Matriciamento

1.260 visualizações

Publicada em

Matriciamento

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Matriciamento

  1. 1. Matriciamento EXPOSITORAS: KEILLA MELO E ANA MARIA TAVARES PRECEPTORAS PET/SAÚDE- CAPS II AD NORTE
  2. 2. A Etimologia do Matriciamento Origina-se da Palavra Matriz, vem latim matrix significa mãe, útero. A palavra-matrix. Etimologia na raiz ma que na língua hindu significa mãe. Entende-se como aquilo que gera, determina algum resultado. (Dicionário Etimológico, 2012.
  3. 3. O que é Matriciamento? É um modo de produzir saúde em que duas ou mais equipes, a partir de um processo de construção compartilhada, criam uma proposta de intervenção pedagógico-terapêutica Formulado por Gastão Wagner Campos em 1999
  4. 4. Objetivo Transformar a lógica tradicional e burocrática dos sistemas de saúde (como referências, contrarreferências, encaminhamentos, protocolos e Regulação), atenuando-as através práticas horizontalizadas e democráticas de compartilhamento de saberes e ações entre trabalhadores e usuários do SUS Pressupõe dois tipos de equipes: Equipe de referência Equipe de apoio matricial
  5. 5. O Matriciamento em Saúde Mental Instrumentos Elaboração do Projeto Terapêutico Singular que considere o indivíduo e o seu contexto social Interconsulta Consulta conjunta Saúde mental e Atenção Básica (discussão de casos) Visita domiciliar Conjunta (Visita à família de USF Panatis com monitora PET) Contato a distância: telefone e demais tecnologias (internet, etc) Genograma Ecomapa (Ex.: usuárias mulher hipertensa resistente a participar de atividades da Unidade como Grupo de caminhada/relação com violência doméstica)
  6. 6. O Matriciamento na Rede de Atenção Psicossocial Desafios Potencialidades Lidar com o preconceito Educação Permanente para profissionais de Saúde, Campanhas. Ex: Cuidar sim, discriminar não (OMS: 2001) Comunicação entre os profissionais e entre os profissionais e usuários Melhorar a comunicação entre os profissionais da Rede: realizar Fóruns de discussão envolvendo profissionais de diversas áreas, utilização do telefone, internet e demais meios de tecnologias leves. Visão dos profissionais do Matriciamento como mais um trabalho Incluir o Processo de Matriciamento de fato como integrante do processo de trabalho dos Profissionais das diversas áreas da saúde, disponibilidade dos profissionais. Obs.: disponibilizar linhas telefônicas desbloqueadas para efetuar ligações para números celulares. Ausência de veículo para realização das visitas domiciliares Solicitar uma agenda junto aos Distritos Sanitários, que contemple a disponibilidade de veículo para as atividades do Matriciamento Profissionais ainda pouco qualificados para lidar com a complexidade das demandas que surgem Efetivar processo de Educação permanente junto aos profissionais que compõem a RAPS Estrutura de Unidades de Saúde inadequadas e ausência de condições de trabalho Adequar a Estrutura das Unidades de Saúde às necessidades dos usuários. Garantir aos trabalhadores melhores condições de trabalho
  7. 7. Referências Guia prático de matriciamento em saúde mental / Dulce Helena Chiaverini (Organizadora). [et al.]. [Brasília, DF]: Ministério da Saúde: Centro de Estudo e Pesquisa em Saúde Coletiva, 2011. Dicionário Etimológico (207-2012).
  8. 8. “É caminhando que se faz o caminho” (autor desconhecido) Obrigada !

×