Objetivos Específicos<br />Compreender a mensagem central de cada livro que compõe a Bíblia<br />Compreender a diferença entre o Cânon das Escrituras e os Livros Apócrifos<br />Descrever o percurso histórico das Escrituras Sagradas – da oralidade até a virtualidade.<br />
  6. 6. Capítulo 1 - Bibliologia<br />Por que surgiu a Escritura?<br />Como ela se originou?<br />Será que ela é verdadeira?<br />A Bíblia que temos à nossa disposição é autêntica, legítima?<br />Ela tem autoridade?<br />
  7. 7. Definição<br />Bibliologia é o termo teológico que indica o estudo das Sagradas Escrituras:<br />Biblio – livros sagrados<br />Logia – estudo<br />Esse estudo se refere à doutrina das Escrituras e ao estudo da História da Bíblia como livro, desde a sua origem, composição, estrutura, processo de escrita, até chegar nos dias atuais.<br />
  8. 8. A Bíblia<br />É a mensagem de Deus para os homens<br />História do barbeiro ateu...<br />Traz a AUTOMANIFESTAÇÃO de Deus<br />Conhecimento não das coisas de Deus, mas do próprio Deus!<br />O objetivo da Bíblia é relacional – mensagem de Deus ao coração do homem.<br />
  9. 9. Caráter e Natureza das Escrituras<br />É originária do mundo oriental antigo<br />Influenciou toda a vida ocidental moderna<br />Livro de natureza espiritual, de origem divina<br />O homem foi instrumento de Deus para fazer-se conhecido<br />Atende os anseios do homem integral<br />
  10. 10. A necessidade das Escrituras<br />Antes da queda o acesso do homem a Deus era direto...<br />A comunicação e o relacionamento eram diretos e promoviam a comunhão intensa entre o Criador e a criatura.<br />A Escritura Sagrada foi enviada por Deus a fim de preencher as condições para comunhão e para restauração do relacionamento favorável com Deus, perdidos na queda.<br />
  11. 11. A Razão das Escrituras<br />Não poderíamos ter comunhão com Deus a menos que Ele se revelasse a nós...<br />Deus se manifestou de maneira sobrenatural e inteligente para que pudéssemos conhecê-lo e ter comunhão com Ele.<br />A Bíblia não é incompreensível.<br />
  12. 12. Revelação das Escrituras<br />Revelar:<br />Hebraico = gãlãh<br />Grego = apokalyptõ<br />DESVENDAR O QUE ESTÁ ENCOBERTO<br />Tirar o véu...<br />Revelação é a automanifestação de Deus, é a comunicação que ele faz de si mesmo a todas as pessoas em todos os tempos e lugares com o propósito de entrar em relacionamento redentor com elas.<br />
  13. 13. Classificação Teológica da Revelação<br />Revelação Geral – Sl 19.1; Rm 1.20<br />Através da natureza<br />Da história<br />Da constituição do ser humano: física, emocional, mental, moral e na sua religiosidade, o que indica a sua espiritualidade<br />Tem 2 aspectos:<br />Disponibilidade universal<br />Conteúdo da mensagem simples, claro e menos detalhado, mas não por isso dispensável<br />
  14. 14. Classificação Teológica da Revelação<br />Revelação Especial – II Tm 3.16; Hb. 1.1,2; Jo 4.8,9<br />É Deus se comunicando através da sua Palavra e de seu Filho (logos)<br />Comunicações particulares com profetas e escritores sagrados, em tempos, lugares e épocas específicas<br />Acesso a essas comunicações e manifestações só existe pela consulta às Escrituras Sagradas<br />Objetivo principal promover um relacionamento redentor para o homem<br />É a revelação particular de Deus<br />
  15. 15. Para lembrar<br />6<br />6 livros<br />1 séculos<br />3 escritores (a 40)<br />
  16. 16. A Necessidade da Revelação Especial<br />Antes da queda -&gt; Relacionamento especial<br />Após a queda -&gt; palavra de Deus restaurando com sacrifício<br />Adão transmite a palavra aos seus filhos<br />Deus começa a tratar da situação de pecado de maneira especial, bem como revela meios de expiar pecados, redimir o homem e reconciliá-lo.<br />
  17. 17. Natureza da revelação especial<br />É pessoal<br />Ex 2.14 – Eu Sou o que Sou<br />Alianças pessoais com Adão, Noé, Abraão..<br />Salmos retratam experiências pessoais com Deus<br />Deus firmou aliança pessoal com a Igreja<br />Fp 3.10 – alvo de Paulo era o conhecimento pessoal de Deus<br />
  18. 18. A Natureza antrópica da revelação especial<br />Deus é transcendente... Não o compreenderíamos com nossas limitações sensoriais...<br />Apesar de Sua glória Ele deu um passo até nós, se comunicando de forma que possamos compreendê-lo<br />Linguagem humana comum, visões, sonhos e a encarnação de Seu Filho<br />Ou seja, o divino e transcendente usando e maneiras e meios humanos, naturais e comuns para se revelar.<br />
  19. 19. Revelação Sobrenatural<br />Sinais, milagres, prodígios, maravilhas e o próprio manifestar da voz pessoal de Deus na Bíblia<br />Nessas ocasiões as experiências comuns e as leis naturais foram quebradas<br />
  20. 20. A natureza analógica da revelação especial de deus<br />Deus usa aspectos do nosso universo de conhecimento para que possamos compreender os paralelos da verdade no campo divino (analogias)<br />Deus é amoroso como os homens e muito mais<br />Jesus é o Pão da Vida<br />A Igreja é o sal da terra<br />Deus ouve, no mesmo sentido de como o homem ouve....<br />Nas analogias o sentido é igual... A diferença está no GRAU<br />
  21. 21. Os meios de revelação especial<br />Eventos históricos<br />Criação<br />Constituição de Israel<br />Vida de Cristo<br />Constituição da Igreja<br />Discurso divino<br />Jr 18.1<br />I Sm 10.18<br />II Pe 1.20-21<br />Encarnação de Jesus Cristo<br />Hb. 1.1,2<br />
  22. 22. Neo-ortodoxia a respeito da revelação especial<br />Diz que é a revelação que Deus faz de si mesmo, apenas – revelação pessoal de Deus<br />Só se revela de uma maneira pessoal a partir de um encontro com Ele<br />Revelação proposicional<br />ATENÇÃO: revelação especial é tanto pessoal como proposicional!<br />
  23. 23. A bíblia é a revelação<br />Revelação gradativa e progressiva <br />Complementando e não contradizendo....<br />“ouviste o que foi dito... Eu, porém vos digo...”<br />Hb 1.1-3<br />Crescer na graça e no conhecimento<br />
  24. 24. A revelação inclui:<br />A presença pessoal de Deus<br />A verdade informada<br />A condição de podermos identificar a Deus<br />A condição de podermos saber alguma coisa a respeito de Deus<br />A condição de podermos mostrar Deus aos outros<br />
  25. 25. A revelação e a resposta e respOnsabilidade humana<br />Nenhum homem é despido de religiosidade<br />Responsabilidade: o que cada um está fazendo com a Revelação Geral que possui de Deus<br />Rm 1.19-25; 2,14-15<br />Para salvação temos que viver Rm 10 – pregar, levar a Revelação Especial<br />Cumprir a Grande Comissão de MT. 28.18-20<br />

×