UNOESC – Universidade do Oeste de Santa Catarina
Colégio Superação
Trabalho de Geografia
“Gravidez na Adolescência”
Prof.:...
GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
 Conceito:
Biologicamente a gravidez pode ser definida como o
período que vai da concepção ao na...
 A Gravidez:
Denomina-se gestação ocorrida em jovens de até 21
anos que se encontram, portanto, em pleno
desenvolvimento ...
 Fatores:
1 - O surgimento de uma geração cujos valores
éticos e morais encontram-se desgastados;
liberdade recebida por ...
 Fatores:
2 - O afastamento dos membros da família e a
desestruturação familiar. Seja por separação, seja
pelo corre-corr...
 Fatores:
3 - A desinformação e a fragilidade da educação
sexual são também questões problemáticas; Os
governos, por sua ...
 Fatores:
4 – Também, os pais enfrentam dificuldades para
conversar sobre essas questões. Isso se dá devido a uma
formaçã...
 Os primeiros problemas podem aparecer ainda no início da gravidez e
vão desde o risco de aborto espontâneo – ocasionado ...
 Métodos Contraceptivos:
 Espermicida
Espermicida é um produto,
uma espécie de gel, comprado em
farmácias sem a necessid...
 Pílulas anticoncepcionais
Um dos métodos contraceptivos mais populares são as pílulas que
ocupam o primeiro lugar no ran...
 Outras alternativas
Além desses há ainda um método contraceptivo que não é adequado à
adolescência. É o DIU (Dispositivo...
 Conclusão:
A gravidez na adolescência significa uma rápida passagem da situação de filha para
mãe, do "querer colo" para...
 LEMBRE-SE:
GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trab. Geo

