SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
GREG/DP




CADERNO
ESPECIAL


DOMINGO
Recife, 25 de setembro de 2011




                                                                                                                                                                                                     DIARIOdeP E R N A M B U C O




     Motos:
     contra a barbárie,
     a educação
  As mortes no trânsito provocadas por acidentes de motos em                A explosão do aumento na forta não veio acompanhada de                sandoaofereceralternativasdereciclagemparaumadireçãose-
Pernambuco são uma das faces mais cruéis da explosão do au-               um aspecto fundamental: a formação dos condutores. Os pró-              gura. Eles também chamam atenção da responsabilidade dos
mento da frota, que vem crescendo mais de 300% a cada dé-                 priosmotociclistasadmitemafragilidade dapreparaçãoeotes-                fabricantes em relação aos equipamentos de segurança.
cada. E a quantidade de mortes já chegou a números alarman-               te do Detran não é suficiente para medir a habilidade. O resul-           NasextaediçãodoFórumDesafiosparaoTrânsitodoAma-
tes. No ano de 2010 foram registradas 571 mortes, uma média               tado pode ser visto nas ruas com motociclistas mal preparados           nhã, promovido pelos Diários Associados, as motos foram o te-
                                                                                                                                                  nhã,
de 1,5 por dia. No mesmo ano, a frota alcançou 639 mil motos.             eimprudentese,oqueépior,transformadosemarmasletaiscon-                  madadiscussão.Paratentarreverteroquadro,ogovernodoes-
Na década de 1990, a diferença entre carros e motos era de                tra eles mesmos e terceiros. Mesmo sem a exigência da lei, os           tadoinstituiuoComitêdePrevençãodeAcidentesdeMoto,com
90%, hoje já reduziu essa distância para cerca de 30%.                    próprios motociclistas estão se organizando em clubes e pas-            a meta de reduzir pela metade as mortes em até 10 anos.


  EXPEDIENTE:   Diretora de redação: Vera Ogando Textos: Tânia Passos Edição: Lydia Barros Edição de fotografia: Heitor Cunha Edição de arte: Christiano Mascaro
2 especial                                                                                                                                                       DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro
                                                                                                                                                                                                    d                                                           de 2011



                                                                                                                                                                                      desafios para o trânsito do amanhã
FOTOS: TERESA MAIA/DP/D.A PRESS




                             Adrenilson Gonzaga sofreu uma fratura na perna, foi operado e deve ficar um bom tempo no hospital




                             A sorte dos
                             sobreviventes                                                                                                                                           Ediclei dos Santos da Silva ficou dois meses em coma



                                                                                                                                                                                     Motos ganham
                             Na Traumatologia do
                             HR, mais de 80% dos
                             internados são vítimas
                             de acidentes de motos.
                             Recuperação costuma
                             ser longa e incerta
                                                                                                                                                                                     espaço nas vias
                                                                                                                                                                                       Em 1990, Pernambuco tinha             bus, vou perder muito tempo”,



                             A
                                          emergência da trau-                                                                                                                        uma frota de apenas 33.381 mo-          revelou o motociclista Rozano
                                          matologia do Hospi-                                                                                                                        tos. Dez anos depois houve um           Gomes, 39 anos. A expectativa
                                          tal da Restauração                                                                                                                         salto para 144.804, um aumen-           da melhora do transporter pú-
                                          está quase sendo                                                                                                                           to de 334%. Era o início de uma         blico deve vir com os investi-
                             chamada de emergência de trau-                                                                                                                          explosão no consumo, que en-            mentos para a Copa de 2014. O
                             mas de moto. Mais de 80% dos                                                                                                                            controu terreno em duas con-            estado, o município e o governo
                             atendimentos são de vítimas de                                                                                                                          junturas: a facilidade na compra        federal anunciaram investimen-
                             acidente de motocicleta, que ocu-                                                                                                                       do veículo com prestações a per-        tos na ordem de R$ 1,3 bilhão na
                             pam praticamente todos os lei-                                                                                                                          der de vista e a corrida para es-       infraestrutura viária de trans-
                             tos, todos os dias. Na última se-                                                                                                                       capar do transporte público a           porte, que inclui corredores ex-
                             gunda-feira, o Diario foi conhe-                                                                                                                        qualquer preço. Não deu outra.          clusivos, paradas em nível, ho-
                             cer as histórias dessas pessoas, ví-                                                                                                                    De 2000 a 2010, houve mais              ra de chegada e partida e, de
                             timas do mesmo tipo de trau-                                                                                                                            341% de aumento da frota que            quebra, a implantação do proje-
                             ma, e que passaram a dividir                                                                                                                            passou, no ano passado, para            to de navegabilidade para a par-
                             suas dores, suas esperanças e ex-                                                                                                                       639.404 motos.                          te Oeste da cidade.
                             pectativas enquanto se recupe-                                                                                                                             A cada ano, o acréscimo sur-           “Não estamos defendendo que
                             ram em uma cama de hospital.           Internado há oito meses, José Romariz perdeu a perna depois de passar por seis cirurgias                         preende. De 2008 para 2009 hou-         as pessoas deixem de comprar
                                                                                                                                                                                     ve um aumento de 83.096 novas           carro ou moto. Mas esses podem
                             Apesar das                             pai de quatro filhos, ele e a mu-   coma e teve perda temporária                                                 motos. De 2009 a 2010 esse au-          e devem ter outra utilidade, co-

                             sequelas, muitos
                                                                    lher costumavam usar a moto co-
                                                                    mo meio de transporte . “Perdi a
                                                                                                        da memória. Internado desde o
                                                                                                        dia 1º de agosto, está quase re-
                                                                                                                                               + saibamais                           mento chegou a 99.020 e a ten-
                                                                                                                                                                                     dência é aumentar ainda mais.
                                                                                                                                                                                                                             mo por exemplo o lazer. Nas ati-
                                                                                                                                                                                                                             vidades do dia a dia, o transpor-
                                                                    perna, mas mesmo se não tives-      cuperado. Só continua preso à         Radiografia                            Apesar de ser um veículo peque-         te público deve ser prioridade e
                             acidentados                            se perdido não iria mais usar mo-   cama devido a uma fratura na          dos acidentes                          no de fácil locomoção, a moto           com qualidade”, declarou o pre-
                             voltam a pilotar                       to. Minha esposa também não         perna e outra no braço. “Só é o       de moto em PE                          chega a ocupar 4 vezes mais es-         sidente do Fórum Desafios para
                                                                    quer mais. Foi preciso isso acon-   tempo de sair daqui para subir                                               paço que o ônibus nas vias.             o Trânsito do Amanhã, o enge-

