O Tratamento e Abordagem do
patrimônio a partir de novas
tecnologias Alunos:
Pedro Mateus O. Abrantes Procedino
Matheus Ma...
MUSAS: Revista Brasileira de Museus e Museologia
“Museologia trata de musealização, que
basicamente refere-se à criação do...
A vez dos Museus Digitais
“Estamos em uma nova era marcada pela linguagem da hipermídia e digitalização. Podemos nos
pergu...
Algumas considerações sobre museus digitais
A ideia de museu sustenta-se sobre um tripé constituído pelos elementos
objeto...
Algumas considerações sobre museus digitais
Cabe ressaltar o prolongamento do tempo de vida dos objetos inseridos no MD,
p...
Rute Muchacho
“O museu tradicional não consegue transmitir todo o seu
valor através da visita, fechado sobre si próprio e
...
Reportagem
O Museu Virtual: as novas tecnologias e a reinvenção
do espaço museológico
“A experiência do museu virtual tem os seus
crí...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Museus Virtuais

165 visualizações

Publicada em

O Tratamento e Abordagem do Patrimônio a partir de novas tecnologias.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Museus Virtuais

  1. 1. O Tratamento e Abordagem do patrimônio a partir de novas tecnologias Alunos: Pedro Mateus O. Abrantes Procedino Matheus Martins de Araújo Alberto Walter Tema disponibilizado pelo: Prof. Robson Santos Email: robssantoss@yahoo.com.br Blog: http://robssantos.blogspot.com
  2. 2. MUSAS: Revista Brasileira de Museus e Museologia “Museologia trata de musealização, que basicamente refere-se à criação do patrimônio. Em nossa sociedade, a musealização está institucionalizada num alto grau. Uma grande quantidade de instituições define patrimônio, isto é, o que é memória. [...] A tecnologia moderna parece oferecer novas possibilidades não só para aumentar o acesso e a interpretação, mas também para fazer uma ponte entre memória histórica e memória coletiva, sem que a memória coletiva seja alienada (“roubada”) daqueles a quem pertence.”
  3. 3. A vez dos Museus Digitais “Estamos em uma nova era marcada pela linguagem da hipermídia e digitalização. Podemos nos perguntar qual o impacto que as novas tecnologias da informação e comunicação produzem na compreensão do bem cultural e do museu que o abriga. Frente ao medo da desumanização que despertam em alguns, as perspectivas podem ser muito distintas: o patrimônio cultural e sua história estão passando por uma verdadeira renovação graças aos efeitos benéficos que a linguagem hipermidiática gera como meio de comunicação e criação.”
  4. 4. Algumas considerações sobre museus digitais A ideia de museu sustenta-se sobre um tripé constituído pelos elementos objeto/espaço/informação, que se inter-relacionam e interagem. Ligado estritamente com o patrimônio. Salvaguarda Institucionaliza-se esse tripé através da cadeia operatória da Museologia: Comunicação Atividades Especificas
  5. 5. Algumas considerações sobre museus digitais Cabe ressaltar o prolongamento do tempo de vida dos objetos inseridos no MD, pois determinados suportes documentais podem ser digitalizados e depositados em arquivos, que são passíveis de riscos de perdas. “Um MD comporta todas estas ações e em certo sentido, tem potencialidades de realizar algumas delas de forma mais ampla e dinâmica, como, por exemplo, a difusão. Por outro lado, outras atividades se apresentam como desafio [...].”
  6. 6. Rute Muchacho “O museu tradicional não consegue transmitir todo o seu valor através da visita, fechado sobre si próprio e preocupado sobretudo com a coleção e salvaguarda de objetos, não consegue desempenhar a sua função mais enriquecedora e fundamental: comunicar com o público.” O Museu Virtual: as novas tecnologias e a reinvenção do espaço museológico “[...] estar na rede significa potencializar a capacidade institucional de atingir os seus públicos e criar novos públicos.” Livio Sansone
  7. 7. Reportagem
  8. 8. O Museu Virtual: as novas tecnologias e a reinvenção do espaço museológico “A experiência do museu virtual tem os seus críticos. Para alguns, esta nova realidade pode ser encarada como espaço de diversão que dispersa os visitantes e dificulta a transmissão da informação. Contudo, não será correto pensar, que através da técnica, a intervenção do sujeito possa desvalorizar o espaço museológico virtual, pois continua disponível a possibilidade de escolha de vários percursos expositivos, gerando outras interpretações e experiências pessoais.” Rute Muchacho

×