Linguagem dos amantes

2.557 visualizações

Publicada em

Quem entende a linguagem dos amantes? Somente aqueles que sabem o que é o amor, que vivem o amor sem ter medo de amar. São apaixonados, que dão a sua vida esse prazer tão gostoso que é o de amar.

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Adorei ver minha prosa belamente vestida, obrigada! Queria colocar no facebook, mas não achei uma via. Beijão Angélica
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.466
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linguagem dos amantes

  1. 1. Linguagem dos Amantes Angélica T. Almstadter Formatação: Flori Jane
  2. 2. Qual o som que se ouve dos seus lábios? Em que língua falam os amantes?
  3. 3. Não se falam por palavras... amantes se entendem por gestos e olhares profundos...
  4. 4. Em cada fio tênue desse emaranhado que ligam suas emoções, há um mundo de registros codificados...
  5. 5. linhas mestras e um inequívoco encontro de raios que embora paralelos refletem explosões contínuas... em todas as direções...
  6. 6. Não é preciso muito para se entender as várias nuances espelhadas dos corações amantes... é só sentir para lhes conhecer na íntegra;
  7. 7. são imãs que se atraem e se repelem, metal da mesma têmpera, aço da mesma forja... vinho da mesma safra...
  8. 8. Quem há de compreender suas poucas palavras, seus sussurros... quem há de lhes saber os sonhos, os desejos e devaneios...
  9. 9. Ah como parece fácil imaginar, como parece claro cada uma de suas aspirações... mas quem há de sondar-lhes a alma para saber da profundidade... quem há de perdoar-lhes a pouca censura, o excesso de zelo...
  10. 10. Ah quem sabe dos passeios de suas almas pelo infinito, onde não existem amarras, onde nada começa e nada termina...
  11. 11. quem sabe dos seus cânticos  entoados em tons delicados, da dança dos seus corpos sem pudor... dos beijos que se eternizam na memória... quem lhes compreende a loucura de se pertencerem sem receios...
  12. 12. O tempo dos amantes fervem em minúcias... se perdem em carícias... aprendem e aceitam suas limitações... se dobram às renúncias...
  13. 13. ah quem pode entender seus antagonismos... seus aforismos... quem assim ama de igual grandiosidade... Texto - Angélica Teresa Almstadter Imagens - Thomaz Rut Música – For The First Time Intérprete _ Rod Stewart Formatação - Flori Jane Flori Jane WebPage

×