                                Há oito meses internado, o ex-
                                                                    tecer para gente entender que o
                                                                    risco é muito grande e eu pode-
                                                                                                        na moto. Na minha opinião, é o
                                                                                                        melhor meio de transporte e de
                                                                                                                                              8.700                                    Para ser controlada, essa “epi-
                                                                                                                                                                                     demia” deve seguir alguns ca-
                                                                                                                                                                                                                             nheiro Laédson Bezerra. O outro
                                                                                                                                                                                                                             viés é o da educação e fiscaliza-
                                                                                                                                              atendimentos em 2010
                             motociclista José Romariz Rêgo,        ria ter morrido”, afirmou.          trabalho. Não tem outro”, afir-                                              minhos. O primeiro é a melho-           ção. “Nós vamos direcionar as
                             42 anos, assiste à chegada de no-
                             vos pacientes. Alguns conse-
                                                                       Nem todas as vítimas de aci-
                                                                    dente de moto pensam assim. O
                                                                                                        mou Ediclei. Se depender da
                                                                                                        mãe, ele terá que procurar outra
                                                                                                                                              571 mortes                             ria do transporte público. A mo-
                                                                                                                                                                                     to ou o carro não podem ganhar
                                                                                                                                                                                                                             ações do comitê de Prevenção de
                                                                                                                                                                                                                             Acidentes em dois pilares: edu-
                             guem ter alta antes dele. José
                             sofreu um acidente no dia 28 de
                                                                    mototaxista de profissão Adre-
                                                                    nílson Ramos Gonzaga, 26 anos,
                                                                                                        profissão. “Não quero que ele
                                                                                                        volte a andar de moto. Muita
                                                                                                                                              30%                                    para o ônibus ou o metrô. “Na
                                                                                                                                                                                     moto eu chego mais rápido ao
                                                                                                                                                                                                                             cação no trânsito e fiscalização”,
                                                                                                                                                                                                                             detalhou João Veiga, coordena-
                                                                                                                                              das vítimas apresentavam
                             janeiro deste ano, na Muribeca,        foi internado no HR no dia 30 de    gente está morrendo”, revelou         sinais de embriaguez
                                                                                                                                                                                     trabalho. Se for depender do ôni-       dor do comitê estadual.
                             em Jaboatão dos Guararapes. Ele        agosto deste ano. Ele sofreu fra-   Maria de Fátima dos Santos Ne-
                             havia pego carona na moto de
                             um amigo e viu quando um car-
                                                                    tura na perna, foi operado e de-
                                                                    verá ficar um bom tempo inter-
                                                                                                        vez, 45 anos.
                                                                                                           Cirurgião há 21 anos do Hos-
                                                                                                                                              70%
                                                                                                                                              não eram habilitadas                    Evolução da frota de motos em PE
                             ro entrou na contramão e atin-         nado. “Uma moto bateu de fren-      pital da Restauração, o médico
                                                                                                                                                                                                                                                   701.139 motos
                             giu os dois em cheio. Desde que
                             foi internado, ele já passou por
                                                                    te com a minha. Eu desmaiei e
                                                                    acordei no hospital. Mas ainda
                                                                                                        João Veiga, atual coordenador
                                                                                                        do Comitê de Prevenção de Aci-
                                                                                                                                              11%                                                                                                  (até o mês de agosto)
                                                                                                                                              das vítimas ficaram mutiladas                                                 639.406
                             seis cirurgias, mas acabou per-        acho a moto um meio de trans-       dente de Motos, diz que já per-                                                                                     motos
                             dendo a perna esquerda. A am-
                             putação havia ocorrido quinze
                                                                    porte seguro. O motoqueiro que
                                                                    bateu em mim estava bêbado.
                                                                                                        deu as contas de quantas vezes
                                                                                                        teve que comunicar a um pai ou
                                                                                                                                              20%
                                                                                                                                              dos atropelamentos de
                             dias antes de nossa chegada ao         Quando eu sair daqui volto a pi-    uma mãe a morte do filho, víti-       pedestres nas calçadas são
                             hospital. O ex-motociclista esta-      lotar”, disse.                      ma de acidente de moto. “A gen-       por motociclistas
                             va conformado, mas inseguro               Tamanha disposição também        te faz de tudo para salvar e, quan-
                             quanto ao futuro.
                                “Eles fizeram de tudo para sal-
                                                                    pode ser vista no motoqueiro
                                                                    Ediclei dos Santos da Silva, 25
                                                                                                        do não consegue, chega o pior
                                                                                                        momento de dar a notícia. Hoje
                                                                                                                                              77%                                    33.381
                                                                                                                                                                                     motos
                                                                                                                                                                                                         144.804
                                                                                                                                              dos acidentes deixam                                       motos
                             var a minha perna, mas não teve        anos, que sobreviveu a um aci-      me recuso a fazer isso. Designei      os pacientes em estado
                             jeito. O importante é que estou        dente por quase milagre. A mo-      essa função a um residente. Já        muito grave                            1990             2000                 2010                2011
                             aqui. Muitos morrem no aciden-         to de Ediclei também se chocou      dei minha contribuição por 21
                             te. Só não sei como será minha vi-     com outra. O outro piloto mor-      anos. Tenho filhos adolescentes
                             da daqui para frente”. Casado e        reu. Ele passou dois meses em       e me coloco na posição dos pais”.     Fonte: João Veiga, em pesquisa no HR                                                                 Fonte: Detran - PE
DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011
      d                                                                                                                                                                                                           especial 3

                                                                                                                                                         desafios para o trânsito do amanhã




                                                                                                                                                                                                                                   ALEXANDRE GONDIM/DP/D.A PRESS - 03/07/2008
entrevista >> Moacir Alberto Paes


“Não há estudo
sobre a causa dos
acidentes no país”
       JULIO JACOBINA /DP/ D.A PRESS
                                            Vilã ou vítima? Estigmatizada, em função da quantidade de
                                            vítimas no trânsito, a moto vem se transformando em alvo fá-
                                            cil de críticas. Mas a Associação Brasileira dos Fabricantes
                                            de Motos (Abraciclo) questiona a ausência de um estudo da
                                            causa dos acidentes. De fato não existe. Também não há ho-
                                            je um padrão de fiscalização que seja capaz de identificar as
                                            condições do veículo e do condutor. Na entrevista abaixo, o
                                            diretor executivo da Abraciclo, Moacir Alberto Paes, fala so-
                                            bre o que poderia ser melhorado na fiscalização e capacita-
                                            ção. Há muito o que ser feito e os fabricantes também preci-
                                            sam ser chamados para fazer a parte deles.                              Diretor da Abraciclo critica a falta de um padrão na fiscalização de veículos e condutores




                       “
                                            O senhor concorda com a te-        hora de tirar a carteira de ha-      Na sua opinião, a fiscaliza-       rar a qualidade e os acessó-          Nós estamos abertos a colaborar
                                            se de que a moto é a grande        bitação?                             ção precisaria ser mais rigo-      rios serem obrigatórios no            no que for possível. E já fizemos
                                            vilã no trânsito?                  Há uma grande lacuna na capa-        rosa?                              ato da venda do produto.              algumas iniciativas por conta pró-
                                            E ela é? Porque não há nenhum      citação. O que importa é passar no   Sim. Quando há um acidente en-     É preciso que tenha uma regula-       pria, inclusive com a realização de
    Quando há um                            estudo de causa dos acidentes      teste do Detran. Tem uma piada       volvendo moto ninguém investi-     mentação sobre isso, uma vez          mutirão para fiscalizar as condi-
                                            no Brasil. Não sabemos ao certo    conhecida que diz que basta saber    ga se a moto estava com defeito.   que não é permitida a venda ca-       ções das motos. Foram observa-
     acidente com                                                                                                                                                                            dos 21 itens de manutenção em
                                            se a responsabilidade é do con-    fazer o oito para passar no teste.   Em alguns casos é possível iden-   sada. E não é certeza se fosse ofe-
    moto ninguém                            dutor ou do veículo, ou ainda de   E isso, claro, não mede a capaci-    tificar se o condutor estava ou    recido um capacete básico jun-        alguns estados brasileiros. Aqui,
                                            terceiros. Um buraco na pista,     dade do condutor. Em São Paulo,      não alcoolizado, mas a moto não    to com a moto, se o motociclis-       por exemplo foi observado que se
       investiga se                         por exemplo, pode ser um cau-      por exemplo, não sei aqui, mas lá    é fiscalizada.                     ta iria utilizar.                     quebra mais a coroa e a corrente.
         ela estava                         sador de acidente.                 tem motociclista que altera a mo-                                                                             Não sabemos ao certo a razão, que
                                                                               to para que ela acelere mais e en-   Em relação aos itens de se-        De que forma os fabricantes           precisa ser melhor investigada.
      com defeito”                          O motociclista brasileiro é        tão fica mais fácil de passar no     gurança da moto, os fabri-         podem colaborar na redu-              Em São Paulo são os freios que
                                            preparado o suficiente na          teste da rampa.                      cantes não poderiam melho-         ção dos acidentes?                    são mais danificados.




                                         Q U E M D I R I G E E M A LTA V E LO C I DA D E S Ó A P R E S S A N O T Í C I A R U I M .




