Crise 1383 1385

345 visualizações

Publicada em

HISTORIA DE PORTUGAL

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crise 1383 1385

  1. 1. TRILOGIA NEGRA •Fomes; •Guerras; •Epidemias (Peste Negra). Enterro de vítimas da Peste Negra
  2. 2. O PROBLEMA DA SUCESSÃO • D. Fernando morre em Outubro de 1383; • D. Beatriz, sua única filha e herdeira do trono, era casada com o rei de Castela, D. João I - para salvaguardar a independência de Portugal, tinha sido assinado o Tratado de Salvaterra de Magos (Portugal seria governado por D. Leonor de Teles, até que um filho de D. Beatriz tivesse catorze anos e assumisse o trono); • D. Leonor de Teles, influenciada pelo seu conselheiro, o conde Andeiro, aclama a filha rainha de Portugal, o que implicava a perda de independência de Portugal. D. Fernando, nono rei de Portugal
  3. 3. A REVOLTA POPULAR • O povo e a burguesia revoltam-se contra a aclamação de D. Beatriz e organizam uma conspiração para matar o conde Andeiro, chefiada por Álvaro Pais; • D. João, mestre da Ordem Militar de Avis e meio irmão de D. Fernando, entra no paço real e mata o conselheiro da rainha, sendo aclamado pelo povo de Lisboa Regedor e Defensor do Reino. Morte do conde Andeiro
  4. 4. A DIVISÃO DO REINO • Formação de dois grupos em confronto: 1) Apoiantes de D. Beatriz (principais elementos da nobreza e membros do clero); 2) Apoiantes do Mestre de Avis (povo, burguesia e alguns elementos da nobreza e do baixo clero). Partidários de D. Beatriz (*) e do Mestre de Avis (*)
  5. 5. A INVASÃO CASTELHANA • A pedido da rainha D. Leonor Teles, tropas castelhanas invadem Portugal e D. João I de Castela cerca a cidade de Lisboa; • Tropas portuguesas, comandadas por D. Nuno Álvares Pereira, vencem um exército castelhano na batalha de Atoleiros; • O aparecimento da peste obriga o rei de Castela a retirar o cerco à capital.Mapa das invasões castelhanas
  6. 6. A ELEIÇÃO DO MESTRE DE AVIS • Nas cortes de Coimbra, a 6 de Abril de 1385, os representantes da burguesia, chefiados pelo doutor João das Regras, conseguem fazer aclamar D. João, Mestre de Avis, como rei de Portugal; Discurso do doutor João das Regras nas cortes de Coimbra  D. João I, rei de Castela, invade novamente Portugal, sendo, porém, derrotado na batalha de Aljubarrota, perto de Leiria, a 14 de Agosto de 1385.
  7. 7. A CONSOLIDAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA • Medidas de D. João, Mestre de Avis, ao subir ao trono: - retirou privilégios aos nobres e clérigos partidários de D. Beatriz; - recompensou os burgueses com títulos de nobreza e terras; - realizou, em 1386, uma aliança com a Inglaterra, selada com o seu casamento com D. Filipa de Lencastre, dama inglesa; - assinou, em 30 de Outubro de 1411, o tratado de paz com Castela. Bandeira de D. João I (Primeiro rei da segunda dinastia: dinastia de Avis)

×