SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
 Pierre Henri Marie Schaeffer. Schaeffer nasceu em Nancy. Seus pais eram ambos
engenheiros, e o Pierre chegou a considerar a engenharia também como uma
carreira. Ele estudou na École Polytechnique, e começou a trabalhar em 1936 na
radio nacional Francesa) em Paris. Lá ele começou a experimentar a gravação de
sons, convencendo a gerência da estação de rádio a autorizá-lo a utilizar os
equipamentos. Ele tentava tocar os sons no sentido inverso, mais lento, mais
rápido e sobreposto a outros sons, técnicas desconhecidas até então. Sua primeira
peça completa foi um resultado desses experimentos, e foi intitulada Étude
auxchemins de fer (1948).
Trata-se de uma técnica experimental de
composição que evita os instrumentos
tradicionais, substituindo-os pelos sons
produzidos por objetos variados, de baldes a
serras elétricas, pedras, tudo que seja objecto
ate legumes..
 Tudo começou em 1949, em Paris, quando ele fundou um clube - chamado Club
d’Essai - especialmente para desenvolver esse tipo de experiência. Ali surgiu a
idéia básica do gênero: gravar ruídos, para com eles compor peças musicais.
Assim, Schaeffer combinava em fitas magnéticas o barulho de vassouras raspando
o chão com os de água saindo pela torneira e rolhas saltando de garrafas. Gravava
também por vezes com voz, cordas e percussão.
 Sua primeira peça completa foi um resultado dessas experiencias, e foi
intitulada Étude auxchemins de fer (1948).
 Sua obra mais conhecida é Symphonie Pour un Homme Seul(Sinfonia Para um
Homem Só), de 1950.
 https://www.youtube.com/watch?v=PwaZ9lyn7Lk
 Apesar de ter permanecido obscura para o grande público, a música concreta
influenciou muita gente.
 As técnicas de Pierre alargaram-se por áreas surpreendentes, que vão do rock
progressivo, jazz, à atual música eletrônica dos DJs
 1973 ele dividiu os vocais com porcos, perus, galinhas, patos, coelhos e gansos: um
verdadeiro clássico da música concreta rural!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
Tânia Reis
 
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando PessoaTexto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Diogo Reis
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
catiacsantos
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Ana Castro
 
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Gina Espenica
 
Slides ciência do solo
Slides   ciência do soloSlides   ciência do solo
Slides ciência do solo
daianeagricola
 

Mais procurados (20)

Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
Ciclo litológico
Ciclo litológicoCiclo litológico
Ciclo litológico
 
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADAPAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
PAISAGEM NATURAL E HUMANIZADA
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Sílabas Métricas
Sílabas MétricasSílabas Métricas
Sílabas Métricas
 
Eugenio de andrade
Eugenio de andradeEugenio de andrade
Eugenio de andrade
 
Artes Visuais
Artes Visuais Artes Visuais
Artes Visuais
 
9 vulcanologia
9   vulcanologia9   vulcanologia
9 vulcanologia
 
Subsistemas
SubsistemasSubsistemas
Subsistemas
 
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando PessoaTexto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
 
Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua PortuguesaLiteraturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
 
Tipos de Rochas
Tipos de RochasTipos de Rochas
Tipos de Rochas
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Movimentos da terra 7ºano
Movimentos da terra 7ºanoMovimentos da terra 7ºano
Movimentos da terra 7ºano
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
Poemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto CaeiroPoemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto Caeiro
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
 
Tipos de paisagens
Tipos de paisagensTipos de paisagens
Tipos de paisagens
 
Slides ciência do solo
Slides   ciência do soloSlides   ciência do solo
Slides ciência do solo
 

Semelhante a Música concreta

Pierre boulez hm
Pierre boulez hmPierre boulez hm
Pierre boulez hm
Musicah
 

Semelhante a Música concreta (11)

Música Eletrônica
Música EletrônicaMúsica Eletrônica
Música Eletrônica
 
Instrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigosInstrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigos
 
Pierre boulez hm
Pierre boulez hmPierre boulez hm
Pierre boulez hm
 
Musica tecnologia
Musica tecnologiaMusica tecnologia
Musica tecnologia
 
Música e tecnologia sempre foram entrelaçadas
Música e tecnologia sempre foram entrelaçadasMúsica e tecnologia sempre foram entrelaçadas
Música e tecnologia sempre foram entrelaçadas
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
História da gravação musical por Marcos Filho (versão online)
História da gravação musical por Marcos Filho (versão online)História da gravação musical por Marcos Filho (versão online)
História da gravação musical por Marcos Filho (versão online)
 
June paik
June paikJune paik
June paik
 
Instrumentos musicais cecília vanessa
Instrumentos musicais cecília vanessaInstrumentos musicais cecília vanessa
Instrumentos musicais cecília vanessa
 
Trabalho martina1
Trabalho martina1Trabalho martina1
Trabalho martina1
 
A música e o ruído (aula interativa)
A música e o ruído (aula interativa)A música e o ruído (aula interativa)
A música e o ruído (aula interativa)
 

Música concreta

  • 1.
  • 2.  Pierre Henri Marie Schaeffer. Schaeffer nasceu em Nancy. Seus pais eram ambos engenheiros, e o Pierre chegou a considerar a engenharia também como uma carreira. Ele estudou na École Polytechnique, e começou a trabalhar em 1936 na radio nacional Francesa) em Paris. Lá ele começou a experimentar a gravação de sons, convencendo a gerência da estação de rádio a autorizá-lo a utilizar os equipamentos. Ele tentava tocar os sons no sentido inverso, mais lento, mais rápido e sobreposto a outros sons, técnicas desconhecidas até então. Sua primeira peça completa foi um resultado desses experimentos, e foi intitulada Étude auxchemins de fer (1948).
  • 3. Trata-se de uma técnica experimental de composição que evita os instrumentos tradicionais, substituindo-os pelos sons produzidos por objetos variados, de baldes a serras elétricas, pedras, tudo que seja objecto ate legumes..
  • 4.  Tudo começou em 1949, em Paris, quando ele fundou um clube - chamado Club d’Essai - especialmente para desenvolver esse tipo de experiência. Ali surgiu a idéia básica do gênero: gravar ruídos, para com eles compor peças musicais. Assim, Schaeffer combinava em fitas magnéticas o barulho de vassouras raspando o chão com os de água saindo pela torneira e rolhas saltando de garrafas. Gravava também por vezes com voz, cordas e percussão.  Sua primeira peça completa foi um resultado dessas experiencias, e foi intitulada Étude auxchemins de fer (1948).  Sua obra mais conhecida é Symphonie Pour un Homme Seul(Sinfonia Para um Homem Só), de 1950.  https://www.youtube.com/watch?v=PwaZ9lyn7Lk
  • 5.  Apesar de ter permanecido obscura para o grande público, a música concreta influenciou muita gente.  As técnicas de Pierre alargaram-se por áreas surpreendentes, que vão do rock progressivo, jazz, à atual música eletrônica dos DJs  1973 ele dividiu os vocais com porcos, perus, galinhas, patos, coelhos e gansos: um verdadeiro clássico da música concreta rural!