        Todo motorista, passageiro ou pedestre têm direito ao seguro DPVAT, mas a gente prefere que você nunca precise
                                                                        DPVA
        usá-lo. Por isso, seja responsável no trânsito. Não beba se for dirigir. Não trafegue em alta velocidade, nem muito
        próximo ao veículo da frente. E, se chover, já sabe: cuidado redobrado. A vida agradece.
                                            chover,                  redobrado.


        Use o seu seguro DPVAT sem intermediários: 0800 022 12 04 ou www.dpvatseguro.com.br                                      DPVAT. O SEGURO DO TRÂNSITO.
                                                                                                                                                                                     Administradora do Seguro DPVAT
4 especial                                                                                                                                                 DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011
                                                                                                                                                                 d


                                                                                                                                                  desafios para o trânsito do amanhã


Condutores mal
preparados e a falta                                                                                                                                                                         + saibamais
de equipamentos de                                                                                                                                                                          Dicas de como pilotar
segurança nas motos                                                                                                                                                                         com segurança:
reforçam as estatísticas                                                                                                                                                                    Não passe em alta velocidade
                                                                                                                                                                                            entre os carros. Numa




A
              epidemia social resul-                                                                                                                                                        emergência, você pode precisar
              tante do crescimen-                                                                                                                                                           frear rápido. E frear acima dos
              to da frota de motos                                                                                                                                                          30 Km/h entre os carros pode
              no estado respinga                                                                                                                                                            ser muito difícil
responsabilidade para todos os la-                                                                                                                                                          A velocidade boa é pouco
dos. Não há um único culpado. O                                                                                                                                                             acima da velocidade dos carros.
efeito dominó tem raízes que se                                                                                                                                                             Se eles estiverem parados o
iniciam desde a ausência de uma                                                                                                                                                             perigo é dobrado
formação adequada dos conduto-
                                                                                                                                                                                            Os motoristas podem abrir a
res, da não disponibilização, pe-
                                                                                                                                                                                            porta do carro, colocar o braço
los fabricantes, dos equipamen-
                                                                                                                                                                                            para fora, ou uma criança pode
tos de segurança e da falta de res-
                                                                                                                                                                                            colocar a cabeça para fora
ponsabilidade de motociclistas,
motoristas e pedestres.                                                                                                                                                                     Cuidado ao passar ao lado de
   A resolução nº 356/2010 do Con-                                                                                                                                                          ônibus parados. Algum
selho Nacional de Trânsito (Con-                                                                                                                                                            motorista pode passar pela
tran) define os requisitos de se-                                                                                                                                                           frente dele tentando atravessar
gurança, por exemplo, para moto-                                                                                                                                                            a rua e dar de cara com você
frete e mototáxi: protetor de per-                                                                                                                                                          Se você se desequilibrar entre
nas e motor, aparador de linha                                                                                                                                                              um carro e um ônibus, opte por
(corta-pipa), faixas refletivas e di-
                      ef letiv                                                                                                                                                              se encostar no ônibus. Ele tem
mensões das cargas e alça para                                                                                                                                                              a superfície mais lisa e poucos
apoio dos passageiros, entre ou-




                                         Tragédia em
                                                                                                                                                                                            pontos para prender sua moto
tros. A resolução, no entanto, não
                                                                                                                                                                                            É mais fácil “rolar” por baixo
aponta até onde vai a responsabi-
                                                                                                                                                                                            de um ônibus do que de um
lidade do fabricante. “Os itens de
                                                                                                                                                                                            carro
segurança da moto eram para vir
junto com a moto. Ninguém com-                                                                                                                                                              Observe os retrovisores. Se
pra um carro faltando o cinto de                                                                                                                                                            entortar o restrovisor de um
segurança. A nossa legislação é                                                                                                                                                             carro, pare e arrume. Se




                                         efeito dominó
omissa na hora de chamar os fa-                                                                                                                                                             quebrar, seja honesto e pague
bricantes à responsabilidade”, cri-                                                                                                                                                         Não tire “onda” com a cara
ticou o motociclista e conselhei-                                                                                                                                                           dos motoristas presos no
ro de segurança do Clube Bodes                                                                                                                                                              engarrafamento. Eles com
do Asfalto, Aílton Martins Cezar.                                                                                                                                                           certeza já estão muito
   A crítica de quem está numa                                                                                                                                                              revoltados por estarem
guerra diária no trânsito é tam-                                                                                                                                                            presos no trânsito
bém em relação à falta de forma-
                                                                                                                                                                                            Não pare para discutir. Não
ção dos condutores. E nesse que-                                                                                                                    FOTOS: TERESA MAIA/DP/D.A. PRESS
                                                                                                                                                                                            vale a pena jogar fora seu
sito a lacuna é talvez a mais da-       ca sobre os motociclistas na Câ-      nidade de se repensar a forma-
                                                                                                                                                                                            tempo em discussões que não
nosa, uma vez que traz conse-           mara de Vereadores.                   ção dos condutores. “O estado
                                                                                                                                                                                            trazem benefício algum
quências, em geral, irreversíveis         A educação no trânsito é um         precisa fiscalizar e tornar obriga-
para o próprio condutor ou tercei-      dos pilares do Comitê Estadual        tória uma formação mais com-                                                                                  A velocidade no trânsito
ros. “Ninguém aprende a condu-          de Prevenção de Acidentes. Se-        pleta para os condutores. Não                                                                                 depende muito da capacidade
zir nos cursos das autoescolas. A       gundo o coordenador e médico          adianta criar metas de redução                                                                                de frenagem da sua moto, e da
pessoa aprende apenas a passar          João Veiga, será feito um traba-      da mortalidade se não se comba-                                                                               sua habilidade, que você como
e as autoridades sabem disso e          lho junto às escolas. “Somente es-    ter a raiz do problema”, ressal-                                                                              bom motociclista, deve
não fazem nada para mudar”,             te ano, nós teremos 60 escolas        tou. E a raiz pode ser o próprio                                                                              conhecer e reconhecer sempre
afirmou Aílton Cezar. E ele não         que irão adotar a disciplina de       condutor. “Eu costumo dizer que                                                                               Não pare a moto em cima
é o único. O próprio diretor de         educação no trânsito, mas a pro-      a moto sozinha não oferece ne-                                                                                da faixa de pedestre. Você
fiscalização do Detran, Sérgio          posta é ampliar para todos os ní-     nhum risco. Mas uma moto com                                                                                  se arrisca a ganhar uma
Lins, admite que a formação não         veis de ensino”, revelou.             um condutor mal capacitado é                                                                                  multa e não ganha mais
é suficiente. “São escolas de ha-         Dentro do tema de educação,         tão perigosa quanto uma arma                                                                                  tempo com isso
bilitação. Não de formação”, reve-      o motociclista Aílton Martins Ce-     carregada”, comparou Moacir Al-
                                                                                                                                                                                            O certo é parar longe do
lou durante uma audiência públi-        zar acredita que é uma oportu-        berto Paes, da Abraciclo.              Em 20 anos, frota de motos no estado cresceu 600%                      sinal (semáforo). Isso também
                                                                                                                                                                                            evita a situação desagradável



