VIGILÂNCIA SANITÁRIA MUNICIPAL - SUGESTÃO PARA NOVA IGUAÇU

1.425 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
5 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • vizite o youtube jose de pontes o controle total de pombos
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • sobre os pombos urbanos, qual tem perturbado, e colocado o povo em riscos no youtube jose de pontes veras a soluçao de controlar os pombios urbanoss
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • ONDE EU RESIDO , RUA DONA FRANCISQUINHA ,QUADRA UM , PODERIA TER A SOLUÇÃO PARA EVITAR MAIORES CONTAMINAÇÕES , SE A PREFEITURA , FIZESSE A DRENAGEM DAS ÁGUAS DE CHUVA, A LIMPEZA DA RUA , RETIRANDO O MATAGAL QUE IMPEDE A PASSAGEM DOS MORADORES , E DAS ÁGUAS DE CHUVA, FISESSEM A DRENAGEM E A DRAGAGEM , JÁ IRIA MELHORAR E MUITO A SITUAÇÃO DOS MORADORES DESTA RUA.
    POR FAVOR INTERCEDA POR NÓS JUNTO A PREFEITURA DE NOVA IGUAÇU.
    OBRIGADA E UM BEIJO EM SEU CORAÇÃO.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • BOA NOITE QUERIDA,
    ESQUECI DE MENCIONAR QUE TENHO EM MÃOS VÁRIOS LAUDOS ,INCLUSIVE DA DEFESA CIVIL E DA SUVAMSEMUSSVS,QUE CONFIRMAM TUDO QUE RELATEI ,MAS DEPENDE DA PREFEITURA PARA SER FEITO A DRENAGEM DAS ÁGUAS DE CHUVAS, A LIMPEZA DA RUA, PARA SER RETIRADO TODO O MATAGAL E AS DRAGAGEM DOS TERRENOS EM TOTAL ABANDONO.
    RUA DONA FRANCISQUINHA QUADRA 1, NO BAIRRO DE CABUÇU, UM PONTO ANTES DO UPA CABUÇU, RUA ESTA QUE É PARALELA A AV ABÍLIO TÁVOLA, COMEÇANDO ,PERTO DA PARADA 8000(OITO MIL)
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • BOA NOITE, GOSTARIA MUITO DE TER UMA SOLUÇÃO PARA A RUA EM QUE MORO, RUA DONA FRANCISQUINHA EM NOVA IGUAÇU, NA QUADRA UM ESTÁ TUDO CONTAMINADO POIS TEM VETORES COMO MOSCAS, MOSQUITOS, COBRAS , GAMBÁS, SARACURAS , FURÕES, RATAZANAS E MUITOS CARAMUJOS AFRICANOS QUE INVADE AS NOSSAS ,RESIDENCIAS AO CAIR DA NOITE..
    A RUA DONA FRANCISQUINHA ,NA QUADRA 1 ESTÁ INTERDITADA, POIS A MESMA VIROU UM CHARCO E MATAGAL,NÃO HAVENDO SANEAMENTO BÁSICO, NEM DRENAGEM E NEM DRAGAGEM E ESTAMOS A MÊRCE DA SORTE DE TODAS AS CONTAMINAÇÕES, COMO HEPATITE A, ESQUISTOSSOMOSE, DENGUE, LEPTOSPIROSE, TOXOPLASMOSE. POR FAVOR ,INTERCEDA POR NÓS , JUNTO A PREFEITURA DE NOVA IGUAÇU. OBRIGADA.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.425
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
5
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

