SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Agregação de Valor nos
 cafés da agricultura
       familiar:
  “Comercio Justo”
                           Sérgio Pedini

    SIMPÓSIO DE CAFEICULTURA FAMILIAR
           CAFÉ E CULTURA 2009
              Poços de Caldas
Crise do café
Medidas focadas no mercado:
• Perdão e prorrogação da dívida;
• Estoques reguladores;
• Campanha de marketing para
elevação (geral) do consumo.
    Quais medidas beneficiam
especificamente o produtor familiar?
Crise do café
Medidas focadas na agregação
de valor:
• Qualidade;
• Identificação de Procedência;
• Certificação socioambiental.
Certificação socioambiental




   Quais certificações valorizam
especificamente o produtor familiar?
Fair Trade ou Comércio Justo
“Comércio Justo é uma parceria comercial
    baseada no diálogo, transparência e
  respeito, que busca maior eqüidade no
 comércio internacional. Contribui para o
 desenvolvimento sustentável, oferecendo
melhores condições comerciais ao garantir
os direitos dos produtores e trabalhadores
     marginalizados, especialmente no
       hemisfério sul.” (FINE, 2003)
Princípios Fair Trade (FLO):
• Produção estritamente familiar;
• Organização (associativismo);
• Transparência em toda a cadeia;
• Preços pré-fixados;
• Pré-financiamento;
• Convencional ou orgânico;
• Critérios ambientais rígidos;
• Projetos sociais.
Números Fair Trade (2006):
• Total comercializado (US$1,000): 2,018,745
• Número de commodities: 18
• Grupos de produtores certificados: 569
• Países produtores: 57
• Iniciativas nacionais: 20
• Importadores/comerciantes certificados: 569

Fonte: FLO (2007)
Preço mínimo Fair Trade:




 Fonte: Machado e Pedini (2008)
Desafios do Fair Trade
 Com uma eventual entrada de novas
    organizações de café fair trade
certificadas, haverá uma consequente
          elevação da oferta.
O mercado adequará sua demanda?
Os consumidores “padrão” tenderão
para um perfil mais “ético” de
consumo?
Desafios do Fair Trade
“O componente central do sistema de café fair trade é
   um preço mínimo garantido aos produtores, em
   geral mantido acima do preço mundial e onde a
       quantidade ofertada excede a quantidade
demandada. É evidente que nem todos os produtores
 podem acessar esse preço maior, portanto, uma vez
   que o fornecimento excede a quantidade que os
    compradores têm demandado, necessita-se de
    mecanismos adicionais de compensação. Esta
 realidade de mercado levou os compradores de café
    fair trade a uma crescente demanda por cafés
    orgânicos e de alta qualidade.“ (Weber, 2007)
Desafios do Fair Trade
Os princípios originais fair trade têm
  sua permanência garantida com a
entrada de grandes corporações (Wall
  Mart, Nestlé, Dunkin Donuts) na
   cadeia certificada internacional?

Quem passará a gerenciar e
   dominar a cadeia?
Medidas estratégicas:
  Fortalecimento da organização dos
produtores familiares (associativismo);
  Melhoria da qualidade do café;
  Identificação e valorização da origem
(procedência);
  Capacitação em comércio exterior;
 Marketing (feiras, campanhas,
materiais promocionais).
Obrigado!
sergio.pedini@ifsuldeminas.edu.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Agregação de Valor nos cafés da agricultura familiar

CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAISCENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAISRevista Cafeicultura
 
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiaisCenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiaisRevista Cafeicultura
 
Estrategias Para Comércio Justo
Estrategias Para Comércio Justo   Estrategias Para Comércio Justo
Estrategias Para Comércio Justo Rosemary Gomes
 
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio   poços de calda - 2010 - jackelinePalestra simposio   poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackelineRevista Cafeicultura
 
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)Luiz Valeriano
 
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...Revista Cafeicultura
 
Ajusta a vida - 9ºA
Ajusta a vida - 9ºAAjusta a vida - 9ºA
Ajusta a vida - 9ºAINAbiblioteca
 
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart Brasil
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart BrasilApresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart Brasil
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart BrasilEmerson André
 
A competitividade do café no mercado interno brasileiro
A competitividade do café no mercado interno brasileiroA competitividade do café no mercado interno brasileiro
A competitividade do café no mercado interno brasileiroJS Consulting
 