Desafio para todos
                                                                                                                                                                                            do motor morrer na frente
                                                                                                                                                                                            de todo mundo
                                                                                                                                                                                            À noite é recomendável
                                                                                                                                                                                            não parar “em cima” do
                                                                                                                                                                                            sinal. Os assaltos acontecem
  O aumento da frota de motos              Qual a parte que cabe a cada       veículos menores e ao pedestre.                                                                               nestes pontos
no estado cresceu mais de 600%          um de nós? Do estado, a capacita-        O pedestre também precisa sa-                                                                              Se a a rua tiver pouco
nas duas últimas décadas. É o           ção dos condutores, a educação        ber ocupar o seu espaço no trân-                                                                              movimento, é melhor avançar o
segundo tipo de veículo em              da disciplina trânsito na rede es-    sito e isso significa usar a faixa e                                                                          sinal do que ficar parado. Claro,
maior número no estado. Só per-         colar e, ainda, a fiscalização. A     os passeios. “Precisamos fazer um                                                                             olhando antes de avançar
de, por enquanto, para o carro.         parte que cabe aos condutores é pi-   trabalho de base. Há registro de
                                                                                                                                                                                            Fique atento ao retrovisor.
Uma diferença de menos de 30%.          lotar com responsabilidade, parti-    que 20% dos atropelamentos de
                                                                                                                                                                                            Caso veja uma moto com dois
Em 1990, essa diferença era de          cipar dos cursos de capacitação,      pedestres nas calçadas são feitos
                                                                                                                                                                                            ocupantes se aproximando,
quase 90%. “As motos vieram pa-         entender a lógica da direção defen-   por motociclistas. Ninguém está
                                                                                                                                                                                            deixe a moto engrenada (aliás,
ra ficar. É preciso saber conviver      siva e saber se comportar no trân-    respeitando o espaço de ninguém
                                                                                                                                                                                            deixe sempre engrenada) e
com elas e cada um deve fazer a         sito em meio a uma selva de car-      e é claro que isso não pode con-
                                                                                                                                                                                            prepare-se para acelerar
sua parte”, afirma o conselheiro        ros. Aos motoristas, a responsabi-    tinuar assim”, ressaltou João Vei-
de segurança do clube Bodes do          lidade no trânsito requer também      ga, do Comitê Estadual de Pre-                                                                                Fonte: Motoclube Bodes da Estrada
Asfalto, Aílton Martins Cezar.          um detalhe básico de respeito aos     venção de Acidentes.                   Diferença entre o número de carros e motos é de 30%                    (www.bodesdaestrada.com.br)
DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011
      d                                                                                                                                                                                                                  especial 5

                                                                                                                                                              desafios para o trânsito do amanhã




Basta fazer o oito…                                                                                                                                                                                         LAIS TELLES/ESP. DP/D.A PRESS
Com cinco aulas
práticas e o teste
de condução no
Detran, pode-se tirar a
habilitação para moto




U
            ma das maiores críti-
            cas em relação à for-
            mação dos motociclis-
            tas pelas autoescolas e
centros de formação de condutor,
para quem vai tirar a carteira de
habilitação para moto, é quanto ao
tipo de curso que é oferecido. A
meta é deixar o aluno pronto pa-
ra o teste do Detran, mas não ne-
cessariamente saber conduzir com
segurança no trânsito.
   “É costume dizer que basta sa-
ber fazer o oito com a moto, que
o candidato passa no teste”, de-
clarou o presidente da Associação
Brasileira dos Fabricantes de Mo-
to (Abraciclo), Moacir Alberto Paes.
Com 15 aulas práticas em uma
autoescola, Andréa Sales, 28 anos,
conseguiu tirar a carteira de ha-
bilitação para as categorias A e B,
respectivamente, carro e moto.


Nova resolução
do Contran deve
melhor nível
dos instrutores                             Cerca de 70% dos candidatos são aprovados no exame, que consiste de desafios de equilíbrio, como curvas, zigue-zagues e subidas em rampas



                                                                                                                                                            Reaprendendo
                                                                                        LAIS TELLES/ESP. DP/D.A PRESS
   Das quinze aulas obrigatórias,
10 ficaram para o carro e cinco
                                            com perfeição. Com a moto é a
                                            mesma coisa. A prática ensina”,                                              + saibamais
para aprender a pilotar moto. E             afirmou Tenório.

                                                                                                                                                            a pilotar
ela não teve dificuldade para pas-            Se depender do que diz a reso-                                            Você sabe quantos
sar. Não é um caso isolado. Dos             lução do Contran, no caso de mu-                                            tipos de condução de
200 exames realizados por dia no            dança de classificação, isto é, de                                          motos existem?
Detran-PE, cerca de 70% são apro-           quem já dirige e vai tirar a cartei-
vados. Para o teste da moto, o de-          ra para moto, as aulas teóricas                                             Condução Urbana:                       De volta à sala de aula. O mo-      pilotar com segurança”, afirmou
safio é fazer o oito, três curvas à         não são obrigatórias desde 1998.                                            No trânsito urbano                  tociclista Everton dos Reis, 27        o instrutor que não teve autori-
direita e três à esquerda, um zi-           Mas, nesse aspecto, há chances de                                           das cidades                         anos, pilota moto há dois anos,        zação para dar entrevista.
gue-zague em dois cones e a subi-           melhora. Uma nova portaria do                                                                                   mas teve que se submeter a um             Ele faz simulações de frenagem
                                                                                                                        Nos fins de semana
da na prancha acelerando sem                Contran vai entrar em vigor em                                                                                  curso oferecido pelo Centro de         com a moto para mostrar como o
desequilibrar. “Não me sinto pron-          fevereiro de 2012. Trata-se da re-                                          Lazer                               Treinamento da Companhia de            veículo se comporta em diferen-
ta para as ruas. O aprendizado vai          solução nº 321/2012, que prevê                                                                                  Engenharia de Tráfego de São           tes velocidades e condições do pi-
ser na prática”, admitiu Andréa.            reavaliação dos instrutores e exa-                                          Condução em BRs:                    Paulo (CET), que ensina motoci-        so. Outro ponto insistentemente
   Os cursos oferecidos nas escolas         minadores dos testes.                  Andrea tem a carteira,                                                   clistas, já habilitados, a enfrentar   repetido é quanto a obrigatorieda-
                                                                                                                        Viagens
e centros de formação estão de                A expectativa é de que o nível       mas não se sente segura                                                  com segurança o trânsito de São        de do uso da viseira. “Os motoci-
acordo com a resolução nº                   dos instrutores e examidores pas-            TANIA PASSOS/DP/D. A PRESS
                                                                                                                                                            Paulo. A exigência foi da empre-       clistas chegam aqui com muitos
168/2004 do Contran. Segundo o              se a ser top de linha. “O Detran                                            Condução Off-Road:                  sa onde ele trabalha. “A firma         vícios”, revelou a gestora de educa-
coordenador de educação de trân-            de Pernambuco está entre os seis                                            Trafegar em terrenos não            mandou que todos os emprega-           ção da CET, Irismar Menezes.
sito do Detran/PE, Marcelo Tenório,         detrans do Brasil que vão apli-                                             pavimentados                        dos que usam a moto como meio             No Recife, cursos do gênero são
as cinco aulas oferecidas são sufi-         car a nova resolução. Até o fim                                                                                 de transporte fizessem o curso         oferecidos pelo Sesc/Senat e o cen-
centes para preparar o aluno. “Pi-          do ano, vamos implementar exa-                                                                                  de formação da CET. Aqui estou         tro de treinamento de motos da
                                                                                                                        Condução Esportiva:
lotar é uma questão intuitiva. O            mes para instrutores e examina-                                                                                 reaprendendo a me comportar            Honda, em parceria com os clubes
curso é suficiente se o instrutor           dores”, detalhou Marcelo Tenó-                                              Off-Road                            no trânsito”, contou.                  de moto. “Basta o motociclista se
preparar bem o aluno”.                      rio, que integra o Comitê Esta-                                             (Trilha, enduro, em                    Um dos ensinamentos do cur-         associar a um dos clubes que te-
   A segurança do coordenador de            dual de Prevenção de Acidentes                                              competição de motocros)             so é em relação à frenagem. A          rá acesso gratuito. Depois da ex-
trânsito do Detran não parece con-          com Motos. Segundo ele, quem                                                Autódromos                          moto tem três tipos de freios:         periência, a maioria reconhece
dizer com o que acontece na prá-            não passar no teste e for reinci-                                           (Tracky Days, competições)          dianteiro, traseiro e o freio mo-      que não sabia pilotar”, contou Aíl-
tica. Basta olhar para as estatísti-        dente perderá a licença para ser                                            Exibições
                                                                                                                                                            tor. O instrutor da CET é categó-      to Cezar, do Motoclube Bodes da
cas dos acidentes. Um total de 8,7          instrutor. Isso dificilmente ocor-                                          (Stunt Bikes, Manobras,
                                                                                                                                                            rico no primeiro dia de aula. “Es-     Estrada. “Infelizmente a procura
mil atendimentos com vítimas de             rerá. Afinal, se um instrutor não                                           Acrobracias, Arena Cross)
                                                                                                                                                            queçam tudo o que vocês apren-         pelos cursos ainda é muito peque-
acidentes de moto em 2010. “Nin-            consegue passar em um teste,           Motociclistas chegam ao                                                  deram para fazer o teste do De-        na”, revelou Lúcia Recena, gesto-
guém começa a dirigir um carro              não precisa dizer mais nada.           CET com muitos vícios                Fonte: Motoclube Bodes da Estrada
                                                                                                                                                            tran. Aqui vocês vão aprender a        ra do trânsito em Jaboatão.
6 especial   DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011
                   d

