Televisão
Princípios técnicos de origem– Transmissão sem fios (herdada da telegrafia), mas de  espectro mais largo que o da rádio (u...
A Televisão pré- IIª Guerra: modelo mecânico  – May (1872) e o efeito fotoeléctrico (condutividade da luz no selénio)  – S...
A Televisão pré- IIª Guerra: modelo             electrónico, a P/B (I)– Braun (1897) e a aplicação do electromagnetismo  a...
A Televisão pré- IIª Guerra: modelo            electrónico, a P/B (II)– Primeiro serviço de transmissão alemão (1935): tra...
A Televisão pós- IIª Guerra– cor como utilização de filtros, na câmara, para cisão das cores primárias  (vermelho, azul e ...
Eras da Televisão–   Paleotelevisão:      – propriedade estatal (directa ou mediada             por        organismos públ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Neto a emergencia da televisao

575 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neto a emergencia da televisao

  1. 1. Televisão
  2. 2. Princípios técnicos de origem– Transmissão sem fios (herdada da telegrafia), mas de espectro mais largo que o da rádio (um canal de TV = 30 estações de rádio FM)– Persistência retiniana (herdada da cronofotografia): a memória de uma imagem estática mantém-se no cérebro, tornando possível que um conjunto de imagens fixas possa ser apercebido como uma única imagem contínua em movimento– Imagem como conjunto de variações de intensidade de luz (tons) e de comprimentos de onda (cor) – Processamento: milhões de filamentos na retina enviam sinais eléctricos através do nervo óptico para o cérebro – Ecran de televisão como reprodução do olho humano
  3. 3. A Televisão pré- IIª Guerra: modelo mecânico – May (1872) e o efeito fotoeléctrico (condutividade da luz no selénio) – Senleq (1878) e o primeiro fax (telegrafia aplicada a um scanner de selénio) para transmissão de imagem – Nipkow (1884) e o scanner: discos furados em espiral (um na captação e um outro, sincronizado com o primeiro, na recepção), processando cada variação individual de luz através de uma célula fotoeléctrica – Princípio indemonstrável até ao desenvolvimento das válvulas (1907) e ao trabalho de Baird, que concebe a primeira televisão – BBC faz a primeira transmissão experimental no Reino Unido em 1926 (50 linhas, 25 imagens por segundo), usando a televisão de Baird – Alexanderson (1927) demonstra nos EUA o funcionamento da televisão mecânica – Baird (1928) transmite sinal televisivo mecânico de Londres a Nova York – a WLEX (1928) (perto de Boston) inicia transmissões
  4. 4. A Televisão pré- IIª Guerra: modelo electrónico, a P/B (I)– Braun (1897) e a aplicação do electromagnetismo a feixes de electrões, no interior de um tubo de raios catódicos– Swinton (1908) e o feixe de electrões através do vácuo, num tubo de raios catódicos– a RCA funda a NBC (1926)– Farnsworth (1927) demonstra o primeiro sistema electrónico de televisão para captação de imagem (câmaras), que vende à RCA/NBC por falta de financiamento próprio– Zworykin (1928) e o iconoscópio (precursor do cinescópio): a RCA desenvolve tecnicamente o invento, para a qual a NBC já possui programação preparada, de forma a criar procura– disputa de patentes (ganha por Farnsworth a Zworykin) impede a RCA de controlar as patentes de televisão (e a criação de um monopólio)– EMI (1932) demonstra superioridade do sistema electrónico face ao sistema mecânico de Baird: BBC inaugura o primeiro serviço britânico regular
  5. 5. A Televisão pré- IIª Guerra: modelo electrónico, a P/B (II)– Primeiro serviço de transmissão alemão (1935): transmissão das Olimpíadas de Berlim – potencial político e de coesão social propulsionam interesse – disponível apenas em 22 salas públicas– Primeira emissão regular britânica (1937) (405 linhas, 25 imagens por segundo) – a coroação do rei George VI e o torneio de Wimbledon enquanto eventos de coesão social e cultural propulsionam interesse– Instalação, em França (1937), do maior transmissor do mundo (torre Eiffel)– Nos EUA, Du Mont (1938), concorrente da RCA, faz a primeira apresentação pública de uma televisão a cores • a televisão de 12 é apresentada ao grande público pela RCA (1939)– Governo norte-americano (1941) define o standard televisivo em 525 linhas e 30 imagens por segundo (existente até há pouco tempo) • normas técnicas distintas para cada região: NTSC (Américas), PAL ou Phase Alternating (Reino Unido, Australia e a maior parte da Europa), SECAM ou Système Electronique Couleur Avec Mémoire (França, Russia e Europa de Leste)– Contexto de recessão, de concorrência movida pelo lobby da rádio, e o início da II GM não favorece a implantação deste novo media
  6. 6. A Televisão pós- IIª Guerra– cor como utilização de filtros, na câmara, para cisão das cores primárias (vermelho, azul e verde), gerando sinais electricos diferentes para cada uma– 1947: início das transmissões regulares norte-americanos – boom da TV nos EUA no pós-guerra influenciado pelo contexto de expansão económica e alterações demográficas (Baby-boom)– 1954: a RCA comercializa o primeiro televisor de cor, com fraca adesão (doações e descontos são tentados)– 1956: a Time considera a televisão a cores o flop do ano
  7. 7. Eras da Televisão– Paleotelevisão: – propriedade estatal (directa ou mediada por organismos públicos criados para o efeito) – financiamento público – modelo baseado na oferta – agenda pedagógica, de conteúdo generalista– Neotelevisão: – propriedade privada – financiamento publicitário – modelo baseado na procura – agenda de mínimo denominador cultural comum, de conteúdo generalista– Meta-televisão/Pós-televisão: – propriedade pública (AR TV), privada (FOX) e mista – modelo baseado na satisfação de nichos – agenda de conteúdos especializados (SporTV)

×