VIGILÂNCIA SANITÁRIA MUNICIPAL - SUGESTÃO PARA NOVA IGUAÇU

  1. 1. SUGESTÃO PARA NOVA IGUAÇU Por Rosângela Façanha 2012
  2. 2.  Função: Formular as políticas e diretrizes da Subsecretaria, com base nos indicadores de saúde e em articulação com as ações de saúde pública definidas para o Município. DIRETRIZES: · Formular as políticas e diretrizes da Subsecretaria, com base nos indicadores de saúde e em articulação com as ações de saúde pública definidas para o Município; · formular e publicar normas sobre matérias de competência da Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Município; · planejar e coordenar as ações de vigilância e fiscalização sanitária de ambientes, produtos, serviços, alimentos e controle de zoonoses; · elaborar e acompanhar os pactos, diretrizes, metas e planos de ação da Vigilância Sanitária Municipal; · articular-se com outros órgãos municipais, estaduais ou federais na execução de ações conjuntas para prevenção de situações de risco sanitário; · interagir com os demais órgãos do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, contribuindo para o fortalecimento do Sistema; · consolidar, analisar e divulgar informações de importância Sanitária e de Controle de Zoonoses; · cumprir e fazer cumprir, as normas da legislação federal, estadual e municipal concernentes às atividades de vigilância, fiscalização sanitária e controle de zoonoses; · autorizar o licenciamento dos estabelecimentos e de serviços de interesse à saúde e outros sujeitos à Vigilância Sanitária; · programar, coordenar e avaliar as atividades de apoio técnico em Vigilância e Fiscalização Sanitária, integrando os órgãos centrais com os descentralizados; · delegar o poder de polícia aos profissionais habilitados para exercer funções de Vigilância e Fiscalização Sanitária; · definir, avaliar e acompanhar as atividades de divulgação institucional e promoção em saúde relacionada às ações de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses; · emitir e autorizar a emissão de documentos fiscais relacionados ao controle sanitário de ambientes, produtos e serviços de interesse para a saúde. Dentre outras diretrizes.
  3. 3.  Analisar e propor medidas de concretização de normas no âmbito da Vigilância e Fiscalização Sanitária; solicitar ao Poder Público a realização de audiências públicas para prestar esclarecimentos à população; opinar sobre questões relativas à formulação e à implementação da legislação de Vigilância e Fiscalização Sanitária; dispor de dados, informações e esclarecimentos públicos, sempre que solicitados aos órgãos competentes, necessários à realização de suas atividades; opinar sobre Projetos de Lei em tramitação que versem sobre vigilância e fiscalização sanitária; realizar, no âmbito de sua competência, debates, audiências e consultas públicas. Saúde do Trabalhador Coordenar o desenvolvimento da Política Nacional de Saúde do Trabalhador, no âmbito do Município; coordenar a implantação da Rede Nacional de Saúde do Trabalhador (RENAST), no âmbito municipal, de acordo com a legislação em vigor; articular-se com outros municípios quando da identificação de problemas e prioridades comuns; informar a sociedade, em especial aos trabalhadores, a Comissão Interdisciplinar de Prevenção de Acidentes (CIPA) e os respectivos sindicatos, sobre os riscos e danos à saúde no exercício da atividade laborativa e nos ambientes de trabalho; prover subsídios para o fortalecimento do controle social em Saúde do Trabalhador no âmbito municipal; promover a integração interinstitucional, em especial com os Ministérios do Trabalho e Emprego, Público e da Previdência Social; atuar como agente facilitador na descentralização das ações intra e intersetorial de Saúde do Trabalhador; estabelecer fluxos de referência e contra-referência, com encaminhamentos por níveis de complexidade diferenciada; promover ações de vigilância e fiscalização sanitária de ambientes e processos de trabalho.
  4. 4.  As ações desenvolvidas pela Vigilância Sanitária são de caráter educativo (preventivo),normativo (regulamentador), fiscalizador e em última instância, punitivo. Elas são desenvolvidas nas esferas federal, estadual e municipal e ocorrem de forma hierarquizada de acordo com o estabelecido na Lei Orgânica da Saúde(Lei 8.080/90),na Portaria Ministerial 1565/94 – GM/MS, que instituiu o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, e na Lei Federal 9.782, de 26 de Janeiro de 1999, que define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.
  5. 5.  Proteção do ambiente e defesa do desenvolvimento sustentado;. Saneamento básico;. Alimentos, água e bebidas para consumo humano;. Medicamentos, equipamentos, imuno-biológicos e outros insumos de interesse para a saúde;. Ambiente e processos de trabalho e saúde do trabalhador;. Serviços de assistência à saúde;. Produção, transporte, guarda e utilização de outros bens, substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radiativos;. Sangue e hemo derivados;. Radiações de qualquer natureza; Portos, aeroportos e fronteiras.
  6. 6.  A função da Vigilância Sanitária na área de produtos (alimentos, cosméticos,medicamentos, saneantes e produtos correlatos) é de certificar-se de que, ao serem disponibilizados para consumo, esses produtos estejam em conformidade com normas e padrões higiênico-sanitários. Assim, as atividades da área devem priorizar o conhecimento amplo destas normas e padrões, promover a comparação dos produtos com a sua formulação predeterminada (investigação da qualidade) e a tomada de medidas para evitar desvios desses padrões, atendendo desta forma, ao caráter preventivo das ações de Saúde Pública nas quais a Vigilância Sanitária se insere.

×