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Folhaportugal334
Folhaportugal334Folhaportugal334
Folhaportugal334iurdpt
 
Saber para Servir
Saber para ServirSaber para Servir
Saber para ServirAdminefa
 
Super Motor | Edição Especial | Fórmula Truck
Super Motor | Edição Especial | Fórmula TruckSuper Motor | Edição Especial | Fórmula Truck
Super Motor | Edição Especial | Fórmula Truckmarisaeditora
 

Mais procurados (7)

Ramal Guapimirim
Ramal GuapimirimRamal Guapimirim
Ramal Guapimirim
 
Da Matta2
Da Matta2Da Matta2
Da Matta2
 
Lagoa p b3
Lagoa p b3Lagoa p b3
Lagoa p b3
 
Folhaportugal334
Folhaportugal334Folhaportugal334
Folhaportugal334
 
Saber para Servir
Saber para ServirSaber para Servir
Saber para Servir
 
Super Motor | Edição Especial | Fórmula Truck
Super Motor | Edição Especial | Fórmula TruckSuper Motor | Edição Especial | Fórmula Truck
Super Motor | Edição Especial | Fórmula Truck
 
67.2[1]
67.2[1]67.2[1]
67.2[1]
 

Mais de pepontocom

ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambuco
ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em PernambucoENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambuco
ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambucopepontocom
 
Listão Unicap 2013.2
Listão Unicap 2013.2Listão Unicap 2013.2
Listão Unicap 2013.2pepontocom
 
367413097 gabarito dia_2
367413097 gabarito dia_2367413097 gabarito dia_2
367413097 gabarito dia_2pepontocom
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musicalpepontocom
 
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_11119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1pepontocom
 
Projeções Agronegócio 2012 - 2022
Projeções Agronegócio 2012 - 2022Projeções Agronegócio 2012 - 2022
Projeções Agronegócio 2012 - 2022pepontocom
 
Gabaritos definitivos
Gabaritos  definitivosGabaritos  definitivos
Gabaritos definitivospepontocom
 
Gabaritos preliminares
Gabaritos  preliminaresGabaritos  preliminares
Gabaritos preliminarespepontocom
 
Gabarito ssa 2_2_dia
Gabarito ssa 2_2_diaGabarito ssa 2_2_dia
Gabarito ssa 2_2_diapepontocom
 
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo dProva seriado 2º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo dpepontocom
 
Gabarito ssa1 segundo_dia
Gabarito ssa1 segundo_diaGabarito ssa1 segundo_dia
Gabarito ssa1 segundo_diapepontocom
 
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo dProva seriado 1º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo dpepontocom
 
Gabarito seriado 2_ano_1_dia
Gabarito seriado 2_ano_1_diaGabarito seriado 2_ano_1_dia
Gabarito seriado 2_ano_1_diapepontocom
 
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro dProva seriado 2º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro dpepontocom
 
Gabarito ssa1 1_dia
Gabarito ssa1 1_diaGabarito ssa1 1_dia
Gabarito ssa1 1_diapepontocom
 
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro dProva seriado 1º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro dpepontocom
 

Mais de pepontocom (20)

ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambuco
ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em PernambucoENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambuco
ENADE 2012 - Lista dos cursos avaliados em Pernambuco
 
Listão Unicap 2013.2
Listão Unicap 2013.2Listão Unicap 2013.2
Listão Unicap 2013.2
 
367413097 gabarito dia_2
367413097 gabarito dia_2367413097 gabarito dia_2
367413097 gabarito dia_2
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Português 2
Português 2Português 2
Português 2
 
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_11119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1
1119942123 gabaritos ufpe_2013_dia_1
 
Projeções Agronegócio 2012 - 2022
Projeções Agronegócio 2012 - 2022Projeções Agronegócio 2012 - 2022
Projeções Agronegócio 2012 - 2022
 
Gabaritos definitivos
Gabaritos  definitivosGabaritos  definitivos
Gabaritos definitivos
 
Gabaritos preliminares
Gabaritos  preliminaresGabaritos  preliminares
Gabaritos preliminares
 
Gabarito ssa 2_2_dia
Gabarito ssa 2_2_diaGabarito ssa 2_2_dia
Gabarito ssa 2_2_dia
 
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo dProva seriado 2º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 2º ano caderno ii segundo d
 
Gabarito ssa1 segundo_dia
Gabarito ssa1 segundo_diaGabarito ssa1 segundo_dia
Gabarito ssa1 segundo_dia
 
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo dProva seriado 1º ano caderno ii segundo d
Prova seriado 1º ano caderno ii segundo d
 
Gabarito seriado 2_ano_1_dia
Gabarito seriado 2_ano_1_diaGabarito seriado 2_ano_1_dia
Gabarito seriado 2_ano_1_dia
 
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro dProva seriado 2º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 2º ano caderno i primeiro d
 
Gabarito ssa1 1_dia
Gabarito ssa1 1_diaGabarito ssa1 1_dia
Gabarito ssa1 1_dia
 
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro dProva seriado 1º ano caderno i primeiro d
Prova seriado 1º ano caderno i primeiro d
 

Último

BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 

Último (20)

BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 

Especial de Trânsito - 25 de setembro

  • 1. GREG/DP CADERNO ESPECIAL DOMINGO Recife, 25 de setembro de 2011 DIARIOdeP E R N A M B U C O Motos: contra a barbárie, a educação As mortes no trânsito provocadas por acidentes de motos em A explosão do aumento na forta não veio acompanhada de sandoaofereceralternativasdereciclagemparaumadireçãose- Pernambuco são uma das faces mais cruéis da explosão do au- um aspecto fundamental: a formação dos condutores. Os pró- gura. Eles também chamam atenção da responsabilidade dos mento da frota, que vem crescendo mais de 300% a cada dé- priosmotociclistasadmitemafragilidade dapreparaçãoeotes- fabricantes em relação aos equipamentos de segurança. cada. E a quantidade de mortes já chegou a números alarman- te do Detran não é suficiente para medir a habilidade. O resul- NasextaediçãodoFórumDesafiosparaoTrânsitodoAma- tes. No ano de 2010 foram registradas 571 mortes, uma média tado pode ser visto nas ruas com motociclistas mal preparados nhã, promovido pelos Diários Associados, as motos foram o te- nhã, de 1,5 por dia. No mesmo ano, a frota alcançou 639 mil motos. eimprudentese,oqueépior,transformadosemarmasletaiscon- madadiscussão.Paratentarreverteroquadro,ogovernodoes- Na década de 1990, a diferença entre carros e motos era de tra eles mesmos e terceiros. Mesmo sem a exigência da lei, os tadoinstituiuoComitêdePrevençãodeAcidentesdeMoto,com 90%, hoje já reduziu essa distância para cerca de 30%. próprios motociclistas estão se organizando em clubes e pas- a meta de reduzir pela metade as mortes em até 10 anos. EXPEDIENTE: Diretora de redação: Vera Ogando Textos: Tânia Passos Edição: Lydia Barros Edição de fotografia: Heitor Cunha Edição de arte: Christiano Mascaro
  • 2. 2 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro d de 2011 desafios para o trânsito do amanhã FOTOS: TERESA MAIA/DP/D.A PRESS Adrenilson Gonzaga sofreu uma fratura na perna, foi operado e deve ficar um bom tempo no hospital A sorte dos sobreviventes Ediclei dos Santos da Silva ficou dois meses em coma Motos ganham Na Traumatologia do HR, mais de 80% dos internados são vítimas de acidentes de motos. Recuperação costuma ser longa e incerta espaço nas vias Em 1990, Pernambuco tinha bus, vou perder muito tempo”, A emergência da trau- uma frota de apenas 33.381 mo- revelou o motociclista Rozano matologia do Hospi- tos. Dez anos depois houve um Gomes, 39 anos. A expectativa tal da Restauração salto para 144.804, um aumen- da melhora do transporter pú- está quase sendo to de 334%. Era o início de uma blico deve vir com os investi- chamada de emergência de trau- explosão no consumo, que en- mentos para a Copa de 2014. O mas de moto. Mais de 80% dos controu terreno em duas con- estado, o município e o governo atendimentos são de vítimas de junturas: a facilidade na compra federal anunciaram investimen- acidente de motocicleta, que ocu- do veículo com prestações a per- tos na ordem de R$ 1,3 bilhão na pam praticamente todos os lei- der de vista e a corrida para es- infraestrutura viária de trans- tos, todos os dias. Na última se- capar do transporte público a porte, que inclui corredores ex- gunda-feira, o Diario foi conhe- qualquer preço. Não deu outra. clusivos, paradas em nível, ho- cer as histórias dessas pessoas, ví- De 2000 a 2010, houve mais ra de chegada e partida e, de timas do mesmo tipo de trau- 341% de aumento da frota que quebra, a implantação do proje- ma, e que passaram a dividir passou, no ano passado, para to de navegabilidade para a par- suas dores, suas esperanças e ex- 639.404 motos. te Oeste da cidade. pectativas enquanto se recupe- A cada ano, o acréscimo sur- “Não estamos defendendo que ram em uma cama de hospital. Internado há oito meses, José Romariz perdeu a perna depois de passar por seis cirurgias preende. De 2008 para 2009 hou- as pessoas deixem de comprar ve um aumento de 83.096 novas carro ou moto. Mas esses podem Apesar das pai de quatro filhos, ele e a mu- coma e teve perda temporária motos. De 2009 a 2010 esse au- e devem ter outra utilidade, co- sequelas, muitos lher costumavam usar a moto co- mo meio de transporte . “Perdi a da memória. Internado desde o dia 1º de agosto, está quase re- + saibamais mento chegou a 99.020 e a ten- dência é aumentar ainda mais. mo por exemplo o lazer. Nas ati- vidades do dia a dia, o transpor- perna, mas mesmo se não tives- cuperado. Só continua preso à Radiografia Apesar de ser um veículo peque- te público deve ser prioridade e acidentados se perdido não iria mais usar mo- cama devido a uma fratura na dos acidentes no de fácil locomoção, a moto com qualidade”, declarou o pre- voltam a pilotar to. Minha esposa também não perna e outra no braço. “Só é o de moto em PE chega a ocupar 4 vezes mais es- sidente do Fórum Desafios para quer mais. Foi preciso isso acon- tempo de sair daqui para subir paço que o ônibus nas vias. o Trânsito do Amanhã, o enge- Há oito meses internado, o ex- tecer para gente entender que o risco é muito grande e eu pode- na moto. Na minha opinião, é o melhor meio de transporte e de 8.700 Para ser controlada, essa “epi- demia” deve seguir alguns ca- nheiro Laédson Bezerra. O outro viés é o da educação e fiscaliza- atendimentos em 2010 motociclista José Romariz Rêgo, ria ter morrido”, afirmou. trabalho. Não tem outro”, afir- minhos. O primeiro é a melho- ção. “Nós vamos direcionar as 42 anos, assiste à chegada de no- vos pacientes. Alguns conse- Nem todas as vítimas de aci- dente de moto pensam assim. O mou Ediclei. Se depender da mãe, ele terá que procurar outra 571 mortes ria do transporte público. A mo- to ou o carro não podem ganhar ações do comitê de Prevenção de Acidentes em dois pilares: edu- guem ter alta antes dele. José sofreu um acidente no dia 28 de mototaxista de profissão Adre- nílson Ramos Gonzaga, 26 anos, profissão. “Não quero que ele volte a andar de moto. Muita 30% para o ônibus ou o metrô. “Na moto eu chego mais rápido ao cação no trânsito e fiscalização”, detalhou João Veiga, coordena- das vítimas apresentavam janeiro deste ano, na Muribeca, foi internado no HR no dia 30 de gente está morrendo”, revelou sinais de embriaguez trabalho. Se for depender do ôni- dor do comitê estadual. em Jaboatão dos Guararapes. Ele agosto deste ano. Ele sofreu fra- Maria de Fátima dos Santos Ne- havia pego carona na moto de um amigo e viu quando um car- tura na perna, foi operado e de- verá ficar um bom tempo inter- vez, 45 anos. Cirurgião há 21 anos do Hos- 70% não eram habilitadas Evolução da frota de motos em PE ro entrou na contramão e atin- nado. “Uma moto bateu de fren- pital da Restauração, o médico 701.139 motos giu os dois em cheio. Desde que foi internado, ele já passou por te com a minha. Eu desmaiei e acordei no hospital. Mas ainda João Veiga, atual coordenador do Comitê de Prevenção de Aci- 11% (até o mês de agosto) das vítimas ficaram mutiladas 639.406 seis cirurgias, mas acabou per- acho a moto um meio de trans- dente de Motos, diz que já per- motos dendo a perna esquerda. A am- putação havia ocorrido quinze porte seguro. O motoqueiro que bateu em mim estava bêbado. deu as contas de quantas vezes teve que comunicar a um pai ou 20% dos atropelamentos de dias antes de nossa chegada ao Quando eu sair daqui volto a pi- uma mãe a morte do filho, víti- pedestres nas calçadas são hospital. O ex-motociclista esta- lotar”, disse. ma de acidente de moto. “A gen- por motociclistas va conformado, mas inseguro Tamanha disposição também te faz de tudo para salvar e, quan- quanto ao futuro. “Eles fizeram de tudo para sal- pode ser vista no motoqueiro Ediclei dos Santos da Silva, 25 do não consegue, chega o pior momento de dar a notícia. Hoje 77% 33.381 motos 144.804 dos acidentes deixam motos var a minha perna, mas não teve anos, que sobreviveu a um aci- me recuso a fazer isso. Designei os pacientes em estado jeito. O importante é que estou dente por quase milagre. A mo- essa função a um residente. Já muito grave 1990 2000 2010 2011 aqui. Muitos morrem no aciden- to de Ediclei também se chocou dei minha contribuição por 21 te. Só não sei como será minha vi- com outra. O outro piloto mor- anos. Tenho filhos adolescentes da daqui para frente”. Casado e reu. Ele passou dois meses em e me coloco na posição dos pais”. Fonte: João Veiga, em pesquisa no HR Fonte: Detran - PE