256 visualizações

Publicada em

Trab. de Geo

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Trab. Geo

  1. 1. UNOESC – Universidade do Oeste de Santa Catarina Colégio Superação Trabalho de Geografia “Gravidez na Adolescência” Prof.: Denize Zago Alunos: - Andrômeda Thalia - Pedro H. Kunzler
  2. 2. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA  Conceito: Biologicamente a gravidez pode ser definida como o período que vai da concepção ao nascimento de um indivíduo. Em alguns países como a China, que não possui mais capacidade territorial para absorver um número elevado de indivíduos a maternidade é controlada pelo governo e cada casal só pode ter um filho. Em outras culturas como em tribos indígenas e alguns países africanos gravidez é sinônimo de saúde, riqueza e prosperidade. No Brasil, onde não há controle de natalidade e onde o planejamento familiar e a educação sexual ainda são assuntos pouco discutidos, a gravidez acaba tornando-se, muitas vezes, um problema social grave de ser resolvido. Com isso ocorre a gravidez na adolescência.
  3. 3.  A Gravidez: Denomina-se gestação ocorrida em jovens de até 21 anos que se encontram, portanto, em pleno desenvolvimento dessa fase da vida – a adolescência. Esse tipo de gravidez em geral não foi planejada nem desejada e acontece em meio a relacionamentos sem estabilidade. No Brasil os números são alarmantes. Cabe destacar que a gravidez precoce não é um problema exclusivo das meninas. Não se pode esquecer que embora os rapazes não possuam as condições biológicas necessárias para engravidar, um filho não é concebido por uma única pessoa. O pai assim como as famílias de ambos também passa pelo difícil processo de adaptação a uma situação imprevista e inesperada. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  4. 4.  Fatores: 1 - O surgimento de uma geração cujos valores éticos e morais encontram-se desgastados; liberdade recebida por esses jovens os levam à banalização de assuntos como o sexo, por exemplo; ainda acompanhada de certa falta de limite e responsabilidade é um dos motivos que favorecem a incidência de gravidez na adolescência. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  5. 5.  Fatores: 2 - O afastamento dos membros da família e a desestruturação familiar. Seja por separação, seja pelo corre-corre do dia-a-dia, os pais estão cada vez mais afastados de seus filhos; acontece que o adolescente recebe uma liberdade sem responsabilidade. TRABALHO DE GEOGRAFIA- GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  6. 6.  Fatores: 3 - A desinformação e a fragilidade da educação sexual são também questões problemáticas; Os governos, por sua vez, também se limitam às campanhas esporádicas. Ainda assim, em geral essas campanhas não primam pela conscientização, mas apenas pela informação a respeito de métodos contraceptivos. TRABALHO DE GEOGRAFIA- GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  7. 7.  Fatores: 4 – Também, os pais enfrentam dificuldades para conversar sobre essas questões. Isso se dá devido a uma formação moralista que tiveram. Diante dessa realidade o número de pais e mães adolescentes cresce a cada dia. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  8. 8.  Os primeiros problemas podem aparecer ainda no início da gravidez e vão desde o risco de aborto espontâneo – ocasionado por desinformação e ausência de acompanhamento médico – até o risco de vida – resultado de atitudes desesperadas e irresponsáveis, como a ingestão de medicamentos abortivos. O aborto além de ser um crime, em nosso país, é uma das principais causas de morte de gestantes. Por ser uma prática criminosa não há serviços especializados o que obriga as mulheres que optam por essa estratégia, a se submeterem a serviços precários, verdadeiros matadouros de seres humanos, colocando em risco a própria vida. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  9. 9.  Métodos Contraceptivos:  Espermicida Espermicida é um produto, uma espécie de gel, comprado em farmácias sem a necessidade de receitas médicas e utilizado para matar ou imobilizar os espermatozóides evitando que eles cheguem ao óvulo. É aplicado na vagina pouco antes da relação sexual. O ideal é que seja usado junto com a camisinha aumentando assim sua eficácia.  Diafragma O diafragma é outro método ideal que cãs bem com o espermicida. Aliás, ele só funciona assim. É um objeto côncavo, arredondado e de bordas, feito de borracha flexível. Para utilizá-lo é necessário aplicar-lhe o espermicida e em seguida inseri-lo no canal vaginal. Ele funciona como uma barreira de proteção do útero. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  10. 10.  Pílulas anticoncepcionais Um dos métodos contraceptivos mais populares são as pílulas que ocupam o primeiro lugar no ranking dos métodos mais usados pelas meninas. Isso acontece, primeiro porque sua fama de método seguro é grande, segundo porque o acesso a esse produto também é muito fácil. Embora isso seja errado a maioria das farmácias não pede receita médica no ato da compra e muitas mulheres fazem uso desse medicamento sem orientação médica. É importante salientar que essa atitude não deve ser cultivada. O uso de qualquer medicamento por iniciativa própria é arriscado à saúde. As pílulas costumam provocar efeitos colaterais como aumento ou redução de peso, dores de cabeça, náuseas, tonturas, entre outros. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  11. 11.  Outras alternativas Além desses há ainda um método contraceptivo que não é adequado à adolescência. É o DIU (Dispositivo Intra Uterino). Trata-se de um mecanismo depositado, apenas pelo médico, no útero da mulher e que deve ser acompanhado pelo menos de 6 em 6 meses pelo ginecologista. Não resta dúvida então que o melhor remédio para não engravidar é prevenir, certo? Porém, se algo deu errado há um método contraceptivo de urgência: trata-se da “pílula do dia seguinte”. É um medicamento que deve ser usado quando, por acidente, falham os outros métodos. Importante: apenas em casos extremos. Não dá para ser irresponsável e sair por aí transando sem proteção e tomando a pílula toda vez que transar. eficiência do uso da “pílula do dia seguinte” está relacionada com o tempo que leva entre a transa e a ingestão do medicamento. Quando mais cedo for tomada maior sua eficácia. Seu uso errado pode ser prejudicial a gravidez, por isso deve ser orientado pelo médico. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  12. 12.  Conclusão: A gravidez na adolescência significa uma rápida passagem da situação de filha para mãe, do "querer colo" para o "dar colo". Nesta transição abrupta do seu papel de mulher ainda em formação para o de mulher-mãe, vive uma situação conflitiva e, em grande parte dos casos, penosa. A adolescência é também uma fase em que a personalidade da jovem está se formando e, por isso mesmo, é naturalmente instável. Se é fundamental que a mãe seja uma referência para a formação da personalidade de seu bebê, os transtornos psíquicos da mãe poderão vir a afetar a criança. Considerando-se que, a gravidez na adolescência pode resultar no abandono escolar e que, o retorno aos estudos se dá em menores proporções, torna-se difícil a profissionalização e o ingresso no grupo de população economicamente ativa, com agravamento das condições de vida de pessoas já em situação econômica desfavorável. Após o parto, é importante que a adolescente tenha a oportunidade de juntar seus pedaços ede retomar seu papel de mulher, de adolescente e de cidadã. Precisa experimentar seu papel de mãe, e de se permitir ou não ter outros relacionamentos. Planejar sua atividade sexual, repensar sua vida escolar e profissional e desenvolver sua auto-estima para poder viver plenamente.A gravidez na adolescência é um problema de saúde pública de caráter social, que necessita a implementação de políticas públicas saudáveis para sua redução e melhoria da qualidade de vida dos adolescentes. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
  13. 13.  LEMBRE-SE: GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

×