Marketing e suas dimensoes
Marketing  e suas dimensoesMarketing  e suas dimensoes
Marketing e suas dimensoesSergio Grunbaum
 
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLASO MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLASMatheus Matheus
 
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEG
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEGApresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEG
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEGUlisses de Oliveira
 

Semelhante a Agregação de Valor nos cafés da agricultura familiar (20)

Trabalho Planejamento Publicitário
Trabalho Planejamento PublicitárioTrabalho Planejamento Publicitário
Trabalho Planejamento Publicitário
 
Estratégias Genéricas de Competição
Estratégias Genéricas de CompetiçãoEstratégias Genéricas de Competição
Estratégias Genéricas de Competição
 
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAISCENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
 
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiaisCenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
 
Marketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos DãoMarketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos Dão
 
Estrategias Para Comércio Justo
Estrategias Para Comércio Justo   Estrategias Para Comércio Justo
Estrategias Para Comércio Justo
 
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio   poços de calda - 2010 - jackelinePalestra simposio   poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
 
Luciano Medici Antunes.pdf
Luciano Medici Antunes.pdfLuciano Medici Antunes.pdf
Luciano Medici Antunes.pdf
 
Pitch_Portal_Vegano.pdf
Pitch_Portal_Vegano.pdfPitch_Portal_Vegano.pdf
Pitch_Portal_Vegano.pdf
 
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
 
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
 
Pitch_Portal_Vegano REV02.pdf
Pitch_Portal_Vegano REV02.pdfPitch_Portal_Vegano REV02.pdf
Pitch_Portal_Vegano REV02.pdf
 
Ajusta a vida - 9ºA
Ajusta a vida - 9ºAAjusta a vida - 9ºA
Ajusta a vida - 9ºA
 
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart Brasil
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart BrasilApresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart Brasil
Apresentação sobre um Estudo de Caso da Empresa Varejista Walmart Brasil
 
A competitividade do café no mercado interno brasileiro
A competitividade do café no mercado interno brasileiroA competitividade do café no mercado interno brasileiro
A competitividade do café no mercado interno brasileiro
 
Marketing e suas dimensoes
Marketing  e suas dimensoesMarketing  e suas dimensoes
Marketing e suas dimensoes
 
Apresentação tio ali
Apresentação tio aliApresentação tio ali
Apresentação tio ali
 
Apresentação Tio Ali
Apresentação Tio AliApresentação Tio Ali
Apresentação Tio Ali
 
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLASO MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS
O MERCADO E A COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS
 
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEG
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEGApresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEG
Apresentação Trabalho de Conclusão de Curso - ACAFEG
 

Mais de Sergio Pereira

ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018Sergio Pereira
 
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_201717 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017Sergio Pereira
 
Governo deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdfGoverno deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdfSergio Pereira
 
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_caféCarta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_caféSergio Pereira
 
Agenda e ficha concurso 2016
Agenda  e ficha   concurso 2016Agenda  e ficha   concurso 2016
Agenda e ficha concurso 2016Sergio Pereira
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDESergio Pereira
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDESergio Pereira
 
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16Sergio Pereira
 
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)Sergio Pereira
 
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)Sergio Pereira
 
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)Sergio Pereira
 
O Levante da catação
O Levante da cataçãoO Levante da catação
O Levante da cataçãoSergio Pereira
 
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_215 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2Sergio Pereira
 
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 Brasil poderá importar café arábica Peruano Brasil poderá importar café arábica Peruano
Brasil poderá importar café arábica PeruanoSergio Pereira
 
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014Sergio Pereira
 
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minasVencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minasSergio Pereira
 

Mais de Sergio Pereira (20)

ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
ESTIMATIVA CAFÉ - CONAB Janeiro de 2018
 
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_201717 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
17 05 18_08_53_57_boletim_cafe_-_maio_2017
 
Governo deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdfGoverno deve liberar importação de café.pdf
Governo deve liberar importação de café.pdf
 
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_caféCarta francisco sérgio de assis importação_de_café
Carta francisco sérgio de assis importação_de_café
 
Conilon estressado
Conilon estressadoConilon estressado
Conilon estressado
 
Agenda e ficha concurso 2016
Agenda  e ficha   concurso 2016Agenda  e ficha   concurso 2016
Agenda e ficha concurso 2016
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
 
CNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDECNC - 10 anos da REDE
CNC - 10 anos da REDE
 
ABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDEABIC - 10 anos da REDE
ABIC - 10 anos da REDE
 
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16Carta de congratulações a rede social do café   pelo 10 anos - 29.6.16
Carta de congratulações a rede social do café pelo 10 anos - 29.6.16
 
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
Estoque privado 30 06 16 atualizado em 23 05 16 (2)
 
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
16 05 24_08_59_49_boletim_cafe_-_maio_2016 (1)
 
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
Brasilia 11-de-maio-de-2016 (1)
 
Job post agrônomo
Job post   agrônomoJob post   agrônomo
Job post agrônomo
 
O Levante da catação
O Levante da cataçãoO Levante da catação
O Levante da catação
 
Conab 2001
Conab 2001Conab 2001
Conab 2001
 
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_215 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
15 12 17_09_02_47_boletim_cafe_dezembro_2015_2
 
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 Brasil poderá importar café arábica Peruano Brasil poderá importar café arábica Peruano
Brasil poderá importar café arábica Peruano
 
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
Coffee semi annual sao paulo ato-brazil_11-14-2014
 
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minasVencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
Vencedores do 1o concurso qualidade de café mantiqueira de minas
 

Agregação de Valor nos cafés da agricultura familiar

  • 1. Agregação de Valor nos cafés da agricultura familiar: “Comercio Justo” Sérgio Pedini SIMPÓSIO DE CAFEICULTURA FAMILIAR CAFÉ E CULTURA 2009 Poços de Caldas
  • 2. Crise do café Medidas focadas no mercado: • Perdão e prorrogação da dívida; • Estoques reguladores; • Campanha de marketing para elevação (geral) do consumo. Quais medidas beneficiam especificamente o produtor familiar?
  • 3. Crise do café Medidas focadas na agregação de valor: • Qualidade; • Identificação de Procedência; • Certificação socioambiental.
  • 4. Certificação socioambiental Quais certificações valorizam especificamente o produtor familiar?
  • 5. Fair Trade ou Comércio Justo “Comércio Justo é uma parceria comercial baseada no diálogo, transparência e respeito, que busca maior eqüidade no comércio internacional. Contribui para o desenvolvimento sustentável, oferecendo melhores condições comerciais ao garantir os direitos dos produtores e trabalhadores marginalizados, especialmente no hemisfério sul.” (FINE, 2003)
  • 6.
  • 7. Princípios Fair Trade (FLO): • Produção estritamente familiar; • Organização (associativismo); • Transparência em toda a cadeia; • Preços pré-fixados; • Pré-financiamento; • Convencional ou orgânico; • Critérios ambientais rígidos; • Projetos sociais.
  • 8. Números Fair Trade (2006): • Total comercializado (US$1,000): 2,018,745 • Número de commodities: 18 • Grupos de produtores certificados: 569 • Países produtores: 57 • Iniciativas nacionais: 20 • Importadores/comerciantes certificados: 569 Fonte: FLO (2007)
  • 9. Preço mínimo Fair Trade: Fonte: Machado e Pedini (2008)
  • 10. Desafios do Fair Trade Com uma eventual entrada de novas organizações de café fair trade certificadas, haverá uma consequente elevação da oferta. O mercado adequará sua demanda? Os consumidores “padrão” tenderão para um perfil mais “ético” de consumo?
  • 11. Desafios do Fair Trade “O componente central do sistema de café fair trade é um preço mínimo garantido aos produtores, em geral mantido acima do preço mundial e onde a quantidade ofertada excede a quantidade demandada. É evidente que nem todos os produtores podem acessar esse preço maior, portanto, uma vez que o fornecimento excede a quantidade que os compradores têm demandado, necessita-se de mecanismos adicionais de compensação. Esta realidade de mercado levou os compradores de café fair trade a uma crescente demanda por cafés orgânicos e de alta qualidade.“ (Weber, 2007)
  • 12. Desafios do Fair Trade Os princípios originais fair trade têm sua permanência garantida com a entrada de grandes corporações (Wall Mart, Nestlé, Dunkin Donuts) na cadeia certificada internacional? Quem passará a gerenciar e dominar a cadeia?
  • 13. Medidas estratégicas: Fortalecimento da organização dos produtores familiares (associativismo); Melhoria da qualidade do café; Identificação e valorização da origem (procedência); Capacitação em comércio exterior; Marketing (feiras, campanhas, materiais promocionais).