  • 3. DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011 d especial 3 desafios para o trânsito do amanhã ALEXANDRE GONDIM/DP/D.A PRESS - 03/07/2008 entrevista >> Moacir Alberto Paes “Não há estudo sobre a causa dos acidentes no país” JULIO JACOBINA /DP/ D.A PRESS Vilã ou vítima? Estigmatizada, em função da quantidade de vítimas no trânsito, a moto vem se transformando em alvo fá- cil de críticas. Mas a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motos (Abraciclo) questiona a ausência de um estudo da causa dos acidentes. De fato não existe. Também não há ho- je um padrão de fiscalização que seja capaz de identificar as condições do veículo e do condutor. Na entrevista abaixo, o diretor executivo da Abraciclo, Moacir Alberto Paes, fala so- bre o que poderia ser melhorado na fiscalização e capacita- ção. Há muito o que ser feito e os fabricantes também preci- sam ser chamados para fazer a parte deles. Diretor da Abraciclo critica a falta de um padrão na fiscalização de veículos e condutores “ O senhor concorda com a te- hora de tirar a carteira de ha- Na sua opinião, a fiscaliza- rar a qualidade e os acessó- Nós estamos abertos a colaborar se de que a moto é a grande bitação? ção precisaria ser mais rigo- rios serem obrigatórios no no que for possível. E já fizemos vilã no trânsito? Há uma grande lacuna na capa- rosa? ato da venda do produto. algumas iniciativas por conta pró- E ela é? Porque não há nenhum citação. O que importa é passar no Sim. Quando há um acidente en- É preciso que tenha uma regula- pria, inclusive com a realização de Quando há um estudo de causa dos acidentes teste do Detran. Tem uma piada volvendo moto ninguém investi- mentação sobre isso, uma vez mutirão para fiscalizar as condi- no Brasil. Não sabemos ao certo conhecida que diz que basta saber ga se a moto estava com defeito. que não é permitida a venda ca- ções das motos. Foram observa- acidente com dos 21 itens de manutenção em se a responsabilidade é do con- fazer o oito para passar no teste. Em alguns casos é possível iden- sada. E não é certeza se fosse ofe- moto ninguém dutor ou do veículo, ou ainda de E isso, claro, não mede a capaci- tificar se o condutor estava ou recido um capacete básico jun- alguns estados brasileiros. Aqui, terceiros. Um buraco na pista, dade do condutor. Em São Paulo, não alcoolizado, mas a moto não to com a moto, se o motociclis- por exemplo foi observado que se investiga se por exemplo, pode ser um cau- por exemplo, não sei aqui, mas lá é fiscalizada. ta iria utilizar. quebra mais a coroa e a corrente. ela estava sador de acidente. tem motociclista que altera a mo- Não sabemos ao certo a razão, que to para que ela acelere mais e en- Em relação aos itens de se- De que forma os fabricantes precisa ser melhor investigada. com defeito” O motociclista brasileiro é tão fica mais fácil de passar no gurança da moto, os fabri- podem colaborar na redu- Em São Paulo são os freios que preparado o suficiente na teste da rampa. cantes não poderiam melho- ção dos acidentes? são mais danificados. Q U E M D I R I G E E M A LTA V E LO C I DA D E S Ó A P R E S S A N O T Í C I A R U I M . Todo motorista, passageiro ou pedestre têm direito ao seguro DPVAT, mas a gente prefere que você nunca precise DPVA usá-lo. Por isso, seja responsável no trânsito. Não beba se for dirigir. Não trafegue em alta velocidade, nem muito próximo ao veículo da frente. E, se chover, já sabe: cuidado redobrado. A vida agradece. chover, redobrado. Use o seu seguro DPVAT sem intermediários: 0800 022 12 04 ou www.dpvatseguro.com.br DPVAT. O SEGURO DO TRÂNSITO. Administradora do Seguro DPVAT
  • 4. 4 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011 d desafios para o trânsito do amanhã Condutores mal preparados e a falta + saibamais de equipamentos de Dicas de como pilotar segurança nas motos com segurança: reforçam as estatísticas Não passe em alta velocidade entre os carros. Numa A epidemia social resul- emergência, você pode precisar tante do crescimen- frear rápido. E frear acima dos to da frota de motos 30 Km/h entre os carros pode no estado respinga ser muito difícil responsabilidade para todos os la- A velocidade boa é pouco dos. Não há um único culpado. O acima da velocidade dos carros. efeito dominó tem raízes que se Se eles estiverem parados o iniciam desde a ausência de uma perigo é dobrado formação adequada dos conduto- Os motoristas podem abrir a res, da não disponibilização, pe- porta do carro, colocar o braço los fabricantes, dos equipamen- para fora, ou uma criança pode tos de segurança e da falta de res- colocar a cabeça para fora ponsabilidade de motociclistas, motoristas e pedestres. Cuidado ao passar ao lado de A resolução nº 356/2010 do Con- ônibus parados. Algum selho Nacional de Trânsito (Con- motorista pode passar pela tran) define os requisitos de se- frente dele tentando atravessar gurança, por exemplo, para moto- a rua e dar de cara com você frete e mototáxi: protetor de per- Se você se desequilibrar entre nas e motor, aparador de linha um carro e um ônibus, opte por (corta-pipa), faixas refletivas e di- ef letiv se encostar no ônibus. Ele tem mensões das cargas e alça para a superfície mais lisa e poucos apoio dos passageiros, entre ou- Tragédia em pontos para prender sua moto tros. A resolução, no entanto, não É mais fácil “rolar” por baixo aponta até onde vai a responsabi- de um ônibus do que de um lidade do fabricante. “Os itens de carro segurança da moto eram para vir junto com a moto. Ninguém com- Observe os retrovisores. Se pra um carro faltando o cinto de entortar o restrovisor de um segurança. A nossa legislação é carro, pare e arrume. Se efeito dominó omissa na hora de chamar os fa- quebrar, seja honesto e pague bricantes à responsabilidade”, cri- Não tire “onda” com a cara ticou o motociclista e conselhei- dos motoristas presos no ro de segurança do Clube Bodes engarrafamento. Eles com do Asfalto, Aílton Martins Cezar. certeza já estão muito A crítica de quem está numa revoltados por estarem guerra diária no trânsito é tam- presos no trânsito bém em relação à falta de forma- Não pare para discutir. Não ção dos condutores. E nesse que- FOTOS: TERESA MAIA/DP/D.A. PRESS vale a pena jogar fora seu sito a lacuna é talvez a mais da- ca sobre os motociclistas na Câ- nidade de se repensar a forma- tempo em discussões que não nosa, uma vez que traz conse- mara de Vereadores. ção dos condutores. “O estado trazem benefício algum quências, em geral, irreversíveis A educação no trânsito é um precisa fiscalizar e tornar obriga- para o próprio condutor ou tercei- dos pilares do Comitê Estadual tória uma formação mais com- A velocidade no trânsito ros. “Ninguém aprende a condu- de Prevenção de Acidentes. Se- pleta para os condutores. Não depende muito da capacidade zir nos cursos das autoescolas. A gundo o coordenador e médico adianta criar metas de redução de frenagem da sua moto, e da pessoa aprende apenas a passar João Veiga, será feito um traba- da mortalidade se não se comba- sua habilidade, que você como e as autoridades sabem disso e lho junto às escolas. “Somente es- ter a raiz do problema”, ressal- bom motociclista, deve não fazem nada para mudar”, te ano, nós teremos 60 escolas tou. E a raiz pode ser o próprio conhecer e reconhecer sempre afirmou Aílton Cezar. E ele não que irão adotar a disciplina de condutor. “Eu costumo dizer que Não pare a moto em cima é o único. O próprio diretor de educação no trânsito, mas a pro- a moto sozinha não oferece ne- da faixa de pedestre. Você fiscalização do Detran, Sérgio posta é ampliar para todos os ní- nhum risco. Mas uma moto com se arrisca a ganhar uma Lins, admite que a formação não veis de ensino”, revelou. um condutor mal capacitado é multa e não ganha mais é suficiente. “São escolas de ha- Dentro do tema de educação, tão perigosa quanto uma arma tempo com isso bilitação. Não de formação”, reve- o motociclista Aílton Martins Ce- carregada”, comparou Moacir Al- O certo é parar longe do lou durante uma audiência públi- zar acredita que é uma oportu- berto Paes, da Abraciclo. Em 20 anos, frota de motos no estado cresceu 600% sinal (semáforo). Isso também evita a situação desagradável Desafio para todos do motor morrer na frente de todo mundo À noite é recomendável não parar “em cima” do sinal. Os assaltos acontecem O aumento da frota de motos Qual a parte que cabe a cada veículos menores e ao pedestre. nestes pontos no estado cresceu mais de 600% um de nós? Do estado, a capacita- O pedestre também precisa sa- Se a a rua tiver pouco nas duas últimas décadas. É o ção dos condutores, a educação ber ocupar o seu espaço no trân- movimento, é melhor avançar o segundo tipo de veículo em da disciplina trânsito na rede es- sito e isso significa usar a faixa e sinal do que ficar parado. Claro, maior número no estado. Só per- colar e, ainda, a fiscalização. A os passeios. “Precisamos fazer um olhando antes de avançar de, por enquanto, para o carro. parte que cabe aos condutores é pi- trabalho de base. Há registro de Fique atento ao retrovisor. Uma diferença de menos de 30%. lotar com responsabilidade, parti- que 20% dos atropelamentos de Caso veja uma moto com dois Em 1990, essa diferença era de cipar dos cursos de capacitação, pedestres nas calçadas são feitos ocupantes se aproximando, quase 90%. “As motos vieram pa- entender a lógica da direção defen- por motociclistas. Ninguém está deixe a moto engrenada (aliás, ra ficar. É preciso saber conviver siva e saber se comportar no trân- respeitando o espaço de ninguém deixe sempre engrenada) e com elas e cada um deve fazer a sito em meio a uma selva de car- e é claro que isso não pode con- prepare-se para acelerar sua parte”, afirma o conselheiro ros. Aos motoristas, a responsabi- tinuar assim”, ressaltou João Vei- de segurança do clube Bodes do lidade no trânsito requer também ga, do Comitê Estadual de Pre- Fonte: Motoclube Bodes da Estrada Asfalto, Aílton Martins Cezar. um detalhe básico de respeito aos venção de Acidentes. Diferença entre o número de carros e motos é de 30% (www.bodesdaestrada.com.br)
  • 5. DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011 d especial 5 desafios para o trânsito do amanhã Basta fazer o oito… LAIS TELLES/ESP. DP/D.A PRESS Com cinco aulas práticas e o teste de condução no Detran, pode-se tirar a habilitação para moto U ma das maiores críti- cas em relação à for- mação dos motociclis- tas pelas autoescolas e centros de formação de condutor, para quem vai tirar a carteira de habilitação para moto, é quanto ao tipo de curso que é oferecido. A meta é deixar o aluno pronto pa- ra o teste do Detran, mas não ne- cessariamente saber conduzir com segurança no trânsito. “É costume dizer que basta sa- ber fazer o oito com a moto, que o candidato passa no teste”, de- clarou o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Mo- to (Abraciclo), Moacir Alberto Paes. Com 15 aulas práticas em uma autoescola, Andréa Sales, 28 anos, conseguiu tirar a carteira de ha- bilitação para as categorias A e B, respectivamente, carro e moto. Nova resolução do Contran deve melhor nível dos instrutores Cerca de 70% dos candidatos são aprovados no exame, que consiste de desafios de equilíbrio, como curvas, zigue-zagues e subidas em rampas Reaprendendo LAIS TELLES/ESP. DP/D.A PRESS Das quinze aulas obrigatórias, 10 ficaram para o carro e cinco com perfeição. Com a moto é a mesma coisa. A prática ensina”, + saibamais para aprender a pilotar moto. E afirmou Tenório. a pilotar ela não teve dificuldade para pas- Se depender do que diz a reso- Você sabe quantos sar. Não é um caso isolado. Dos lução do Contran, no caso de mu- tipos de condução de 200 exames realizados por dia no dança de classificação, isto é, de motos existem? Detran-PE, cerca de 70% são apro- quem já dirige e vai tirar a cartei- vados. Para o teste da moto, o de- ra para moto, as aulas teóricas Condução Urbana: De volta à sala de aula. O mo- pilotar com segurança”, afirmou safio é fazer o oito, três curvas à não são obrigatórias desde 1998. No trânsito urbano tociclista Everton dos Reis, 27 o instrutor que não teve autori- direita e três à esquerda, um zi- Mas, nesse aspecto, há chances de das cidades anos, pilota moto há dois anos, zação para dar entrevista. gue-zague em dois cones e a subi- melhora. Uma nova portaria do mas teve que se submeter a um Ele faz simulações de frenagem Nos fins de semana da na prancha acelerando sem Contran vai entrar em vigor em curso oferecido pelo Centro de com a moto para mostrar como o desequilibrar. “Não me sinto pron- fevereiro de 2012. Trata-se da re- Lazer Treinamento da Companhia de veículo se comporta em diferen- ta para as ruas. O aprendizado vai solução nº 321/2012, que prevê Engenharia de Tráfego de São tes velocidades e condições do pi- ser na prática”, admitiu Andréa. reavaliação dos instrutores e exa- Condução em BRs: Paulo (CET), que ensina motoci- so. Outro ponto insistentemente Os cursos oferecidos nas escolas minadores dos testes. Andrea tem a carteira, clistas, já habilitados, a enfrentar repetido é quanto a obrigatorieda- Viagens e centros de formação estão de A expectativa é de que o nível mas não se sente segura com segurança o trânsito de São de do uso da viseira. “Os motoci- acordo com a resolução nº dos instrutores e examidores pas- TANIA PASSOS/DP/D. A PRESS Paulo. A exigência foi da empre- clistas chegam aqui com muitos 168/2004 do Contran. Segundo o se a ser top de linha. “O Detran Condução Off-Road: sa onde ele trabalha. “A firma vícios”, revelou a gestora de educa- coordenador de educação de trân- de Pernambuco está entre os seis Trafegar em terrenos não mandou que todos os emprega- ção da CET, Irismar Menezes. sito do Detran/PE, Marcelo Tenório, detrans do Brasil que vão apli- pavimentados dos que usam a moto como meio No Recife, cursos do gênero são as cinco aulas oferecidas são sufi- car a nova resolução. Até o fim de transporte fizessem o curso oferecidos pelo Sesc/Senat e o cen- centes para preparar o aluno. “Pi- do ano, vamos implementar exa- de formação da CET. Aqui estou tro de treinamento de motos da Condução Esportiva: lotar é uma questão intuitiva. O mes para instrutores e examina- reaprendendo a me comportar Honda, em parceria com os clubes curso é suficiente se o instrutor dores”, detalhou Marcelo Tenó- Off-Road no trânsito”, contou. de moto. “Basta o motociclista se preparar bem o aluno”. rio, que integra o Comitê Esta- (Trilha, enduro, em Um dos ensinamentos do cur- associar a um dos clubes que te- A segurança do coordenador de dual de Prevenção de Acidentes competição de motocros) so é em relação à frenagem. A rá acesso gratuito. Depois da ex- trânsito do Detran não parece con- com Motos. Segundo ele, quem Autódromos moto tem três tipos de freios: periência, a maioria reconhece dizer com o que acontece na prá- não passar no teste e for reinci- (Tracky Days, competições) dianteiro, traseiro e o freio mo- que não sabia pilotar”, contou Aíl- tica. Basta olhar para as estatísti- dente perderá a licença para ser Exibições tor. O instrutor da CET é categó- to Cezar, do Motoclube Bodes da cas dos acidentes. Um total de 8,7 instrutor. Isso dificilmente ocor- (Stunt Bikes, Manobras, rico no primeiro dia de aula. “Es- Estrada. “Infelizmente a procura mil atendimentos com vítimas de rerá. Afinal, se um instrutor não Acrobracias, Arena Cross) queçam tudo o que vocês apren- pelos cursos ainda é muito peque- acidentes de moto em 2010. “Nin- consegue passar em um teste, Motociclistas chegam ao deram para fazer o teste do De- na”, revelou Lúcia Recena, gesto- guém começa a dirigir um carro não precisa dizer mais nada. CET com muitos vícios Fonte: Motoclube Bodes da Estrada tran. Aqui vocês vão aprender a ra do trânsito em Jaboatão.
  • 6. 6 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 25 de setembro de 2011 d